Você está na página 1de 35

Santa Casa da Misericórdia de Arronches

IV ENCONTRO REABILITAÇÃO
NO DOENTE PÓS-AVC
“Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF):
Um Método ou uma Técnica?”

Catarina Bagulho Silva


Fisioterapeuta

27 de Outubro de 2017
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)

Alterações Motoras

 Tónus muscular
 Sensibilidade
 Paresias e padrões alterados de
ativação muscular Padrões Motores Atípicos
 Força muscular e
↓Qualidade de Movimento
 Coordenação/programação motora
 Controlo motor
 Controlo postural
 Equilíbrio
 Marcha
 Fala, deglutição, visão, entre outros.
(Adler, S. et al., 2007; Arthur, A.M. et al., 2011).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Onde focar?
 Dor
No ombro é extremamente comum após o AVC,
ocorrendo em 70 a 84% .

Promoção do movimento  Alterações posturais


normal
A prevalência da subluxação de ombro pode variar
de 17% a 66% dos pacientes hemiplégicos.

 Alteração de tónus
Espasticidade/hipotonia e presença de sinergias

 Força
Coordenação motora
(Adler, S. et al., 2007; Arthur, A.M. et al., 2011).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

 Na década de 1940, o Dr. Herman Kabat, médico


neurofisiologista analisa o trabalho da Irmã Elizabeth Kenny e
a sua abordagem terapêutica nos pacientes com poliomielite.

 Conclui que Kenny falha nos princípios neurofisiológicos do


seu método.

 Associa a sua intervenção ao trabalho de Sir Charles


Sherrington acerca da facilitação e dos padrões de facilitação
do Sistema Nervoso com as suas observações do movimento
humano funcional.

 São estabelecidas as bases do “Método de Kabat”.

A Fisioterapeuta Maggie Knott ajuda a desenvolver os padrões de


facilitação elaborando as técnicas e os princípios do método,
sendo a pioneira da Terapia Manual.
(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Utilização de técnicas de padrões de movimento que


desencadeiam respostas motoras, melhorando o controlo
da função neuromuscular

A capacidade de gerar movimento é potenciada,


reforçando a ação muscular

Todos os movimentos são realizados com a máxima força


que o utente tem

Adaptação de todo o segmento à realização de


movimento  Facilitação Neuromuscular

(Adler, S. et al.,2007 & Galúcio, J.P.C., 2012).


Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Grupos Musculares:

• Agonistas – Produzem o movimento;


• Antagonistas – Relaxam para permitir o movimento.

Tipos de Contrações Musculares:

• Dinâmicas (Isotónicas) – Executam o movimento de forma concêntrica ou


excêntrica;
• Estáticas (Isométricas) – Mantêm ou estabilizam uma posição.

(Adler, S. et al.,2007 & Galúcio, J.P.C., 2012).


Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Procedimentos Básicos do Método de Kabat

Contacto Comando e
Estiramento
Manual Comunicação

Sincronismo

Tração e Resistência
Visão
aproximação máxima

Atenção ao aumento de tónus  Sem resistência


(Galúcio, J.P.C., 2012).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Principais caraterísticas:

Estímulos
Padrões diagonais propriocetivos /
sensoriais

Estímulos visuais e
auditivos

Objetivo: Desencadear ou aumentar as respostas motoras

(Galúcio, J.P.C., 2012).


Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Diagonais de Kabat

Padrões de movimento normais e coordenados que englobam a facilitação


mecânica e fisiológica.

Movimentos de direção diagonal dos membros, tronco e pescoço.

O movimento é sempre de distal para proximal, podendo ser para


flexão ou extensão.

Se forem utilizadas bilateralmente, vai existir fortalecimento do tronco.

(Adler, S. et al.,2007 & Galúcio, J.P.C., 2012).


Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Contrações repetidas:
 Durante o movimento a força de contração do músculo vai diminuindo e
realizam-se estiramentos repetidos para potenciar o músculo
antagonista.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Contrações repetidas:
 Durante o movimento a força de contração do músculo vai diminuindo e
realizam-se estiramentos repetidos para potenciar o músculo
antagonista.

(Adler, S. et al.,2007).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Inversão Lenta:
 Sequência de contração isotónica lenta do agonista até ao final da
amplitude, seguida de contração isotónica lenta do antagonista (sem
paragens).

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Inversão Lenta:
 Sequência de contração isotónica lenta do agonista até ao final da
amplitude, seguida de contração isotónica lenta do antagonista (sem
paragens).

