Você está na página 1de 99

SOFTWARES PARA

TOPOGRAFIA

 Universidade Federal de Pernambuco


 Campus Agreste
 Engenharia Civil
 Topografia II
 Docente: Larissa Ribas
 Discentes: Jonathan Simões Roque
Júlio César Borges Dias Gomes
Laura Augusta Albuquerque
Everton Rodrigues Alves
Thalis Renan Coelho de Aguiar
Importância dos Softwares na Topografia
Softwares topográficos são ferramentas
indispensáveis em serviços que envolvam
dados de um levantamento topográfico;

 Os softwares aplicados na topografia


trazem:
 Facilidade;
 Melhor Precisão;
 Representação Gráfica.

As empresas desenvolvem vários softwares


para topografia, entretanto é importante
definir qual melhor atende às necessidades
do usuário
Importância dos Softwares na Topografia

 Importância de conhecer os Softwares


para escolha do mais adequado:

 Melhor para se manusear;

 Programa que apresenta resultados


confiáveis;

 Apresentação de dados de uma forma


mais fácil de ser interpretada;

 Maior interatividade;

 Custo beneficio;
SIG
 Sistema de Informação Geográfica
O que é SIG e como funciona ?
Definição

Componentes

SIG Estrutura

Funcionalidades

Software
Definição
• União entre informação geográfica e a informação descritiva;
Componentes do SIG

 Hardware / Softwares;

 Pessoas;

 Dados e Informações;

 Métodos e Procedimentos.
Estrutura do SIG
 Layers (Câmadas):

 Vetor
 Raster

 Referência Espacial:

 Coordenadas e Projeções Cartográficas


SIG
SIG
SIG
SIG
 Referência Espacial
 Projeções cartográficas
• Geográficas : Latitude e Longitude
• Cartesianas: UTM – Universal Transversa de Marcator
SIG
• Sem a Referência Espacial
Softwares do SIG
 Proprietários: utilizados em mercado (ArcGIS, MapInfo);

 Gratuito: Sem alteração do código (Spring);

 Livres: Qgis e gvSIG;


Embrapa, Incra;
Funcionalidades do SIG
 Geração de Mapas: Digitais ou Físicos

 Medidas de Áreas ou Distâncias: Pontos, segmentos, cálculo de áreas(m², km²,há, etc)

 Geração de base cartográficas: Pontos, linhas e áreas

 Geoprocessamento: Dados vetoriais e matriciais

 Análise 3D: Visualização 3D, cálculo de volume


CIVIL 3D
• O Autodesk Civil 3D trabalha com a plataforma BIM( Building Information Modeling)
que é uma ferramenta poderosa para edição de projetos.
• O CIVIL 3D é uma excelente ferramenta para qualquer tipo de projeto relacionado a
topografia e indispensável para qualquer empresa do ramo
Conhecendo o CIVIL 3D
1. Menu Browser
2. Toolbar acesso rápido
3. Menus
4. Civil 3D Toolbars
5. Info Center
6. ViewCube
7. Tool Pallets
8. Status Bar
9. Command Line
10. Viewports Tabs
11. Ribbon Tab
12. List View/Item View
13. Toolspace
i. Prospector: Gerenciar objetos de trabalho
ii. Settings: Gerenciar Estilos e critérios
iii. Survey: Administrar Levantamentos
Topográficos e dados
iv. Toolbox: Acessar os relatórios
Importando Pontos
• A partir de um levantamento topográfico
com a obtenção de pontos com
coordenadas x, y, z pode-se importar os
pontos para o Civil 3D

1. Abre-se a caixa de diálogo “ Imports


Points”
2. Seleciona-se o tipo de formato “PNEZD(
coma delimeted)”
3. Source File: Arquivo com a informação
dos pontos, podendo ser no formato txt
4. Clica na opção “Add points do point
Group”
5. Clica ao lado e dê o nome de Primitivo
para este grupo de pontos
6. “Ok”
7. “Zoom Extend” e aparecerá os pontos
importados
Importando Pontos
Superfícies no Civil 3D
• É possível criar uma superfície por: pontos, curvas de nível , arquivo DEM, linhas,
blocos e etc
Criando Superfícies
1. Aperta-se em Surface

