Você está na página 1de 46

Gestão de Custos

Prof: Elane Silva


Objetivos da aula de hoje

• Entender o significado da palavra custos


• Saber distingüir a Contabilidade Financeira da Contabilidade
Gerencial
• Terminologias de custo
Uma breve introdução

Custa
$10.000,00
O que são custos

• Para quem compra, conceito claro ...


• Custo é igual a preço!

• E para quem produz?


Alguns adjetivos
• Custos contábeis
• Custos fabris
• Custos plenos
• Custos variáveis
• Custos de oportunidade
• Custos relevantes
• Custos fixos
• Custos de propriedade
• E tantos outros …
No início ...
Eu preciso
contabilizar
quantos dentes
de dinossauro eu
tenho!!!
Os usuários das informações
Internos

Usuários

Externos
Contabilidade dos custos
• É a área da contabilidade que
trata dos gastos incorridos na
produção de bens e serviços.

• Tem aplicação em qualquer


empresa na qual se deseje
controlar os gastos necessários à
produção de bens e serviços.
Contabilidade dos custos
• Uma das finalidades é auxiliar os
gestores da empresa no
desempenho das funções
administrativas.

• Planejamento
• Controle
• Tomada de decisões
Contabilidade dos custos
Campo de aplicação

• Exclusivamente ao departamento de produção


• São custos apenas os gastos incorridos na
fabricação dos produtos.

Fabricação de produtos -> Custos


Gastos administrativos -> Despesas
ICMS-SP/FCC/2013
• Os gastos do departamento e reparos de um laticínio
para realizar a pintura do imóvel onde está localizada a
administração geral da empresa devem ser
classificados, no período em que fora incorridos, como
A)despesa.
B) custo.
C) Perda
D) imobilização
E) investimento
Exemplo
Considerando que os valores abaixo sejam relativos aos custos e
despesas dos diversos departamentos de uma empresa industrial.
Material de consumo do escritório da administração geral 5 D
Salários da fábrica 100 C
Despesas com telefone e correios do departamento de vendas 10 D
Comissão de vendas 40 D
Despesa do frete sobre vendas 20 D
Matéria prima consumida na produção 400 C
Despesas financeiras 30 D
Honorários da diretoria do departamento de administração 40 D
Manutenção da fábrica 50 C
Materiais indiretos consumidos na produção 70 C
Energia elétrica da fábrica 80 C
Seguro da fábrica 20 C
Depreciação da fábrica 80 C
Considere os seguintes gastos relativos a determinado exercício social da
CIA. Beta.

1 Material de consumo, administração 2000


Os custos de produção e as
DA
geral despesas administrativas são,
2 Despesas com a entrega de produtos 22500 DV respectivamente:
vendidos
3 Comissão dos vendedores 40000 DV a) R$ 377000 e R$ 92500
4 Salários do pessoal da fabrica 70000 C b) R$ 357000 e R$117500
c) R$ 355000 e R$ 70000
5 Manutenção da fabrica 25000 C
d) R$ 355000 e R$ 157500
6 Seguro do prédio da administração 3000 DA e) R$ 550000 e R$ 95000
7 Matéria-prima consumida 180000 C
8 Salários da administração 45000 DA
9 Materiais diversos utilizados na fabrica 8000 C
10 Seguros da fabrica 5000
C
11 Depreciação da fabrica 25000
C
12 despesas financeiras 25000
DF
13 Honorários da diretoria 20000
DA
14 Energia elétrica da fabrica 42000
C
Estoques na atividade comercial

CMV = Estoque inicial + Compras – Estoque final

Ou seja, as mercadorias vendidas e entregues aos clientes têm o valor de


aquisição registrados como custo da mercadoria vendida.