(Adler, S. et al.,2007).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Iniciação Rítmica:
 Movimentos rítmicos na amplitude desejada, progredindo de passivo
para movimento ativo-assistido, ativo e resistido.
 Induz uma maior noção propriocetiva.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Iniciação Rítmica:
 Movimentos rítmicos na amplitude desejada, progredindo de passivo
para movimento ativo-assistido, ativo e resistido.
 Induz uma maior noção propriocetiva.

(Adler, S. et al.,2007).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Estabilização Rítmica:

 Contração isométrica dos padrões agonista e antagonista, exigindo


momentaneamente uma co-contração. Não permite movimento.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Estabilização Rítmica:

 Contração isométrica dos padrões agonista e antagonista, exigindo


momentaneamente uma co-contração. Não permite movimento.

(Adler, S. et al.,2007).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Contrai-Relaxa:

 Contração isométrica seguida de relaxamento e movimento na amplitude


adquirida, de forma ativa ou passiva.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Contrai-Relaxa:

 Contração isométrica seguida de relaxamento e movimento na amplitude


adquirida, de forma ativa ou passiva.

(Adler, S. et al.,2007).
Acidente Vascular Cerebral
(AVC)
Técnicas Específicas:

 Contrações Repetidas
 Inversão Lenta
 Iniciação Rítmica
 Estabilização Rítmica
 Contrai-Relaxa
 Sustém-Relaxa
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Sustém-Relaxa:

 Contração isométrica do antagonista, seguida de relaxamento e


movimento ativo do agonista.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)
Técnicas Específicas:

Sustém-Relaxa:

 Contração isométrica do antagonista, seguida de relaxamento e


movimento ativo do agonista.

(Adler, S. et al.,2007).
Facilitação Neuromuscular
Proprioceptiva (PNF)

Método de Kabat

=
Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (PNF)

É possível e útil a combinação de várias


técnicas!!!
Evidência Científica

(Marques, P.S. & Nogueira, S.P.B.O., 2011; Lacerda, N.M. et al, 2013; Rodrigues, V.R.M.C. et al, 2015; Queiroz, M.L.S. et al, 2016)
“O Sistema Nervoso é contínuo na sua
extensão – não existem partes isoladas”

Adler, 1999

Avaliar Diagnosticar Planear Intervir Optimizar


O papel da Fisioterapia

Inovação
Variedade de exercícios

Progressão e
Diversificidade das sessões
monotorização

Diferentes contextos

Foco no principal problema


Motivação para o utente e quais as suas
expetativas

Adesão
Bibliografia
Adler, S.; Beckers, D; Buck, K. (2007). PNF – Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva: um guia
ilustrado. 2ª Edição. Editora Manole.

Arthur, A.M.; Vanini, T.M.; Lima, N.M.; Iano, Y.; Arthur, R. (2011). Tratamento fisioterapêutico
em pacientes pós – AVC: uma revisão do papel da neuroimagem no estudo da plasticidade neural,
14(1):187-208.

Galúcio, J.P.C. (2012). A facilitação neuromuscular proprioceptiva como técnica fisioterapêutica


para tratamento de acidentes hemiplégicos e hemiparéticos acometidos por acidente vascular
encefálico.

Queiroz, M.L.S.; Wanderley, D.; Coriolano, M.G.W.S.; Belo, R.G.; Martins, J.V.; Barboza, P.J.M.;
Oliveira, D.A. (2016). Efeitos da irradiação de força contralateral na extensão de punho de
pacientes após acidente vascular cerebral. Rev Bras Neurol, 52(2):5-11.

Lacerda, N.M.; Gomes, E.B.; Pinheiro, H.A. (2013). Efeitos da facilitação neuromuscular
proprioceptiva na estabilidade postural e risco de quedas em pacientes com sequela de acidente
vascular encefálico: estudo piloto. Fisioter Pesq. 20(1):37-42.

Marques, P.S.; Nogueira, S.P.B.O. (2011). Efeitos da Eletroestimulação Funcional e Kabat na


Funcionalidade do Membro Superior de Hemiparéticos. Rev Neurocienc, 19(4):694-701.

Rodrigues, V.R.M.C.; Quemelo, P.R.V.; Nascimento, L.C.G.; Pereira, M.C.S.; Lopes, M.C.; Ferreira,
C.M.R. (2015). Reabilitação da funcionalidade e da marcha em hemiparéticos. Rev Neurocienc,
23(2):227-232
Ft. Catarina Bagulho Silva
catarinasilva.scm@sapo.pt