Você está na página 1de 56

EQUIPAMENTOS E

UTENSILIOS DE LOJA
Objetivos
 Enumerar os equipamentos e utensílios gerais da loja.

 Utilizar os equipamentos gerais e específicos de cada unidade.

 Enumerar a regras gerais de segurança na utilização dos equipamentos e


utensílios.
Conteúdos
 Enquadramento

 Utensílios
• X-ato e outros instrumentos de corte
• Escadotes e bancos de reposição
• Outros

 Equipamentos gerais
• PDA
• Outros

 Equipamentos específicos
• Perecíveis
-Máquinas
- Equipamentos
- Caixas
- Bazar, alimentar e outras
- Estruturas de suporte
Cont Conteúdos

Regras de utilização e manutenção


Cuidados gerais de segurança
Centros Comerciais
Hipermercados
Lojas de
Lojas Discount
Especialidade

Lojas de Conveniência
CENTROS COMERCIAIS- Pontos de venda caraterizados por várias zonas, constituídos por várias lojas
com uma gestão própria, que se reúnem num local mais ou menos alargado, pertencem a uma
empresa, que gere a politica de comunicação e de animação do centro.
Os centros comerciais podem ser classificados segundo o
número de lojas;

Entre 5 a 15 lojas Centro comercial de bairro

Centro comercial de cidade


Entre 15 a 50 lojas

Shopping center
Entre 40 a 100 lojas

Ultra-regional
Mais de 100 lojas
SUPERFÍCIES COMERCIAIS – Grandes superfícies , todos os locais de venda por grosso ou a retalho, onde o
desenvolvimento é uma superfície, caracterizado pela existência de longos corredores centrais no sentido do
comprimento, destinados fundamentalmente à circulação , e por corredores laterais onde se situam as gôndolas
(móveis compridos, geralmente com a altura de 1,80m e três prateleiras).
HIPERMERCADO - Loja com uma superfície de venda superior a 2000 m2, de vocação alimentar, que expõe os seus
artigos em secções distintas com vendas em regime de auto-serviço.
Loja onde os consumidores vão uma vez por semana, quinzenalmente ou uma vez por mês. O seu raio de ação,
segundo a sua dimensão poderá atingir os 50 km.
Têm uma grande variedade de produtos, com grande difusão de marcas próprias.
SUPERMERCADO – É uma loja com uma superfície de venda de 400m2 até 2500m2 de vocação
alimentar.
Os supermercados surgiram em Portugal na década de 60, introduziram o conceito de auto
serviço.
Têm grandes variedade de produtos, alguns com marcas próprias.
LOJAS DISCOUNT – Surgiram em Portugal em 1979 - Minipreço. Caracterizam-se
por venderem uma reduzida variedade de produtos, a um baixo preço, preço
esse marcado apenas nas prateleiras e cartazes.
No discount faz-se uma venda de produtos em grandes quantidades, com uma
margem pequena.
LOJAS DE ESPECIALIDADE – Estabelecimentos que vendem produtos em áreas de comércio
muito definidas, de boa qualidade e que pela sua especificidade têm de merecer um
atendimento muito cuidado.

Trata-se de um comércio muito difícil quer pela necessidade de desenvolver um grande


cuidado na constituição da oferta, quer pela necessidade de qualificar os trabalhadores, quer,
ainda porque está sujeito a grande concorrência por parte do comércio franqueado.
LOJAS DE CONVENIÊNCIA – São lojas que se fixam em zonas residenciais e que vendem
produtos e prestam serviços que correspondem a necessidades inesperadas. Abertas desde
muito cedo e encerrando muito tarde, estas lojas podem servir para atracção.
São lojas que têm que garantir condições de segurança, tendo o cuidado na apresentação
dos produtos, que vendem a preços muito elevados. Funcionam muitas vezes ligadas a
bombas de gasolina aproveitando a segurança destes estabelecimentos.
TIPOS DE EQUIPAMENTOS E
UTENSILIOS DE LOJA
• EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO;
• EQUIPAMENTOS DE DECORAÇÃO;
• EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM;
• EQUIPAMENTOS DE ARRUMAÇÃO;
• EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE:
• EQUIPAMENTOS DE APOIO;
• EQUIPAMENTOS DE MANUTEÇÃO;
• EQUIPAMENTOS DE LIMPEZA.
CLASSIFICAÇÃO
DE
EQUIPAMENTOS
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS

• EQUIPAMENTOS FIXOS;

