Você está na página 1de 8

Epidemiologia

Antônia silva
Leticia silva
Stefhane
michelle
Rebeca melo
Ricardo
Gonorreia
Gonorreia é uma doença sexualmente transmissível (DST) comum, que afeta tanto
a homens quanto a mulheres.
Fatores de risco
Alguns fatores considerados
de risco podem facilitar a
contaminação com a bactéria
causadora da gonorreia:
 Pouca idade
 Ter vários parceiros
sexuais
 Ter um parceiro com
histórico de qualquer
infecção sexualmente
transmissível
 Não usar camisinha
durante o ato sexual
 Uso abusivo de álcool ou
de substâncias ilegais, que
é um fator de risco para o
sexo desprotegido.
Sintomas e característica
Na maioria dos casos, a gonorreia passa desapercebida. Quando há sintomas, alguns são bastante
característicos, principalmente na região genital.
No pênis, os sinais mais comuns da gonorreia são:
•Dor e ardência ao urinar
•Secreção abundante de pus pela uretra
•Dor ou inchaço em um dos testículos.
Já na vagina, os sintomas são:
•Aumento no corrimento vaginal, que passa a ter cor amarelada e odor desagradável
•Dor e ardência ao urinar
•Sangramento fora do período menstrual
•Dores abdominais
•Dor pélvica.
Mas a gonorreia também pode surgir em outras partes do corpo:
•Reto: os sintomas comuns da gonorreia na região anal são coceira, secreção de pus e
sangramentos
•Olhos: dor, sensibilidade à luz e secreção de pus em um ou nos dois olhos
•Garganta: dor e dificuldade em engolir, presença de placas amareladas na garganta
•Articulações: se a bactéria afetar alguma articulação do corpo, esta poderá ficar quente,
vermelha, inchada e muito dolorida.
Agente etiológico  PERIODO DE INCUBAÇÃO
A gonorreia é causada • Geralmente, entre 2 e 5 dias.

pela bactéria Neisseria


 PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE
gonorrhoeae, também
• Pode durar de meses a anos, se o paciente não
conhecida como for tratado. O tratamento eficaz rapidamente
gonococo. Qualquer interrompe a transmissão.
indivíduo que tenha
qualquer prática  CARACTERÍSTICAS EPIDEMIOLÓGICAS DA
sexual pode contrair a GONORREIA
• Doença de distribuição universal, que afeta
gonorreia. A infecção
ambos os sexos, principalmente adultos jovens
pode ser transmitida sexualmente ativos.
por contato oral,
vaginal ou anal.  RESERVATÓRIO
• O homem
DIAGNOSTICO DA GONORREIA
 A gonorreia pode ser identificada por meio de um método simples
que consiste na observação de uma amostra de secreção no
microscópio. Essa técnica é chamada de coloração de Gram.

 Os exames de coloração de Gram usados para diagnosticar a


gonorreia incluem:

 Coloração de Gram do colo do útero em mulheres

 Coloração de Gram do corrimento uretral em homens

 Coloração de Gram dos fluidos em geral, dependendo da região


acometida, a exemplo do líquido articular.

 As amostras para culturas, isto é, para o cultivo e identificação da


bactéria em laboratório, podem resultar no diagnóstico definitivo da
infecção.
Tratamento da gonorreia
Há dois objetivos no tratamento de uma doença sexualmente transmissível
(DST):, o primeiro é curar a infecção do indivíduo, enquanto o segundo é
interromper a cadeia de transmissão da doença. Para isso, além de tratar o
paciente, é importante localizar e examinar todos os seus contatos sexuais para
tratá-los, se indicado. Por se tratar de uma doença bacteriana, o tratamento
pode ser feito por meio de antibióticos.
Em caso de bebês, rotineiramente os pediatras aplicam um medicamento
imediatamente após o parto nos olhos do recém-nascido para evitar infecção. Se
ainda assim o bebê desenvolver a infecção, poderá ser tratado com antibióticos
também . Os medicamentos mais usados para o tratamento de gonorreia são:
•Amoxilina
•Amoxil BD
•Amoxicilina + Clavulanato de Potássio
•Ampicilina Sódica
Obrigado!

Você também pode gostar