Você está na página 1de 25

TRABALHOS ACADÊMICOS

 Universidade / Formação profissional / Processo


de aprendizagem
 Estudo e elaboração de trabalhos acadêmicos
 Técnicas e métodos (leitura, interpretação de
textos, elaboração de trabalhos)
 Fichamentos, resumos, resenhas, projetos de
pesquisa, artigos etc
LEITURA
• Ambiente adequado
• Organização de horários para leitura e estudos
• Descanso
• Diversificação das fontes de leitura
• Leitura contínua para aquisição de prática
• Visão global/inspeção
• Perguntas ao texto
• Levantamento de termos
• Identificação das referências do texto
• Ideias principais / argumento do autor / o que o
autor quer dizer com esse texto?
• Anotações
• Avaliação das ideias expostas / os argumentos
do autor estão bem articulados?
FICHAMENTO
• É o processo de extrair do texto as principais
ideias. É uma forma de investigação, que se
caracteriza pelo ato de fichar (registrar) todo o
material necessário à compreensão de um texto
ou tema.
Os tipos básicos de fichamentos são:

1 – Fichamento de Referências: levantamento


de livros, artigos e outras fontes sobre um
tema.
Ex: História da Paraíba (TEMA)

ALMEIDA, José Américo de. A Paraíba e seus


problemas. João Pessoa: A União, 1982.

MARIANO, Serioja. A Paraíba no século XIX.


João Pessoa: Ideia, 2014.
2 – Fichamento de Citação: transcrevem-se os
trechos essenciais do livro ou texto. Usam-se
aspas e registra-se a página de onde foi retirada
a citação.
Ex: História da Paraíba (TEMA)
MARIANO, Serioja. A Paraíba no século XIX.
João Pessoa: Ideia, 2014.
p. 18 – “São publicações financiadas pelo poder
público, com ênfase na criação de mitos e datas
apresentadas como os pilares da história da
Paraíba[...]”.
3 – Fichamento de Resumo: resume-se o
conteúdo da leitura.

Ex: História da Paraíba (TEMA)


MARIANO, Serioja. A Paraíba no século XIX.
João Pessoa: Ideia, 2014.
p. 57-69 – Esse texto reflete sobre os
movimentos sociais Ronco da Abelha e Quebra-
Quilos, ocorridos na Paraíba e outras províncias
...
4 – Fichamento de Comentário: abrangente,
permite maior autonomia por parte do
pesquisador ou estudante. Usam-se símbolos
para se diferenciarem passagens transcritas (“ “),
passagens resumidas (*) e comentários e análises
feitos pelo autor do fichamento (/ /).
Ex: História da Paraíba (TEMA)
MARIANO, Serioja. A Paraíba no século XIX.
João Pessoa: Ideia, 2014.
p. 15 - “ Na história da Paraíba [...]”.
p. 20 - / Ao analisar esses movimentos na
Paraíba, a autora enfatiza a participação da
população pobre e livre./

p. 23 - * Em síntese, esses homens livres pobres


e também escravizados participaram do Quebra-
Quilos em Campina Grande.

OBS: EXISTEM MODELOS VARIADOS DE


FICHAMENTOS
RESUMO
• O resumo é uma apresentação sistemática e
seletiva das ideias de um texto, ressaltando a
progressão e a articulação entre elas;
• Resumir não é cópia;
• O resumo não deve apresentar crítica, pois,
nesse caso, tornar-se-ia uma resenha ou
recensão (análise de obra recém-lançada);
• Redigidos em português e em um idioma
estrangeiro, são necessários apenas, e de forma
obrigatória para monografias ou TCC (graduação
ou especialização), dissertações (mestrado), teses
(doutorado) e artigo científico;
• Artigo científico (regras específicas para
resumos: número de palavras, localização no
texto etc);
• Limite máximo de palavras:
Até 500 palavras para dissertações e teses
Até 250 palavras para artigos de periódicos e
TCC;
• Tem a função de orientar o leitor na decisão
sobre a utilidade da leitura daquele trabalho;
• É redigido pelo próprio autor, sem recuo de
parágrafo, em bloco único;
• O resumo em português é seguido, em página
distinta e com o mesmo formato, de sua
versão em um idioma estrangeiro;
• RESUMO (sem indicativo numérico, letra
maiúscula, tamanho 12, centralizada,
negritada, entrelinhamento 1,5);
• Texto em letra normal, tamanho 12,
justificada, sem negrito, entrelinhamento 1,5;
• PALAVRAS-CHAVE: cinco, nos respectivos
idiomas, vem após o resumo, com letras
normais, tamanho 12, justificadas , sem
negrito. Cada palavra começa com letra
maiúscula e termina com ponto final. As
páginas dos resumos não recebem número,
mas são contadas.
Ex: PALAVRAS-CHAVE: História. Paraíba. Política.
Império.
Analisando alguns resumos
Classificação dos Resumos (ABNT, 2003)
a)Resumo Indicativo: mais breve, compõe-se
apenas da ideia principal, não apresentando
dados qualitativos, quantitativos etc. É apenas
um indicativo do que trata o texto.
b)Resumo Informativo: mais extenso, expõe
finalidades, metodologia, resultados, podendo
substituir a consulta ao texto original.
c)Resumo Crítico: consiste na análise crítica de
um texto, também chamado de resenha.
O resumo deve conter
• Introdução: apresentação do autor (formação,
atuação etc) e do livro (exposição das ideias
principais). Ao final, coloca-se a referência
completa.
• Desenvolvimento: assunto do texto,
metodologia, critérios utilizados, articulação
das ideias.
• Conclusão: síntese dos principais argumentos
do autor
RESENHA

• A resenha é um trabalho crítico, exigente e


criativo;
• Podem ser resenhados filmes, peças teatrais,
livros, artigos etc;
• Seu tamanho depende das dimensões da obra
trabalhada. Em geral, três a seis páginas;
• TÍTULO (maiúsculo, tamanho 12,
centralizado, negritado;
• A resenha tem título próprio, diferente do
título da obra trabalhada, porém ambos
possuem relação ao conteúdo;
• Autor: nome de quem faz a resenha (letra
normal, tamanho 12, sem negrito), seguido do
símbolo *, remetendo ao rodapé (formação
acadêmica, filiação institucional, endereço
eletrônico etc);
• Referência (obra resenhada)
• Parte textual (letra normal, tamanho 12,
justificado, entrelinhas 1,5)
Analisando resenhas
A resenha pode ser:

1 – Descritiva: destina-se a apresentar um livro,


uma peça teatral, um filme etc, usada em jornais
ou revistas informativas, não aprofunda a
apreciação crítica;
2 – Avaliativa: destina-se a uma avaliação
crítica, analisando-se a qualidade dos
argumentos, usada em revistas especializadas,
de cunho marcadamente científico

Interesses relacionados