Você está na página 1de 45

• FISIOOGIA: Ciência que estuda os processo vitais normais de

organismos animais e vegetais, principalmente no que se refere à


forma como as coisas funcionam normalmente no organismo vivo.

Fisiopatologia ?????????

Fisiologia do exercício ?????????


Qual a diferença entre:

• Atividade física é qualquer movimento corporal, produzido por


contração muscular, que tenha como resultado final maior dispêndio de
energia
(AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE 1998)

Exercício Físico:
• Caracteriza-se como uma atividade em que há intencionalidade de
movimento, sendo considerado um subgrupo das atividades físicas que
é planejado, estruturado e repetitivo, tendo como propósito a
manutenção da saúde...
CLAUDIO GIL SOARES DE ARAUJO 2001
Controle do Estado Fisiológico

Sistema Endócrino
Homeostasia

Demanda energética Atender demanda

Liberação de calor Garantir homeotermia


Homeostasia
= treinamento
Demanda energética Atender demanda

Liberação de calor Garantir homeotermia


Treinamento

Somação temporal de respostas sub-agudas

Somação temporal + Adaptação funcional


Prof. Jonas Al ves de Araújo Jr.
Metabolismo:
É a soma das alterações químicas e físicas que ocorrem no tecido

1. Anabolismo:
Reações que convertem pequenas moléculas em grandes moléculas

2. Catabolismo:
Reações que convertem grandes moléculas em pequenas moléculas

Metabolismo Basal:
É a utilização de oxigênio de um indivíduo durante atividade fisiológica
mínima em vigília e sono

STEDMAN 2000
http://fisio.icb.usp.br/
http://fisio.icb.usp.br/
hthtptt:/p/:/f/isfiios.iioc.bic.bus.ups.bp.rb/r/
hthtptt:/p/:/f/isfiios.iioc.bic.bus.ups.bp.rb/r/
Gasto Energético

O gasto energético é a quantidade de energia despendida


pelo organismo para executar todas as funções
necessárias para a sobrevivência
Primeira Lei da Termodinâmica

Um estado de energia não pode ser criado ou destruído,


mas somente transformado em outro

Energia Energia
Química Mecânica

?
ADP + Pi

ATP

O2
CO2
H2O
 O gasto energético diário de uma pessoa
depende da qtde de energia despendida:

1) Durante o sono  taxa metabólica basal


2) Para as funções básicas do organismo quando
acordado  taxa metabólica de repouso
3) Para a execução da atividade física  efeito
térmico do exercício
4) Durante o processo de digestão e absorção dos
alimentos  efeito térmico dos alimentos
~ 10%

~ 15-30%
~ 60-75%

Taxa Metabólica de Repouso (60-75%)


Efeito Térmico do Exercício (15-30%)
Efeito Térmico da Alimentação (10%)
 A taxa metabólica basal é o consumo de energia
necessário para manter todas as funções básicas do
organismo (metabolismo celular e as funções
fisiológicas como circulação, respiração, etc) durante
um estado de repouso físico e mental (sono) e em
jejum

 Durante o sono o gasto energético é ~ 10% menor


comparado à condição de acordado (vigília)
Genética
Sexo Idade
Massa Composição
Corporal Corporal

Clima
GEB Etnia

Processo
Estado
Estado Patológicos
Psicológico
Hormonal
Massa Corporal
1. Principal determinante do GEB
2. Pode ser responsável por mais da metade do GEB
Ex: diferença de 10 kg no peso corporal Altera em aproximadamente 120kcal o
GEB

Composição Corporal

Massa Gorda:
É a soma do tecido adiposo subcutâneo com tecido adiposo visceral
É definida como a massa corporal total menos o tecido adiposo

Subdividida em :

Ossos Tendões Ligamentos

Proteínas periféricas Proteínas Centrais


Metabolismo basal conforme a idade *
Idade Homens Mulheres
14 – 16 anos 46,0 43,0
16 – 18 anos 43,0 40,0
18 – 20 anos 41,0 38,0
20 – 30 anos 39,5 37,0
30 – 40 anos 39,5 36,5
40 – 50 anos 38,5 36,0
50 – 60 anos 37,5 35,0
60 – 70 anos 36,5 34,0
70 – 80 anos 35,5 33,0
* em kcal/m2/hora; superfície corporal = Peso(kg)0,425 . Altura(cm)0,725 . 71,84
Estado Hormonal
• Gravidez  + 20% do metabolismo basal

• Hipotiroidismo  - 30% do metabolismo basal


• Hipertiroidismo  + 30% do metabolismo basal

• Ciclo hormonal  ???????

