Você está na página 1de 92

Instalação de Grupos Geradores

Open Energy Day


Instalação Completa

Cummins Confidential
Local de Instalação

Uma das primeiras decisões no


projeto é determinar:
 grupo gerador ficará localizado
dentro ou fora da edificação
 com carenagem ou aberto.

Cummins Confidential
Local de Instalação

Considere os seguintes aspectos tanto para a


localização interna quanto externa:

 Montagem do grupo gerador.


 Localização do quadro de distribuição e dos comutadores de transferência.
 Alimentação dos circuitos auxiliares, tais como, aquecedores de líquido de
arrefecimento, carregador de bateria, etc.
 Segurança contra inundação, incêndio e vandalismo.
 Contenção de vazamento de combustível ou líquido de arrefecimento..
 Acesso para manutenção e inspeções gerais.
 Acesso e espaço de trabalho para grandes serviços como revisões ou
remoção/substituição de peças.

Cummins Confidential
Local Externo

 Atenuação dos níveis de ruídos.

 Tipos de carenagens.

 O acesso para manutenção e grandes


reparos

 O escape do motor deve ser direcionado


para longe de ventilações e aberturas da
edificação.

 Aterramento - Hastes de aterramento


podem ser necessárias para complemento
do sistema de aterramento.

 Proteção contra descargas atmosféricas.

Cummins Confidential
Local Interno
 Classificação contra incêndio na
construção da sala requer uma sala
exclusiva e com o fluxo de ar para o
interior da sala.

 A localização deve permitir o acesso


para abastecimento do tanque e
demais fluídos do grupo gerador

 Instalações sobre lajes requerem


estudo sobre o projeto estrutural,
considerando carga e vibrações. O
armazenamento e abastecimento do
combustível, também, devem ser
considerados nesses casos.

Cummins Confidential
Descarga

Observar os seguintes pontos na


descarga e no transporte:

- Equipamentos de transporte e
elevação adequados aos
trabalhos.

- Posicionamento correto de
içamento nos olhais previstos
para essa operação.

- Piso preparado para receber a


carga do grupo gerador.

Cummins Confidential
Fundação e Montagem

 O projeto de instalação deve prover uma fundação


apropriada para suportar o grupo gerador, resistir as
cargas dinâmicas e evitar que os níveis de energia
resultantes da vibração do grupo gerador sejam
transmitidos à estrutura do edifício.

 Todos os componentes que se conectam


fisicamente ao grupo gerador devem ser flexíveis para
absorver o movimento de vibração sem danos.

 A base de montagem do grupo gerador deve ser


nivelada e plana para permitir o correto assentamento
do grupo gerador no piso.
Cummins Confidential
Montagem

Cummins Confidential
Fundação e Assentamento

Cummins Confidential
Base de Concreto

Cummins Confidential
Isoladores de Vibração

A vibração do grupo gerador deve ser atenuada entre o equipamento e o


piso. Alguns grupos geradores já utilizam isoladores de vibração que são
introduzidos na máquina entre o motor/alternador e a base. Estes grupos
geradores pode ser assentados diretamente na fundação ou no piso.

NOTA: O uso de parafusos para


fixar o grupo gerador diretamente
ao piso resultará em excesso de
ruídos e vibrações, ocasionando
possíveis danos ao equipamento
e/ou a estrutura da edificação.

Cummins Confidential
Isoladores de Vibração
Normalmente a fixação do motor/alternador na base é feita de forma
rígida para os grupos geradores de maior potência.
Os grupos geradores que não têm recursos de isolamento integrados
devem ser instalados com equipamentos de isolamento de vibrações
como coxins, molas ou isoladores pneumáticos.

Cummins Confidential
Nivelamento do Piso (Como não fazer)

Cummins Confidential
Instalação de Grupos Geradores –
Atenuação de Ruído
Ruídos

• As aplicações de grupo gerador estão sujeitas a problemas relacionados


com ruídos.
• O ruído do grupo gerador pode ser amplificado pelas condições do local,
ou o nível de ruído existente no local pode impedir que o grupo gerador
atinja os níveis requeridos de desempenho de ruído. (Para medir com
precisão o nível de ruído de qualquer fonte, esta deverá ser 10 dB(A) maior
que o ambiente ao seu redor).

