Você está na página 1de 10

O Transtorno de Personalidade

Borderline
Crianças e Adolescentes

DISCIPLINA: CLÍNICA PSICANALÍTICA


PROFESSORA: DRA. MAGDA MELLO
Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) ou
limítrofe ou fronteiriço é caracterizado como: (no
adulto)

“ (...) um padrão global de instabilidade dos


relacionamentos interpessoais, da autoimagem e dos
afetos e acentuada impulsividade, que se manifesta no
início da idade adulta e está presente em uma
variedade de contextos.”
 Normalmente emerge na adolescência e pode
apresentar-se como dificuldades adaptativas nos
âmbitos acadêmicos, sociais e autocuidado, além de
tentativas de suicídio e automutilação.
Manifestações estão divididas em três grupos:

1. Afetividade flutuante :depressão; raiva e


hostilidade, sensações conflitantes. Podem
manifestar tensão aversiva incluindo raiva. tristeza,
vergonha e sentimentos crônicos de vazio e solidão.
Mudam constantemente de humor ao longo do dia.
2. Distorções perceptuais e cognitivas, como delírios
de referência, ideação paranoide, ilusões e fenômenos
dissociativos.
3. Comportamentos agressivos e impulsivos, como
automutilação, agressão verbal a terceiros,
comportamento suicida, uso abusivo de drogas e
promiscuidade.
Condições que desencadeiam a síndrome ou
transtorno :
 Narcisismo – idealização e desvalorização
 Sentimento de inferioridade
 Forma tratados com indiferença e abandono
emocional
 Masoquismo acompanhado de depressão
 insegurança
 Dificuldade de teste de realidade
 Mecanismos projetivos
 Vazio interno
 Mascarar a tendência agressiva por passividade
 Identificações narcisistas com os outros
 Incapacidade de tolerar rotina
 Leva vida caótica (tem sempre algo horrível
acontecendo)
 Impaciência e intolerância à frustração
Narcisismo Patológico na Infância e Adolescência

 Poderão ocorrer:

 Manifestações no corpo e nos atos

 Desvalorização de colegas e não toleram perder,


muito

 Competitivos
 Eternamente insatisfeitos

 Queixas psicossomáticas

 Distúrbios de aprendizagem

 Rejeitados num grupo, ficam furiosos

 Adolescentes: cortes/excêntricos e/ou


perfeccionistas