2. Create Sufarce

3. Abre-se uma caixa de diálogo

4. Muda-se o nome para Primitivo

5. Em style seleciona o estilo “ Contours


1m and 5m( Design)”
Criando Superfícies
Clica-se em :
1. Surface
2. Primitivo
3. Definition
4. Point Group > Add
• Seleciona-se o grupo de pontos
• Automaticamente criará uma superfície e as curvas de níveis:
Exemplos de Superfícies
Visualização 3D da Superfície
• A visualização 3D da superfície
proporciona uma melhor visibilidade ao
projeto, permitindo a visualização de
detalhes

• Clica-se em:
1. View
2. Orbit
3. Free Orbit
Visualização 3D da Superfície
• Essa Ferramenta será usada constantemente nos mais diversos projetos relacionados a
topografia
Visualização 3D da Superfície

Nuvem de Pontos

Superfície Gerada
Perfil do Terreno
• No Civil 3D, a criação do perfil é de forma simples e rápida. Poderá ser visto a
atualização constante do perfil, tanto por modificação no terreno ou por uma alteração
no traçado do alinhamento.
Perfil do Terreno
• Para criar um perfil é através da caixa “Create Profile From Surface”, nela é possível
criar e editar perfis.
Corredores
• Pode-se Utilizar o Civil 3D para criar
modelos 3D de corredores flexíveis e
configuráveis, como estradas, rodovias e
ferrovias.

• Um modelo de corredor constrói e usa


vários objetos e dados do AutoCAD Civil
3D, incluindo, montagens, alinhamentos,
superfícies e perfis.

• O corredor gerencia os dados, amarrando


várias montagens (aplicado para
diferentes faixas de estacas) para as linhas
de base e seus perfis de declividade final.
Corredores
• Objetos de corredor incluem geometria do
corpo do corredor, linhas de recurso
longitudinais, superfícies incorporadas,
suporte de renderização.

• É possível extrair dados, incluindo


superfícies, linhas de recurso,
alinhamentos, perfis e linhas de recurso de
nivelamento, e dados de volume (corte e
aterro)
Cálculo de Volume
• Cálculo de volumes no Civil 3D podem nos auxiliar a obter inúmeras informações
referentes a um projeto de infraestrutura.

• Qual o volume de corte do projeto?


• Qual o volume de aterro do projeto?
• Qual a diferença entre os volumes de corte e aterro ?
Cálculo de Volume
• Tendo a seguinte superfície de corredor no Civil 3D, pode-se gerar o relatório de
volume de corte e aterro.
Cálculo de Volume
Cálculo de Volume
• Relatório de volume:
TopoEVN
O TopoEVN é um sistema para cálculos e desenhos topográficos desenvolvido para
fornecer recursos de alta produtividade na automação e otimização de projetos.
TopoEVN
O programa é composto por 4 ferramentas totalmente integradas:

 Planilha de Cálculos;
 Editor de Relatórios;
 Editor de Memorial;
 Editor de Desenhos.
TopoEVN: O Modo Planilha
A Planilha é um módulo para cálculo de
levantamentos topográficos com uma enorme
quantidade de ferramentas, de fácil
compreensão e aprendizado.
Nesta planilha, devem ser
inseridos os dados
oriundos de um
levantamento topográfico
como ângulos, distâncias,
descrição de pontos,
coordenadas, etc.
TopoEVN: O Modo Planilha
 Linhas: Nelas as informações das estações são organizadas linearmente.
 Coluna de Código: Nesta coluna é necessário indicar o tipo de informação que está
sendo inserida na linha. Isto é feito através dos códigos:

 Colunas de Resultados: Depois de calcular um levantamento, os resultados obtidos são


exibidos nas colunas à direita e são sinalizados por um asterisco (*).
TopoEVN: O Modo Planilha
• Na Caixa de Definições são definidos os
procedimentos que serão utilizados nos cálculos
dos dados observados.

 Nela é possível configurar:

 O tipo de poligonal;
 As coordenadas de amarração da poligonal;
 O tipo de cálculo utilizado no ajustamento;
 O nome do proprietário do projeto, etc.
TopoEVN: O modo Planilha
• Depois de calculada a
poligonal, o usuário
pode visualizar seu
trabalho.
• Nesta visualização, os
pontos são agrupados
pelas suas descrições.
• Permite:
 Alterar os nomes dos
pontos;
 Alterar as cores das
entidades;
 É possível fazer
medições de
distâncias planas,
desníveis, ângulos e
coordenadas.
TopoEVN: Relatórios
O editor de relatórios do sistema permite a criação de infinitos modelos de relatórios
escolhendo as colunas, cabeçalhos e formato das folhas.