Cummins Confidential
Atenuação de Ruído

Ruído
Unidades de Medida do Nível do Ruído é Decibéis - dB(A): A unidade de
medida do som é o decibel (dB). O decibel é um número em escala
logarítmica. As regulamentações de ruídos geralmente são escritas em
termos de “decibéis escala ‘A’” ou dB(A). O “A” indica que a escala foi
“ajustada” para um valor aproximado como uma pessoa percebe a
intensidade do som.
A intensidade depende do nível de pressão (amplitude) e da freqüência do
som.

Cummins Confidential
Exemplos de níveis de Ruído

 140 Turbina de avião


 130 Martelete pneumático (130)  Um dos principais
 120 problemas causados com
 110 geradores situados tanto
 100 Motor Diesel (105) ao ar livre quanto em
 90 recipientes fechados é o
 80 Tráfego de rua pesado (85) ruído causado pelo
 70 mesmo
 60 Conversação normal (65)
 50
 Nível de Ruído de Fundo
 40 Biblioteca (40)
 30
 20 Estúdio de radiodifusão (20)

Cummins Confidential
Percepção Humana do Som

Mudança Percebida pelo


Mudança do Nível Sonoro Ouvido Humano
 +/- 1 dB ---------------- Não perceptivel
 +/- 3 dB ---------------- Limiar da Percepção
 +/- 5 dB ---------------- Claramente notado
 +/- 10 dB ---------------- Sensação da metade
 +/- 20 dB ---------------- Sensação de 4 vezes menor

Cummins Confidential
De onde vem o Ruído?

 Ruído produzido pelo grupo gerador


 Ruído do Escape
 Ruído transmitido através da estrutura

Cummins Confidential
Maneiras de Atenuar o Ruído

 Atenuadores de Ruído na Aspiração e na


Exaustão de Ar;
 Porta acústica;
 Silencioso Hospitalar ou Crítico para escape

Cummins Confidential
Típico controle de ruído
Entrada de Sala Acústica
Ar Silenciada Motor Silencioso

Gerador

Saida de Ar
Isoladores de Vibração Silenciada

Cummins Confidential
Atenuação de Ruído

Ruído Produzido pelo Grupo Gerador

 Construção de Sala Atenuada


 Tratamento da Entrada e Saída de Ar da Sala
 Porta Acústica
 Tratamento das Paredes (Revestimento)
 Instalação de Trocador de Calor (níveis críticos)

Cummins Confidential
Atenuação de Ruído

Ruído Produzido pelo Escape


• Silencioso de Escape
Normalmente, os grupos geradores são equipados com um silencioso de escape
para limitar os ruídos no escape da máquina. Existe uma ampla variedade de tipos,
arranjos físicos e materiais de silenciosos de escape.
Os silenciosos são fornecidos em vários “graus” diferentes de atenuação de ruído;
comumente chamados: industrial, residencial e crítico. Em geral, quanto mais
eficiente na redução dos ruídos do escape um silencioso, maior será o nível de
restrição do escape ao motor. Para sistemas com longos escapes, o próprio tubo
fornecerá alguma atenuação.

Atenuações Típicas de Silenciosos


Silenciosos Industriais: 12-18 dB(A)
Silenciosos Residenciais: 18-25 dB(A)
Silenciosos Críticos: 25-35 dB(A)

Cummins Confidential
Atenuação de Ruído

Redução de Ruído Transmitido pela Estrutura


Quando o motor está em funcionamento, o movimento mecânico dos componentes
da máquina causam vibração. Se o grupo geradores estiver rigidamente fixado no
piso, a vibração será transmitida para a estrutura. Em outros casos, ocorreram sérios
danos ao grupo gerador, ou maiores problemas de ruído podem ocorrer.

Cummins Confidential
Sala Atenuada – Aspiração

Cummins Confidential
Sala Atenuada - Exaustão

Cummins Confidential
Sala Atenuada

Cummins Confidential
Soma de níveis de ruído

dBAtotal =
 dBA1   dBA2   dBAn 

10 · log10 10
       
10 +10 10 +...+10 10 
3.0
3.0
2.8 dB
2.8
a ser somado a níveis mais altos

dB
2.6 (A
2.6 (A
))
2.4 T
2.4
Incremento em dB(A)

T
2.2 O
2.2 O
2.0 AA
2.0
1.8 DD
1.8 D
1.6 DT
1.6 T
1.4 O
1.4 O
TH
1.2 TH
1.2 E
1.0 EG
1.0 G
0.8 RR
0.8
0.6 EE
0.6
AT
0.4 AT
0.4 EE
0.2
0.2 RR
VV
AL
AL 11 22 33 44 55 6
6 7
7 8
8 9
9 10
10
U DIFFERENCE IN
DIFFERENCE IN dB(A)
dB(A) BETWEEN
BETWEEN VALUES
VALUES BEING
BEING
U
Diferença em dB(A) entre valores que são somados

