Você está na página 1de 27

CONHECIMENTOS TÉCNICOS

E MOTORES II

Prof. Henrique Barbosa


Sistema de Alimentação
• Esse sistema tem a finalidade de fornecer a mistura ar
+ combustível ao motor, na pressão e temperatura
adequada e livre de impurezas. Este sistema engloba 3
partes:

- Sistema de Indução:- é o conjunto que admite, filtra e


aquece o ar se necessário
- Sistema de Superalimentação:- é o conjunto que aumenta a
pressão do ar admitido. ( nos aviões mais simples não
possuem esse sistema )
- Sistema de Formação de Mistura:- é o conjunto que mistura
o ar com o combustível
Esquema do Sistema de
Alimentação
O Sistema de indução é
composto por:
-Bocal de Admissão
-Filtro de Ar
-Aquecedor de Ar
-Válvula de ar Quente
-Coletor de Admissão
O pistão aspira a
mistura ( ar +
combustível )
devido a rarefação
Sistema de Superalimentação
causada no cilindro

• Motor não superalimentado:-


Neste sistema a pressão no
tubo de admissão é sempre
menor do que a pressão
atmosférica ( no máximo
igual ). Os motores não
superalimentados perdem
potência com a altitude,
devido a diminuição da
quantidade de ar
* Quando citamos
220 HP, estamos
nos referindo a
Potência Nominal. Motor Superalimentado
• Neste caso a pressão de
admissão pode ser maior
que a pressão atmosférica
( 29,92 pol Hg ).
• O motor superalimentado
tem um bom rendimento
até uma certa altitude,
chamada de altitude
crítica

Corisco Turbo ( motor superalimentado ) de


220 HP
Nos motores turbo-
alimentados ou
turbo-ventoinha, o
compressor é
Compressores
acionado por uma
• Os compressores
turbina que aproveita
os gases de escape,
utilizados na
girando a
velocidades que
superalimentação são
chegam a 70.000
RPM. do tipo centrífugo.
• O compressor possui
Cuidados e
Limitações:
uma ventoinha que
-tacômetro e
arremessa
termômetro de óleo o ar com

velocidade
-Termômetro da por ação
cabeça do cilindro
centrífuga
-Manômetro de
contra os
difusores colocados ao
admissão
seu redor
Os compressores podem ser acionados pelo eixo
de manivelas através de engrenagens que
aumentam a rotação
Sistema de Formação de Mistura

• Tem a finalidade de
vaporizar a gasolina e Carburador
misturá-la com o ar.
Existem 3 tipos
básicos de formação
de mistura: Injeção Indireta
– Carburação
– Injeção Indireta
– Injeção Direta

Injeção Direta
Carburação
• Neste sistema, o ar também chamado de
passa através de um carburador de pressão
dispositivo denominado diferencial, onde a
gasolina é aspirada pelo
carburador, onde o
fluxo de ar de admissão
mesmo faz a dosagem de
ar + gasolina. Há dois onde a gasolina é
tipos de carburadores: injetada sob pressão
– Carburador de Sucção dentro do fluxo de ar
– Carburador de Injeção
Injeção Indireta
• Neste sistema, a gasolina efetua a dosagem
é injetada no fluxo de ar pulveriza a
de admissão por uma gasolina dentro do
bomba, antes de chegar fluxo de ar
aos cilindros. Como não admitido
existe um carburador
para a dosagem de
combustível a tarefa fica
dividida entre:
– Unidade Controladora de
Combustível
– Bico Injetor
Injeção Direta
• Neste sistema, os
cilindros do motor
aspiram ar puro, e o
combustível é injetado
diretamente dentro
dos cilindros
Carburação
• A unidade de formação de
mistura é o carburador, que
serve para dosar a quantidade
correta de ar e gasolina,
selecionando assim as fases
operacionais ( marcha lenta,
decolagem, cruzeiro, etc...)
• Caso haja a dosagem
inadequada o motor pode
parar por falta de gasolina ou
Carburador de nível constante, de
então por excesso, isto é,
sucção ou de pressão diferencial
afogamento
Carburação
• Controle de Potência: Ligada
diretamente a borboleta do
carburador
- Quando a manete é
empurrada totalmente a frente
a borboleta estará totalmente
aberta, permitindo ao motor
aspirar a máxima quantidade
de ar e quando em marcha
lenta a borboleta estará quase
toda fechada
Carburação
• Princípio de funcionamento
do carburador:- o elemento
básico é o tubo de Venturi,
onde o mesmo possui um
estrangulamento tornando o
fluxo de ar mais veloz . A
gasolina então sobe pelo
pulverizador, misturando-se
com o ar de forma pulverizada
Esta gasolina deve chegar aos
cilindros sob a forma gasosa
• O nível de combustível da
cuba é mantido constante
através de uma bóia,
semelhante as utilizadas nas
residências
Carburação
• Gicleur ou giglê:- orifício
calibrado que serve para dosar
a quantidade de combustível
que sai do pulverizador
principal ( chama-se principal
para distingui-lo do
pulverizador de marcha lenta
• Quanto menor o orifício mais
pobre será a mistura, sendo
este diâmetro fixo e
determinado pelo fabricante do
motor
Carburação
• Marcha lenta:- Quanto a
borboleta está na posição de
marcha lenta, o fluxo de ar do
tubo de Venturi diminui e a
gasolina deixa de ser aspirado
pelo pulverizador, passando a
entrar o pulverizador de marcha
lenta
• A abertura da borboleta e o
orifício de dosagem de gasolina
podem ser ajustados no solo,
pelo mecânico, sendo que este
ajuste faz parte da regulagem
do motor
Bomba de
Aceleração:
Seu acionamento
automático é no
instante em que a
manete de
Carburação