Mercadoria em estoque -> CMV


Estoques na atividade industrial

Matéria- Produtos em Produtos


CPV
prima elaboração Acabados
ICMS-SP/FCC/2013
• A empresa Brfone LTDA. Produz somente dois tipos de aparelho de telefone,
telefone preto sem fio e telefone vermelho com fio, cujos preços de venda por
unidade, líquidos de tributos, são R$ 60 e R$ 40, respectivamente. Para a
produção, a empresa incorre nos seguintes custos:
Custos Quantidade Consumida
Telefone preto Telefone vermelho
Mão de obra direta: R$ 10/hora 0,50 hora por unidade 0,35 hora por
unidade
Materiais diretos: R$ 4/ kg 2 kg por unidade 1 kg por unidade
Com base nessas informações, a soma dos custos incorridos para a produção de
cada unidade dos produtos telefone preto e telefone vermelho, respectivamente, é,
em R$,
a) 8,00 e 5,50
b) 11,00 e 6,00
c) 13,00 e 7,50
d) 16,00 e 9,50
e) 17,00 e 16,00
Pensando sobre a …

Terminologia
dos gastos
GASTOS
• É a contrapartida necessária à obtenção de um
bem ou serviço.
-> É uma contrapartida de um investimento, um
custo ou uma despesa.

INVESTIMENTO

 É o gasto que tem como contrapartida um


ativo.
Fixando a aprendizagem …
Industrial, Comercial,
fabril, administrativo,
produtivo financeiro
= =
custos despesas

É o gasto necessário É uma redução patrimonial


para a produção de intencional com o objetivo
bens e serviços de realização de receitas
O desperdício ….

Perdas
!!!
Uma dúvida cruel ....

Custo ou
despesa?
O conceito de perdas ...

• Bens ou recursos consumidos mas


não incorporados ao produto final.

• Desperdício
É ruim,
Rotineiro: custos hein ...

Ocasional: despesas
Um exemplo em perdas

• Uma fábrica de escovas verificou que o peso


de cada escova finalizada é igual a 40g. Porém
o processo produtivo gera aparas iguais a 10g.

Qual o volume de plástico associado ao custo


da escova?
O custo da escova
Finalizada: 40g
Perdas: 10g
Custo: 50g

Perdas rotineiras
devem ser
incorporadas
nos custos
Outro exemplo em perdas
• Em função de uma falha no
fornecimento de energia elétrica, a
produção da fábrica de escovas foi
obrigada a descartar 60 Kg de plástico,
que estavam prontos para o processo de
injeção.
Qual o volume de plástico
associado ao custo da
escova?
Perdas não rotineiras

ZERO
Perdas ocasionais não devem
ser incorporadas nos
custos

Despesa = 60Kg
Perdas ocasionais devem ser
classificadas como despesas
CONTABILIDADE GERENCIAL

GASTOS VARIÁVEIS E
GASTOS FIXOS

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CLASSIFIÇÃO E NOMENCLATURAS

CUSTOS DIRETOS

São aqueles componentes do custo que possuem


relação direta com o produto ou serviço, não
necessitando de critérios de rateios para serem
atribuídos aos objetos de custos.
CUSTOS INDIRETOS

Custos indiretos são assim denominados por


serem os custos de difícil mensuração em
relação ao objeto de custeio.

28
DESPESAS DIRETAS

São aquelas relacionadas com a receita de vendas


dos produtos ou serviços.

DESPESAS INDIRETAS
Não podem ser facilmente identificadas com
o objeto de custeio, necessitando de um critério
de rateio para sua alocação.

29
CUSTOS FIXOS
Custos fixos não sofrem oscilações em relação
à produção ou a prestação de serviços, ou seja,
mesmo que não haja produção eles existirão.

CUSTOS VARIÁVEIS

São aqueles que se alteram em relação ao volume


produzido, ou seja, quanto maior for a produção
maiores eles serão, como, por exemplo, a matéria-prima.

30
DESPESAS VARIÁVEIS

Assim como os custos variáveis se alteram de


acordo com a produção, as despesas variáveis se
alteram de acordo com o volume de vendas.

DESPESAS FIXAS

São formadas por aqueles recursos consumidos


pela entidade, mas que permanecem constantes
independente do volume de produtos vendidos ou
dos serviços prestados.

