Você está na página 1de 38
Ferramentas de Diagnóstico de Máquinas IMFDM Prof. Dr. Cesar da Costa 1.a Aula: Introdução e Conceitos

Ferramentas de Diagnóstico

de Máquinas

IMFDM

Prof. Dr. Cesar da Costa

1.a Aula: Introdução e Conceitos

Técnicas de diagnóstico de máquinas Estratégias de manutenção na indústria
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Estratégias de manutenção na indústria

Na indústria atual existem basicamente 3 tipos de estratégias de manutenção:

  • Corretiva (Produzir até quebrar) Método tradicional onde a máquina produz até que um defeito ocorra e a forçe a parar para manutenção;

  • Preventiva (Intervalos de tempo) Paradas de manutenção ocorrem a intervalos regulares menores que o “tempo entre falhas” especificado para os componentes substituídos. Evita paradas inesperadas porém pode significar substituição de componentes antes do fim da vida útil;

  • Preditiva (Baseada na condição) Baseia-se no monitoramento de componentes da máquina buscando identificar variação de

parâmetros de funcionamento que indiquem início e desenvolvimento de uma falha, efetuando a manutenção antes da quebra do componente.

Técnicas de diagnóstico de máquinas Manutenção corretiva
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Manutenção corretiva
  • Manutenção corretiva é a atividade de manutenção necessária para corrigir uma falha que já ocorreu.

Esta atividade consiste na reparação, restauro ou substituição de componentes para recolocar a máquina em funcionamento.

Em geral a parada não programada da máquina

resulta em custos de pessoa, interrupção de linha e dependendo do momento em que ocorre pode resultar em altos custos.

Via de regra, quando uma manutenção

corretiva se inicia não se sabe quando ela vai

acabar, por manutenções.

isso

é

a

mais

onerosa

das

Técnicas de diagnóstico de máquinas Manutenção corretiva  Manutenção corretiva é a atividade de manutenção necessária
Técnicas de diagnóstico de máquinas Manutenção corretiva  Manutenção corretiva é a atividade de manutenção necessária
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Manutenção preventiva
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Manutenção preventiva
  • Manutenção preventiva é uma manutenção planejada no

tempo que previne a ocorrência corretiva, o que implica na

parada não planejada das máquinas.

  • Os programas mais comuns preventiva são:

de

Lubrificação

Ajustes Troca de peças

um plano de manutenção

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Manutenção preventiva  Manutenção preventiva é uma manutenção planejada no

Recondicionamentos de máquinas para toda a planta industrial.

  • Devido a considerar intervalos de tempo corre-se o risco de

trocar peças boas que ainda poderiam funcionar por mais algum tempo.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Manutenção preditiva
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Manutenção preditiva
  • Manutenção preditiva apresenta vantagens de evitar a quebra prematura do componente e também permitir a maximização de sua vida útil.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Manutenção preditiva  Manutenção preditiva apresenta vantagens de evitar a
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Manutenção preditiva  Manutenção preditiva apresenta vantagens de evitar a
  • Através do monitoramento e uso de alarmes pode-se antecipar a ocorrência da falha e efetuar a manutenção, evitando a ocorrência da falha.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas

As etapas de um monitoramento:

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas As etapas de um monitoramento: 6 –

6 Implementar correções no plano de monitoramento

1 - Avaliação do equipamento

2 Definição do padrão de monitoramento

5 Criação de um banco de dados da máquina

3 Determinação da técnica de monitoramento

4 Implementação da coleta de dados

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Avaliação do equipamento:

1
1

Identificar qual equipamento tem maior impacto na produção; Presença ou não de sistemas de auto-supervisão;

Obtenção dos índices de MTBF (Mean Time Between Failures) e MTTR (Mean Time To Repair) dos componentes críticos da

máquina;

Identificar quais os pontos no equipamento são mais acessíveis para a montagem de sensores e transdutores;

Buscar por dados históricos ou análises de risco dos equipamentos, por exemplo o FMEA (Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos) da máquina.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • FMEA Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos

    • A análise FMEA (Failure Modes, Effects Analysis) tem como objetivo identificar potenciais modos de falha de um produto ou processo de forma a avaliar o risco associado a estes modos de falhas, para que sejam classificados em termos de importância e então receber ações corretivas com o intuito de diminuir a incidência de falhas.