 Possui mais de 20 modelos de relatórios pré-definidos:

 Caderneta Taqueométrica Planimétrica;


 Caderneta Taqueométrica Planialtimétrica;
 Caderneta Estação Total Planimétrica ;
 Caderneta Estação Total Planialtimétrica ;
 Caderneta Estação Total Desnível ;
 Nivelamento geométrico.
TopoEVN: O Módulo CAD
O TopoEVN CAD é um sistema voltado para a topografia, geodésia e projetos
tridimensionais e por isso, nele são encontradas ferramentas específicas para este tipo de
trabalho.
TopoEVN: O Módulo CAD
 Criar e editar superfícies – MDT;
TopoEVN: O Módulo CAD
 Gerar e Cotar curvas de nível;
TopoEVN: O Módulo CAD
 Calcular plataforma plana e com inclinação;
TopoEVN: O Módulo CAD
• Volume entre MDTS - Perfil e Seção Transversal;
TopoEVN: O Módulo CAD
 Criação de Perfil Longitudinal;
TopoEVN: O Módulo CAD
 Criar Mapa de Declividades E Mapa temático de Elevações
DATAGEOSIS
• O DataGeosis é considerado um dos melhores softwares do mercado, por ter uma
combinação única de custo-benefício e facilidade de manuseio se comparado às demais
opções.
DATAGEOSIS
 Características:

Planilha de Nivelamento

 Oferece rapidez e precisão


nos cálculos de um
nivelamento geométrico;
 Cálculo e compensação de
erros;
 Processa levantamentos
planialtimétricos realizados
em equipamentos eletrônicos
ou óticos mecânicos;
 Apresentação gráfica dos
pontos nivelados, podendo
inclusive calcular volume
com os mesmos.
DATAGEOSIS
Características:

• Comunicação com as principais Estações Totais e Coletores de Dados existentes


no mercado, além de toda a linha GPS da Magellan.

• Cálculo de ângulos e distâncias a partir de coordenadas;

• Flexibilidade quanto aos métodos de levantamentos, podendo utilizar mais de um


método na mesma poligonal;
DATAGEOSIS
Há três formas de se introduzir dados no DataGeosis: Podem-se importar
dados de uma estação coletora, importar um arquivo ou então digitar tais
dados.
Importar dados de uma Importar de um arquivo: Escolha o tipo
estação coletora de arquivo a ser importado (Caderneta
de Campo, Caderneta de Coordenadas,
Geodésia ou Georeferenciamento).
DATAGEOSIS
Quando não é possível descarregar
algum equipamento, pode-se digitar a
caderneta.
Define-se um nome para a
caderneta e o tipo:
 Coordenadas (XYZ),
 Eletrônica
(distanciômetro),
 Taqueométrica
(estadimetria)
 Reduzida (ex: distância
horizontal e desnível).
DATAGEOSIS
Desenho da poligonal:
DATAGEOSIS
Com as funções de geodésia você poderá fazer qualquer serviço adequado as atuais leis de
registro de terra, se utilizando de:

 Transformações de lista de coordenadas para geodésia. UTM e topográficas locais;

 Transformação automática das coordenadas para Datuns diferentes com a troca dos
mesmos;

 Visualização de todos os pontos na tela de CAD em sistema topográfico local;

 Impressão de planilha em qualquer sistema de coordenadas;

 Cálculo automático da deformação linear e convergência meridiana de cada ponto;

 Opção para confecção de monografia de vértices GPS.


