Você está na página 1de 21

ISO 14000

ISO/TS 16949
ISO 18000
ISO 21000
Luiz Felipe de Oliveira - 141150476
ISO 14000
• A série de normas ISO 14000 correspondem a um Sistema de Gestão Ambiental
(SGA) editado pela ISO (International Organization for Standardization). As
normas apresentam diretrizes para Auditorias Ambientais, Avaliação do
Desempenho Ambiental, Rotulagem Ambiental e Análise do Ciclo de Vida dos
Produtos.

• A finalidade desta série de normas é equilibrar a proteção ambiental e a


prevenção de poluição com as necessidades sociais e econômicas.

• Esta norma não estabelece requisitos absolutos para o


desempenho ambiental, além do comprometimento,
expresso na política, de atender à legislação e regulamentos
aplicáveis e do compromisso com a melhoria contínua.
ISO 14000
• Assim, duas organizações que desenvolvam atividades similares, mas que
apresentem níveis diferentes de desempenho ambiental, podem, ambas,
atender aos seus requisitos. Dessa forma, a adoção desta norma não garante,
por si só, resultados ambientais ótimos.

• A Série ISO 14000 é composta por várias normas:


• ISO 14001: trata do Sistema de Gestão Ambiental (SGA);
• ISO 14004: trata do Sistema de Gestão Ambiental, sendo destinada ao
uso interno da Empresa;
• ISO 14010: são normas sobre as Auditorias Ambientais. São elas que
asseguram credibilidade a todo processo de certificação ambiental;
• ISO 14031: são normas sobre Desempenho Ambiental;
• ISO 14020: são normas sobre Rotulagem Ambiental;
• ISO 14040: são normas sobre a Análise do Ciclo de Vida.
ISO 14000
• As normas ISO 14000 oferecem benefícios às empresas, tais como:
• Garantia de implementação política: a ISO 14001 força a organização a superar a inércia,
ligando a política ambiental (promessas vazias) a objetivos e metas reais.
• Consistência mundial para competição internacional: a ISO 14001 fornece um mecanismo de
gestão ambiental responsável, em locais onde as normas são mínimas ou não existentes. A
ISO 14001 oferece uma abordagem consistente internamente para as preocupações
ambientais e também a certificação pela ISO 14001 permite às empresas identificarem-se
com parcerias comerciais e com preocupações ambientais.
• Satisfação do cliente: principalmente no caso de fabricantes de bens duráveis, muitas normas
ISO estão mais disseminadas.
• Custos reduzidos: a ISO 14001, prevenindo poluição, reduz os custos cortando as despesas
com matérias-primas e diminuindo custos com descarte de resíduos.
• Melhoria de imagem pública: há uma reação positiva da comunidade, quando ocorre uma
implantação da ISO 14001 por parte de uma empresa local.
ISO 14000
• Critérios de certificação da ISO 14000
• Para ser qualificada a receber o certificado das normas ISO 14000 a empresa tem que estar
de acordo com as políticas e leis ambientais de seu país. Porém, há outros requisitos mais
específicos, e qualquer desalinho em relação a eles pode fazer com que a empresa não seja
certificada.
• Planejamento ambiental: fazer um planejamento completo dos aspectos ambientais da
área, metas, objetivos leis e programas ambientais.
• Realização e manutenção: Após planejar, é preciso “ligar” o sistema, fazer com que ele
funcione, e mantê-lo funcionando.
• Documentação e arquivamento: realizar uma documentação completa de todos os
processos relacionados com a gestão ambiental da empresa e do sistema que está sendo
implementado e arquivá-los.
• Revisão e inspeção: é preciso sempre estar monitorando e verificando os processos
ligados à gestão ambiental. Caso uma ação corretiva precise ser tomada, ela também
deverá ser documentada e arquivada
ISO 18000
• Em 1999 a Occupational Health and Safety Assessment Series lançou a OHSAS
18001:1999;

• Refere-se ao Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional;

• No desenvolvimento da norma houve a preocupação de ter em conta algumas normas


nacionais já existentes:
• Inglaterra em 1966, BS 8800;
• Espanha em 1997, UNE 81900;
• EUA em 1996; Norma OHS;
• Assim como a compatibilidade com as normas ISO 9000 e 14000.
ISO 18000/OHSAS 18001
• O sistema de certificação OHSAS foi projetado para ajudar as organizações a
formularem políticas e metas de saúde e segurança ocupacional, e sua norma se
aplica a qualquer organização que queira adotar ações mais efetivas em gestão
dos riscos à saúde e segurança ocupacional.