• EQUIPAMENTOS MÓVEIS;

• EQUIPAMENTOS DE INTERIOR;

• EQUIPAMENTOS DE EXTERIOR;

• EQUIPAMENTOS INDIVIDUAIS;

• EQUIPAMENTOS COLETIVOS.
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS
EQUIPAMENTOS FIXOS

Este tipo de equipamentos é mais utlizado para exposição de produtos


muito variados e em grandes quantidades. Aqui devem ter-se alguns
cuidados, não só na harmonia de cores, como cuidados relacionados
com a segurança dos mesmos e das pessoas.
Assim sendo, os artigos mais volumosos e pesados devem situar-se na
parte inferior do expositor e os artigos mais leves deverão estar
expostos na parte superior do expositor
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS
EQUIPAMENTOS MÓVEIS

Mais utilizados para exposição de produtos específicos, são normalmente


colocados em espaços “vazios” e por serem móveis, são facilmente deslocados
para outras zonas da loja
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS
Equipamentos individuais

Utilizados para produtos específicos, como por exemplo um perfume ou um


relógio. Tem a finalidade de chamar a atenção para esse produto especifico
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS
Equipamentos coletivos

Utilizados normalmente para expor varias quantidades de um produto


especifico, onde o cliente possa escolher um numero ou uma cor de
acordo com as suas necessidades. Temos como exemplo desde tipo de
expositores um varão com peças de roupa, um expositor com revistas
ou CD’s, uma bandeja com bolos
EQUIPAMENTOS DE EXPOSIÇÃO DE ARTIGOS
Equipamentos de interior ou exterior

Adequados ao espaço onde se pretende expor o produto. Os


equipamentos de exterior devem possuir um resistência ao sol, ou á
chuva, ao calor ou ao frio, muito mais acentuada que os equipamentos
de interior
EQUIPAMENTOS DE DECORAÇÃO
• Os equipamentos de decoração funcionam como um palco
onde monta um cenário, no qual as mercadorias
desempenham o seu papel principal. Os equipamentos de
decoração exigem “criatividade” e “bom gosto”, de modo a
criar um ambiente, uma atmosfera, que estimule a venda do
produto, além de conferir à loja uma personalidade própria,
o que permitir-lhe-á fugir do lugar comum, isto é sobressair
de entre os demais.
EQUIPAMENTOS DE DECORAÇÃO
• Visto que os equipamentos de decoração encerram uma
forma de comunicação visual, eles deve transmitir uma
mensagem ou um sentimento, como “alegria”, “drama”,
“sátira”, “romance”, “cultura”, “humor”, etc., que possam ser
facilmente assimiláveis.
EQUIPAMENTOS DE DECORAÇÃO
• Este tipo de equipamentos, deve ser utilizado de
forma harmoniosa e chamativa, uma vez que a sua
principal função é cativar a atenção do cliente.
• O jogo de formas, luz e cores dão vida ao espaço e aos
artigos com os quais se pretende “atingir” o cliente.
Exemplos de equipamentos de
decoração
EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM
•No armazém são necessários alguns
equipamentos para melhorar e facilitar a
acomodação das cargas além sua
movimentação. É necessário observar que
existem fatores determinantes para a guarda
das mercadorias. São eles:
EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM
• Necessidade de compensação de diferentes capacidades das fases de
produção.
• – Garantia da continuidade da produção.
• – Redução dos custos de mão de obra.
• – Redução das perdas de materiais por avarias.
• – Melhoria na organização e controle de armazenagem.
• – Melhoria nas condições de segurança de operação do depósito.
• A otimização na movimentação de cargas é a função primordial dos
equipamentos de armazenagem, com isso , algumas vantagens
podem ser obtidas:
EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM
PALETES
PALETE DE ALUMINIO