DATAGEOSIS
No modo desenho é possível:

 Criar MDT – Modelo Digital do Terreno;

 Criar Curvas de Nível;

 Criar um modelo tridimensional do terreno;

 Criar Perfil Longitudinal;


MDT
MDT
 Orientado para o cálculo e gestão de
observações de equipamentos como: estação
total,teodolitos, GPS, etc ;

 Inclui o cálculo de poligonais, intersecções


direta e inversa, etc ;

 Facilidade de manuseio e alto desempenho;

 Funciona com todas as versões do AutoCAD


MDT

Também incorpora recursos para


trabalhar com diferentes sistemas
de coordenadas, com
possibilidade para vários
elipsóides, projeções, geóides e
transformações entre sistemas.
MDT
 Pontos Topográficos:

 Desenha automaticamente as linhas que definem a planimetria, usando a base de


dados de códigos que pode ser personalizada pelo usuário, na qual podem ser
definidas as camadas, cores, tipos de linha, espessura.
MDT
 Superfícies:

 Triangulação automática a partir de pontos ou curvas de nível já existentes ou


importadas de outros aplicativos, considerando linhas de contenção, linhas de
contorno e de quebra, que podem ser definidas graficamente informando o número do
ponto ou importando um arquivo pré-definido para desenho ou ainda por seleção de
camadas específicas.
MDT

 Curvas de Nível :

Geração automática das curvas de


nível como polilinhas.
Inserir as cotas das curvas de modo
manual ou automático, podendo-se
definir: estilo do texto, altura e
camada a qual serão adicionadas as
informações e ferramenta que apaga
facilmente as cotas inseridas, caso
seja necessário.
MDT

 Malhas

Criação de malhas a
partir da superfície,
curvas de nível ou
contorno de desenho e
convertê-la aos
formatos comerciais
mais usados.
MDT
• Traçados Horizontais
MDT
 Perfis

Cálculo e
apresentação de
perfis longitudinais e
seções transversais a
partir da
triangulação ou
arquivos em 3D
importado de outros
aplicativos. Perfis por
regressão e perfil
rápido a partir da
superfície criada.
MDT
 Volumes

Cálculo de volumes a partir


do comparativo entre
malhas, superfícies ou seções
transversais. Representação
gráfica das áreas de corte e
aterro com gradiente de
cores. Geração de tabela com
informações de estaca, áreas,
distância entres as estacas,
volume parcial e acumulado,
oferecendo opções de
impressão, desenho e
exportação dos dados
calculados.
MDT
 Mapas – Realismo

 Visualização realista e tridimensional do terreno a partir de superfícies ou curvas de


nível criadas, com a definição de diferentes tipos de texturas ou inserção de imagens
georreferenciadas;

 Geração de vídeos de alta qualidade de um percurso sobre a visualização 3D do


terreno;

 Possibilidade de geração de mapas de declividade, altura, desenho de sólidos, etc.


MDT
 Google Earth

Exportação dos dados


vetoriais como, pontos,
polilinhas, bases e
superfície para o Google
Earth. E ainda, importa
a imagem que está
sendo visualizada no
Google Earth de forma
automática sobre o
desenho no CAD, em
coordenadas UTM.
MDT
 Visualização
realista do terreno e
vídeo

Visualização 3D do
terreno com a
possibilidade de
atribuir materiais
diferentes ou imagens.
Gera um vídeo de um
percurso pelo terreno
no formato AVI para
assistir no Windows
Media Player.
POSIÇÃO
POSIÇÃO
Comunicação direta e conversão dos arquivos das principais marcas de Estações Totais e
Níveis Digitais do Mercado;
POSIÇÃO
 Cálculos de Poligonais e Irradiações:

 Cálculo de poligonais;

 Fechadas, Abertas, Enquadradas, Topográficas ou UTM;

 Ajustamento das poligonais através do método dos mínimos quadrados;

 Detecção automática da seqüência dos pontos da poligonal;

 Classificação segundo a Norma ABNT 13133;

 Visualização gráfica da poligonal e das irradiações;

 Cálculo das irradiações a partir dos pontos da poligonal ou de outros arquivos;

 Visualização gráfica das visadas.