Condições excepcionais que aumentam o metabolismo basal

1. Febre  + 13% do metabolismo basal


2. Baixa temperatura ambiente  pode aumentar a gasto energético
basal
3. Queimadura, traumatismo, hipertiroidismo  + 10-100% do
metabolismo basal
4. Desnutrição grave  condição reconhecida como hipermetabólica (até
+ 100%)
5. Restrição Alimentar Crônica  Condição de Catabolismo
 Ingestão de Energia

Perda de Peso

Adaptação

Manutenção do Peso
 A ingestão alimentar promove um aumento do gasto
energético (entre 5 e 10%) pós-prandial conhecido
como efeito térmico do alimento

 Embora não sejam totalmente conhecidas as causas


desse aumento, provavelmente ele é decorrente do
processo de digestão, absorção, armazenamento e
outras conseqüências causadas pelo chegada dos
nutrientes na circulação (exemplo,  da síntese
protéica com refeições que contém proteína)
Palatabilidade
?
Tamanho da
Composição dos
refeição
nutrientes
E.T.A.
Idade Composição
Corporal
?
Nível de
Condicionamento Físico
Tamanho da Refeição
Ingestão de grandes ↑ G.E.
quantidades de alimentos
Digestão Absorção

E.T.A.
Independente das calorias serem as mesmas fracionadas em
várias refeições pequenas
TAI, et al 1991

Composição dos Nutrientes

Proteína Carboidrato
& ↑ E.T.A. &
Etanol Lipídeos

Etanol: Proteína

Tóxico  Rápida Matabolização Síntese Protéica


[↑aa]
Mecanismos de Oxidação Plasmática
Degradação Protéica
 É o componente mais variável do gasto energético e
constitui a energia despendida com a atividade física
cotidiana, no trabalho e a recreativa
 Pode representar cerca de 30% do metabolismo basal
em sedentários ou até 70-80% em pessoas fisicamente
ativas
Ex: atletas de alto rendimento podem duplicar ou até
mesmo triplicar o GET em decorrência de longos e
intensos períodos de treinamento (3 a 5 horas diarias)

GRUND et al 2001
Atividade física é qualquer movimento corporal, produzido por
contração muscular, que tenha como resultado final maior dispêndio
de energia
(AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE 1998)
Portanto:

↑ do GE

Movimentos Mecânicos
• Involuntários:
Tremor, Inquietação nervosa, Controle postural
• Voluntários:
Atividades esportivas, profissionais e recreativas

Qualquer dispêndio de energia acima do gasto energético basal e do efeito


térmico dos alimentos é considerado gasto energético da atividade física

Variáveis que podem influenciar o Gasto energético com a Atividade Física

Duração
Intensidade Tipo de exercício

G.E.A.F.
Composição corporal
Nível de condicionamento físico
Volume de treinamento
O gasto energético na execução de uma atividade
física é uma função direta de sua intensidade
(consumo de O2)

1 L de O2 consumido =~ 5 kcal

Quanto maior a capacidade aeróbica, mais energia


pode ser utilizada

O nutriente utilizado para fornecer energia também


varia conforme a intensidade do exercício físico e o
nível de treinamento
Intensidade Homens Mulheres

do exercício L.O2/min L.O2/min

Ligeiro 0,40-0,99 0,30-0,69

Moderado 1,00-1,49 0,70-1,09

Intenso 1,50-1,99 1,10-1,49

Muito intenso 2,00-2,49 1,50-1,89

Muitíssimo intenso 2,50- 1,90-


Consumo de O2
Freqüência cardíaca
Velocidade

mínima máxima

% de energia derivada dos lipídeos

100% 0%

% de energia derivada dos carboidratos

0% 100%
22.0
0.7 20.0
g/min
0.6 18.0
kcal / 16.0
0.5 min 14.0
0.4 12.0
10.0
0.3
g/min 8.0
0.2 6.0
4.0
0.1
2.0
0.0 0.0

Consumo de Oxigênio (L/min)

Oxidação de Lipídeos Gasto Energético Oxidação de CHO


O gasto de energia de um exercício varia conforme a
intensidade e a duração

Atividades intensas gastam mais energia, mas não é


possível executá-las por muito tempo

Assim, em geral, atividades aeróbicas em intensidades


moderadas consomem mais energia do que outras
modalidades. Exemplos:

Musculação  ~ 200 a 450 kcal/hora


Corrida  ~ 400 a 700 kcal/hora
Após a atividade física existe um incremento no gasto
energético basal conhecido como EPOC

O EPOC possui uma fase rápida (logo após a atividade) que


dura de alguns minutos até poucas horas e uma fase
prolongada que pode se estender por + de 24 horas

O EPOC é provavelmente decorrente do processo de


recuperação e das adaptações desencadeadas pelo exercício
físico

Quanto mais intenso ou mais prolongado é o exercício, maior


será o EPOC
Exercício EPOC

Basal Basal