Você está na página 1de 13

Ensino das

danças
Aula 03 Danças circulares
As danças
circulares
A dança circular
sagrada, ou
dança de roda, é
uma prática que
reúne vários
tipos de danças
tradicionais ou
folclóricas de
diferentes locais
do globo.
• As danças circulares sagradas estão fortemente ligadas às nossas
culturas ancestrais. Elas valorizam todo tipo de virtude humana e têm
como grande característica a união entre as pessoas. Adultos,
crianças e idosos fazem a ciranda e dançam todos juntos, na mesma
roda.
• Nas danças circulares, todos os participantes estão conectados,
permitindo uma imensa troca de energia e forte consciência do todo.
Desta forma, a dança circular é muito mais do que um estilo de
dança. Ela é uma manifestação cultural que rompe com conceitos de
hierarquia e superioridade e trabalha valores humanos profundos.
• A dança circular é uma experiência de unidade muito leve e divertida
e uma forma de enviar uma mensagem de paz para o mundo. Na
roda, “todos são um”, são iguais dispostos a cooperar com o outro.
• Originadas em diversas partes do mundo, as danças circulares têm
sido passadas de geração em geração. Na atualidade, muitas danças
foram criadas a partir de músicas recentes. Mas, independentemente
de seu tempo, elas alimentam uma nova forma de vida através de
rituais que quebram velhos conceitos de separação.
O movimento
• A dança circular é um movimento artístico que surgiu na Alemanha na
década de 1970 através do trabalho de um bailarino alemão chamado
Bernard Voisin, que se baseava em estudos sobre danças folclóricas.
• A proposta é que os movimentos fossem inclusivo, onde qualquer pessoa
pudesse dançar. E a partir dessa inclusão as pessoas se interessassem pela
cultura de símbolos.
• Símbolo círculo
• O ponto e o círculo simbolizam o início do Universo, a perfeição espiritual,
a união dos elementos, a energia e a plenitude do ser completo. O círculo é
também um símbolo de movimento, como a roda e as habitações de todos
os povos nómadas que dispunham os seus acampamentos também em
forma de circulo protetor.
O símbolo círculo
É o caminho para a perfeição
• As danças circulares tem uma proposta de resgate do folclore.
• Para os estudiosos as danças circulares são como que grandes
metáforas da vida, uma vez que, as coreografias são em círculos
pequenos que se repetem ao longo da música, assim, ao longo da
música os dançarinos vão ter a oportunidade de recomeçar, sendo
pois, bastante pedagógica.
• Pedagógica no sentido de demonstrar que ao se errar é possível
recomeçar.
• O erro é uma ferramenta para o cotidiano.
Benefícios para quem dança
As danças circulares também trazem bem-estar físico, emocional,
mental, energético e social. Elas nos estimulam a:
A. Olhar o outro de igual para igual
B. Expressar nosso amor e nossa humanidade
C. Aprender através do apoio mútuo
D. Confiar e respeitar o outro
E. Praticar a cooperação
F. Resgatar os valores humanos
G. Despertar de relacionamentos saudáveis
As danças circulares a nível corporal
• Em uma aula de dança circular o aluno trabalha:
Lateralidade - Lateralidade é a predisposição à
utilização preferencial de um dos lados do corpo, em
três níveis: mão, olho e pé. Segundo Le Boulch, a
preferencia pela utilização de um dos lados do corpo
ocorre em razão da dominância de um dos
hemisférios cerebrais;
A. Coordenação motora;
B. Condicionamento cardiopulmonar;
C. Aprimora a flexibilidade;
Corrige a postura;

Tonifica os músculos;

Ajuda na perda de peso;

Estimula o raciocínio;

Estimula a velocidade dos movimentos;


Coreografia

Interesses relacionados