aceleração é
Aceleração:-
empurrada toda a
Quanto o
motor
frente é acelerado, o fluxo
( com
rapidez
de ar).aumenta
imediatamente, mas a
gasolina sofre um retardo
ao subir pelo pulverizador,
para compensar esse
retardo existe uma bomba
de aceleração, cujo pistão
injeta uma quantidade
adicional de gasolina no
instante em que a borboleta
é aberta.
Carburação
• Válvula economizadora:- Quando a
borboleta esta na posição de
potência máxima abre-se uma
válvula economizadora, fazendo
passar mais quantidade de
combustível ao pulverizador
- Máxima potência = mistura 10:1
- Máxima contínua = mistura 12,5:1
( a válvula se fecha um pouco )
- Potência reduzida para cruzeiro =
a válvula economizadora se fecha,
tornando a mistura pobre.
Carburação e Injeção
• Influência da atmosfera:- a mistura
torna-se rica quando a densidade do ar
diminui, sendo esta causada por:
- Redução da pressão atmosférica
devido a altitude ou por razões
meteorológicas
- Aumento da temperatura do ar
- Aumento da umidade do ar
Corretor altimétrico:- acionado pela
manete de mistura e serve para fazer a
correção de mistura, sendo este corretor
podendo ser do mais variados tipos,
inclusive automáticos
Carburação
• Deficiências do carburador:- Apesar de ser muito utilizado o
mesmo apresenta várias deficiências, tais como a distribuição
desigual da mistura aos cilindros e a possibilidade de
formação de gelo no tubo de Venturi

• A gasolina proveniente do carburador pode voltar ainda ao


estado líquido no tubo de admissão, empobrecendo a mistura, e
os movimentos do avião balançam a gasolina na cuba,
causando variações na mistura.
Carburação
• Sintomas de formação de • Eliminação do gelo:-
gelo:- Para eliminar o gelo, é
- Queda de rotação necessário aquecer o ar
de admissão
- Queda na pressão de
admissão
- Retorno da chama, pois a
saída do pulverizador estará
bloqueada, empobrecendo a
mistura
Carburação

Aquecimento do
carburador
Entrada de ar
para cabine

- Se houver detecção de
formação de gelo, o piloto
deve descer.
- Não se deve fazer
descidas prolongadas com
Aquecimento da cabine o motor em marcha lenta
Carburação
• Carburador de Injeção:- • Funciona nas diversas
funciona em conjunto com uma posições de vôo, inclusive no
bomba que fornece o combustível vôo de dorso pois não há
sob pressão, ao carburador cabe espaço onde o combustível
apenas dosar o combustível de possa balançar
maneira correta.
• Dosagem mais precisa e
• O carburador de injeção possui constante do combustível
as seguintes vantagens com
relação ao carburador
convencional: * Estas vantagens se
manifestam com maior ênfase
- Evita a formação de gelo, pois o
aos sistemas de injeção direta e
combustível é injetado após a
indireta
borboleta
Carburação e Injeção
Funcionamento do carburador de injeção:
Injeção Indireta
Sistema de injeção Indireta:- neste sistema, os cilindros já recebem
a mistura formada, onde o combustível é injetado imediatamente
antes das válvula de admissão
Em uma partida
numa aeronave que
provém de um
sistema de de
injeção indireta, a Injeção Indireta
gasolina é injetada
diretamente dentro Válvula distribuidora ou
do cilindro, sendo
que após, no ciclo Divisor de fluxo:
normal de popularmente ela é
funcionamento, a
mistura será formada chamada de aranha
no tubo de admissão
ou seja antes da
válvula de admissão

Bomba Injetora
Carburação e Injeção
• Alguns sistemas de injeção indireta
não possuem válvula distribuidora,
pois o combustível é injetado no
duto de admissão, antes de esse se
ramificar para os vários cilindros do
motor. A injeção pode ser feita na
entrada do compressor de
superalimentação
• A vaporização do combustível
torna o ar mais frio e denso,
aumentado a massa de ar admitida e
portanto a potência do motor.
Carburação e Injeção
• Sistema de Injeção Direta, o combustível é pulverizado dentro do
cilindro, durante a fase de admissão, sendo assim um fluxo
descontínuo. O motor aspira ar puro e a mistura forma-se dentro
dos cilindros
• A bomba injetora
serve não somente
para bombear o
combustível, como
também para distribuir
e injetar o combustível
nos cilindros em
sincronia com os
tempos de admissão