Você está na página 1de 21

A História é um profeta com olhar

voltado para trás: pelo que foi e


contra o que foi, anuncia o que
será.
Eduardo Galeano
História é uma ciência humana que estuda o
desenvolvimento do homem no tempo. A
História analisa os processos históricos,
personagens e fatos para poder compreender
um determinado período histórico, cultura ou
civilização.

Um dos principais objetivos da História é resgatar


os aspectos culturais de um determinado povo ou
região para o entendimento do processo de
desenvolvimento. Entender o passado também é
importante para a compreensão do presente.
Cultura é o conjunto de manifestações artísticas,
sociais, lingüísticas e comportamentais de um
povo ou civilização. Portanto, fazem parte da
cultura de um povo as seguintes atividades e
manifestações: música, teatro, rituais religiosos,
língua falada e escrita, mitos, hábitos alimentares,
danças, arquitetura, invenções, pensamentos,
formas de organização social, etc.

Uma das capacidades que diferenciam o ser


humano dos animais irracionais é a capacidade
de produção de cultura.
No sentido mais amplo, educação é um processo
de atuação de uma comunidade sobre o
desenvolvimento do indivíduo a fim de que ele
possa atuar em uma sociedade pronta para a
busca da aceitação dos objetivos coletivos.
Para tal educação, devemos considerar o
homem no plano físico e intelectual consciente
das possibilidades e limitações, capaz de
compreender e refletir sobre a realidade do
mundo que o cerca, devendo considerar seu
papel de transformação social como uma
sociedade que supere nos dias atuais a
economia e a política, buscando
solidariedade entre as pessoas, respeitando as
diferenças individuais de cada um.
É a parte da história da cultura, tal como
esta, por sua vez, é parte da história geral.

A reflexão sistemática sobre educação


chamamos de PEDAGOGIA.

Pedagogia é a ciência da educação. Por ela é


que a ação educativa adquire unidade e
elevação.
Educação sem pedagogia, sem reflexão
metodológica seria pura mecânica, mera rotina.
Ainda que a educação seja elemento essencial
e permanente da vida individual e social, não se
realizou sempre do mesmo modo, mas tem
variado conforme as necessidades e aspirações
de cada povo e de cada época.

Assim, a educação tem a sua história, que é a


hitória da mudança e do desenvolvimento que
a educação tem experimentado através do
tempo e dos diversos povos e épocas.
A história da educação não é um produto apenas do
pensamento e da ação dos pedagogos e dos
profissionais da escola, mas está integrada por muitos
fatores históricos, culturais e sociais dos quais os mais
importantes são:

A SITUAÇÃO HISTÓRICA GERAL de cada


povo e de cada época, isto é, a posição
ocupada pela educação nos sucessos
históricos.
O CARÁTER DA CULTURA, por influência
das manifestações políticas, religiosas ou
filosóficas.

A ESTRUTURA SOCIAL. A educação terá


este ou aquele caráter, segundo as classes
sociais, a constituição familiar, a vida em
comunidade e os grupos profissionais
predominantes.

A ORIENTAÇÃO POLÍTICA. A educação se


concretizará de acordo com o momento
político.
A VIDA ECONÔMICA. A educação varia
segundo a estrutura econômica, a posição
geográfica e o tipo de produção.

A esses fatores históricos, devem-se juntar


os especificamente educacionais

OS IDEAIS DE EDUCAÇÃO, condicionados


em cada época, à concepção do mundo e da
vida.

A CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA, baseada mas


idéias educacionais importantes.
A ATUAÇÃO DOS GRANDES EDUCADORES
são decisivas para a marcha da educação

AS REFORMAS DAS AUTORIDADES


OFICIAIS, como as que transformam
radicalmente a realidade educacional.

AS MODIFICAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES E


MÉTODOS DE ENSINO, são fatores
decisivos para o desenvolvimento da
educação.
O estudo da história da educação é
imprescindível ao conhecimento da educação
atual.

A educação presente é do mesmo passo, fase


do passado e preparação do futuro.
A história da educação não estuda o passado
pelo passado, tal como coisa morta, por pura
erudição, mas antes como explicação do
estágio atual.

O passado como passado, não é nosso


objetivo, mas o conhecimento do passado é
a chave para entendermos o presente.

É através do conhecimento da história que


abrimos um vasto horizonte, que nos
transmite os valores tradicionais capazes de
nos fundamentar a vida.
Nossa experiência atual, melhor a
compreendemos no espelho da história, e o
que ela nos transmite adquire vida à luz do
nosso tempo.

Nossa vida prossegue, enquanto o passado e


o presente não deixam de iluminar-se
reciprocamente.
O conhecimento da história da educação melhora
a educação atual, porque nos informa das
dificuldades que as reformas da educação tem
encontrado, dos perigos das ideias utópicas,
irrealizáveis, e das resistências que a educação
tem experimentado.
A história da educação tem grande valor
educativo em si mesma, porque os que a
estudam aprendem a cultivar o espírito da
veracidade, da fidelidade e à realidade dos
fatos, apura a sensibilidade para os grandes
problemas da cultura e da educação,
desenvolve o senso de compreensão e
tolerância.
* os grandes horizontes ideais da humanidade;
* as conquistas das técnicas pedagógicas;

* os perfis dos grandes educadores.


* estreiteza na especialização;
* rotina do profissionalismo.

* maior rigor pensar;

* ter fundamentação teórica no trabalho.


A história da educação, quando
devidamente cultivada é quem
dá amplitude clareza e elevação
da consciência cultural, sem as
quais a educação não passaria
de ofício estreito.