POSIÇÃO
 Relatórios

 Relatórios de Cadernetas de Campo,


Poligonais, Irradiações e coordenadas;

 Todos os relatórios são personalizáveis e


configuráveis
POSIÇÃO
 Módulo avançado

 Com ferramentas de conversão de


coordenadas, desenho de curvas de nível e
perfis, memoriais descritivos;

 Este módulo permite desenhos melhores


apresentados e facilidade de manipulação
de desenhos, dentro da plataforma CAD
do AutoCAD ou do BricsCAD.
POSIÇÃO
 Módulo avançado

 Importação de pontos no AutoCAD ou no BricsCAD a partir de arquivos de texto com


coordenadas;

 Importação direta do banco de dados do Leica Geo Office;

 Transformação entre Sistemas (UTM para Geográfica ) ;


POSIÇÃO
 Módulo avançado

 Desenho e edição de curvas de nível;

 Criação do modelo digital do terreno selecionando pontos por Layer, Seleção ou


Descrição;

 Capacidade de triangular mais de 100.000 pontos;

 Ferramentas de edição dos lados dos triângulos;

 Permite a interpolação de cotas em qualquer ponto sobre o modelo


POSIÇÃO
 Módulo de Georeferenciamento:

 Com todos os recursos necessários para a


geração de todos os desenhos e
documentos necessárias para a certificação
de imóveis rurais, 100% de acordo com as
normas do Incra.
POSIÇÃO
 Banco de dados

Cadastro de Pessoas

 Vértices Existentes

 Banco de dados com o cadastro de:

 Todos os municípios do Brasil

 Todos os cartórios do Brasil

 Equipamentos do usuário

 Profissionais
POSIÇÃO
 Cadastro de áreas

 Cadastro de área inteligente que verifica se os pontos invadem outra área já cadastrada

 Algoritmo próprio para a criação de novas áreas (não utiliza o comando Boundary do
AutoCAD/BricsCAD), tornando desnecessário desenhar as áreas fechadas no
AutoCAD/BricsCAD

 Cadastro de matrículas, transcrições, glebas, faixa de domínio e área de servidão

 Permite o cadastro de ilhas (áreas encravadas – vazio interno) como gleba ou como
confrontante

 Realçe das áreas cadastradas no AutoCAD/BricsCAD


POSIÇÃO
POSIÇÃO
 Documento no Cartório

 Geração de todos os documentos para serem apresentados ao cartório;

 Planta da propriedade;

 Memorial descritivo;

 Memorial descritivo simplificado;

 Declaração de limites geral;

 Declaração de limites individual com anuência do confrontante;

 Requerimento de anuência via cartório;

 Requerimento de Registro.
Programa de processamento aerofotogramétrico
- é uma estação de trabalho fotogramétrico digital para propósito educacional;
OpenDragon
 O OpenDragon oferece um conjunto robusto de operações de processamento de
imagens, através de uma interface gráfica do usuário intuitiva, responsiva e com várias
janelas.

 Funcionalidade do Software inclui:

 Exibição colorida;
 Anotação;
 Aprimoramento;
 Medição;
 Classificação supervisionada e não supervisionada;
 Georreferenciamento;
 Captura de vetores na tela ampla variedade de outros recursos para dar suporte à
educação e pesquisa de processamento de imagens.
OpenDragon
 Requisitos de plataforma

 O OpenDragon requer um computador com Windows 2000, Windows XP, Windows


Vista ou Windows 7 (versão 5.10.8 ou posterior exigida para o Windows 7). Note que
os sistemas Windows 95/98 / ME não são suportados. Recomendamos pelo menos 256
MBytes de RAM e pelo menos 200 MBytes de espaço disponível no disco rígido. Uma
placa gráfica colorida e um dispositivo apontador (mouse, trackball, etc.) também são
necessários.
Recursos do OpenDragon
 Exibição;

 Realçar;

 Classificar;

 Registrar imagens;

 Medir e analisar;

 Construir modelo Gis;

 Comunicar-se entre aplicativos;

 Ensinar e aprender;

 Fala seu idioma.


Lista de perguntas e respostas
 Eu trabalho para uma organização sem fins lucrativos. Posso usar o software
gratuitamente?

 Em julho de 2010, qualquer um pode usar o OpenDragon gratuitamente, sujeito às


restrições em Contrato de Licença.

 Quais são as restrições sobre o uso do OpenDragon?

 É necessário ler o Contrato de Licençaça para obter informações sobre o que você pode
ou não fazer com o OpenDragon.

 Eu escrevi alguns softwares originais que gostaria de contribuir para o projeto


OpenDragon. Como faço isso?

 Entre em contato usando o formulário de colaborador . Necessário informar quem


você é e o software que você criou.

 Há algum tutorial ou plano de aula para uso com o OpenDragon?