Você está na página 1de 11

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

CAMPUS DE SINOP
FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGIAS
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
Projeto de Estruturas de Edifícios de concreto Armado

Trabalho 3.1.3.2: Sapatas isoladas (rígidas) – carga


centrada

Acadêmicos: João Carlos e Luanna Medeiros

Sinop – MT
2019/1
Subestrutura

Fonte: Bastos, 2016.


Fundação superficial
A sapata é definida na NBR 6122 (item 3.2) como o “elemento
de fundação superficial, de concreto armado, dimensionado de modo
que as tensões de tração nele resultantes sejam resistidas pelo emprego
de armadura especialmente disposta para esse fim.”
Na NBR 6118 (item 22.6.1), sapata é definida como as
“estruturas de volume usadas para transmitir ao terreno as cargas de
fundação, no caso de fundação direta.”

Fonte: Bastos, 2016.


Sapata isolada
• Um limite para a sapata retangular é que a dimensão maior da
base não supere cinco vezes a largura (A ≤ 5B).

Fonte: Bastos, 2016.


Classificação Relativa à Rigidez
𝑎 − 𝑎𝑝
ℎ ≥
3
onde:
h = altura da sapata;
a = dimensão da sapata em uma determinada direção;
𝑎𝑝 = dimensão do pilar na mesma direção.

Fonte: Bastos, 2016.


Dimensionamento de sapatas rígidas com
carga centrada - observações
•Inclinação da face superior: 25 a 30º;
•Altura menor (h0): 10 a 20cm;
•Altura maior (h): h = d+d´;
•Cobrimento: 4,0 cm (CAA -III), conforme NBR 6118:2014
– Item 7.4 (Tabela 7.2).
Dimensionamento de sapatas rígidas com
carga centrada
• 1º Passo: Definir as dimensões da base (em planta), de acordo com
a tensão admissível do solo (𝜎ത𝑠𝑜𝑙𝑜 );
𝛼𝑁𝑘
• 𝜎𝑠𝑜𝑙𝑜 = ≤ 𝜎ത𝑠𝑜𝑙𝑜
𝐴𝑠𝑎𝑝𝑎𝑡𝑎

Onde: 𝑁𝑘 é a força normal nominal do pilar;


𝜎𝑠𝑜𝑙𝑜 é a tensão do solo;
α é um coeficiente que leva em conta o peso próprio da sapata. Pode-
se assumir coeficiente um valor de 1,05 nas sapatas flexíveis e 1,10
nas sapatas rígidas.

• a = 𝑎𝑝 + 2𝑥
• b = 𝑏𝑝 + 2𝑥
• a – b = 𝑎𝑝 − 𝑏𝑝
2
𝑎𝑝 + 𝑏𝑝 𝑎𝑝 − 𝑏𝑝
• 𝑎= + +𝐴
2 4
𝐴
• b=
𝑎
Dimensionamento de sapatas rígidas com
carga centrada
• 2º Passo: Determinar a altura de modo a evitar punção;

(𝑎 −𝑎𝑝 )
• Para sapatas flexíveis : ℎ ≤
3
(𝑎 −𝑎𝑝 )
• Para sapatas rígidas: ℎ ≥
3
Dimensionamento de sapatas rígidas com
carga centrada
• 3º Passo: Analisar a tensão de cisalhamento;
• 𝜏𝑆𝑑 ≤ 𝜏𝑟𝑑2
𝐹𝑆𝑑
• 𝜏𝑆𝑑 =
𝑢.𝑑
• 𝜏𝑟𝑑2 = 0,27. 𝛼𝑣 . 𝑓𝑐𝑑
𝑓𝑐𝑘
• 𝛼𝑣 = 1 − , com 𝑓𝑐𝑘 em MPa
250
Onde
τSd é a tensão solicitante;
τrd2 é a resistência à compressão diagonal da sapata;
FSd é a reação vertical de cálculo (aplicada pelo solo à sapata);
u é o perímetro da seção do pilar;
d é a altura útil média;
αv é um adimensional.
Referencial bibliográfico

• ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.


Projeto e execução de fundações. NBR 6122, ABNT, 2010.
• ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.
Projeto de estruturas de concreto – Procedimento. NBR 6118,
ABNT, 2014.
• BASTOS, P.S.S. Sapatas de Fundação. Disciplina 2123 –
Estruturas de Concreto III. Bauru/SP, Departamento
Engenharia Civil, Faculdade de Engenharia - Universidade
Estadual Paulista (UNESP), dez/2016. Acesso em:
http://wwwp.feb.unesp.br/pbastos/pag_concreto3.htm
Obrigado!

Interesses relacionados