PALETE DE MADEIRA PALETE DE PLÁSTICO


• RACK DE ARMAZENAMENTO GAIOLA DE ARMAZENAMENTO
EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM

BAG SILO SACARIA


EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAGEM
CONTENTORES

CONTENTOR CONVENCIONAL CONTENTOR REFRIGERADO


EQUIPAMENTOS DE ARRUMAÇÃO
• Muitas vezes confundidos com equipamentos de armazenagem, este tipo de
equipamentos são constituídos por conjuntos de equipamentos que servem
para arrumar, de forma conveniente, as matérias-primas ou produtos
acabados, quer manualmente, quer utilizando equipamentos de
movimentação de materiais como, por exemplo, empilhadores e porta-paletes.
Existem vários tipos de sistemas de armazenagem, utilizados de acordo com o
tipo de produto a armazenar e área disponível, entre outros parâmetros.
EQUIPAMENTOS DE ARRUMAÇÃO
EXEMPLOS
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
• Nas empresas de fabrico, a utilização de diversos equipamentos de
movimentação de materiais constituem um sistema de movimentação de
material. Analogamente, se considerarmos o material como o sangue de uma
empresa industrial, então os sistemas de movimentação de materiais são os
vasos sanguíneos que transportam o sangue para as essenciais partes do corpo
(Taylor, 2009, p. 7-9).
• A utilização de equipamentos de movimentação de materiais tem como
objetivo fornecer apoio na carga e descarga de materiais durante o seu
processo de fabricação, armazenagem e expedição.
• A escolha de equipamentos especializados de movimentação de material
encontra-se confrontada com diversos fatores a serem considerados pela
empresa, tais como: tamanho, volume das cargas, forma, peso, custos e
velocidade (Taylor, 2009, p. 7-9).
• .
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
• A criação e desenvolvimento contínuo de novos equipamentos de movimentação
de materiais, torna difícil a classificação e descrição dos diversos equipamentos
existentes. Segundo Ray e Taylor, existem diversos tipos elementares de
equipamentos de movimentação de materiais. São eles:
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
EXEMPLOS DE TIPOS DE EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Existem cinco tipos de equipamentos de movimentação de materiais:

• Veículos industriais;
• Equipamentos de elevação e transferência;
• Transportadores contínuos;
• Embalagens;
• Recipientes e unitizadores;
• Estruturas para armazenagem
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Veículos Industriais

• São equipamentos, motorizados ou não, usados para movimentar cargas


intermitentes, em percursos variáveis com superfícies e espaços
apropriados, onde a função primaria é transportar e ou manobrar.
• Principais tipos: carrinhos industriais, empilhadores, rebocadores,
autocarrinhos (AGV) e guindastes autopropelidos.
São utilizados tanto junto ao processo de produção como no de
armazenagem para não só transportar cargas, mas também colocá-las em
posição conveniente. Sua principal característica é a flexibilidade de
percurso e de carga e descarga.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Equipamentos de elevação e transferência
• São equipamentos destinados a mover cargas variadas para qualquer
ponto dentro de uma área fixa, onde a função principal é transferir.
• Principais tipos: talhas, guindastes fixos, Pontes rolantes, pórticos e
semi-pórticos.
• São utilizados para materiais pesados, volumosos e desajeitados, em
curtas distâncias, dentro de uma fábrica.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Transportadores Contínuos

• São mecanismos destinados ao transporte de graneis e volumes em percursos


horizontais, verticais ou inclinados, fazendo curvas ou não e com posição de
operação fixa. São formados por um leito, onde o material desliza num um
sistema de correias ou correntes infinito, acionado por tambores ou polias.
• Principais tipos: correias planas ou côncavas, elemento rolantes (como rodízios,
rolos ou esferas), correntes (aéreas ou sob piso), taliscas e elevador de caçamba
contínuo.
• São utilizados onde haja grande fluxo de material a ser transportado em
percursos fixos.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Embalagem

• Embalar um produto é dar-lhe forma para a sua apresentação, proteção,


movimentação e utilização, a fim de que possa ser comercializado e
manipulado durante todo o seu clico de vida. A embalagem precisa ser
idealizada, levando-se em conta que uma mercadoria, normalmente, passa
por três fases de manuseamento:

• No local da produção, quando será embalada e armazenada;


• No transporte, quando sofrerá os efeitos da sua deslocação de um ponto para outro,
incluindo os transbordos;
• No seu destino final, quando terá outras manipulações.
• As embalagens devem visar à proteção da mercadoria durante o transporte,
movimentação, armazenagem, comercialização e consumo. Elas podem ser primárias
ou secundárias.
• Embalagem primária é uma embalagem de consumo que protege diretamente o
produto. Tem a finalidade de identificar, informar as características; demonstrar o
modo de uso; conferir uma aparência atraente para a venda e apresentar o produto, já
que muitas vezes isto não será possível sem uma embalagem. A embalagem pode ter
os mais variados tamanhos e formatos, e ser constituída de vários tipos de materiais,
como vidro, plástico, alumínio, papel, papelão, PET (polietileno tereftalato), etc.