    • É um método importante que pode ser utilizado em diferentes áreas

de uma organização como: projetos de produtos, análise de

processos, área industrial e/ou administrativa, manutenção de ativos e confiabilidade com o intuito de trazer importantes benefícios para o negócio.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Definição do padrão de monitoramento:

2
2
  • Traçar o perfil da taxa de falhas no tempo dos componentes.

Perfil Tipo Monitoramento Aumento gradual Aplicar monitoramento com nível de alarme baixo para identificar o momento
Perfil
Tipo
Monitoramento
Aumento gradual
Aplicar monitoramento com nível de alarme baixo para
identificar o momento de manutenção;
Aplicar testes iniciais de stress (burn-in) e monitoramento
Mortalidade infantil
durante a vida útil.
Poucas falhas
quando novo
Aplicar monitoramento durante toda a vida útil do
equipamento
Curva da banheira
Aplicar testes iniciais de stress (burn-in) e monitoramento
durante a vida útil com nível de alarme baixo.
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Determinar a técnica de monitoramento:

    • Identificar qual parâmetro será monitorado utilizada.

e técnica

3 a ser
3
a
ser

Métodos

Exemplo de equipamento a ser aplicado

Análise de

Máquinas rotativas em geral: motores, redutores, compressores,

vibrações

bombas, ventiladores, rolamentos e engrenagens.

Análise óleo

Redutores, circuitos hidráulicos e motores

Termografia

Caixas de distribuição de energia, equipamentos de alta-tensão e

componentes eletrônicos

Ultra-som

Equipamentos pneumáticos e máquinas de fluxo

Corrente

 

elétrica

Motores elétricos

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Implementação da coleta de dados:

4
4

Nesta etapa são efetuadas as coletas de dados do equipamento;

Nas primeiras coletas de dados, quando ainda não se possui histórico da máquina é conveniente a utilização de mais sensores distribuídos pelo

equipamento e diminuir o tempo entre retirada de amostras;

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas  Implementação da coleta de dados: 4

No início do monitoramento podem ocorrer falhas inesperadas em função de componentes não monitorados ou que possuíam falhas de fabricação ou instalação.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Monitoramento de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Criação do banco de dados da máquina:

5
5
  • Com base nos dados coletados na etapa anterior e nas etapas de manutenção cumpridas, pode-se criar um histórico do monitoramento.

Total de máquinas monitoradas;

Condição dos equipamentos após o enquadramento nos seus respectivos alarmes (gráfico demonstrativo);

Tipos de defeitos encontrados (gráfico demonstrativo); Resumo geral da condição de equipamento;

Recomendações e observações de como eliminar os problemas encontrados.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Monitoramento de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Implantar correções no plano de monitoramento:

6
6
  • Com base nas informações coletadas é possível:

Diminuir ou aumentar o tempo entre coletas de amostras; Alterar a técnica de análise dos dados; Identificar correções a serem efetuadas no equipamento; Utilização de outros tipos de sensores.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Indicadores de estado das máquinas
Indicadores de estado das máquinas

Após a criação do primeiro banco de dados das máquinas, é necessário identificar quais indicadores apropriados para as medições periódicas. Tais indicadores devem possuir as seguintes características:

Progredir com o defeito permitindo a definição

de níveis

de

alarme;

Ser pouco sensíveis,

as mudanças de carga

nos

eixos, a

perturbação sensores, etc;

por

fontes

externas,

e

as

características dos

Se medidos em duas falhas iguais porém em locais diferentes devem permitir comparação dos valores antes e depois das falhas.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento Permanente x Intermitente
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento Permanente x Intermitente

Necessidade de monitoramento permanente:

Máquinas críticas que possuem transdutores de vibração permanentes e continuamente monitoradas;

Equipamentos que podem sofrer mudanças rápidas nas condições de operação que podem preceder falhas graves;

Máquinas que não possuem equipamento reserva.

