Você está na página 1de 24

AULA 01:

INTRODUÇÃO À GESTÃO DA QUALIDADE

Profª. Elizabete Nunes


GESTÃO DA QUALIDADE

• Existe gestão da qualidade sem administração da


produção?

• Logicamente que não, pois é a produção quem irá


fabricar produtos e / ou prestar serviços. Como?

• Através de um processo de transformação:


Recursos a serem
transformados

Ambiente
* Materiais
* Informações
* Consumidores Consu-
Recursos Transformação Recursos midore
de entrada Produção de saída
s
* Instalações
* Pessoal
Input Avaliação Output
da conformidade

•QUALIDADE Ambiente
Recursos de entrada de •Planejamento e
transformação controle
CADEIA DE PRODUÇÃO DO LEITE

INDÚSTRIA VAREJO
MEDICAMENTOS MEDICAMENTOS

PRODUÇÃO INDÚSTRIA VAREJO CONSUMIDOR


LEITE LATICÍNIOS FINAL
INSUMOS

POSTO ATACADO
REFRIGERAÇÃO
INDÚSTRIA VAREJO
RAÇÃO RAÇÕES

4
FUNÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO
OBJETIVOS DE DESEMPENHO
DA PRODUÇÃO

6
FOCO NA QUALIDADE
 Por que a qualidade é essencial nas organizações
globais?
Competitividad
e

QUALIDAD Satisfação do
E cliente

Produtividade

 Qual a correlação entre estes elementos?


FOCO NA QUALIDADE

• Mercado competitivo cliente exigente


• Cliente exigente produto com qualidade
• Produto com qualidade produtividade
• Produtividade = taxa de valor agregado do produto
e/ou serviço.

P = OUTPUT(saídas) = Valor produzido


INPUT(entradas) Valor consumido
Identifique nas empresas abaixo, estratégias
para atingir o objetivo de desempenho-
qualidade
HOSPITAL FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS

ÔNIBUS URBANO SUPERMERCADO

9
EM UMA FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS…

Qualidade pode significar:


•Todas as peças fabricadas conforme especificações;
• Montagem atendendo a especificações;
• Produto confiável, atraente e sem defeitos.

Rapidez pode significar:


• Tempo reduzido entre o pedido de um carro específico
por um revendedor e a entrega ao consumidor;
• Tempo de espera reduzido da assistência técnica.
EM UMA FÁBRICA DE AUTOMÓVEIS…

Confiabilidade pode significar:


• Entrega aos revendedores no tempo previsto;
• Entrega das peças de reposição aos centros de
serviços no tempo previsto.

Flexibilidade pode significar:


• Introdução de novos modelos;
• Ampla variedade de opções disponíveis;
• Habilidade de se ajustar ao número fabricado;
• Habilidade de reprogramar as prioridades de produção.
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

 Coleta de Alimentos►
Inspeção pelos consumidores

 Divisão do trabalho: Fornecedores de alimentos►


Inspeção nos mercados das aldeias

 Primeiros Fabricantes: Artesãos das aldeias►


Confiança na técnica e reputação
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE
 O Código de Hamurabi (2.150 a.C.) já demonstrava
preocupação a durabilidade e funcionalidade das
edificações;

 Os Fenícios amputavam a mão do fabricante de


produto fora das especificações do governo;

 Egito
 Exército de Terracota – China
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE
 Os Romanos desenvolveram padrões de qualidade e métodos
de medição altamente sofisticados.
 As Corporações do Ofício - Especificações de materiais,
processos produtos.

 Com a Revolução Industrial, a


produção em massa de bens
manufaturados se tornou possível
através da divisão do trabalho e da
criação serial de peças, o que criou
problemas para aqueles que
estavam acostumados a ter seus
bens feitos sob medida.
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

 Revolução Industrial: Especificações escritas;


medições e laboratórios de teste; extensão da
inspeção; padronização

 A Indústria Moderna começou a emergir no fim do


séc. XIX. Nos EUA, Taylor foi o pioneiro em
gerenciamento científico, retirando o planejamento do
trabalho da responsabilidade dos trabalhadores e
supervisores, e colocando-o nas mãos dos engenheiros
industriais.
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE
 O final dos anos 70 e 80 foram marcados pelo esforço para a
Qualidade em todos os aspectos de negócios e das
organizações prestadoras de serviços, incluindo finanças,
vendas, pessoal, manutenção, gerenciamento, produção e
serviços.
A partir da década de 90 a qualidade foi marcada pela
retomada da força das empresas americanas e pela crise
econômica nos Tigres Asiáticos.

