Você está na página 1de 72

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS

MOTORES DE INDUÇÃO
PARTES INTEGRANTES DE UM MOTOR
ELETRICO DE INDUÇÃO.

 James Watt (1736-1819)


Inventor escocês_ Foi o inventor do primeiro motor a vapor.

 Neste Tópico estudaremos o que vem


ser um motor

 E suas principais parte, tais como


bobina, carcaça, rotor e estator.

 E sua respectivas funções.


Motor

 Termo genérico que designa as máq.


desenvolvidas para a conversão de
energia em trabalho mecânico ou
movimento. As fontes de energia que
podem alimentar os motores são
diversas:
 eletricidade (motores de indução e outros),

 combustíveis (gasolina, álcool, gases etc.),

 Outras energia liberada de reações


químicas ou até mesmo ar comprimido
e vapor .
Carcaça

 motor elétrico possui


uma carcaça, para
proteção, esta é uma
das carcaças usada
pela Eberle Motores,
este modelo e feito
com Pés, mais temos
vários modelos de
carcaças e de vários
materiais.
Bobina

 Num motor há vários


eletroímãs em que um
impulsiona o outro. Estes
eletroimãs são formados
pelas espiras constituída de
varias volte de fio magnético
que juntas são chamadas de
bobinado, que ao circular a
corrente elétrica nelas forma
uma força eletromagnética
que faz o motor girar
conforme figura 3.
Estator

 Estator pelo nome,


podemos deduzir que se
trata de uma parte fixa.
Parte do motor
normalmente existem
campos magnéticos fixos,
criados por ímãs
permanentes ou eletroímã

 Conforme Figura 4

Figura 4
Rotor

 Rotor é uma parte móvel


do motor, ligada ao eixo
de transmissão de
movimento. Parte do
motor normalmente é a
parte que gira e é
acoplado as polias ou ao
elementos que
movimentaram a carga.

 Conforme Figura ao lado


Motor em Corte
 Aqui temos um motor
em corte que nós mostra
o seu interior.
 Em detalhe temos as:
 Bobinas;
 Estator;
 Rotor;
 Os rolamentos;
 E a carcaça.
FUNCIONAMENTO DE MOTORES DE INDUÇÃO.

 Neste Tópico estudaremos o funcionamento dos


motores elétricos.

 Também estudaremos o funcionamento dos


motores de indução Eletromagnética
Princípio de funcionamento dos Motores
Elétricos

O funcionamento dos
motores se baseia num
princípio físico relativo ao
campo magnético gerado
ao redor de um condutor
quando percorrido por
uma corrente elétrica.
O principio do
eletromagnetismo esta
representado conforme a
figura ao lado.
Exemplo de Funcionamento do Eletromagnetismo

 Num motor elementar temos dois


eletroímãs em que um impulsiona o
outro. O eletroímã tem algumas
vantagens sobre um ímã
permanente:

 1)Podemos torná-lo mais forte.

 2)Seu magnetismo pode ser criado


ou suprimido.

 3)Seus pólos podem ser invertidos.


Em Resumo, O magnetismo...
 de ímãs em movimento
gera corrente elétrica em
circuitos fechados ou
bobinas de condutores.
Também ocorre o efeito
contrário:
 Corrente elétrica num
condutor gera magnetismo
ao seu redor, formando um
campo magnético
 conforme figura 9.
Esquema mostra o funcionamento de um
motor elementar (2 pólos).

 No esquema que se segue


aparte de agora,
mostraremos os estagios ou
tempos de funcionamento
do rotor em relação ao
campo eletromagnético.

 Lembrando que se trata de um motor


elementar (2 pólos)
T0 _ Tempo Zero
 T0 _ Tempo Zero

 Campo Nulo

 Sem Alimentação no
estator

 Sem Movimento

 Sem repulsão no Rotor


T1 _ Tempo Um
 T1 _ Tempo Um

 Máximo Campo

 Alimentação no estator

 Movimento no Eixo

 Repulsão no Rotor
T2 _ Tempo Dois
 T2 _ Tempo Dois

 Campo Nulo

 Alimentação na zona
de Zero da Senoide

 Inércia Causa Ligeira


Rotação
T3 _ Tempo Três
 T1 _ Tempo Um

 Máximo Campo

 Alimentação no
estator

 Movimento no Eixo

 Repulsão no Rotor
T4 _ Tempo Quatro
 T2 _ Tempo Quatro

 Campo Nulo

 Alimentação na zona de
Zero da Senoide

 Rotor Volta ao estado


Inicial.
Observação:
 Quando CA é aplicada nos pólos do estator,
o rotor dá uma volta completa em cada
ciclo.