Vantagens:

Permite reação muito rápida a mudanças abruptas e permite proteger equipamentos de maior valor; É a melhor forma de proteção para falhas não previsíveis.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Monitoramento Permanente x Intermitente
Monitoramento Permanente x Intermitente
  • Desvantagem do monitoramento permanente:

Custo elevado de equipamentos e pessoal Este monitoramento é aplicado para máquinas críticas;

Onde os transdutores forem proxímetros estes tem que ser montados dentro da máquina no estágio de projeto, assim modificações em máquinas existentes algumas vezes são proibitivas;

O tempo de reação deve ser muito rápido, requerendo para tanto técnicas simples de monitoramento baseadas no acompanhamento do nível de vibração global e da fase.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Monitoramento Permanente x Intermitente
Monitoramento Permanente x Intermitente

Monitoramento intermitente:

Aplicado a processos mais estáveis, onde os períodos de coleta de dados possibilitam identificar mudanças nas características do processo e ativar alarmes de manutenção;

Reduz custo de implementação, equipamento e pessoal;

A desvantagem é não conseguir identificar mudanças rápidas dos parâmetros e falhas não previsíveis, para estes casos deve- se utilizar monitoramento permanente.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Monitoramento de máquinas
  • Dentro do ciclo do monitoramento apresentado, atualmente as duas grandes frentes de análise da condição de máquinas são:

Análise de lubrificante Consiste na avaliação do óleo lubrificante utilizado na máquina em busca de partículas em suspensão e contaminantes;

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas  Dentro do ciclo do monitoramento apresentado,

Análise de vibração Consiste na avaliação dos níveis de vibração de componentes da máquina, também chamados de “assinatura de vibração”.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Monitoramento de máquinas  Dentro do ciclo do monitoramento apresentado,

O desenvolvimento das falhas altera o comportamento destes sinais e podem ser utilizados como indicativo

da progressão da falha.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de lubrificantes
Análise de lubrificantes
  • A análise de óleo procura identificar as condições do lubrificante e identificar a presença de partículas em suspensão no lubrificante.

    • Existem basicamente duas técnicas de análise:

      • a) Ferrografia:

Investigação

microscópica

dos

fragmentos

em

suspensão para determinar o tipo e a localização das falhas;

  • b) Espectrografia: Amostras de lubrificantes passam por análise

química para determinar a presença de materiais que possam

ser resultado de abrasão entre os componentes.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de lubrificantes
Análise de lubrificantes

A seleção da técnica para análise de pequenas partículas e

componentes da amostra de óleo pode ser feita em função do

tamanho da partícula em análise:

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de lubrificantes A seleção da técnica para análise de

A Ferrografia distingue o

tamanho e forma da partícula, mas possui restrição a pequenos tamanhos (< 2mm) e identificação dos

componentes da amostra;

A Espectrometria não distingue tamanho e forma, mas pode identificar partículas

menores e quais são os

componentes da amostra.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de lubrificantes
Análise de lubrificantes
  • A espectrometria é uma técnica que se baseia na avaliação das frequências luminosas emitidas pelos elementos de uma amostra de óleo quando entram em combustão (cada elemento químico possui a sua própria frequência).

  • Permite a identificação de substâncias metálicas (ferro, cobre, alumínio, etc.) e contaminações externas (ex: silício).

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de lubrificantes
Análise de lubrificantes
  • A Ferrografia baseia-se na avaliação microscópica visual de partículas extraídas e depositadas em uma lâmina de microscópio chamada de ferrograma.

