Você está na página 1de 16

Idade Clássica

Algumas considerações sobre os Gregos.


• Antiguidade Clássica
• O termo Antiguidade Clássica refere-se a um longo período da História da
Europa que se estende aproximadamente do século VIII a.C., com o
surgimento da poesia grega de Homero, à queda do Império romano do
ocidente no século V d.C., mais precisamente no ano 476. No eixo condutor
desta época, que a diferencia de outras anteriores ou posteriores, estão os
fatores culturais das suas civilizações mais marcantes, a Grécia e a Roma
antigas.
• Localização
• A Grécia antiga compreendia uma região chamada Hélade e ocupava o sul
dos Bálcãs (Grécia continental), a Península do Peloponeso (Grécia
peninsular), as ilhas do Mar Egeu (Grécia Insular), além das colônias na
costa da Ásia Menor e no sul da Península Itálica (Magna Grécia).
• Os Conhecimentos da Grécia Antiga
• Os gregos foram os responsáveis pelo nascimento da Filosofia, termo
grego que significava amor à sabedoria, por volta do século IV a.C., na
cidade de Mileto. Um dos mais importantes pensadores gregos foi
Pitágoras anexo, matemático e filósofo. Pitágoras desenvolveu a idéia
de que o princípio comum do homem, dos animais, vegetais e
minerais era o átomo, considerado a menor parte da matéria.
Segundo Pitágoras, o que diferenciava os seres animados e
inanimados eram as diferentes estruturas que os átomos formavam
em cada um deles. Além disso, ele formulou teorias sobre números e
os classificou em várias categorias: os pares, os impares e os números
primos. Defendia, também, a idéia de que a Terra era redonda.

Os responsáveis pelo apogeu da filosofia grega no século IV a.C.


foram Sócrates, Platão e Aristóteles.
• Sócrates não deixou nenhuma obra escrita. Ensinava nas ruas e nas
praças. Seu principal discípulo foi Platão, cujas obras, em forma de
diálogos, conservam-se até nossos dias. Aristóteles, por sua vez, foi o
mais importante discípulo de Platão. Foi responsável pelo
estabelecimento das bases da Lógica, ciência que estuda os métodos
e processos que possibilitam diferenciar os argumentos verdadeiros
dos falsos nos estudos filosóficos. A Lógica é, até hoje, um
instrumento fundamental para todas as outras ciências.
• Entre os matemáticos gregos, além de Pitágoras, conhecido como o
“pai da matemática”, estão Euclides anexo,. Que estabeleceu os
fundamentos da Geometria, e Arquimedes anexo, conhecido pelo
famoso “Principio de Arquimedes” segundo o qual um corpo
mergulhado na água sofre, de baixo para cima, um impulso
equivalente ao líquido que deslocou.
• Os médicos também eram profissionais muito respeitados. O mais
importante deles foi Hipócrates de Cós anexo, que é considerado o
“Pai da Medicina”. Ainda hoje, os médicos, ao se formarem, prestam
o chamado “juramento de Hipócrates” anexo.
• Hipócrates, naquela época, já utilizava procedimentos muito
parecidos aos que utilizam nossos médicos para fazer diagnóstico de
doenças como examinar o globo ocular, verificar a temperatura do
corpo, aspecto da urina e das fezes, entre outros.
• Ao lado da Medicina praticada pelos médicos, havia também,
tratamentos populares baseados na superstição e na magia. Uma das
práticas mais comuns era pendurar amuletos no pescoço, atitude
essa, tida como infalível para a prevenção e cura de várias doenças.
• Os mesmo avanços se verificaram na Astronomia e no campo da Geografia. Por
volta do século II a.C., os gregos mapearam o mundo conhecido, dividindo-o em
meridianos e paralelos e em três zonas: a frígida, a temperada e a tórrida.
Usando cálculos matemáticos, mediram a circunferência da terra, as distâncias
dela do Sol e da Lua.
• A preocupação dos gregos com a ciência era muito grande. Suas bibliotecas eram
repletas de obras importantes e todas elas possuíam cópias, para não se
perderem em caso de incêndio ou de outro tipo de desastre.

E como os gregos trataram a História? Alguns historiadores gregos tiveram uma


grande importância para o desenvolvimento dessa área de conhecimento, ao
substituírem os mitos poéticos pela explicação histórica. Os principais
historiadores gregos foram Heródoto anexo , considerado “o pai da história” , que
escreveu uma obra sobre a guerra dos gregos contra os persas, e Tucídides, que
narrou a historia da Guerra do Peloponeso, da qual participou.

• A mitologia grega
• Há muito tempo atrás, as pessoas não podiam explicar
os eventos a partir da ciência. Por isso explicavam os
acontecimentos naturais a partir das histórias de
deuses, deusas e heróis. Os gregos tinham uma
história para explicar a existência do mal e dos
infortúnios. Acreditavam que, em certa época, todos
os males e infortúnios estiveram presos em uma caixa.
Pandora, a princesa mulher, abriu a caixa e eles se
espalharam pelo mundo.
• Os mais antigos mitos gregos falam do caos (confusão
primitiva), de Gaia (mãe-terra), Ponto (o mar) e Urano (céu).
Do casamento de Urano e Gaia, nasceram os titãs, ciclopes e
gigantes, que personificaram as coisas grandes e poderosas
da Terra: montanhas, terremotos, furacões, etc. O mais forte
dos titãs, Cronos, casou-se com sua irmã Réia, e tiveram seis
filhos. Temendo a rivalidade de seus filhos, Cronos devorou-
os logo ao nascer, exceto Zeus, que Réia escondeu numa
caverna. Quando se tornou adulto, Zeus derrotou o pai e
obrigou-o a libertar os ciclopes da tirania de Cronos, e eles,
em recompensa, deram-lhe as armas do trovão e do
relâmpago.
• Além dos deuses, também os heróis tinham direito ao culto.
Resultado da união entre um deus e uma mortal (ou vice-
versa), eram considerados intermediários entre os deuses e
os homens, atribuía-se-lhes a proteção do local onde
estavam sepultados. Outros foram homens excepcionais,
cujos feitos, muito antigos, se tinham transformado em
lenda. Temos o caso do Édipo que após ter sido expulso de
Tebas por ter morto o pai sem o ter reconhecido, conseguiu
responder à esfinge, temos em Atenas Teseu que fora seu
fundador e vencedor do Minotauro e ainda Hércules, um dos
mais populares heróis gregos e considerado como fundador
dos Jogos Olímpicos. (linkar com anexo Mitologia
grega/Deuses/Heróis...)