 Lembrando que a freqüência da Rede


Elétrica no Brasil e 60 Hz.
Posição do rotor e polaridade do estator em relação
à onda senoidal da corrente alternada
PRINCIPAIS TIPOS DE MOTORES ELÉTRICOS
MONOFÁSICOS

 Neste Tópico Estudaremos os Principais Tipos de


Motores Elétricos monofásicos.

 Exemplo Linhas de Motores Fabricas no Brasil.


FLUXO DOS TIPOS DE MOTORES E
CATEGORIA
Árvore das máquinas elétricas _ Motores Monofásicos
GAIOLA
ASSÍCRONO
(INDUÇÃO)

MONOFÁSICO

M C.A.
O
T
O
R
E
S
TIPOS DE MOTORES MONOFASICOS

Árvore das máquinas elétricas _ Motores Monofásicos

SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida)

CAPACITOR START (Motor com capacitor partida)

GAIOLA PERMANENT SPLIT PHASE


(Motor de capacitor permanente)

TWO VALUE CAPACITOR


(Motor com capacitor de 2 valores)

SHADED POLE (Polos sombreados)


MOTORES INDUÇÃO MONOFÁSICOS
ASSÍNCRONOS DE GAIOLA:

* SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida)


COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

Motor monofásico de fase dividida, o Split phase.


Este tipo de motor contém 2 enrolamentos muito distintos. O principal
ocupa 2/3 das ranhuras do estator e tem grande reatância e baixa
resistência. O auxiliar cobre o restante das ranhuras e tem baixa
reatância e grande resistência, além de ficar ligado em série com um
interruptor centrífugo.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

O ângulo formado pela corrente do enrolamento principal é superior,


por causa de sua reatância maior. Na prática, o ângulo entre as correntes
é próximo de 30° e como os enrolamentos estão dispostos espacialmente
a 90° no estator, resulta num campo giratório elíptico, que é suficiente
para iniciar a rotação.

Assim que o rotor alcança 80% da velocidade nominal, o interruptor


centrífugo, situado no eixo do motor, desliga o enrolamento auxiliar, pois
este é constituído com fio mais fino e é incapaz de suportar o
funcionamento contínuo. Devido a este aquecimento, o motor de fase
dividida é adequado para o funcionamento contínuo, pois só pode ser
ligado a intervalos razoáveis de tempo, depois que a bobina auxiliar
esfriou.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

Estes motores podem inverter sua rotação trocando-se os polos de


qualquer um dos enrolamentos, enquanto o rotor está parado. É a partida
que dá o sentido de rotação.

Estes motores costumam emitir mais ruídos que os outros modelos


que utilizam capacitor e é utilizada com cargas de pequena potência e
moderada necessidade de força de arranque, como em esmeris,
compressores herméticos, ventiladores, exaustores, bombas centrífugas,
lavadoras de pratos etc.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

 Em esmeris, por exemplo, é fácil perceber este tipo de motor, pois além do
barulho elevado, ao serem desligados chega um momento que o eixo começa
a ser travado, já que a chave centrífuga volta à posição original e as escovas
que ligam o enrolamento auxiliar funcionam como freio.
 Normalmente são feitos para potências mais baixas, por volta de 1 CV, e são
constituídos por chapas de aço, não de ferro fundido.
 Outra forma de efetuar a defasagem da corrente no estator dos motores de
indução é ligar o enrolamento de arranque em série com um capacitor.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

Vista explodida
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE
DIVIDIDA, O SPLIT-FHASE (Motor de fase dividida) ?