Cummins Confidential
Soma de níveis de ruído
Distância estimada de Atenuação
Se a distancia dobra a partir da fonte sonora, O nível de ruído decresce 6
decibéis.
Exemplo: Se o nível de ruído é: 95 decibéis a 15 metros, será
89 decibéis a 30 metros, e
83 decibéis a 60 metros.
Adição e Subtração de ruidos
1 Fonte 2 Fontes 4 Fontes 8 Fontes
80 dB(A) 83 dB(A) 86 dB(A) 89 dB(A)

Cummins Confidential
Efeitos da Reverberção

+3 dBA +5 dBA

 A fonte de ruído é efetivamente duplicada por


paredes sem tratamento.

Cummins Confidential
Estratégias de atenuação do som
 Nível de ruído total é a soma do ruído de todas as fontes
 Ruído mecânico do motor
 Radiador
 Exaustão

Com mufler
Exaustão 94
79 dB(A) 15 dB
dB(A)
88
dB(A)
Radiador 86 dB(A)
87 dB(A)
Motor 80 dB(A)

Temos que analisar todas as partes e


procurar entender o conjunto!
Cummins Confidential
Com silencioso crítico sem carenagem e
sem atenuadores

Com mufler
Com
25 mufler
dB Exaustão 94
69
79 dB(A) 15 dB
dB(A)
88
87dB(A)
dB(A)
Radiador 86 dB(A)

87 dB(A) Motor 80 dB(A)

Embora o silencioso tenha


reduzido o ruído do escape, o
dinheiro gasto não teve resultados
significativos.

Cummins Confidential
Propagação Sonora

Decibelímetro

Cummins Confidential
O nível de ruído declarado é a media da soma logarítmica de todos os pontos

Cummins Confidential
Carenagem

Grupos geradores podem ser


equipados com carenagens de
atenuação de som integrada. Essas
carenagens formam uma “sala” ao
redor do grupo gerador e podem
reduzir eficientemente o nível de
ruídos produzidos pela máquina.
Em geral, o preço da carenagen está
diretamente relacionado à capacidade
de atenuação de som. Assim, quanto
maior a atenuação de som, mais cara
a carenagem.

Cummins Confidential
Carenagem silenciada

Características

 Maior nível de segurança


 Proteção dos Elementos
 Redução de ruído
 Tratamento estético
 Pode ficar ao tempo

Cummins Confidential
Ferramentas para reduzir ruído no ponto
reclamante

 Instale o grupo o mais longe possível dos vizinhos


 Insira barreiras para reduzir o ruído
 Direcione o escape para longe de áreas sensíveis

Cummins Confidential
Conexões Elétricas
Considerações sobre o Projeto

Em vista de grandes diferenças entre aplicações, instalações e


condições, os projetos de dimensionamento de cabos e da proteção
devem ser ficar a cargo do engenheiro de instalação e o mesmo
deverá considerar o seguinte:

 O QTA deverá estar localizado o mais próximo possível da carga.

 Separação física entre a alimentação do gerador e da rede para evitar


possível destruição de ambas como resultado de uma catástrofe local, como
incêndio ou inundação

 Circuitos de divisão de cargas ou sistemas de prioridade de cargas no caso


de redução da capacidade do gerador ou perda de uma unidade em paralelo
com o sistema

 Provisões para a conexão de geradores temporários (locação de grupos


geradores) em períodos que o grupo gerador permanente encontrar-se fora de
serviço.

Cummins Confidential
Conexões Elétricas
 Vibrações: Todas as conexões mecânicas e elétricas com o
grupo gerador devem ser capazes de absorver os movimentos
de vibrações e de partida/parada.

 Cabos de Comando: Os cabos de controle de CC e CA devem


ser instalados em um conduíte separado dos cabos de força
para minimizar a interferência dos circuitos de força no circuito
de controle.

Cummins Confidential
Conexões Elétricas
Circuitos de Alimentação de Auxiliares:
 bomba de transferência de combustível
 bombas de líquido de arrefecimento para radiadores
remotos e defletores motorizados para a ventilação.
 Devem ser instalados circuitos de alimentação pela rede,
para o carregador de bateria e para o sistema de pré-
aquecimento de líquido de arrefecimento.

