Você está na página 1de 48

Modais de Transporte

Rodoviario ;
Ferroviario;
Aquaviario;
Aereo;
Dutoviario.
Transporte Multimodal
• É a articulação entre vários modos
de transporte, de forma a tornar mais
rápidas e eficazes as operações de
transbordo. O Transporte Multimodal
é aquele em que serão necessários mais
de um tipo de veículo para conduzir a
mercadoria até ao seu destino final.
Requisitos
Para um transporte ser considerado como
multimodal, é necessário que:
• Seja realizado, pelo menos, por dois modos de
transporte;
• Exista um único responsável perante o dono da
carga (OTM);
• Exista um único contrato de transporte entre o
Transportador e o dono da mercadoria;
• Exista um conhecimento único (Multimodal Bill of
Lading ), válido para todo o percurso;
• Sejam utilizadas cargas unitizadas indivisíveis;
• Sejam feitas inspeções fiscais apenas na origem e
no destino.
Intermodalidade
• A intermodalidade pode ser descrita como a
não ocorrência de quebra da carga quando
o transporte da mercadoria se faz, no
mínimo, por dois modos diferentes de
tração, desde o momento da carga até à
descarga. Por outras palavras, a
intermodalidade é um transporte
combinado, mas sem ruptura do modo de
tração bem como da carga.
Modo Rodoviário
• É o transporte feito
por estradas, rodovias, ruas e outras vias
pavimentadas ou não, com a intenção de
movimentar materiais, pessoas ou animais
de um determinado ponto a outro
• Mais utilizado no país, 96% do movimento
de passageiros e 60% do transporte
rodoviário.
• O transporte rodoviário em sua maioria é
realizado por veículos automotores,
como carros, ônibus e caminhão.
• Na logística o transporte rodoviário é uma
das áreas mais importantes.
• Segundo a COPPEAD, os custos com
transporte chegam a 60% dos custos
logísticos e a redução de custos nessa área é
muito importante, pois corresponde em
média 20% do custo total das empresas.
• Cada vez mais as empresas estão de olho
nessa fatia do mercado, pois o transporte no
Brasil chama a atenção por faturar mais de
R$ 40 bilhões e movimentar 2/3 do total de
carga do país.
Custos do Transporte Rodoviário:
O transporte rodoviário é o transporte feito por estradas,
rodovias, ruas e outras vias pavimentadas ou não, com a
intenção de movimentar materiais, pessoas ou animais de um
determinado ponto a outro.
Podemos citar algumas das variáveis que envolvem os custos de
transporte:
• Remuneração do capital;
• Pessoal (motorista);
• IPVA/ seguro obrigatório;
• Combustível;
• Pneus;
• Lubrificantes;
• Manutenção;
• Pedágio.
Estes não são os únicos aspectos que devem ser considerados
no momento dos cálculos dos custos, os custos como em toda
operação, são divididos em custos fixos e variáveis.
Constam na lista também:
• Estado de conservação das rodovias geralmente precários,
custos com pedágios e manutenção ainda são sérios
problemas que afetam o setor.
• Alto custo dos combustíveis, emissão de gases poluentes na
atmosfera, problemas com manutenção de veículos e etc.
• Os custos fixos são todos os custos que ocorrem de maneira
independente ao deslocamento do veículo e variáveis são
atribuídos custos por quilometragem percorrida pelo
veículo. É importante ressaltar que essa forma de
classificação não é uma regra geral.
• Somente com o cálculo dos custos pode se propor uma
política de redução de custos.
Modo Rodoviário:
-Vantagens:
• Manuseamento mais simples (cargas menores)
• Grande competitividade em distâncias curtas/médias
• Elevado grau de adaptação
• Baixo investimento para o operador
• Custos mais baixos de embalagem
• Grande cobertura geográfica
-Desvantagens:
• Aumento do preço com a distância
• Sujeito ao trânsito
• Sujeito à regulamentação (circulação, horários)
-Melhorias Possíveis:
• Melhoria nos contentores;
• Melhoria nos sistemas semi-automáticos de cargas e descarga;
• Implantação de sistemas de localização por coordenas
geográficas
Transporte Ferroviário
É a transferência de pessoas ou bens,
entre dois locais geograficamente
separados, efectuada por
um comboio, automotora ou
outro veículo semelhante. O comboio ou
seu equivalente circula numa via
férrea composta por carris dispostos ao
longo de um percurso determinado.
• O transporte ferroviário é uma parte
fundamental da cadeia logística que facilita as
trocas comerciais e o crescimento económico.
• É um meio de transporte com uma elevada
capacidade de carga e energeticamente
eficiente;
• Está particularmente vocacionado para
o transporte de cargas de baixo valor total, em
grandes quantidades, entre uma origem e um
destino, a grandes distâncias, tais
como: minérios, produtos siderúrgicos, agrícolas
e fertilizantes, entre outros.