• Embalagem secundária

• A embalagem secundária visa unitizar as embalagens primárias em pequenas


unidades, de maneira uniforme, permitindo a sua comercialização, possibilitando ou
facilitando a manipulação mais adequada da mercadoria.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Carga única
• Corresponde à alocação de um conjunto de mercadorias numa única
unidade com dimensões padronizadas, o que facilita as operações de
armazenamento e movimentação da carga de maneira mecanizada.
Não constitui propriamente uma embalagem, é um acessório para a
deslocação ou transporte de carga, não integrando o produto ou o
conjunto de produtos armazenados.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Paletização

• Utilização de plataforma de madeira ou estrado destinado a suportar


carga, fixada por meio de cintas, de modo que sua movimentação
mecânica utilize garfos de empilhador ou guindastes específicos para
esse fim. O guindaste pode movimentar a palete por dois lados ou
por quatro lados com os seus garfos, permitindo ainda que a carga
seja paletizada, envolvida em filme PVC.
EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE
Contentarização

• Colocação da carga em contentor (“cofre de carga”), que é um


recipiente construído de material resistente o suficiente para suportar
uso repetitivo, destinado a propiciar o transporte de mercadorias com
segurança, inviolabilidade e rapidez, permitindo fácil carregamento e
descarregamento e adequado à movimentação mecânica e ao
transporte por diferentes equipamentos. “As opções de utilização no
transporte marítimo são os contentores de 20” e 40” (pés), com a
respetiva classificação para cada tipo de carga
EQUIPAMENTOS DE APOIO
• Os equipamentos de apoio são uma sub-área da Administração,
envolvendo diversos recursos da engenharia, economia,
contabilidade, estatística, marketing e tecnologia, do transporte e dos
recursos humanos.
• São equipamentos que essencialmente nos dão informações precisas
que nos ajudam na tomada de decisões.
• Estão incluídos nos equipamentos de apoio, os computadores,
registadoras, impressoras, fotocopiadoras, balanças eletrónicas, entre
muitos outros
EQUIPAMENTOS DE APOIO
EXEMPLOS
PDA
EQUIPAMENTOS DE MANUTENÇÃO
Existem vários tipos de equipamentos de manutenção:

• Manutenção preventiva é toda a ação sistemática de controle e


monitoramento, com o objetivo de reduzir ou impedir falhas no
desempenho de equipamentos. A manutenção não aumenta a
confiabilidade apenas leva o equipamento a operar sempre próximo
das condições exigidas no moimento em que acabou de ser fabricado.
EQUIPAMENTOS DE MANUTENÇÃO
• Manutenção corretiva é toda a manutenção
não periódica causada por falhas e erros. Trata
da correção dos danos atuais e não dos
iminentes.
EQUIPAMENTOS DE MANUTENÇÃO
• Manutenção preditiva é o acompanhamento periódico dos
equipamentos, baseado na análise de dados obtidos através de
monitoração ou inspeções em campo. O objetivo principal da
manutenção preditiva é a verificação pontual do funcionamento dos
equipamentos, antecipando eventuais problemas que possam causar
gastos maiores como a manutenção corretiva.
• A manutenção preditiva é conhecida como uma técnica de
manutenção com base no estado do equipamento. A manutenção
preditiva tenta definir o estado futuro do equipamento e o tempo da
sua durabilidade. Tem base na medição e coleta de dados por
monitoração: vibração, análises de óleo, ultrassom e termografia,
entre outras. Esta avaliação, entretanto, peca por ser pouco precisa.
EQUIPAMENTOS DE HIGIENE E LIMPEZA
• A higienização deve garantir a eliminação de sujidades
visíveis ou não visíveis e a destruição de
microrganismos patogénicos e deterioração até níveis
que não coloquem em causa a saúde dos utilizadores
e a qualidade dos produtos.
EQUIPAMENTOS DE HIGIENE E LIMPEZA
• A higienização é um processo que poderá ser realizado em várias etapas, mas
que geralmente contempla:

1. Remoção dos detritos sólidos pela ação mecânica e da água.

2. Utilização de um detergente para a remoção da gordura das superfícies e/ou


outros detritos.

3. Aplicação de um desinfetante (em todas as superfícies em contacto com os


alimentos ou com as mãos dos manipuladores/utilizadores) para a eliminação
de quaisquer perigos de origem biológica.
EQUIPAMENTOS DE HIGIENE E LIMPEZA
UTENSÍLIOS DE LOJA
• Os utensílios ajudam nas mais variadas tarefas do dia a dia, e devem
ser adequados para as diferentes tarefas.