Você está na página 1de 20

Guerra da Coreia — Um

conflito da Guerra Fria


Alunos: Bruna; Emanuelle; Larissa; Raphael; Vinícius.
N.ºs (respectivamente):
Professora: Alexandra
3º B
A situação da Coreia naquela
época

Domínios, posição, situação do país pré-Guerra Fria


Ocupação japonesa

 Em 1910, a Coreia foi simplesmente anexada ao Império Japonês. Com isso, este último
teve total dominância no país. Eles não eram os melhores anos de pessoas naquela
época...
 Durante o domínio japonês, a Coreia sofreu muitas limitações. O Japão proibia nomes
coreanos, querendo impor sua própria cultura; extinguindo a Coreana. Até o idioma dos
coreanos chegou a ser proibido.
 Esse domínio se permaneceu por longos 35 anos, até o fim da Segunda Guerra Mundial,
com a derrota do Japão. E que derrota!

Sem imagens claras e nítidas sobre esses fatos.


Um ‘’acordo’’

Mesmo o Japão continuando (e explodindo: kamikazes!) na


guerra sem se render, os Aliados concluíram que o Japão
não poderia mais influenciar a Coreia.
Os EUA aceitaram e requisitaram a URSS para um auxílio na
retirada do Império Japonês do território coreanos. Mas com
uma condição: a URSS teria de ter uma área de influência
ali. (Safados eles, hein?)
Com isso, os EUA, pós Segunda Guerra, no início da Guerra
Fria, ficaram com medo e receio daquela influência
socialista se alastrar naquela região, tomando também uma
região da Coreia, mas desta vez, influenciada pelo
capitalismo.
Com isso, o país foi dividido, especificamente no paralelo 38.
Imagem ao lado.
As duas potências decidiram ocupar o país por 5 anos.
Neste tempo, foi o suficiente para ‘bipolarizar’ as regiões separadas.
O norte, com domínio Soviético, aderiu os ideiais praticados neste
último.
O sul, claramente se aliou aos ideias capitalistas, querendo
independência.

Apesar das divergências, as duas queriam algo em comum:


A unificação das Coreias.

Em 1948, a URSS deixou o país.


No ano seguinte, os EUA.

Mas isso não impediu que o país fosse dividido em dois governos.
A divisão

Norte: o lado socialista/comunista Sul: o lado ‘capitalista’

Kim Il-sung. Viveu de 1912 Syngman Rhee, viveu de


até 1994. 1875 até 1965. Formado em
Seguiu de pensamentos universidades como Harvad
marxistas-lenistas, impondo e Princeton, durante o
tais ideologias no norte do periodo de ocupação
território coreano. Líder japonesa, debatia nos Eua
supremo do país. (Coreia sobre a independecia de
do Norte, atualmente.) seu pais. Primeiro presidente
da Coreia do Sul; anti-
comunista, visava a total
custo a unificação das
Coreias.
Ambos queriam unificar a Coreia. Que legal, o que pode dar
errado?

Ambos queriam unificar a Coreia. Com a sua própria visão!

Syngman = unificar, sendo capitalista.


Kim = unificar sendo socialista/comunista.

Com isso, foi gerado uma tensão enorme entre as duas nações.
Achou errado...
Outro conflito e auxílios

 Com o acontecimento da Revolução chinesa e a conquista ao poder de Mao Tse Tung


um genocida, líder chinês, levou a Coreia do Norte pensar que, como não houve
contestamento americano em cima do conflito, a tomada (logicamente à força; ‘‘Para que
não existam mais fuzis, é preciso empunhar um fuzil.” frase legal neh? É do Mao.) do território sul-
coreano seria ‘fácil’, já que supostamente os EUA não se envolveriam.
 Em uma reunião em Moscou, a URSS aceitou auxiliar e fornecer suprimentos e
armamentos aos norte-coreanos. A china também enviou soldados.
 Juntando esses fatos, a Coreia do Norte tinha um exército extremamente forte, ainda
mais com a política militar que exercia (Estado grande!), deu a desculpa que um soldado
sul-coreano teria atravessado a divisa, executando um ataque surpresa.

É. Outra Guerra estaria se iniciando.


O início (definitivo) da Guerra.
Adivinhem: houve dedo dos Americanos.
Pelo menos eu tentei...

