Você está na página 1de 27

NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA ODONTOLÓGICA

Dra. Sanmya Tiradentes


Perita Odontolegista do Instituto Médico Legal
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

Código de Ética Odontológica (Aprovado pela


Resolução CFO – Conselho Federal de Odontologia - nº
118, de 11 de maio de 2012)

DAS AUDITORIAS E PERÍCIAS ODONTOLÓGICAS


Art. 10. Constitui infração ética:
I - deixar de atuar com absoluta isenção quando designado para
servir como perito ou auditor, assim como ultrapassar os limites
de suas atribuições e de sua competência;
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

II - intervir, quando na qualidade de perito ou auditor, nos


atos de outro profissional, ou fazer qualquer apreciação na
presença do examinado, reservando suas observações,
sempre fundamentadas, para o relatório sigiloso e lacrado,
que deve ser encaminhado a quem de direito;

III - acumular as funções de perito/auditor e procedimentos


terapêuticos odontológicos na mesma entidade prestadora
de serviços odontológicos;
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

IV - prestar serviços de auditoria a pessoas físicas ou jurídicas


que tenham obrigação de inscrição nos Conselhos e que não
estejam regularmente inscritas no Conselho de sua jurisdição;

V - negar, na qualidade de profissional assistente, informações


odontológicas consideradas necessárias ao pleito da concessão
de benefícios previdenciários ou outras concessões facultadas
na forma da Lei, sobre seu paciente, seja por meio de
atestados, declarações, relatórios, exames, pareceres ou
quaisquer outros documentos probatórios, desde que autorizado
pelo paciente ou responsável legal interessado;
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

VI - receber remuneração, gratificação ou qualquer outro


beneficio por valores vinculados à glosa ou ao sucesso da
causa, quando na função de perito ou auditor;

VII - realizar ou exigir procedimentos prejudiciais aos


pacientes e ao profissional, contrários às normas de
Vigilância Sanitária, exclusivamente para fins de auditoria ou
perícia; e,
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

VIII - exercer a função de perito, quando:


a) for parte interessada;
b) tenha tido participação como mandatário da parte, ou sido
designado como assistente técnico de órgão do Ministério Público, ou
tenha prestado depoimento como testemunha;
c) for cônjuge ou a parte for parente, consanguíneo ou afim, em linha
reta ou colateral até o segundo grau; e,
d) a parte for paciente, ex-paciente ou qualquer pessoa que tenha ou
teve relações sociais, afetivas, comerciais ou administrativas, capazes
de comprometer o caráter de imparcialidade do ato pericial ou da
auditagem.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

DOS DOCUMENTOS ODONTOLÓGICOS


(...)
Art. 18. Constitui infração ética
(...)
III - expedir documentos odontológicos: atestados, declarações,
relatórios, pareceres técnicos, laudos periciais, auditorias ou de
verificação odontolegal, sem ter praticado ato profissional que o
justifique, que seja tendencioso ou que não corresponda à
verdade;
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

Consolidação das Normas para Procedimentos nos


Conselhos de Odontologia (aprovada pela Resolução
CFO-63/2005)

SEÇÃO VIII – Odontologia Legal


Art. 63. Odontologia Legal é a especialidade que tem como
objetivo a pesquisa de fenômenos psíquicos, físicos, químicos e
biológicos que podem atingir ou ter atingido o homem, vivo, morto
ou ossada, e mesmo fragmentos ou vestígios, resultando lesões
parciais ou totais reversíveis ou irreversíveis.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

Parágrafo único. A atuação da Odontologia Legal restringe-


se à análise, perícia e avaliação de eventos relacionados
com a área de competência do cirurgião-dentista, podendo,
se as circunstâncias o exigirem, estender-se a outras
áreas, se disso depender a busca da verdade, no estrito
interesse da justiça e da administração.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

Art. 64. As áreas de competência para atuação do especialista em


Odontologia Legal incluem:
a) identificação humana; b) perícia em foro civil, criminal e trabalhista;
c) perícia em área administrativa; d) perícia, avaliação e planejamento
em infortunística; e) tanatologia forense; f) elaboração de: g) autos,
laudos e pareceres; h) relatórios e atestados; i) traumatologia odonto-
legal; j) balística forense; k) perícia logística no vivo, no morto, íntegro
ou em suas partes em fragmentos; l) perícia em vestígios correlatos,
inclusive de manchas ou líquidos oriundos da cavidade bucal ou nela
presentes; m) exames por imagem para fins periciais; n) deontologia
odontológica; o) orientação odonto-legal para o exercício profissional;
e, p) exames por imagens para fins odonto-legais.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

1) Lesões traumáticas do
sistema de suporte;

2) Fraturas dentárias;

