Você está na página 1de 29

NADER NAZIR SULEIMAN

NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

1 - INTRODUÇÃO

 CÂNCER - CENTENAS DE DOENÇA

 DOENÇA TEMIDA – DIAGNÓSTICO TARDIO – TRAT. EFETIVO(?)

 PROGRESSOS TERAPÊUTICOS RECENTES - ↑ TAXA DE SOBREVIDA

 CONHECIMENTO DA BIOLOGIA TUMORAL

 MELHOR ABORDAGEM DOS CASOS E MELHOR RESULTADOS


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
2 - HISTÓRIA NATURAL DO CÂNCER

 SUA COMPREENSÃO É NECESSÁRIA P/ O TRAT. E PREVENÇÃO

 A INCIDÊNCIA GERALMENTE AUMENTA COM A IDADE

 A INCIDÊNCIA AUMENTA COM A EXPOSIÇÃO AOS CANCERÍGENOS

 A PREVALÊNCIA VARIA DE PAÍS PARA PAÍS

A INCIDÊNCIA SE AJUSTA COM AS MIGRAÇÕES.

DETERMINADAS MUTAÇÕES SÃO ESPECÍFICAS P/ ALGUNS TIPOS DE CÂNCER


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

2 - HISTÓRIA NATURAL DO CÂNCER

 DOIS CONCEITOS IMPORTANTES:

 O CA TEM LONGO PERÍODO DE LATÊNCIA


(CÉL. NORMAL – VISUALIZAÇÃO DA DOENÇA = 20 ANOS)

 O CA PASSA POR MÚLTIPLOS ESTÁGIOS


(PROCESSO DA CARCINOGÊNESE)
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

VIRCHOW (SEC 19): “Toda célula vem de outra célula”

CRESCIMENTO CELULAR: aumento do número e/ou tamanho

ADULTO: ÓVULO → 01 QUATRILHÃO DE CÉLS. (1015)

ADULTO – N° DE CÉLS. PERMANECE CONTANTE E DINÂMICO

01 TRILHÃO DE CÉLS. MORREM POR DIA (1012) = NASCIMENTO DE CÉLS.

TAXA RÁPIDA DE DIVISÃO CELULAR – TGI, MO, PELE


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

UMA POPULAÇÃO CELULAR É COMPOSTA POR 03 SUBGRUPOS DE CÉLS.:

CÉLS DE PROLIFERAÇÃO CONTÍNUA (PASSA DE UMA MITOSE PARA OUTRA)

CÉLS. TERMINALMENTE DIFERENCIADAS (APOPTOSE)

CÉLS QUE NÃO PROLIFERAM E NÃO MORREM (CÉLS G0)


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

Exemplo: FÍGADO
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

MECANISMOS DE CRESCIMENTO DO NÚMERO DE CÉLULAS:

ENCURTAMENTO DO CICLO (mais céls. por unidade de tempo)

REDUÇÃO DA TAXA DE MORTE CELULAR

ENTRADA DE CÉLS. G0 NO CICLO


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

O CONTROLE DO CICLO CELULAR:

REDE COMPLEXA DE PROTEÍNAS (CICLINAS, QUINASES, OUTROS PEPTÍDEOS)

EXISTEM AS QUE “ESTIMULAM” E AS QUE “INIBEM”

O DEFEITO EM QUALQUER DELES LEVA A PRODUÇÃO EXCESSIVA DE CÉLS


E UM PASSO NA DIREÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DO CA
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR

O CONTROLE DO CICLO CELULAR:

CÉLULA NORMAL X CÉLULA NEOPLÁSICA

TEMPO DE GERAÇÃO
(Tempo necessário p/ duplicação)
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR
O CONTROLE DO CICLO CELULAR:

→Tempo de geração: regulado pelo ciclo celular, varia de ca p/ ca,


tem autonomia no seu crescimento e no seu potencial metastático.

Exemplos de crescimento: tempo de geração médio de volume

Linfoma de Burkitt – 3 dias

Sarcoma de Ewing – 17 dias

Carcinoma de mama – 155 dias

Adenocarcinoma de cólon/reto – 600 dias


NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR
O CONTROLE DO CICLO CELULAR:

→Agressividade do tumor: tempo de geração da célula (volume),


Índice mitótico e grau de anaplasia.

