Você está na página 1de 24

Modelagem de Sistemas Dinâmicos

Aula 04 – Análise e Modelagem de Sistemas


Elétricos
Eng. Melkzedekue Moraes de Alcântara Calabrese Moreira
e-mail: melkzedekue@usp.br; sdalcantara@yahoo.com.br;

EESC – Escola de Engenharia de São Carlos


GATM – Grupo de Alta Tensão e Medidas

1
Leis Físicas – Sistema Elétrico

Leis de Kirchoff:
 Lei das malhas: “Em qualquer instante de tempo, a soma das quedas de tensão
elétrica nos elementos do circuito em uma malha devem ser zero”
Leis Físicas – Sistema Elétrico

Leis de Kirchoff:
 Lei dos nós: “Em qualquer instante de tempo, a soma das correntes elétricas que
entram e saem de um nó do circuito deve ser zero”
Componentes do Sistema Elétrico

Elementos do Sistema Elétrico:


 Resistência Linear:
 A dissipação de energia ocorre na forma de calor (com qual elemento mecânico
a resistência se parece ?);
 Queda de tensão elétrica entre uma extremidade e outra do resistor (e) é
proporcional a corrente elétrica (i) – Lei de Ohm:
Componentes do Sistema Elétrico

Elementos do Sistema Elétrico:


 Capacitor Puro:
 Feito por materiais condutores separados por meio não condutor (armazena
energia e devolve);(com qual elemento mecânico a resistência se parece ?);
 A queda de tensão é proporcional à integral no tempo da corrente elétrica:
Componentes do Sistema Elétrico

Elementos do Sistema Elétrico:


 Indutor Puro:
 Uma corrente variante passando em um circuito gera campo magnético, sendo
mais intenso em bobinas; (com qual elemento mecânico a resistência se
parece ?);
 A queda de tensão é proporcional à derivada no tempo da corrente elétrica:
Componentes do Sistema Elétrico

Impedância elétrica equivalente (Z):

 E o grau de dificuldade de se ter uma corrente elétrica passando pelo circuito.

 Impedância de elementos em série:


Componentes do Sistema Elétrico

Impedância de Elementos em Série:


Componentes do Sistema Elétrico

Impedância de Elementos em Paralelo:


Componentes do Sistema Elétrico

Impedância de Elementos em Paralelo:


Hipóteses Simplificadoras

Hipóteses:
 Resistores, capacitores e indutores puros e lineares;
 Os fios que conectam os elementos dos circuitos são condutores perfeitos (sem
resistência, capacitância ou indutância);
 Condições iniciais nulas (por simplicidade);
 As variações nas grandezas do sistemas são pequenas de modo que o
comportamento se mantem linear.
Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RC:

 O Circuito RC, trata-se de um Sistema Dinâmico de 1ª Ordem:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 2: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 2: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 2: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 2: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 2: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:


Exemplos de Aplicação

 Exemplo 1: Encontrar a Função Transferência (FT) de um circuito RLC:

 O Circuito RLC, trata-se de um Sistema Dinâmico de 2ª Ordem:


Exercício 2 – E2

 2ª Questão: Encontre a Função de Transferência (FT) do circuito:


Referências

• FELÍCIO, L.C. Modelagem da dinâmica de sistemas e estudo da resposta. São


Carlos: Editora RIMA, 2007.
• DOEBELIN, E. O. System modeling and response: theoretical and experimental
• approaches. New York: Jonh Wiley, c1980. 587 p.
• OGATA, K. System Dynamics. 4th ed. Essex: Pearson, 2014.
• OGATA, K. Engenharia de controle moderno. 4a ed. São Paulo: Prentice Hall
Brasil, 2003.