 Com o ataque surpresa da Coreia do Norte, o


presidente sul-coreano entrou em paranoia. Ele
começou a matar e capturar qualquer um que ele
achasse que seria comunista. Olhou para a esquerda:
COMUNISTA! Óbvio que só piorou a situação.
 O ataque foi tão rápido e eficaz que tomou
rapidamente a capital e mais da metade do território.
 Contudo, os EUA mandaram soldados para impedir o
avanço das tropas do norte. Mas era tarde demais, e
não conseguiram avançar e retomar os territórios
tomados.
 Porém, conseguiram segurar o exército norte-coreano e
se limitaram a uma região conhecida como Perímetro
de Pusan. Tudo isso em 1950.
Uma nova ajuda. Dos dois lados.

 Com a estabilidade do exército sul-coreano com a presença


de soldados americanos no Perímetro de Pusan, finalmente,
a ONU decidiu interferir no conflito. Os Eua alegavam que a
Coreia do Norte não iria parar; assim que tomassem posse
total de toda Coreia, iriam espalhar sua ideologia para o
resto daquela região. Guerra Fria!
 Então a ONU cedeu. Foram enviados tropas da mesma,
tanto no Perímetro quanto perto da capital Seul (norte da
Coreia do Sul!), abrindo rapidamente uma passagem e
retomada do território perdido.
 China: bate nele que eu revido. Basicamente, se atacassem
o território norte-coreano, haveria interferência do exército
chinês. E teve.
Ganha, perde, ganha, perde, ganha...

 Com a interferência chinesa, a situação ficou


bem bizarra. A Coreia do Sul manteve-se no
ataque, mas logo foi quebrado após a China
mandar (MUITOS!) soldados para a guerra. E
ficou nisso: a Coreia do Norte (e a China)
avançavam e retomavam territórios.
Chegavam perto da capital inimiga, Seul,
perdiam territórios. Coreia do Sul avançava,
chegava próximo à capital inimiga,
Pyongyang, eram obrigados a recuar. E ficou
nisso até 1953.
 A situação ficou tão estranha que, próximo ao
Paralelo 38, eles regrediram e ficam
guerreando em trincheiras. Isso mesmo.
Voltamos para a Primeira Guerra.
 Quando chegou a esse ponto, eles ficaram
exatamente na divisão ao lado. O que
futuramente, seria a efetiva divisão Coreana.
Um acordo

Todos os lados estavam cansados desse negócio.


Chega!

 Em 1953, ninguém aguentava


mais. Tanto a Coréia do Norte,
como a do Sul, resolveram
assinar um Armistício (um acordo
que faz a briga parar, mas não é
como um tratado de paz.) que
dividia as nações do jeito que já
estavam e colocariam um fim
nisso.
E depois?

Como eram os países, situação etc.


Guerra da Coreia em 4 mapas
Após o armistício, ninguém, teoricamente, brigou mais.
A Guerra teve mais de 3 milhões de mortos, onde a maioria eram civis.

Por muito tempo, a Coreia do Sul era a Coreia ruim, com situação
econômica em crise, com dificuldades. A Coreia do Norte estava indo bem.

Nos anos 80, a Coreia do Sul começou a crescer, se tornando um pais rico e
desenvolvido. A do Norte, caiu. Se fechou, mandava e desmandava no que
seu povo poderia fazer, sua economia estava fraca. Em alguns momentos da
história, mal conseguia alimentar seu povo, como a Grande Fome da Coreia
(1994-1998), um tempo depois da queda da URSS.

Até hoje, a Coreia do Norte é um país altamente militarizado, com um Líder


Supremo e um Estado Enorme, com altos índices de fome e miséria.
(Pesquisar notícias sobre Coreia do Norte em 2012).

Pelo menos lá não tem K-Pop.

Brincadeira.
Fim.
Resumo da Guerra em
poucas palavras:

Bate que eu te bato!

Moscou *pleciso de ajuda


Referencias Bibliográficas: China também

POW POW POW KABUUM!

 Apostila ANGLO: História 4, Geral II; pág. 52-55 EUA: Hold on Coreia do
South
 Descomplica: Guerra Fria: Conflitos (acesso
limitado à alunos do intensivo, sem link). VAI PEGA
NÃO VOLTA
 https://www.infoescola.com/historia/guerra-da-
coreia/ VOLTA SIM

 https://www.todamateria.com.br/guerra-da- NÃO VOLTA


coreia/
VOLTA
 https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-
POW POW POW
foi-a-guerra-da-coreia/
Assina aqui que tá tudo
tlanquilo.
Trabalho realizado em 27/09/2018.
Brincadeiras à parte.