Vista em corte
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

* CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida )


COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

Motor elétrico monofásico com capacitor de partida e também chamado


de motor de indução monofásico, é uma máquina de corrente alternada
capaz de acionar equipamentos e conjuntos em geral e bombas d’água a
partir de uma rede elétrica monofásica. É composto, principalmente de um
estator com um enrolamento principal e/ou de trabalho e um enrolamento
auxiliar de partida; um rotor do tipo gaiola de esquilo, com eixo e
rolamentos que se encaixam nos mancais das tampas. Um sistema de
partida ou de arranque que é composto de mecanismo centrífugo,
interruptor e capacitor que agem sobre o enrolamento auxiliar.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO:


Os motores monofásicos de fase auxiliar podem ser de dois tipos:
motores de partida sem capacitor e com capacitor.
motor monofásico de fase Os motores de partida
dividida, o split phase com capacitor
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

VELOCIDADE DOS MOTORES MONOFÁSICOS:


A velocidade dos motores monofásicos depende do número de polos
e da frequência da rede de alimentação.
Os motores monofásicos de fase auxiliar são normalmente
encontrados com 2,4 e 6 polos, para as frequências de 50 a 60 Hz.

Os motores monofásicos de fase auxiliar dotados de capacitor


possuem um torque (arranque) mais vigoroso. Normalmente, o capacitor é
usado em motores que partem com carga considerável.

Podem-se encontrar motores de fase auxiliar com dois, quatro ou seis


terminais de saída, que pode combinar-se para várias tensões de rede e
para inversão da rotação por meio de chave reversora.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

Quando o motor monofásico está parado, as molas fazem com que as


massas centrífugas empurrem o carretel sobre os contatos, fechando o
circuito do bobinado de arranque.
O motor está assim em condições de arrancar. Quando o motor
alcançar aproximadamente 75% de sua velocidade de funcionamento a
força centrífuga desloca as massas, arrastando o carretel e abrindo os
contatos que desligam o bobinado de arranque. A partir daí o motor passa
a funcionar somente com o bobinado principal. Ao desligar o motor o
dispositivo age de forma inversa, deixando o motor em condições de um
novo arranque.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

Peças dos Motores: Platinado ou Interruptor Centrífugo; Centrífugos; Capacitores Eletrolíticos e Permanentes
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

Esquema de ligação de um Motores monofásico com Interruptor Centrífugo; Capacitor Eletrolítico e bimetal.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO DE FASE DIVIDIDA,
O CAPACITOR START ( Motor com capacitor partida ) ?

Tabela de Capacitores Eletrolíticos.. :


COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
PERMANENT SPLIT PHASE (Motor de capacitor permanente)

* PERMANENT SPLIT PHASE (Motor de capacitor permanente)


COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
PERMANENT SPLIT PHASE (Motor de capacitor permanente)

COMO FUNCIONA O MOTOR:


O seu torque de partida é inferior ao do motor de fase dividida (50%
a 100% do conjugado nominal), o que limita sua aplicação a
equipamentos que não requerem elevado torque de partida, tais como:
máquinas de escritório, ventiladores, exaustores, sopradores, bombas
centrífugas, esmeris, pequenas serras, furadeiras, condicionadores de ar,
pulverizadores etc.
São fabricados, normalmente, para potências de 1/50 a 1,5 CV.
O enrolamento auxiliar e o capacitor ficam permanentemente
energizados, sendo o capacitor do tipo eletrostático.
O efeito deste capacitor é o de criar condições de fluxo muito
semelhantes às encontradas nos motores polifásicos, aumentando o
conjugado ao máximo, o rendimento e o fator de potência, além de
reduzir sensivelmente o ruído.
Construtivamente são menores e isentos de manutenção, pois não
utilizam contatos e partes móveis, como nos motores anteriores.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
PERMANENT SPLIT PHASE (Motor de capacitor permanente)

Método com capacitor permanente: nesse caso o enrolamento auxiliar


(junto com um capacitor de marcha) fica ligado permanentemente, esse
método é empregado principalmente em ventiladores de teto, motores de
portão eletrônico e etc.

iltec.com.br PPA.com.br
Motor Monofásico Condicionador de AR
Motor Monofásico
Capacitor Permanente
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores) ?

* TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores)


COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores) ?

* TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores)


É o motor monofásico mais completo, que utiliza as vantagens dos dois
anteriores: partida como o do motor de capacitor de partida (altos
conjugados) e funcionamento em regime idêntico ao do motor de capacitor
permanente (melhor desempenho).
Motor com dois capacitores (ou two value capacitor) Devido ao seu alto
custo, normalmente é fabricado apenas para potências superiores a 1 CV.
Método com capacitor de partida e capacitor de marcha: nesse método,
como nos outros, também se faz uso do enrolamento auxiliar, só que nesse
caso o enrolamento auxiliar não é desligado.
O funcionamento é o seguinte: quando o motor é ligado, os dois
capacitores estão ligado em paralelo (partida e marcha). Quando o motor
atinge 75% da velocidade nominal, o interruptor desliga o capacitor de
partida deixando sempre o enrolamento ligado e com o capacitor de
marcha ligado com ele.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores) ?

* TWO VALUE CAPACITOR ( Motor com capacitor de 2 valores)


Sua principal aplicação ocorre no meio rural, onde são necessárias
potências consideravelmente maiores em instalações monofásicas,
geralmente não muito estáveis ou em finais de linha.
Motor Monofásico Rural
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )


Motor de polo sombreado ou de Anel de Arraste, é um motor barato, de
baixo torque de partida, baixa potência, alto escorregamento (1/20 cv).
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )


=>Distribuição de fluxo na sapata polar:
Segmento OA – derivada positiva, o
fluxo concatenado pelo anel gera fluxo
oposto ao crescimento. A resultante
desloca-se para a esquerda.

Segmento AB – derivada quase nula, o


fluxo é distribuído uniformemente na
sapata polar. A resultante está no
centro.

Segmento BC – derivada negativa, o


fluxo concatenado pelo anel gera fluxo
no mesmo sentido (oposto ao
decrescimento). A resultante desloca-se
para o interior do anel.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )

Esse deslocamento
ocorre em ambas às
sapatas polares e é
equivalente a um
campo girante.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )


Representação gráfica dos deslocamento do campo
magneticos que ocorre em ambas às sapatas polares e é
equivalente a um campo girante.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )


Para inverter o sentido de giro, os anéis de curto-circuito deverão
estar montados nas outras extremidades das sapatas polares.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )

Também conhecido como “Método com bobina de


arrastamento”; nesse método o motor não possui enrolamento auxiliar,
no estator do motor se constrói duas bobinas (além da principal),
geralmente com uma ou duas voltas de fio, com uma espessura
razoavelmente grande, essas bobinas ficam curto-circuitadas e se
localizam numa porção de cada polo do estator, com a energização do
motor a bobina principal induz nessas bobinas uma corrente fazendo
que elas criem um campo magnético defasado da principal e inicie o
movimento do motor.
COMO FUNCIONA O MOTOR MONOFÁSICO
SHADED POLE ( Polos sombreados )

* SHADED POLE ( Polos sombreados )

Utilizados como ventiladores em alguns aplicações tipo freezer, ou


como motor de bomba de lavadoras de roupas ( Brastemp ) e etc.
Construtivamente existem três tipos:
* Polos salientes
* Tipos esqueleto
* Enrolamento distribuído
Motor Monofásico Circulador de Ar
Motor Monofásico MicroMotor
MOTORES MONOFÁSICOS:
* CARACTERÍSTICAS NOMINAIS

Boa parte dos motores Monofásicos precisam de um


dispositivo que os auxilie na partida, já que uma só fase não
possibilita a formação do campo magnético girante.

Geralmente este dispositivo (Capacitor e Bobina de


partida) é desconectado do motor após sua aceleração, através
de uma chave centrífuga.

Os tipos e suas características já foram vistas, agora


vamos ver as ligações dos motores monofásicos, que usamos no
dia a dia.
MOTORES MONOFÁSICOS:
* LIGAÇÃO DE MOTO DE 6 PONTAS
Com a finalidade de permitir a ligação do motor em 2 tensões, o
enrolamento principal é dividido em duas partes. A Figura 16 mostra
os enrolamentos principal e auxiliar do motor de indução
monofásico com capacitor de partida e a numeração dos terminais.
MOTORES MONOFÁSICOS:

Potência Nominal

Os motores de indução monofásicos são


encontrados numa faixa típica de 1/8 – 10 cv, embora
as indústrias de máquinas elétricas listem em catálogos
potências bem superiores.
A Tabela 5 mostra parte do catálogo de motores
monofásicos com capacitor de partida, os mais comuns
entre os motores de indução monofásicos, de um
fabricante nacional.
Os aspectos relativos à potência dos motores
monofásicos são os mesmos abordados nos motores
trifásicos.
MOTORES MONOFÁSICOS:
Frequência e Velocidade Nominais:
Conceitos idênticos aos de motores trifásicos

Tensão Nominal:
Os motores monofásicos devem ser ligados à tensão de
fase da rede elétrica (ou, excepcionalmente, entre duas fases),
sendo mais comuns os valores de 110 (127) e 220V.
Ligação de Motores Monofásicos:
Para tanto, o enrolamento principal é dividido em duas
partes de forma que, contando com o enrolamento auxiliar de
partida, existem 6 terminais disponíveis.
Conforme mostra a Figura 17 (Abaixo), para a tensão mais
baixa, os enrolamentos são ligados em paralelo e para a mais alta o
enrolamento auxiliar é ligado em paralelo com uma das partes do
enrolamento principal e o conjunto é ligado em série com a parte
restante.
MOTORES MONOFÁSICOS:

Esquema de Ligação de Motores Monofásicos


MOTORES MONOFÁSICOS:
Corrente Nominal e Corrente de Partida
Para o cálculo da corrente nominal de motores monofásicos, fazendo
Ps = Pnom, obtém:

Com relação à corrente de partida, esta pode ser calculada a partir da


relação Ip/In.
Considerando que a maioria dos motores monofásicos é de baixa
potência, a corrente de partida usualmente não traz maiores
problemas.
Tabela de Motores Monofásicos
FLUXO DOS TIPOS DE MOTORES E
CATEGORIA
Árvore das máquinas elétricas _ Motores Monofásicos
GAIOLA
ASSÍCRONO
(INDUÇÃO)
ROTOR
BOBINADO

MONOFÁSICO

M C.A.
O
T
O
R
E
S
TIPOS DE MOTORES MONOFASICOS

Árvore das máquinas elétricas _ Motores Monofásicos

ROTOR REPULSÃO
BOBINADO
MOTOR MONOFASICOS ROTOR BOBINADO

 É um motor de baixa
potência (até 500
watts).
 Muito utilizado em
máquinas como:
 liqüidificadores,
 enceradeiras,
 aspiradores de pó,
 serras,
 lixadeiras e furadeiras.
TIPOS DE MOTORES CC (corrente contínua)

** Motores CC (corrente contínua)


Ímã Permanente com escova (motor CC brushless)

Ímã Permanente sem escova (motor CC brushless)

Série :

Shunt ou paralelo :

Misto ou Composto :
TIPOS DE MOTORES
(MIMA)

** Motores CA (corrente alternada – Assíncrono de indução)


Polifásico: Rotor gaiola ou em curto-circuito ; Rotor enrolado ou bobinado ;

Monofásico: ( Rotor gaiola ou em curto-circuito )


Fase dividida
Capacitor de partida
Capacitor permanente
Polos Sombreados
Dois capacitores
Rotor enrolado ou bobinado : Repulsão e Repulsão de partida
TIPOS DE MOTORES

** Síncrono Polifásico ou Monofásico:


Ímã permanente

Histerese

Relutância

De passo

Ímã Permanente

Relutância variável

Híbrido
Referências Bibliográficas:
1. NBR 7094 – Máquinas Elétricas Girantes – Motores de Indução –
Especificação
02. IEEE STD 112 – Test Procedure for Polyphase Induction Motors and
Generators
03. CSA C747 – Energy Efficiency Test Methods for Single and Three-
Phase Small Motors
04. NOM 014 – Eficiencia Energética de Motores de Corriente Alterna,
Monofásicos, de Induccuón, Tipo Jaula de Ardilla, de Uso General em
Potencia Nominal de 0,180 a 1,500 kW. Limites, Métodos de Prueba Y
Marcado
05. NEMA MG1 – Motors and Generators
06. MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS_ CAPÍTULO 05
07. Máquinas Elétricas II; Prof. Dr. Falcondes J. M. Seixas (Univer. E.
Paulista “Júlio de Mesquita Filho”)