Você está na página 1de 22

Coluna Vertebral

• Vértebras: cervicais, torácicas, lombares,


sacrais e coccígeas;
• Acidentes e características de vértebras típicas
e atípicas;
Plano de • Articulações intervertebrais e dos processos
apresentação: articulares;
• Ligamentos: logitudinais, amarelo, supraspinal,
nucal, interespinais.
Vértebras:
 Cervicais;
 Torácicas;
 Lombares;
 Sacrais e coccígeas.
Vértebras
típicas:
• Corpo vertebral;
• Arco vertebral: pedículos e
lâminas;
• Forame vertebral – canal
vertebral;
• Incisuras vertebrais
superiores e inferiores –
forames intervertebrais;
• Processo espinhoso;
• Processos transversos;
• Processos articulares
superiores e inferiores.
Vértebras
cervicais:
Características
gerais:

• Corpo vertebral: unco do


corpo;
• Forame vertebral: grande e
triangular;
• Processos tranversos:
forames transversários,
tubérculos anterior e
posterior, sulco do nervo
espinal;
• Processos espinhosos:
bífidos (CIII a CVI), longos
(CVI e CVII), proeminente
(CVII).
Cervicais
atípicas:
Atlas
Cervicais
atípicas: Áxis
Vértebras torácicas:
 Articulação com as costelas – fóveas costais;
 TI a TIV – características com vértebras
cervicais;
 TV a TVIII – vértebras torácicas típicas;
 TIX a TXII – características com as vértebras
lombares.
Características
gerais:

• Corpo vertebral: formato de


coração;
• Forame vertebral: circular e
menor;
• Processos transversos: longos,
vão diminuindo até TXII, de TI até
TX há faces para articulação com o
turbérculo da costela;
• Processos articulares: quase
verticais;
• Processos espinhosos: longos e
inclinados.
Torácicas
atípicas: T XII
Vértebras lombares:
Características gerais:
• Corpo vertebral: grande;
• Forame vertebral: triangular;
• Processos transversos: longos, com
processo acessório para fixação dos
m. intertransversários;
• Processos articulares: verticais, com
processo mamilar na face posterior
dos superiores para fixação dos m.
múltifidos e intertransversários;
• Processos espinhosos: curtos em
formato de machadinha.
Vértebras sacrais:
• Canal sacral – cauda equina;
• Quatro forames sacrais;
• Promotório da base do
sacro;
• Hiato sacral e corno sacral;
• Face auricular.
Vértebras
coccígeas:
• Cornos coccígeos;
• Fixação para os m. glúteo máximo e
coccígeo, e do corpo anococcígeo,
faixa mediano dos músculos
pubococcígeos.
Articulações intervertebrais: sínfise entre os
corpos vertebrais
 Corpo vertebral: contém uma camada de
cartilagem hialina;
 Disco intervertebral:
 Anel fibroso: anel externo de colágeno que
envolve uma zona de fibrocartilagem
disposta em uma configuração lamelar, que
limita a rotação entre vértebras.
 Núcleo pulposo: líquido gelatinoso que
preenche o centro do disco intervertebral e
absorve forças de compreensão entre as
vértebras.
Articulações
intervertebrais:
sinoviais planas
entre os
processos
articulares
superiores e
inferiores
Ligamentos
longitudinais
anterior e
posterior:
Ligamento
amarelo:
 Tecido elástico;
 Entre as lâminas das
vertebras adjacentes;
 Previne a separação das
lâminas na flexão e
ajuda na extensão.
Ligamentos supraespinal e
nucal:
 Supraespinal: C7 até o sacro;
 Nucal: protuberância occipital até C7,
sustentando a cabeça e resistindo a flexão.
Ligamentos
interespinais:
Referências:
 DRAKE, Richard L. et al. Gray’s: Anatomia Clínica para Estudantes.
Elsevier, 3ª edição. Rio de Janeiro, 2015;

 MOORE, Keith L. Moore Anatomia orientada para clínica. 7ª edição.


Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.