Você está na página 1de 16

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM

ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

AMBIENTES E DOENÇAS DO TRABALHO

MORGANA AZEVEDO BENEVINUTO

BELÉM 2018
1. DADOS DA EMPRESA

 Empresa: ABC Matadouro/Frigorífico


 Endereço: Rua A, nº 001, Saudade, Castanha - PA
 CNPJ: 05.000.000/00
 Número de funcionários: 714 (aproximadamente 55% do sexo
masculino)
 Classe de Risco: 10.12-1
 Grau de risco: 3
2. HISTÓRICO DO LOCAL

 115.000 aves/dia
 Exporta para mais de 40 países
 Velocidade de abate não deve exceder 7200 aves/hora (ou
seja, 120 aves por minuto)
 Capacidade de abate de 129.600 aves/dia (18 horas
produtivas) ou 2.851.200 aves/mês (22 dias úteis)
 A atividade de produção consiste em abate, cortes, desossa e
industrialização.
Plataforma Recepção

2. HISTÓRICO DO Pendura

LOCAL Sangria

Escaldagem/Depenagem

EVISCERAÇÃO

Exame post-mortem (SIF)

Pré-resfriamento

EMBALAGEM Carcaças
CORTES Túnel Congelamento

Estocagem

Figura 1. Fluxograma operacional do abate e processamento de aves.


2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 2. Plataforma de Recepção;


procedimento de pendura.
2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 3. Setor de Escaldagem/Depenagem;


rependura de carcaças.
2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 4. Linha de inspeção do Serviço de


Inspeção Federal, Sala de Evisceração.
2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 5. Remoção das vísceras comestíveis


(miúdos), Sala de Evisceração.
2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 6. Plataforma de remoção dos


pulmões, Sala de Evisceração.
2. HISTÓRICO DO LOCAL

Figura 8. Sala de Cortes; esteira de coxas.


3. NORMAS REGULAMENTADORAS

 NR 07 – PCMSO
 NR 09 – PPRA
 NR 17 – Ergonomia
 NR 36 – Segurança e Saúde do Trabalho em Empresa de Abate
e Procedimento de Carne e Derivados
4. DOENÇAS DO TRABALHO
IDENTIFICADAS
4. DOENÇAS DO TRABALHO
IDENTIFICADAS AFASTAMENTOS POR ACIDENTES DE TRABALHO

31%
(5)
Lesões de punho e mão

37%
Lesões de ombro e
(6) membros superiores

13%
Lesões de perna e pé
(2)

Lesões de coluna dorsal,


lombar e pelve
19%
(3)

Figura 10. Afastamentos em função de acidentes de


trabalho no ano de 2012.
5. EXAMES

 De acordo com as obrigatoriedades da norma


regulamentadora NR-7, os exames periódicos devem ser feitos a
cada ano ou a cada 2 anos (de acordo com a idade e risco de
exposição) e alguns exames complementares (toxicológico) a
cada 6 meses, esses exames são realizados quando o colaborador
é contratado e devem ser refeitos de acordo com suas atividades
atuais e riscos no qual ele está exposto para a função, seguindo
assim, as exigências do PCMSO.
 Quando o colaborador troca de função, só é necessário a
realização de outro exame clinico quando existe mudança de risco
na função que ele irá realizar. Caso haja mudança dos riscos ele
deve ser encaminhado para fazer o exame de troca de função,
com ênfase nos riscos da nova função.
6. DADOS EPIDEMIOLÓGICOS
7. MEDIDAS PREVENTIVAS E DE
CONTROLE
 PPRA • Manuseio de produtos; • Programas de
prevenção dos riscos
 PCMSO • Levantamento e ambientais e de
transporte de produtos controle médico de
 Uso de EPI e cargas; saúde ocupacional;
 NR 10 • Recepção e descarga • Organização temporal
 NR 12 de animais; do trabalho;
 NR 17 • Máquinas; • Organização das
 NR 36: • Equipamentos e atividades.
ferramentas;
• Mobiliário e postos de
trabalho; • Condições ambientais
de trabalho;
• Estrados, passarelas e
plataformas; • Gerenciamento dos
riscos;

Interesses relacionados