O transporte de mercadorias nesse modal
de transporte pode ser dividido em quatro
tipos de serviços: combinado, materiais
de construção, multicliente e outros
tráfegos especializados.
Combinado Contentores e caixas
móveis:
• As mercadorias são contentorizadas e
existe a possibilidade de associar o
transporte ferroviário com os demais
meios de transporte. Com este método não
há risco de ruptura de carga nem
manipulações intermédias.
Materiais de construção:
• Areia
• Cimento: o transporte de cimento é feito
a granel, em pacote e em paletes.
• Brita e rochas ornamentais
• Materiais de via-férrea: dentro desta
categoria é possível transportar balastro,
carril, travessas, aparelhos de mudança
de via, maquinaria de construção de via.
• Produtos cerâmicos: transporte de tijolo
e telha, entre outros, em vagões –
plataforma.
Multicliente Agro-industriais:
• Transporte de cereais, rações e adubos,
a granel, empacotado ou em palete.
• Madeiras: todos os tipos de madeira e
seus derivados.
• Produtos siderúrgicos: tais como varão,
malha, bobines, tubos e sucata.
Tráfegos especializados:
• Carvão
• Automóveis: o facto de um comboio poder ter um
comprimento aproximado de 500 metros, possibilita o
transporte de mais de duas centenas de automóveis de
uma só vez.
• Minérios
• Combustíveis: Nesta classe de produtos é possível incluir
petróleo, gás, gasóleo, gasolina, resíduos, entre outros.
• Produtos químicos: esta classe de produtos inclui todo o
tipo de substâncias que, ao serem descartadas, podem
apresentar efeitos nocivos para a saúde humana e/ou para
o meio ambiente, quando manipuladas
desadequadamente. Como exemplo, é possível transportar
amoníaco, carbonato, anilina.
-Vantagens:
• Ideal para grandes quantidades de carga
• Baixo custo para grandes distâncias
• Bom para produtos de baixo valor e alta densidade
• Pouco afectado pelo tráfico e condições atmosféricas
• Amigo do ambiente
-Desvantagens:
• Serviços e horários pouco flexíveis
• Pouco competitivo para distâncias curtas e cargas pequenas
• Grande dependência de outros transportes (nomeadamente
rodoviário)
• Pouco flexível pois só para de terminal em terminal
• Elevados custos de manuseamento
-Melhorias Possíveis:
• Aumento da velocidade de trajecto e das cargas/descargas
• Comboios mais frequentes
• Melhoria de equipamento dos terminais
• Uso de sistemas de informação que permitam melhorar o
controlo das frotas ferroviárias e programação de rotas.
MagLev
• Utilizam levitação magnética, ou seja, a
repulsão entre os trilhos e o trem,
flutuando, assim, a alguns centímetros
sobre os trilhos, eliminando o atrito
com a ferrovia. Nesse caso, a única
forma de atrito é entre o trem e o ar.
Futuro
• O projeto mais ambicioso nessa
tecnologia é o MagLev 2000, que
prevê a utilização de túneis
despressurizados em toda a
extensão dos trilhos, com o
objetivo incrível de 3.200 km/h
como velocidade máxima.
Estados Unidos
• Pretendem algo muito ambicioso, um trem quase
de ficção, chamado VacTrain, que flutua sobre
trilhos magnéticos e corre dentro de um túnel de
vácuo especial.
• O VacTrain, segundo seus projetistas, quando
começar a funcionar comercialmente, entre 2025
e 2030, poderá alcançar 6.400 km/hora.
• Com essa velocidade, ele poderá fazer o trecho
Nova York-São Francisco em apenas 41
minutos. No Brasil, um trecho equivalente, entre
Belém-Porto Alegre seria percorrido em apenas
40 minutos.
Transporte Aéreo
É o movimento
de pessoas e mercadorias pelo ar com a
utilização de aviões ou helicópteros. O
transporte aéreo é usado
preferencialmente para
movimentar passageiros ou mercadorias
urgentes ou de alto valor.
• A partir da Segunda Guerra Mundial a aviação
comercial assistiu a um grande
desenvolvimento, transformando o avião em
um dos principais meios de transporte de
passageiros e mercadorias no contexto
mundial.
• O transporte aéreo foi o que mais contribuiu
para a redução da distância-tempo, ao
percorrer rapidamente longas distâncias.
Rápido, cômodo e seguro o avião suplantou
outros meios de transporte de passageiros a
médias a longas distâncias.
-Vantagens:
• É o mais rápido para transportar passageiros a médias e grandes
distâncias.
• Grande liberdade de movimentos.
• É dos mais seguros e cômodos.
• É o mais adequado para o transporte de mercadorias de alto valor
(diamantes, instrumentos de óptica, produtos farmacêuticos, etc.) e
de mercadorias perecíveis (fruta, flores, etc.)
-Desvantagens:
• Elevada poluição atmosférica, devido à emissão de dióxido de
carbono.
• Forte consumidor de espaço, devido à construção
das infraestruturas.