• A OHSAS 18001 mede seus sistemas de gestão em várias dimensões, cuja


abrangência de aplicação dependerá de fatores como da política de saúde e
segurança ocupacional da organização, a natureza de suas atividades, e as
condições sob as quais opera.
ISO 18000/OHSAS 18001
• Com a série OHSAS 18000, as organizações que querem ir além da legislação
comunitária e nacional, implantando um Sistema de Gestão de Segurança e
Saúde no Trabalho, têm ao seu dispor um referencial que lhes permite serem
avaliadas e certificadas por uma organização externa (organismo de Certificação)
- podendo com isso obter frutos da melhoria de seus procedimentos, incluindo
um diferencial de mercado que pode ser explorado em ações de marketing.

• Procedimento
• Mapeamento do estado atual;
• Listagem de todos os desvios das cláusulas da lei e os pré-requisitos do
padrão;
• Aplicação do sistema de gestão da empresa;
• Operação experimental do sistema de gestão;
• Treinamento Pessoal;
ISO 18000/OHSAS 18001
• Seleção de um organismo de certificação;
• Aprovação da oferta do organismo de certificação pela empresa e definição da inspeção no
Local;
• Inspeção no local;
• Resultado da inspeção;
• Cumprimento de todas as ações corretivas com a assistência do consultor;
• Emissão do certificado (Validade de 3 anos) com auditorias anuais pelo organismo de
certificação.
ISO 18000/OHSAS 18001
• Observações:
• Opcionalmente, a empresa pode continuar a cooperar com o consultor para cumprir com sucesso todos
os requisitos contínuos do certificado;

• A certificação de um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança OHSAS 18001 não é obrigatória para a
classificação de hotéis em sua categoria (estrelas);

• No entanto, a aplicação de tal sistema (juntamente com sua certificação subsequente) provavelmente
entrará nos critérios de classificação e aumentará a classificação dos quartos alugados em hotéis.
ISO/TS 16949
• É a norma que serve exclusivamente para as indústrias que são fornecedoras do
setor automotivo, ou também chamada de norma de Sistema de Gestão de
Qualidade Automotiva;

• É uma ISO/TS, onde TS é uma sigla em inglês que significa Technical Specification,
ou Especificação Técnica;

• Sua versão mais atual é de dezembro de 2016, e sua norma é


fundamentada na ISO 9001 com alguns diferenciais;

• Surgiu a partir da necessidade das montadoras de automóveis de


padronizar os requisitos para seus fornecedores, pois grande parte
delas possuía uma gama de requisitos mandatórios que a própria
ISO 9001 não aborda (por serem requisitos específicos);
ISO/TS 16949
• Ela especifica os requisitos do sistema da qualidade para a
concepção/desenvolvimento, produção, instalação e manutenção de produtos
automotivos.;

• A ISO/TS 16949 foi desenvolvida pelo setor, a Força Tarefa Automotiva


Internacional (IATF, do inglês International Automotive Task Force), para estimular
a melhoria da cadeia de suprimentos e do processo de certificação;

• Sua versão mais atual é de dezembro de 2016, e sua norma é


fundamentada na ISO 9001 com alguns diferenciais;

• A ISO/TS 16949 é relevante para todos os tipos de empresa de


suprimentos automotivos, de pequenos fabricantes a organizações
multi-site e multinacionais localizadas em qualquer parte do
mundo;
ISO/TS 16949
• Ela é um alinhamento dos requisitos normativos desenvolvidos por diversos
organismos de certificação internacionais, entre eles:
• VDA (Alemão);
• AIAG (Norte Americano);
• AVSQ (Italiano);
• FIEV (Francês);
• SMMT (do Reino Unido).

