Você está na página 1de 8

Síntese

Unidade 4

Contos
Síntese - Unidade 4
Contos

“GEORGE”
Maria Judite de Carvalho
Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

ESTRUTURA TRIPARTIDA:

Gi George Georgina

Presente/idade
Passado/juventude Futuro/velhice
adulta

AS TRÊS IDADES DA VIDA (METAMORFOSES DA FIGURA FEMININA)


Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

Gi
(Passado/juventude)

 O seu retrato é construído (por


George) com o recurso à memória.
 É uma “rapariguinha frágil”.

 Tem 18 anos.
 Tem um “lindo sorriso branco”.

 Revela propensão para o desenho.


 Mora numa vila portuguesa.
 Tem namorado e a mãe está a
preparar-lhe o enxoval.
Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

Gi
(Passado/juventude)

 Através do diálogo entre Gi e George percebe-se que a jovem


tenciona abandonar a terra natal (refere que o namorado não tem
outra ambição senão a de ficar e construir uma casa).

 Tem a função de recordar a George quem foi no passado.


Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

George
(Presente/idade adulta)

 Mora em Amesterdão.

 É uma pintora famosa.

 Visitou a terra natal para se desfazer da casa paterna (que recebeu em herança
após a morte dos pais), o que significa o corte com o passado.

 Durante a fase adulta, sofre diversas transformações.


Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

George
(Presente/idade adulta)

 É inconstante no amor e de  Nada possui do passado, com


personalidade complexa: muda exceção de uma fotografia sua
constantemente a cor dos cabelos, quando jovem.
não possui nada de seu, mora em
casas alugadas, desfaz-se dos livros.

 Possui ânsia de liberdade desde  Vive reconfortada com o seu


jovem. êxito como pintora e com as
repercussões financeiras que este
lhe traz.
Síntese - Unidade 4
Contos - “GEORGE”

Georgina
(Futuro/velhice)

 O seu retrato é construído (por George) com


recurso à imaginação; perspetivação do futuro da
figura feminina.
 Trata-se de uma velha, imperfeitamente
maquilhada com vários tons de rosa, cabelos cor de
acaju.

 Usa uma carteira cara (italiana).

 Tem a função de deixar antever a George o que será o seu futuro, um tempo
marcado pela solidão e pela degradação física, o que impedirá a protagonista de
pintar.