Você está na página 1de 14

TSUNAMI

Os tsunamis ou maremotos são grandes movimentos do


oceano, causado por terremotos, no entanto, pode ser
causado por fenômenos geológicos como por exemplo:
erupções de vulcânicas, furacões, impactos de meteoritos
e asteroides. Por essas variedade de causas, o tsunami
pode ocorrer em praticamente qualquer região costeira do
mundo, ate em lagoas.
A Formação

Com o movimento das placas gerando um atrito, resulta


numa alta liberação de energia agitando o oceno podendo
causar gigantes ondas que pode causar uma grande
catastrofe. Quanto maior o atrito maior será a maior tende
a ser a velocidade de propagação das ondas. Para ser
considerado um tsunami, a onda precisa ter um
comprimento entre 10 e 500 km, tendo um período de
formação relativamente lento, de alguns minutos.
Tsunamis que marcaram a Historia
TSUNAMIS QUE MARCARAM HISTORIA
TSUNAMI DO OCEANO INDICO EM 2004

Este foi um dos desastres naturais mais devastadores da


historia. Ocorreu no dia 26 de Dezembro de 2004, ma
Indonésia s partir de um terremoto com 9.1/9.3 graus de
da escala de Richter. Segundo as estimativas oficiais,
mais de 230 mil pessoas morreram
LISBOA 1755

Ocorreu em 1 de Novenbro de 1755, originado por um


terremoto, no oceano Atlântico, provavelmente alcançou
9.0 graus na escala de Richter. Com a estimativa de 10
mil vitimas.
ÁFRICA 1868

Em 16 de Agosto de 1868, um terremoto de 8.5 graus na


escala de Richter afetou a costa do Peru no Chile.
Ceifando a vida de 70 mil pessoas .
MESSINA EM 1908

Em 28 de Dezembro de 1908, um terremoto de 7.5 graus


na escala de Richter provocou um enorme tsunami que
arrasou com a cidade de Messina na Italia. Estima-se que
o número total de mortes foi de 200 mil vitimas
JAPÃO em 2011
Em 11 de Março de 2011 um dos desastres naturais
recentes mais desastroso provocado por um terremoto de
magnitude 9.0 graus na escala de Richter ceifou a vida de
mais de 18 mil pessoas.
Quem estuda os tsunamis?

Sismologia Esta ciência busca conhecer e determinar em


que circunstâncias ocorrem os sismos naturais assim
como suas causas e distribuição sobre o globo terrestre,
a fim de prevê-los em tempo e espaço (o que ainda não é
possível).
Magnitude entre 2 e 4: impacto semelhante à passagem
ESCALA DE RICHTER de um veículo grande e pesado;
A Escala Richter é um sistema de medição
utilizado para quantificar a intensidade dos Magnitude entre 4 e 6: quebra vidros, provoca rachaduras
terremotos conforme a sua manifestação na nas paredes e desloca móveis;
superfície terrestre. Seu limite, teoricamente, não
existe, mas é comum a convenção de que não haja Magnitude entre 6 e 7: danos em edifícios e destruição de
terremotos que ultrapassem o grau 10. construções frágeis;
Magnitude menor que 2: tremores captados
apenas por sismógrafos; Magnitude entre 7 e 8: danos graves em edifícios e
grandes rachaduras no solo;

Magnitude entre 8 e 9: destruição de pontes, viadutos e


quase todas as construções
Magnitude maior que 9: : destruição total com
ondulações visíveis.
OS DOIS TSUNAMIS MAIS DESTRUTIVOS

os dois tsunamis mais destrutivos


Sumatra, Indonésia (26 dezembro 2004)
Magnitude: 9.1
Mortos: 230.000

Foi a 26 de dezembro de 2004 que ocorreu o tsunami


mais destrutivo da história, atingindo a costa da Sumatra,
na Indonésia. O terramoto de Sumatra, a 30 quilómetros
de profundidade, deu origem ao tsunami com 1300
quilómetros de comprimento e ondas até 50 metros de
altura. Testemunhas reportaram ondas gigantes também
nos Estados Unidos, Reino Unido e Antártida. Morreram
230 mil pessoas.
Costa leste do Japão (11 março 2011)
Magnitude: 9
Mortos: 18.000

A costa leste do Japão foi atingida pelo quarto maior


tsunami alguma vez registado, com ondas de 10 metros a
800 quilómetros por hora. O tsunami levou à libertação de
vapor radioativo da central nuclear de Fukoshima e cerca
de 452.000 pessoas tiveram de ser levadas para abrigos.
O Banco Mundial estimou que o país levaria 5 anos a
superar os prejuízos financeiros, na ordem dos 235.000
milhões de dólares.