Cummins Confidential
Condutores

Os condutores devem ser dimensionados de acordo


com a NBR5410 – Instalações Elétricas de Baixa
Tensão, onde são considerados:
 Condutor a ser utilizado (unipolar, multipolar, isolação, cobre,
alumínio)
 Acondicionamento (eletroduto, bandeja perfurada, enterrado
no solo, ao ar livre, etc)
 Temperaturas
Os mais importantes fatores de
 Agrupamento despotenciamento de cabos
 Queda de Tensão

Cummins Confidential
Tipos de Instalação

 Acondicionamento de Condutores: Canaleta no piso,


eletrocalha, leito, etc

 Barramento Elétrico (Bus – Way)

Cummins Confidential
Tipos de Instalação – Canaleta de Piso

Cabos de
Comando

Cabos de
Potência

Cummins Confidential
Tipos de Instalação - Aérea

Eletrocalha

Leito

Cummins Confidential
Tipos de Instalação – Bus Way

Cummins Confidential
Instalação de Grupos Geradores -
Diesel
Combustível
Considerações sobre a Escolha do Combustível

Diesel

O tanque de suprimento deve ser dimensionado para permitir o


reabastecimento de combustível com base na programação de
funcionamento e testes dos equipamentos.

Deve-se tomar cuidado na aquisição do combustível e no abastecimento


dos tanques para evitar a entrada de sujeira e umidade no sistema do
combustível diesel. A sujeira entupirá os injetores e provocará um desgaste
acelerado em componentes do sistema de combustível. A umidade pode
causar corrosão e falhas prematuras desses componentes.

Cummins Confidential
Tanque Acima do Motor

Cummins Confidential
Tanque Acima do Motor

Cummins Confidential
Tanque Abaixo do Motor

Cummins Confidential
Combustível
Aspectos a serem considerados no projeto e instalação do
sistema:
 Capacidade, localização, ventilação, tubulação, testes e inspeção do
tanque devem atender as normas aplicáveis.
 A escolha do local - levar em conta acesso para reabastecimento.
 Ventilação do local para evitar a pressurização (respiro).
 Drenagem do combustível e remoção de água.
 Proteger a bomba de transferência do tanque diário com a instalação de
um pré-filtro.
 Devem ser fornecidas linhas separadas de alimentação e retorno entre o
grupo gerador e o tanque diário.
 Para instalação onde um tanque diário abasteça mais de um grupo
gerador poderá ser prevista uma única linha de alimentação, porem as
linhas de retorno deverão ser individuais para evitar a pressurização.

Cummins Confidential
Combustível

Temperatura do Combustível

 A potência do motor está garantida com a temperatura


do diesel até 40 ºC

 Com temperaturas além de 40 ºC o motor perde 1% de


potência a cada 5 ºC .

Cummins Confidential
Combustível
Filtro separador
de água

Tampa de Inspeção
Registros

Respiro

MAX

3-5º

MIN

A linha de retorno
50

de diesel deve ser


A sucção deve ser o mais próximo
aprox. 50 mm possível do fundo.
do fundo do tanque

Cummins Confidential
Combustível
Tubulação do Combustível Diesel

 A tubulação de diesel devem ser construídas em tubo de ferro preto. As


linhas de cobre são menos resistentes que o ferro preto e, portanto, mais
propensas a danos.

 Para as conexões do motor devem ser utilizadas mangueiras flexíveis,


apropriadas para óleo diesel, para absorver o movimento e a vibração do
grupo gerador.

 A tubulação do sistema de combustível deve ser apoiada corretamente


para evitar quebras por vibração. Ela não deve ficar próxima a tubos de
aquecimento, fiação elétrica ou componentes do sistema de escape
do motor.

Cummins Confidential
Combustível
 O projeto do sistema da tubulação deve incluir válvulas em locais
apropriados para permitir o isolamento dos componentes do sistema para
reparos sem a necessidade de se drenar todo o sistema.
 As especificações dos motores Cummins indicam o consumo, a vazão de
alimentação e retorno, bem como as restrições máximas nas linhas de
alimentação e de retorno do combustível.

Cummins Confidential
Instalação de Grupos Geradores -
Escape
Sistema de Escape
A função do sistema de escape é conduzir com segurança os gases do motor
para fora do edifício e dispersar a fumaça e a fuligem.
O sistema de escape deve ser projetado para minimizar a contrapressão no
motor. A restrição excessiva ao escape resultará em aumento no consumo
de combustível, em temperaturas altas do escape (acima do normal), em
excesso de fumaça preta e perda de potência.