31
CONTABILIDADE GERENCIAL

LOGO --- CUSTOS E DESPESAS VARIÁVEIS

Os Custos/Despesas Variáveis são aqueles gastos que


variam em função do volume de atividade (vendas e
produção) no período.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

Exemplo de Custo Variável


Consumo de Matéria-Prima
X Quantidade Produzida
X Consumo de Matéria-prima
2X Quantidade Produzida
2X Consumo de Matéria-prima
3X Quantidade Produzida
3X Consumo de Matéria-prima

Quanto maior a quantidade produzida,


maior o consumo de matéria-prima.
O consumo de matéria-prima varia em função da
quantidade produzida.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

EXEMPLO DE DESPESA VARIÁVEL


COMISSÃO SOBRE VENDAS

X Quantidade Vendida X Comissão sobre Vendas


2X Quantidade Vendida 2X Comissão sobre Vendas
3X Quantidade Vendida 3X Comissão sobre Vendas

Quanto maior a quantidade vendida,


maior a comissão sobre vendas paga.
A comissão sobre vendas varia em função da
quantidade vendida.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

LOGO -- CUSTOS E DESPESAS FIXAS

Os Custos/Despesas Fixas são aqueles gastos que não


variam em função do volume de atividade (vendas e
produção) no período.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL
EXEMPLO DE CUSTO FIXO
ALUGUEL DA FÁBRICA

X Quantidade Produzida X Consumo de Aluguel


2X Quantidade Produzida
3X Quantidade Produzida Não acompanha

O Aluguel da fábrica não varia em função da


quantidade produzida

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

EXEMPLO DE DESPESA FIXA


SALÁRIO DO VENDEDOR

X Quantidade Vendida X Salário do Vendedor


2X Quantidade Vendida
3X Quantidade Vendida Não acompanha

O Salário independe da quantidade vendida

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

EXEMPLO DE DESPESA FIXA


SALÁRIO DO ADMINISTRADOR

X Quantidade Vendida X Salário do Administrador


2X Quantidade Vendida
3X Quantidade Vendida Não acompanha

O Salário independe da quantidade vendida

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

EXEMPLO DE DESPESA FIXA


DEPRECIAÇÃO DE MÓVEIS E UTENSÍLIOS

X Quantidade Vendida X Depreciação


2X Quantidade Vendida
3X Quantidade Vendida Não acompanha

A depreciação (método linear) é em função do tempo


e não da quantidade vendida.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

Mão-de-obra Direta (MOD)

Refere-se apenas ao pessoal que trabalha diretamente sobre


o produto em elaboração, desde que seja possível a mensuração
do tempo despendido e a identificação de quem executou o
trabalho, sem necessidade de qualquer apropriação indireta ou
rateio.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

MÃO-DE-OBRA DIRETA (MOD)

• Não há necessidade de rateio;

• Custo homem/hora;

• Pessoal que trabalha diretamente sobre o produto -


tempo despendido e quem executou;

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL
MÃO-DE-OBRA DIRETA (MOD)
CUSTO VARIÁVEL

X Quantidade Produzida X horas trabalhadas


2X Quantidade Produzida 2X horas trabalhadas
3X Quantidade Produzida 3X horas trabalhadas

Quanto maior a quantidade produzida, maior o


número de horas trabalhadas aplicadas na produção.
A mão-de-obra direta não deve ser tratada pelo
salário que é fixo

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

SUPERVISOR DA PRODUÇÃO
CUSTO FIXO

X Quantidade Produzida X Salário Supervisor


2X Quantidade Produzida
3X Quantidade Produzida Não acompanha

O salário do supervisor independe da


quantidade produzida.

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

EXERCÍCIO

Fixo
Custo

Variável
Custo

Fixa
Despesa
Variável
Despesa
01.Materiais gerais consumidos na fábrica
02.Salário das costureiras (fábrica de
roupas)
03.Comissão dos vendedores
04.Honorário do diretor (administrativo)
05.Gastos com veículos da administração
06.Depreciação das máquinas industriais
07. Energia elétrica para iluminar a
fábrica

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL
EXERCÍCIO (continuação)

Custo Fixo

Variável
Custo
Fixa
Despesa

Variável
Despesa
08.Aluguel da área ocupada pela fábrica

09.Salário da secretária da gerência

10.Matéria-prima consumida pela fábrica

11.Salário dos supervisores da fábrica

12.Embalagem usada no produto

13.Mão-de-obra do operário

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos


CONTABILIDADE GERENCIAL

Resolução de exercício

Aula 2: Classificação dos Gastos em Variáveis e Fixos