  • Examinando forma, cor, detalhe das bordas, efeitos de um campo magnético e outros testes como tratamento térmico e

adição de reagentes químicos, pode-se identificar o mecanismo de desgaste.

  • Essa tecnologia diferencia o tipo de material contido na amostra e determina o componente de desgaste a partir do qual ele foi gerado.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de lubrificantes
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Análise de lubrificantes
  • O estado do óleo pode ser analisado de forma mais ampla para indicar outras anormalidades:

INDICAÇÃO

CAUSA PROVÁVEL

AÇÃO SUGERIDA

Espuma

Agitação excessiva ou passagem sob pressão através de uma restrição.

Verificar o sistema

Emulsão

   

- Separa-se naturalmente

ou por Centrifugação

Contaminação por água

Drenar a água

Trocar o óleo

Escurecimento

Oxidação do óleo Temperatura elevada Produtos de combustão

Trocar o óleo

em contato com o óleo

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de vibração  Um corpo é dito estar vibrando
Análise de vibração
Um
corpo
é
dito
estar vibrando

quando

ele

descreve um

movimento de oscilação em torno de uma posição de referência.

  • O número de vezes de movimento completo (Ciclos) efetuados no período de 1(um) segundo é chamado de frequência e medido em hertz (Hz).

  • A análise de vibrações busca por indícios (mudanças) de amplitude e frequências nos sinais coletados que são indícios de alteração no funcionamento do equipamento.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de vibração  A análise da vibração consiste em
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de vibração
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Análise de vibração

A

análise

da

vibração

consiste

em identificar frequências

específicas no espectro de frequência dos sinais coletados das máquinas em funcionamento a fim de identificar antecipadamente falhas do sistema.

  • Um sinal no domínio do tempo não demonstra claramente quais

as falhas de um equipamento. O processamento dos sinais e visualização no domínio da frequência é necessário para melhor identificação das frequências que pode, indicar uma falha do equipamento.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de vibração  A análise da vibração consiste em

Sinal no domínio do tempo

Sinal no domínio da frequência

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de vibração
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Análise de vibração
  • Vantagens da análise de vibrações:

Os sinais coletados identificam prontamente a mudança da condição dos equipamentos;

É capaz de detectar avaria na sua fase inicial, quando ainda não gerou danos graves no equipamento;

Pode (e deve) ser aplicado com a máquina em funcionamento; Na maioria dos casos permite identificar o componente que está gerando a vibração; Alguns equipamentos de coleta de dados (ex: coletores portáteis) e sensores tem tamanho pequeno e portanto facilidade para uso

em campo; Permite monitoramento intermitente ou permanente.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Análise de vibração
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Análise de vibração
  • Entre os modos de falha que podem ser identificados por análise de vibração estão:

Defeitos de rolamento; Desbalanceamento e desalinhamento; Excentricidade; Interferência; Erosão localizada; Abrasão; Ressonância; Folgas;

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
 Análise de vibração
Análise de vibração
  • As principais técnicas de análise de vibração utilizadas para o diagnóstico de máquinas são:

Deslocamento, velocidade e aceleração global; Fator de crista (Crest factor); Análise no domínio do tempo; Análise espectral; Análise do Envelope; Curtose.

  • Estas técnicas serão detalhadas nos capítulos posteriores.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas

Condição da máquina

Técnicas de diagnóstico de máquinas Condição da máquina Boa Ruim Máquina Continua operando. Estado da máquina
Boa
Boa
Ruim
Ruim
  • Máquina Continua operando.

  • Estado da máquina têm de ser verificado.

Técnicas de diagnóstico de máquinas Condição da máquina Boa Ruim Máquina Continua operando. Estado da máquina
Técnicas de diagnóstico de máquinas Condição da máquina Boa Ruim Máquina Continua operando. Estado da máquina
Crítico
Crítico
Técnicas de diagnóstico de máquinas Condição da máquina Boa Ruim Máquina Continua operando. Estado da máquina

Catastrófico

Como podemos determinar o estado da máquina?