Em geral: 1g de céls. (1cm3) contém 109 céls. – 30 duplicações

Crescimento exponecial

Teoricamente - mais 10 duplicações resultaria num tumor de 1Kg

Porém - céls. queiscente, céls q/ entram em apoptose, parte do


tumor sofre necrose - Tudo isso leva o crescimento do tu a uma
curva de GOMPERTZ
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
3 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA CELULAR
O CONTROLE DO CICLO CELULAR:

Crescimento exponencial
Crescimento Gompertz
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

4 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA TEMPORAL

HISTÓRICO CRONOLÓGICO – FASES DO CRESCIMENTO DO CÂNCER

 FASE PRÉ CLÍNICA (Período de latência)


Média de 8 a 20 anos
Ausência de sinais e/ou sintomas
Ausências de anormalidade moleculares ou celulares
Ocupa 75% do tempo da História natural
Geralmente 30 duplicações (1 bilhão de céls. – 109)
Alguns tipos no final desta fase pode produzir MICROMETÁSTASES
Tem-se instituído detecção precoce – avanços tecnológicos
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
4 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA TEMPORAL

HISTÓRICO CRONOLÓGICO – FASES DO CRESCIMENTO DO CÂNCER

 FASE CLÍNICA (Período de diagnóstico)

Geralmente é a fase da instituição diagnóstica

Presença de sinais e/ou sintomas

Resta apena 25% do tempo da História natural

Caso chegue a 1013 de céls. O CA destrói o hospedeiro

OBS: Se não houver metástases o tratamento local - com RXT ou CIRURGIA


pode ser efetivo. Caso contrário o tratamento deverá também ser sistêmico (QT)
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
4 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA TEMPORAL
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
4 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA TEMPORAL
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
5 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS

HISTÓRICO CRONOLÓGICO – EVENTOS SIGNIFICATIVOS –

PRINCIPAIS ESTÁGIOS:

 INICIAÇÃO

 PROMOÇÃO

 PROGRESSÃO
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
5 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS

 INICIAÇÃO
COMPOSTOS QUÍMICOS, VÍRUS, RADIAÇÃO, CIGARRO...

CÉLULA NORMAL→ EXPOSIÇÃO AOS CARCINÓGENOS → MUTAÇÃO DO DNA

REPAÇÃO OU MORTE
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
5 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS

 PROMOÇÃO
ALTERAÇÕES EPIGENÉTICAS

ALTERAÇÃO DA EXPRESSÃO DO GENE→ EXPANSÃO CLONAL SELETIVA

REVERSIBILIDADE

OBS:
• A descontinuação dos agentes de promoção faz focos de lesão desaparecerem.
• Fatores de promoção dependem do tipo, quantidade e frequência
• Fatores de promoção: dieta, idade, estresse ... sobre os receptores das céls.
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
5 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS

PROGRESSÃO

Caracteriza-se por alterações moleculares adicionais,


aumento do volume tumoral e pode ocorrer metástases.

Despreedimento de céls. da massa tumoral que


alcançam a corrente sanguínea e são transportadas e
aprisionadas nos órgãos e tecidos onde ficam retidas e
começam a crescer.

Caracteriza-se por alterações irreversíveis no cariótipo


nuclear.
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
5 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
6 - CÂNCER COMO UMA DOENÇA MOLECULAR
O câncer resulta de alterações genômicas

É necessário várias mutações para que ocorra transformação maligna

Eventos genéticos herdados e adquiridos


Inserções, deleções,
translocação ou
amplificações

Genes oncogenes Genes supressores


(myc, ras, fos, src) (Rb,APC, p53)

Transformação
maligna
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

CONTROLE DO N° DE MITOSES DAS CÉLULAS DEPENDEM:

 DO TELÔMERO
- CÉLS. TRONCO E TUMORAIS “encompridam“ suas extremidades)

 DA ATIVIDADE DE GENES SUPRESSORES


- Mutações do P53)

 Da expressão dos RECEPTORES que desencadeiam apoptose


(Fas e ligante Fas)
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
7 - CARATER MALINO DO CÂNCER: INVASÃO E METÁSTASE
Múltiplas barreira: secretar fatores de mobilidade, perda da
E-caderina (adesão), secretar enzimas que degradem a membrana
basal, romper membrana basal da cél. endotelial, evitar detecção
pelo sist. imunológico, romper o endotélio do capilar onde se alojou,
repenetrar a membrana basal do órgão, receber aporte de nutrientes
e oxigênio p/ crescer..
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA

 FATORES DE RISCOS

 DIAGNÓSTICO

 ESTADIAMENTO

 PROGNÓSTICO

 TRATAMENTO
 CURATIVO
 PALIATIVO
NOÇÕES BÁSICAS DE CANCEROLOGIA
8 - CONCLUSÃO

PESQUISAS BIOLÓGICAS, MOLECULARES E CELULARES VEM PERMITINDO:

 MÉTODOS P/ EVITAR A OCORRÊNCIA DE CÂNCER (limitar a exposição humana)

 MODIFICAR OS AGENTES PROMOTORES – QUIMIOPREVENÇÃO

 IMUNIZAÇÕES (VACINAS P/ HEPATITE B)

 TERAPIAS ANTIANGIOGÊNICAS

 TERAPIAS ALVO-ESPECÍFICAS