 Há um longo caminho a ser percorrido em virtude do


atraso no acesso e implantação desses conceitos,
principalmente nos países menos desenvolvidos (Brasil)
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

1. ERA DA INSPEÇÃO

• Final do Séc. XVIII e início do Séc. XIX


• Produtos são verificados um a um
• Cliente participa da inspeção
• Inspeção encontra defeitos, mas não produz qualidade
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

2. ERA DO CONTROLE ESTATÍSTICO

• Década de 1930 e 1940


• Produtos são verificados por amostragem;
• Um departamento especializado faz a inspeção da
qualidade;
• Ênfase na localização de defeitos.
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

3. ERA DA GARANTIA DA QUALIDADE


• Década de 1950 e 1960
• Reconstrução da Europa: exigência de garantia de
especificação técnica – criação da ISO;
• Cumprimento de contrato com clientes- garantia de
produto conforme amostra fornecida, no prazo,
instalação, assistência técnica, etc.
EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA
QUALIDADE

4. ERA DA QUALIDADE TOTAL

• Década de 1970
• Processo produtivo é controlado;
• Toda a empresa é responsável;
• Ênfase na prevenção de defeitos;
• Qualidade assegurada;
• TQC – Controle Total da Qualidade.
A EVOLUÇÃO – NO BRASIL
60 / 70 70 / 80
Inspeção da Qualidade Controle da Qualidade

• Rudimentos / Fragmentos • Normas Qualidade Adequadas


SISTEMA DA • Qualidade vista como Inspeção • Avaliação Qualidade dos
QUALIDADE Fornecedores
• Adequação das Especificações
Técnicas • Prêmio da Qualidade à
Fornecedores

• CEQ - Contr. Estat. Qualidade


MÉTODOS / • Amostragem Rudimentar • CEP – Contr. Estat. Processo
FERRAMENTAS • Inspeção de 2ª Parte nos • CCQ – Círc. Contr. da Qualidade
DA QUALIDADE Materiais, Processo e Final • EAV - Engª de Análise de Valor
• FMEA - Análise de Met. de Falhas

• Controles 100% em Processo


• Auditorias Produto Final - Scores
• Feedback Campo Moroso e
Impreciso • Avaliação com Base a Custos
OUTROS
• Reações Demoradas • Critérios para Aprovação de
Amostras
• Especificações Não
Tropicalizadas • Treinamento para Qualidade
A EVOLUÇÃO – NO BRASIL
80 / 90 90 / 00
Qualidade Assegurada Gestão da Qualidade
• Certificação de 2ª Parte • Certificação de 2ª e 3ª Parte
SISTEMA DA • Normas de Gestão da Qualidade • Normas ISO 14000 (amb.), 18001
• Norma ISO Série 9000
QUALIDADE (seg.), 8000 (r.social)
• Processo de T.Q.C.
• FMEA - Análise de Modo de Falhas • Prêmio Nacional da Qualidade

• Idem 70 - 80
• TPM (Manut. Produtiva Total) • Idem 70 - 80
MÉTODOS / • MASP (Mét. Anál. e Sol. Problema • Idem 80 - 90
FERRAMENTAS • APQP (Plan. Avançado da Qualidade • Times de Melhoria
DA QUALIDADE do Produto) • 6 SIGMA
• DOE (Projetos de Experimentos)
• Black Belts
• QFD (Desdob. da Função Qualidade)
• KAIZEN (Melhoria Contínua)

• Experiências Severas em CEP • Cliente Principal Foco


• Avaliação de Fornec. Critérios • Uso Seletivo de Ferramentas
Internacionais Estatísticas
OUTROS
• Versatilidade / Células • Auditorias de Processo
• Pesq. de Satisfação do Cliente
• FMEA ( Anál. Modos de Falhas) • Preocupação Forte com
Planejamento Avançado
• Ratreabilidade de Ações Corretivas