Algum tipo de sistema de diagnóstico microprocessado é necessário!

 

Para desenvolver um sistema de diagnóstico microprocessado deve-se projetar um equipamento de teste especial.

 
 

No equipamento de teste:

Falhas mecânicas ou elétricas (desalinhamento,

 

desbalanceamento, eixo empenado, barras quebradas, etc.).

Para uma estimativa confiável de múltiplos sinais de falhas são necessários:

Um sistema de aquisição de dados

  • Transformada de Fourier

on-line, que adquire sinais de falhas e utilize um dos seguintes métodos

  • Transformada Wavelet

de processamento de sinal:

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
  • Bancada Experimental

  • Uma bancada experimental deverá consistir de:

1. Equipamento de Teste para máquina

rotativa; 2. Sistema de aquisição de sinais On-line;

3. Análise de sinais.

Técnicas de diagnóstico de máquinas  Componentes de Máquinas rotativas Motor AC P=12,7kW; n=1470 rpm
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
  • Componentes de Máquinas rotativas

Motor AC P=12,7kW; n=1470 rpm
Motor AC
P=12,7kW; n=1470 rpm
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
  • Componentes de Máquinas rotativas

Eixo de acionamento estendido Engate elástico Engate sólido
Eixo de acionamento estendido
Engate elástico
Engate sólido
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Componentes de Máquinas rotativas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Componentes de Máquinas rotativas
Engrenagens: Um ou dois estágios caixa de engrenagens Rolamentos de esferas:
Engrenagens:
Um ou dois estágios caixa de engrenagens
Rolamentos de esferas:
Técnicas de diagnóstico de máquinas  Componentes de Máquinas rotativas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Componentes de Máquinas rotativas
Engate elástico
Engate elástico
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
  • Componentes de Máquinas rotativas

GERADOR P=20,2kW; n=2200 rpm T=143Nm
GERADOR
P=20,2kW;
n=2200 rpm
T=143Nm
Sistema de aquisição de sinais On-line Dispositivo de aquisição de sinal Sinais Programa de Aquisição de

Sistema de aquisição de sinais On-line

Dispositivo de aquisição de sinal
Dispositivo de aquisição de sinal
Sinais
Sinais

Programa de Aquisição de

Sistema de aquisição de sinais On-line Dispositivo de aquisição de sinal Sinais Programa de Aquisição de
Sistema de aquisição de sinais On-line Dispositivo de aquisição de sinal Sinais Programa de Aquisição de
Sistema de aquisição de sinais On-line Dispositivo de aquisição de sinal Sinais Programa de Aquisição de
Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas

Falhas Mecânicas

Eixo empenado:

Técnicas de diagnóstico de máquinas Falhas Mecânicas Eixo empenado: Falha de acoplamento : Montagem de disco

Falha de acoplamento :

Montagem de disco no eixo Inserindo uma placa entre o acoplamento.
Montagem de disco no eixo
Inserindo uma placa entre o acoplamento.

Desbalanceamento:

Acrescentndo massa no disco.

Parafuso solto:

Técnicas de diagnóstico de máquinas Falhas Mecânicas Eixo empenado: Falha de acoplamento : Montagem de disco

Desalinhamento:

Técnicas de diagnóstico de máquinas Falhas Mecânicas Eixo empenado: Falha de acoplamento : Montagem de disco

Elevação do motor elétrico.

Técnicas de diagnóstico de máquinas
Técnicas de diagnóstico de máquinas
  • RESULTADOS EXPERIMENTAIS

Análise Espectral do sinal de vibração Temperature measurement Motor Z Rolamento X Rolamento Y Rolamento Z
Análise Espectral do sinal de vibração
Temperature measurement
Motor Z
Rolamento X
Rolamento Y
Rolamento Z
Engrenagem X
Engrenagem Y
Engrenagem Z
Output bearing Z
a) Sem falha
b) Engrenagem
danificadas
c) Degradação do
óleo