Você está na página 1de 26

ECONOMIA A

10.º ano
Elsa Silva
Helena Mendes
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Necessidade

É o desejo de acabar ou prevenir uma


insatisfação ou de aumentar uma satisfação.

É satisfeita através da utilização de bens e de


serviços.

O ato de utilização de bens


e serviços para satisfazer
determinada necessidade
designa-se por consumo.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Caraterísticas das necessidades

MULTIPLICIDADE as necessidades são múltiplas e variadas.

SACIABILIDADE à medida que a satisfazemos, a necessidade


vai desaparecendo.

SUBSTITUIBILIDADE uma necessidade pode dar lugar a outra.

As necessidades variam no tempo e no espaço.

Realização da atividade da página 53 do manual


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Classificação das necessidades

QUANTO À IMPORTÂNCIA

Primárias Secundárias
Terciárias

QUANTO À VIDA EM COLETIVIDADE

Coletivas Individuais
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Critério Tipos/classificações Exemplos

Primárias Fome
Necessidades cuja satisfação é indispensável à sobrevivência do ser sede
humano. habitação
Importância

Secundárias Necessidades cuja satisfação aumenta a qualidade de vida das pessoas. Leitura
ouvir música

Terciárias Necessidades cuja satisfação está relacionada com a qualidade de vida O uso de roupa de
de cada ser humano e que corresponde ao que, em dado momento, é marca, ou de
considerado como supérfluo. joias

Individuais Necessidades em que cada indivíduo imprime o caráter pessoal na sua Sede
Número de satisfação. vestuário,
pessoas que transporte
as sentem /
vida em
sociedade Coletivas Necessidades resultantes da vida em coletividade, satisfeitas por um bem Segurança,
ou um serviço que a sociedade disponibiliza a todos os indivíduos. justiça,
comunicação

Realização da atividade da página 55 do manual


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Consumo
Consumo é o ato de utilizar um bem ou um serviço com o objetivo de
satisfazer uma necessidade.

é um ato económico, pois é um ato social, pois constitui

• é através dele que satisfazemos as • um indicador do nível de bem-estar


necessidades; de uma população;
• representa a resolução de um
problema económico para cada um • uma manifestação cultural;
de nós;
• informa os produtores sobre as • uma manifestação da dignidade do
decisões dos consumidores. indivíduo.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Consumo – ato económico


As decisões de consumo influenciam os produtores. Ao consumirmos
informamos os produtores

que devem aumentar a capacidade de produção de alguns bens, investindo mais ou


que devem reduzir a produção de outros bens;

que devem proceder ao aumento do emprego ou reduzir postos de trabalho;

como devem empregar mais recursos na produção de certos bens.

Realização da atividade da página 57 do manual


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Consumo – ato social


As decisões de consumo constituem

 manifestações culturais; as sociedades e os indivíduos, através do


consumo, reproduzem tradições, crenças, costumes e aspetos religiosos;

 indicadores do nível de bem-estar; ao consumirmos, através da


quantidade e do tipo de bens consumidos, demonstramos a nossa
capacidade económica, o padrão de consumo associado ao nosso nível
de vida;

 manifestações da dignidade da vida humana; somos ou não capazes


de satisfazer as necessidades primárias e conseguimos satisfazer
necessidades terciárias.

Realização da atividade da página 59 do manual


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Tipos de consumo
quando a utilização do bem permite a
FINAL
satisfação direta e imediata da
necessidade.

INTERMÉDIO quando se utiliza um bem na produção de


outro bem.

quando o uso de um bem ou um serviço por


INDIVIDUAL uma pessoa impede que outras o utilizem.

quando o consumo do bem ou do serviço é


COLETIVO
efetuado para satisfazer uma necessidade
coletiva.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Tipos de consumo
quando o consumo é efetuado pelas Famílias ou
PRIVADO
pelas empresas.

quando o consumo é efetuado pelas Administrações


PÚBLICO
Públicas.

Realização da atividade da página 61 do manual


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Fatores que influenciam o consumo


FATORES ECONÓMICOS
Aumento no rendimento (mantendo-se
Rendimento tudo o resto constante) provoca aumentos
do consumo dos bens.

Inovação A introdução de novos bens e/ou serviços,


tecnológica no mercado, faz surgir novas
necessidades.
.
Preços Perante o aumento do preço do bem prevê-se
que o consumidor irá consumir esse bem em
quantidade menor (mantendo-se tudo o resto
constante).
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Fatores que influenciam o consumo


FATORES EXTRAECONÓMICOS

Moda

Publicidade Modos de vida

Estrutura etária da família Tradição


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Rendimento

O consumo é uma função do rendimento.

A estrutura do consumo é a forma como os consumidores repartem o


seu rendimento pelos diversos consumos.

Para conhecer a estrutura de consumo de uma população ou de uma


família calculam-se os coeficientes orçamentais.

Alterações do rendimento (mantendo-se tudo o resto constante)


traduzem-se em alterações na estrutura do consumo.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Estrutura da despesa anual média,


Portugal, 1989/90-2010/2011
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Despesa total anual média por agregado, por escalões de


rendimento . Portugal (2010/2011)
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Preço dos bens


Para analisarmos o efeito do preço de um bem sobre o consumo
desse bem temos de admitir que:

 as restantes variáveis, rendimento, outros preços, inovação tecnológica


e todos os fatores extraeconómicos são invariáveis, constantes, ao longo
desse estudo (condição ceteris paribus).