3) Mobilidades dentárias
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Concussão
• Lesão traumática das estruturas de suporte dos dentes, sem
perda de substância e sem ruptura do ligamento periodontal;
• Sem sinais clínicos, nem evidências radiográficas, apenas
sensibilidade à percussão e discreta mobilidade horizontal;
• Sequelas: Raras. Poderá haver alguma alteração pulpar que
resulta em calcificação.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Subluxação
• Lesão traumática com impacto de maior intensidade;
• Há rompimento de algumas fibras do ligamento periodontal,
moderada mobilidade horizontal, hemorragia no sulco gengival;
• Sequelas: Maiores percentuais de repercussões na polpa:
necrose, calcificações, atresia, reabsorções internas.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Intrusão
•Lesão por batida no sentido do longo eixo do dente;
•Dente desloca-se para dentro do alvéolo;
•Uma das lesões mais graves.
•Tratamento: reposicionar, conter, medicar.
•Sequelas: Se decíduo, pode ocasionar dano ao permanente,
comprometimento pulpar, reabsorções externas.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Extrusão
•Lesão por batida que desloca parcialmente o dente para fora
do alvéolo;
•Há rompimento de grande quantidade de fibras periodontais e
vasos, com consequente exagerada mobilidade e hemorragia.
•Tratamento: reposicionar, conter, medicar.
•Sequelas: calcificação, reabsorção, necrose.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Luxação lateral
•Deslocamento do dente para um lado (vestibular, palatal,
lingual, mesial ou distal);
•Geralmente ocorre de dentes superiores para palatal e
inferiores para lingual.
•Tratamento: reposicionar, conter, medicar.
•Sequelas: calcificação, reabsorção, necrose.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:

Avulsão
•Saída total do dente do alvéolo.
•Uma das lesões mais graves.
•Repercussões funcionais e estéticas são imediatas.
•Tratamento: reposicionar, conter, medicar.
•Sequelas: calcificação, reabsorção, necrose, perda dentária.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

LESÕES TRAUMÁTICAS DO SISTEMA DE SUPORTE:


NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURAS DENTÁRIAS:

• Fraturas coronárias do esmalte;


• Fratura coronária do esmalte e da dentina sem exposição pulpar;
• Fratura coronária do esmalte e da dentina com exposição pulpar;
• Fratura coronorradicular (envolve esmalte, dentina e cemento);
• Fratura radicular vertical;
• Fratura radicular horizontal.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURA CORONÁRIA DO ESMALTE

•Tratamento consiste em desgaste, polimento ou restauração

FRATURA CORONÁRIA DO ESMALTE E DA DENTINA SEM


EXPOSIÇÃO PULPAR

• Tratamento consiste em colagem do fragmento ou restauração


NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURA CORONÁRIA DO ESMALTE E DA DENTINA COM


EXPOSIÇÃO PULPAR
•Tratamento consiste em endodontia conservadora ou radical e
colagem do fragmento ou restauração

FRATURA CORONORRADICULAR
• Tratamento consiste em endodontia conservadora ou radical se
envolvimento da polpa, colagem do fragmento, osteotomia (aumento
de coroa clínica) ou tração ortodôntica para restabelecer espaço
biológico necessário e restauração; ou extração.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURA RADICULAR VERTICAL


•Tratamentos não apresentam resultados animadores.

FRATURA RADICULAR HORIZONTAL

• Tratamento imediato consiste em contenção rígida e medicamento. O


tratamento mediato consiste em proservação, se há consolidação e se
a polpa participa no reparo da fratura ou aumento de coroa clínica e
restauração ou apicetomia ou extração.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURAS DENTÁRIAS
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

FRATURAS DENTÁRIAS
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

MOBILIDADES DENTÁRIAS:

•Grau 1: movimentação de 0,2 a 1 mm no sentido vestíbulo-


lingual, e/ou no sentido mésio-distal.
•Grau 2: movimentação maior 1 mm no sentido vestíbulo-
lingual, e/ou no sentido mésio-distal.
•Grau 3: movimentação ocluso-apical, ou seja, se o dente
intruir ou extruir
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA
ODONTOLÓGICA

CLASSIFICAÇÃO DAS LESÕES – Art. 129 CP


•Perigo de Vida: Realizado pelo perito médico legista;
•Incapacidade para as ocupações habituais, por mais de
trinta dias: Fraturas mandibulares;
•Debilidade Permanente de membro, sentido ou função:
fraturas dentárias extensas, perdas dentárias (função estética,
fonética e mastigatória);
•Deformidade Permanente: Perdas dentárias de elementos
anteriores.
NOÇÕES DE TRAUMATOLOGIA ODONTOLÓGICA

OBRIGADO!
Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento.
Porque é melhor a sua mercadoria do que artigo de prata, e maior o seu lucro que o
ouro mais fino. Provérbios 3:13-14

Você também pode gostar