Você está na página 1de 20

Argumentação

{ Argumentar x Discutir
A argumentação é uma
troca de conhecimentos; A
discussão uma troca de
ignorâncias.
COMUNICAR não significa apenas enviar uma mensagem e fazer
com que nosso ouvinte/leitor a receba e a compreenda. Dito de uma
forma melhor, podemos dizer que nós nos valemos da linguagem não
apenas para transmitir idéias, informações.
Comunicar não é, pois, apenas um fazer saber, mas
também um fazer crer, um fazer fazer. Nesse sentido,
a língua não é apenas um instrumento de
comunicação; ela é também um instrumento de ação
sobre os espíritos, isto é, uma estratégia que visa a
convencer, a persuadir, a aceitar, a fazer crer, a mudar
de opinião, a levar a uma determinada ação. Assim
sendo, talvez não se caracterizaria em exagero
afirmarmos que falar e escrever é argumentar.

TEXTO ARGUMENTATIVO é o texto em que


defendemos uma idéia, opinião ou ponto de vista,
uma tese, procurando (por todos os meios) fazer com
que nosso ouvinte/leitor aceite-a,creia nela.
Num texto argumentativo, distinguem-se três
componentes: a tese, os argumentos e as estratégias
argumentativas.

TESE, ou proposição, é a idéia que defendemos,


necessariamente polêmica, pois a argumentação
implica divergência de opinião.

ESTRATÉGIAS argumentativas são todos os


recursos (verbais e não-verbais) utilizados para
envolver o leitor/ouvinte, para impressioná-lo, para
convencê-lo melhor, para persuadi-lo mais facilmente,
para gerar credibilidade, etc.
A CLAREZA do texto - para citar um primeiro
exemplo - é uma estratégia argumentativa na medida
em que, em sendo claro, o leitor/ouvinte poderá
entender, e entendo, poderá concordar com o que está
sendo exposto. Portanto, para conquistar o
leitor/ouvinte, quem fala ou escreve vai procurar por
todos os meios ser claro, isto é, utilizar-se
da ESTRATÉGIA da clareza. A CLAREZA não é, pois,
um argumento, mas é um meio (estratégia)
imprescindível, para obter adesão das mentes, dos
espíritos.
Estrutuação
Plano de argumentação formal:
1.Proposição (tese): afirmativa suficientemente
definida e limitada; não deve conter em si mesma
nenhum argumento.
2.Análise da proposição ou tese: definição do sentido
da proposição ou de alguns de seus termos, a fim de
evitar mal-entendidos.
3.Formulação de argumentos: fatos, exemplos, dados
4.estatísticos, testemunhos, etc.
Conclusão.
Eis o esquema do texto em seus quatro estágios:

Primeiro estágio: primeiro parágrafo, em que se


enuncia claramente a tese a ser defendida.
Segundo estágio: segundo parágrafo, em que se
definem as expressões "estudo intencional da
gramática" e "desempenho lingüístico", citadas na
tese.
Terceiro estágio: terceiro, quarto, quinto, sexto, sétimo
e oitavo parágrafos, em que se apresentam os
argumentos.
Terceiro parágrafo: parágrafo introdutório à
argumentação.
Quarto parágrafo: argumento de autoridade.
Quinto parágrafo: argumento com base em ilustração
hipotética.
Sexto parágrafo: argumento com base em dados
estatísticos.
Sétimo e oitavo parágrafo: argumento com base em
fatos.
Quarto estágio: último parágrafo, em que se apresenta
a conclusão.
Tópico Frasal
O tópico frasal nada mais é do que o que chamamos
de “período síntese” da ideia que será desenvolvida
naquele parágrafo. Ou seja,a primeira linha de cada
parágrafo de argumentação deve trazer um período
que resuma rapidamente e antecipe para o leitor o
conteúdo que será abordado adiante.
“Em primeiro lugar, é preciso analisar a realidade
capitalista em que vivemos. Nela, a maximização dos
lucros é o principal objetivo, ainda que isso ocorra às custas
da destruição do meio ambiente. Visando o enriquecimento
das maiores potências mundiais, Governos fecham os olhos
para o problema, culminando em situações como a recusa do
então presidente americano George W Bush em assinar o
Protocolo de Kyoto, que visava a redução da emissão de
gases poluentes na atmosfera. Somente o desenvolvimento
inteligente e sustentável pode assegurar que o crescimento
econômico das nações se dê sem que seja preciso destruir o
espaço em que vivemos.”
Percebam que o período em vermelho
dá a entender que o autor falará sobre a
questão capitalista naquele parágrafo, e
é exatamente isso o que ocorre. Todos os
períodos seguintes são ampliações dessa
ideia central presente no tópico frasal.
“Por fim, é possível avaliar a total alienação política e social
da juventude contemporânea como uma das causas do
problema.Totalmente inertes e desinteressados por assuntos
que não sejam divulgados pela mídia de massa como
possíveis objetos de consumo, os jovens não percebem a
importância que têm nessa problemática. Ao invés de darem
o exemplo no âmbito pessoal, e exigirem mudanças no trato
governamental, eles simplesmente preferem afirmar que o
problema é tão grande, que nada adiantariam ações isoladas.
As escolas devem, então, transmitir valores de estima ao
meio ambiente, mostrando que ações individuais são,
também, vitais para a resolução da questão.”
Mais uma vez, o autor antecipou o que será
desenvolvido no parágrafo. Percebam duas
coisas:
- O tópico frasal deve ser composto por um
período apenas. Não se alongue demais.
- O tópico frasal demonstra organização de
ideias e planejamento textual por parte do
candidato, o que é sempre visto com bons
olhos.
Conclusão: “Desenvolvimento e
preservação ambiental: como conciliar os interesses
em conflito?” Observem:
“Dessa maneira, é possível perceber que se faz
necessária uma conscientização geral, forte e urgente
da sociedade. É necessário entendermos que os
recursos naturais são finitos, e que o crescimento
econômico deve considerar a preservação do meio
em que vivemos, para que as conseqüências em um
futuro próximo não sejam ainda mais
desastrosas. Precisamos aplicar no campo pessoal o
conceito da Terceira Lei de Newton, vinda da Física:
toda ação provoca uma reação de igual intensidade e
sentido contrário.Precisamos agir na direção da
sustentabilidade, do uso das energias renováveis e da
redução das mudanças climáticas, para que a reação
da natureza seja a perpetuação de um ambiente
seguro e ideal para vida de todas as espécies. “
Em vermelho, encontramos um conectivo
conclusivo e umasíntese, que vem a ser
o tópico frasal do parágrafo. Em branco,
encontramos propostas de intervenção para
amenizar a problemática, uma vez que os
conflitos desse tema são de difícil solução,
sendo assim, o autor passou longe de soluções
utópicas e radicais. Além disso, a cerejinha do
sundae foi o que destacamos em verde: o uso
da interdisciplinaridade (inserção de
conteúdo de outras áreas do conhecimento) na
redação, contribuindo para a originalidade do
texto.