Se o preço de um bem aumentar

Prevê-se que o consumidor irá consumir esse bem em menor


quantidade, considerando que as outras variáveis condicionantes
do consumo permanecem constantes.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Preço dos bens


Consideremos que o preço do casaco de peles de vison aumenta e
todos os restantes fatores condicionantes do consumo não sofrem
alterações. Como se comportam os consumidores?

Como o casaco de peles tem outros bens substitutos, o consumo


deste bem decresce, sendo substituído por outro tipo de casaco.
Este comportamento verifica-se para a generalidade dos
indivíduos.

Efeito substituição
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Preço dos bens


Consideremos que o preço do casaco de peles de vison aumenta e todos
os restantes fatores condicionantes do consumo não sofrem alterações.
Como se comportam os consumidores?

Para alguns indivíduos a posse e a possibilidade de ostentarem um


casaco de peles é tão importante, que acabam por aumentar o seu
consumo quando o preço do mesmo aumenta.

Efeito demonstração ou Veblen


ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Preço dos bens

Consideremos que o preço do quilograma de sal


duplica de valor e os restantes fatores não sofrem
qualquer alteração. Qual o efeito desta alteração no
consumo deste bem?

Como o sal não tem outro bem substituto e é indispensável à


alimentação, então o consumo de sal mantém-se provocando a
redução do rendimento após a sua aquisição, obrigando a uma
redução do consumo de todos os outros
Efeito bens.
demonstração ou Veblen

Efeito rendimento
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Preço dos bens


Consideremos que o preço de um frasco de perfume duplica de valor,
mantendo-se os restantes fatores condicionantes do consumo constantes.
Qual o efeito desta alteração no consumo deste bem?

Como o perfume apresenta outros bens substitutos, o consumidor,


facilmente, transfere o consumo de um perfume de determinada
marca para outro de uma marca diferente.
Esta mudança provoca a redução do consumo do bem cujo preço
aumentou e aumenta o consumo do bem cujo preço se manteve
inalterado.

Efeito substituição
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Inovação tecnológica

A inovação
tecnológica
As novas
ao lançar no mercado necessidades
novos produtos e/ou surgidas traduzem-se
serviços faz surgir em novos consumos.
novas necessidades.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Moda
 A moda corresponde ao bem que é mais utilizado
pela população;

 A moda provoca a renovação/a substituição dos bens,


em período de vida útil, por outros mais inovadores,
mais de acordo com o grupo de pertença, mais de
acordo com o padrão imposto pelas figuras públicas;

 A moda provoca redução do ciclo de vida dos bens;


bens ainda aptos a serem consumidos são preteridos
perante outros mais recentes;

 A moda provoca o aumento da produção e do


emprego nos ramos de atividade associados aos
produtos da moda e reduz a capacidade de produção e
de emprego de outros ramos.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Moda e publicidade
Na sociedade atual os bens têm um ciclo de vida cada vez mais curto.

São lançados no mercado novos produtos e produtos renovados.

Através da publicidade, os consumidores são estimulados a adquirir esses


bens com o objetivo de acompanhar a moda ou de seguir as tendências.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Tradição
 A tradição representa o conjunto de hábitos, costumes, crenças de uma
comunidade;

 A tradição manifesta-se em rituais que envolvem a utilização de bens e


de serviços em determinadas épocas do ano;

 A tradição leva as famílias portuguesas a utilizarem na ceia de Natal


bacalhau e bolo rei, obrigando esta situação à colocação, no mercado, por
parte das empresas, nesta época do ano, de maiores quantidades destes
bens com reflexos na capacidade de emprego destas indústrias.

O consumo é influenciado pelas tradições e pelos hábitos culturais.


Essas tradições podem incidir sobre o consumo dos
mais diversos bens (por exemplo, amêndoas, na
Páscoa; peru no Natal).
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Modos de vida

 Os modos de vida representam a forma como o indivíduo vive em grupo, as


interações e a sua capacidade de influenciar e de ser influenciado; a forma com é
condicionado pela atividade profissional que desempenha;

 O consumo acaba por representar uma forma de expressão do grupo a que


cada um pertence, refletindo-se na capacidade de produção das empresas.

Assim,
o consumo reflete determinados estilos de vida,
podendo constituir uma forma de expressão do
estrato social a que se pertence.

O uso de certas marcas de calçado


ou de roupa ilustram esta situação.
ECONOMIA A
Elsa Silva
Economia A - 10.º ano
Helena Mendes
Unidade Letiva 2 – Necessidades e Consumo

Estrutura etária dos agregados familiares


 O ciclo de vida do indivíduo condiciona o seu consumo;

 A posição do indivíduo no seio do agregado familiar condiciona o seu


consumo;

 A idade dos membros que compõem


uma família constitui um dos fatores que
influenciam o consumo.

Agregados familiares com crianças


apresentarão uma estrutura de consumo
diferente da dos agregados familiares
compostos apenas por idosos.