Curva
Silencioso

Tubulação
Flexível

Cummins Confidential
Sistema de Escape
Principais Componentes da Instalação de Escape

• Tubo de Escape
É aconselhado o uso de tubo industrial de espessura adequada, ou a
utilização de tubulação de aço inox.

• Flexível
A função do flexível é absorver a vibração
do motor, para que não seja transmitida
para a tubulação de escape e absorver os
deslocamentos longitudinais provocados
pelas dilatações

Cummins Confidential
Flexível de Escape

Cummins Confidential
Sistema de Escape
Principais Componentes da Instalação de Escape

 Curvas (de raio longo)


As curvas deverão ter no mínimo um
raio de 2D (2 vezes o diâmetro),
sendo desejado 3D.

Cummins Confidential
Sistema de Escape
Silencioso

A função do silencioso é atenuar o ruído por


absorção ou defasagem de onda sonora.

Tipos de Silenciosos
Silencioso Industrial
Silencioso Hospitalar
Silencioso Crítico
Oxicatalizador

Atenuações Típicas de Silenciosos


Silenciosos Industriais: -9 dB(A)
Silenciosos Hospitalares: -29 dB(A)
Silenciosos Críticos: -39 dB(A)

Cummins Confidential
Oxicatalisador

 Reduz os poluentes emitidos pela queima


de combustíveis orgânicos e alternativos
destinados a motores de combustão interna.

Cummins Confidential
Eficiência

 O Oxicatalisador em média reduz:

Cummins Confidential
Oxicatalisador

 Substitui com eficiência a Caixa de


Fumaça. Usado para reduzir a fuligem e
consegue reduzir com grande eficiência o
ruído a níveis de - 22 dB.

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Dreno de Condensação
Um coletor de condensação e um bujão devem ser
colocados em pontos onde a tubulação eleva-se
verticalmente para cima. Coletores de condensação
também podem ser instalados com um silencioso. Os
procedimentos de manutenção para o grupo gerador
devem incluir a drenagem periódica da condensação
do sistema de escape

Dreno de
Condensação

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Saída de Escape
A direção da saída do sistema
de escape também deve ser
considerada com atenção. O
escape nunca deve ser
direcionado para o teto de um
edifício ou superfícies
inflamáveis. O escape de um
motor diesel é quente e
contém fuligem e outros
contaminantes que podem
aderir nas superfícies
vizinhas. Instale a saída do
escape e direcione-a para fora
das entradas de ar de
ventilação. Se o ruído for um
problema, direcione a saída
do escape para fora dos
locais críticos.

Cummins Confidential
Sistema de Escape

Lã de Rocha • Chapa Bi-Partida


Em função da temperatura dos gases de
escape, a tubulação sofre dilatação, para
evitar que danos à estrutura da sala do
grupo gerador, a tubulação, na passagem
por paredes, deve ser envolvida por lã de
rocha para absorver a dilatação, e o
acabamento nas paredes poderá ser
através de chapa bi-partida.
Chapa Bi-Partida

Cummins Confidential
Sistema de Escape (como não fazer)

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Suportes / Fixação
A duração de vida da instalação
dependerá da montagem correta e da
suspensão adaptada. Geralmente
constituída por uma abraçadeira de
ferro chato fixado ao teto, a suspensão
permite a livre dilatação dos tubos.

Este tipo de suporte destina-se a


receber o peso dos tubos verticais.

Cummins Confidential
Sistema de Escape

Cummins Confidential
Sistema de Escape (como não fazer)

Cummins Confidential
Sistema de Escape

 Isolamento Térmico
Conforme o tipo de instalação, pode ter
que isolar o calor exalado no local (que
penaliza o resfriamento), ou por
questões de segurança para com o
pessoal de manutenção. Uma vez a
isolação feita, a temperatura de
superfície não deve ser superior a
70°C. O material utilizado para esse
efeito deverá ser lã de escória
(excluindo o amianto), pode ser
recoberto eventualmente com molde
de arrefecimento de alumínio, para
melhorar a estética da instalação e a
resistência da isolação. Uma
espessura de lã de vidro de 50 mm
deve ser considerada como o mínimo.

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Máxima Restrição (Contrapressão)

Ponto para medição


de Contrapressão

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Máxima Restrição (Contrapressão)

Cummins Confidential
Sistema de Escape
 Máxima Restrição (Contrapressão)

Cummins Confidential
Instalação de Grupos Geradores -
Arrefecimento
Arrefecimento
Os motores são refrigerados a liquido de arrefecimento. A configuração
mais comum é de o grupo gerador possuir um radiador montado e um
ventilador acionado pelo motor para resfriar o líquido de arrefecimento e
ventilar a sala do gerador.