• Anteriormente à ISO/TS 16949, uma empresa que desejasse


fornecer para montadoras norte-americanas (por exemplo, Ford ou
Chrysler) e para montadoras alemãs (por exemplo, Volkswagen e
Mercedes-Benz), deveria se certificar tanto para a norma QS9000
(da AIAG) quanto para a VDA 6.1;
ISO/TS 16949
• Benefícios da certificação ISO/TS 16949

• Fornecedor elegível - auxilia na conquista de negócios com os maiores fabricantes de


automóveis do mundo, que exigem a certificação na ISO/TS 16949 como requisito contratual.
• Redução de custos - ajuda a melhorar a qualidade de produtos e de processos, reduzindo
custos.
• Aumento da confiança - proporciona maior confiança na busca de contratos em nível
mundial.
• Redução de múltiplas auditorias - ajuda a reduzir ou eliminar múltiplas auditorias para os
fornecedores que precisam atender aos requisitos de vários clientes.
• Integração simples - é fácil de integrar com as normas que já estão implantadas porque é
baseada na ISO 9001
ISO/IEC 21000-MPEG21
• A ISO / IEC 21000-21 especifica uma ontologia (natureza, essência) para
representar contratos na Estrutura de Multimídia formada para a transação de
Itens Digitais MPEG-21 ou serviços relacionados à Estrutura MPEG-21;

• Sua versão mais atual é do ano de 2017;

• A Media Contract Ontology (MCO) tem como objetivo expressar digitalmente os


acordos feitos em ambientes que utilizam a ISO / IEC 21000. Esses contratos são
contratos para transações de conteúdo embalado como Itens Digitais (DI), bem
como para serviços prestados em torno deste conteúdo por meio de
representação temática;
ISO/IEC 21000-MPEG21
• A gama de contratos sob o escopo é a seguinte:

• Contratos sobre transacções sobre direitos de exploração de conteúdos como artigos digitais
MPEG-21;

• contratos sobre a prestação de serviços baseados em MPEG-21, como entrega, identificação,


criptografia, busca e outros;

• No entanto, o MCO também pode ser usado como formato eletrônico para
contratos sobre o comércio de direitos de mídia além da estrutura do MPEG.
MPEG21
• O padrão MPEG-21, do Moving Picture Experts Group, tem o objetivo de definir
um framework para aplicações multimídia ratificado nos padrões ISO/IEC 21000 -
Multimedia framework (MPEG-21);

• o MPEG-21 define um padrão de "Linguagem de Expressão de Direitos" como


meio de compartilhamento de direitos/permissões/restrições para conteúdo
digital do autor para o cliente do conteúdo. Como um padrão baseado em XML, o
MPEG-21 é destinado para transmitir informações de licença às máquinas de uma
maneira "onipresente, não-ambígua e segura“.
MPEG21
• Os objetivos deste padrão que a indústria espera pôr fim ao compartilhamento
de arquivos ilícito é que irá constituir: "Um framework aberto normativo para
entrega e consumo multimídia para uso por todos os executores em uma cadeia
de entrega e consumo. Este framework aberto fornecerá os autores, produtores,
distribuidores e provedores de serviço do conteúdo com oportunidades iguais no
mercado aberto permitido pelo MPEG-21".

• Baseado em dois conceitos essenciais:


• Definição de uma unidade de distribuição fundamental, que é o Item Digital;
• Conceito da interação dos usuários com esses itens
MPEG21

• Em seu nível mais básico, o MPEG-21 fornece um framework no qual um usuário


interage com outro e o objeto desta interação é um Item Digital.

• Devido a esta interação, podemos dizer que o objetivo principal do MPEG-21 é


definir a tecnologia necessária para permitir que os usuários troquem, acessem,
consumam, transportem ou manipulem Itens Digitais de um modo eficiente e
transparente.
MPEG21
Referências
• https://certificacaoiso.com.br/iso-ts-16949-voce-sabe-o-que-e/
• https://www.sgsgroup.com.br/pt-br/news/2016/06/isots16949
• https://www.iso.org/standard/69299.html
• https://mpeg.chiariglione.org/standards/mpeg-21
• http://www.qualidade.esalq.usp.br/fase2/iso14000.htm
• https://www.significados.com.br/iso-14000/
• https://www.normastecnicas.com/iso/serie-iso-14000/
• https://www.coladaweb.com/administracao/iso-14000-gestao-ambiental
• http://haccplab.gr/eu_EN_iso-18001
• http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/gestao-da-qualidade-sistema-de-certificacao-
normas/39220/
• http://www.iqa.org.br/publico/noticia.php?codigo=2416
• http://www.mfcconsultoria.com.br/servicos/ohsas-18000-sistema-de-gestao-de-saude-e-seguranca-
ocupacional