• Elevado consumo de combustível.
• É muito dispendioso.
• Muita dependência das condições atmosféricas
(nevoeiro, ventos fortes…).
• Reduzida capacidade de carga (em relação a transportes marítimo e
ferroviário).
O transporte
aquático , aquaviário ou hidroviário.
Consiste no transporte de mercadorias e de
passageiros por barcos, navios ou balsas, via
um corpo de água, tais
como oceanos, mares, lagos, rios ou canais.
O transporte aquático engloba tanto
o transporte marítimo, utilizando como via
de comunicação os mares abertos,
comotransporte fluvial, usando os lagos e
rios.
-Vantagens
• Competitivo para produtos de muito baixo
custo (químicos
industriais, ferro, cimento, petróleo, minerais e
outros)
-Desvantagens
• Velocidade reduzida
• Muito pouco flexível
• Limitados a zonas com orla marítima ou rios
navegáveis
-Melhorias Possíveis
• Associação a sistemas de armazenagem e
transporte em terminal
• Melhor funcionamento sempre que inserido em
plataformas multimodais
Transporte Dutoviário ou Tubular.
Abrange todas as partes constituintes de uma
instalação física, através da qual
os líquidos (petróleo e seus derivados)
ou gases (gás natural, dióxido de carbono) são
transportados. O transporte tubular é o tipo de
transporte mais seguro e eficiente no que se
refere à transportação de petróleo bruto e gás
natural, desde os campos de produção até às
refinarias e fábricas de transformação. É
também o mais indicado para fazer chegar os
derivados do petróleo e gás natural até
aos consumidores.
O transporte tubular veio desempenhar um
papel vital na nossa vida diária. Na cozinha e
nas limpezas, nos trajectos do dia-a-dia,
no transporte aéreo e no aquecimento das
nossas casas, é tudo possível graças às redes
de distribuição de combustíveis através de
tubulações, sendo a única maneira viável de
transportar enormes volumes destes líquidos e
gases.
O transporte tubular pode assim ser
instalado em qualquer meio, qualquer
terreno ou ambiente. Para isso existem três
tipos de transporte tubular que se podem
instalar: terrestre, subaquático e aéreo.
Transporte Tubular Terrestre
O transporte tubular terrestre consiste num
tipo de transporte em que o veículo utilizado
compõe a própria infra-estrutura construída,
a qual irá permitir a distribuição de,
principalmente, produtos petrolíferos a longas
distâncias.
Isto faz com que seja o meio mais seguro
e económico de transporte deste tipo de
produtos, interligando regiões
produtoras, plataformas, refinarias, terminais
marítimos e os centros consumidores.
Transporte Tubular Subaquático
• O transporte tubular subaquático é
necessários para o transporte do crude e de
gases, desde os poços de petróleo e de gás no
mar alto até ao transporte tubular terrestre
que posteriormente transporta os produtos
para as refinarias ou outras instalações.
Eles são bem mais caros e de difícil
construção do que os transportes tubulares
terrestres.
• A sua construção geralmente emprega
uma embarcação onde os tubos
são soldados uns aos outros e conectados às
tubagens terrestres.
Transporte Dutoviário Aéreo
O transporte tubular aéreo, é concebido para
suspender tubagens de largo diâmetro entre um
determinado número de torres, espaçadas entre
si, entre todos os tipos de terreno e em
quaisquer climas.
Cada uma das torres possui uma armação em
forma de ‘A’, com um cabo suspenso entre cada
uma delas por entre a abertura do meio das
pernas da torre. Este cabo tem a finalidade de
transportar as condutas tubulares e outros
materiais durante a construção, e também de
transportar equipas de inspeção e
de manutenção, numa fase posterior à
construção.
Componentes do
Transporte Tubular
• Injecção inicial do produto: São estações onde é
feita a introdução do produto na linha de
transporte.
• Distribuição parcial: Estações onde é feita parte
da distribuição do produto.
• Bomba/compressor: Estas estações abrigam as
bombas e os compressores usados para mover o
produto ao longo das tubagens.
• Válvula de bloqueio: É uma válvula utilizada
para parar o fluxo do produto através das
tubagens, e isolar um segmento da rede de tubos
ou um componente do sistema.
• Entrega final: O trajecto do produto chega ao
fim. O produto é entregue ao consumidor.
-Modo Dutoviário:
-Vantagens
• Longa vida útil
• Pouca manutenção
• Baixa mão-de-obra
• Rápido
• Funciona pronto a pronto para líquidos ou gases(gás
natural , químicos e outros)
-Desvantagens
• Não se adapta a muitos tipos de produtos
• Investimento inicial elevado
-Melhorias Possíveis
• Sistemas de construção por módulos e mais rápidos
• Sistemas de controlo e observação de avarias
Tipos de transporte tubular de
acordo com a substância
transportada:
• Petróleo (oleoduto)
• Gases (gasodutos)
• Água
• Hidrogénio
• EtanolCerveja