Métodos alternativos podem ser:


 Trocadores de calor líquido-líquido montados no chassi (skid),
 Radiador remoto,
 Trocador de calor remoto líquido líquido
 Torre de arrefecimento.

O sistema de arrefecimento do motor deve ser dimensionado de acordo


com o ambiente e os componentes. Geralmente, a temperatura na parte
superior do tanque do sistema (temperatura na entrada para o motor) não
excede 104º C (220º F) para aplicações standby e 93º C (200º F) para
instalações de energia prime.

Cummins Confidential
Ventilação

A ventilação da sala do gerador é necessária para remover o calor


dissipado pelo motor, alternador e outros equipamentos geradores
de calor do grupo gerador.

Um projeto de ventilação inadequada resulta em altas temperaturas


na sala do grupo gerador, o que pode ocasionar

• aumento de consumo de combustível


• reduzir o desempenho do grupo gerador
• causar falhas prematuras dos componentes
• superaquecer o motor

Cummins Confidential
Ventilação
A entrada e saída de ar devem permitir que o ar de ventilação flua através
de toda a sala do gerador.

Os efeitos dos ventos predominantes devem ser levados em conta ao se


definir a localização da saída do ar. Se a velocidade e a direção do vento for
uma questão a ser considerada, podem ser utilizados anteparos ou barreiras
para impedir que o evitar o vento sopre contra a saída do ar do motor.

Cummins Confidential
Arrefecimento

Componentes do Sistema

Sensor de Sensor de Nível de Visor de Nível de


Temperatura de Água Água
Água

Cummins Confidential
Arrefecimento

Radiador Montado
no Skid

Cummins Confidential
Ventilação de Radiador Montado no Chassi
Considerações:

 Como o ventilador do radiador causa uma leve pressão negativa na sala do


gerador, é altamente recomendado que equipamentos de combustão, como
caldeiras de aquecimento, não estejam na mesma sala que o grupo gerador,
ou próximo da entrada de ar da sala.

Um conector flexível para duto de saída de ar deve ser instalado no radiador
para evitar a recirculação do ar e absorver o movimento e a vibração do
grupo gerador.

 Os sistemas de ventilação do cárter do motor podem expelir ar misturado


com óleo na sala do grupo gerador. O óleo pode ser depositado nos
radiadores ou outros equipamentos de ventilação, impedindo seu
funcionamento. O uso de coletores de respiro do cárter ou a ventilação do
cárter para o exterior é a melhor prática.

Cummins Confidential
Exemplo: 1.00 m
Para o radiador de área frontal de 1.00 m2, a área de
entrada/ saída de ar que deve ser aberta na parede deve
ser de 1.25 m2, Se for instalado uma grelha ou veneziana a
área deve ser compensada.

1.00 m
1.12 m

Grelha 80% área


1.12 m

1.00 m2 + 25%
1.25 m Área frontal do Radiator.
= 1.25 m2
1.25 m
1.25 m

1.25 m2 / 0.80
Entrada ou Saída de Ar = 1.56 m2

Effective height
1.25 m
1.56 m2

veneziana
Cummins Confidential
Radiador Remoto

Cummins Confidential
Ventilação de Radiador Remoto
Trocador de calor ou radiador remoto são soluções mais frequentemente
utilizadas nas seguintes condições:

 Devido às considerações sobre ruídos ou


 Quando houver restrição ao fluxo de ar através de longos dutos

Considere o seguinte:
.

 A sala do gerador deverá ser provida de exaustores para movimentar o fluxo


necessário de ar para troca térmica do equipamento.
 O radiador remoto deve ser provido de ventiladores para resfriar o líquido de
arrefecimento.
 As localizações do ventilador e da entrada de ar devem ser tais que o ar de
ventilação seja impulsionado para a frente sobre o grupo gerador.

Em geral, as cargas auxiliares (ventiladores, exaustores, bombas, etc)


devem ser consideradas no dimensionameno do grupo gerador.

Cummins Confidential
Radiador Remoto

Cummins Confidential
Trocador de Calor

Cummins Confidential
Torre de Arrefecimento

Cummins Confidential
Torre de Arrefecimento

Cummins Confidential
Perguntas?

Cummins Brasil Ltda


R Jati 310
Guarulhos – SP
07180-900

Email : falecom@cumminspower.com.br
Tel : (11) 2186-4195

Cummins Confidential

Você também pode gostar