Você está na página 1de 9

AGENDA 21

Combate ao desmatamento

Manejo de Ecossistemas Frágeis


Luta Contra a Desertificação
Luta Contra a Seca
Desenvolvimento Sustentável das Montanhas

Promoção do Desenvolvimento Rural e Agrícola Sustentável


Aumento de renda agrícola e da qualidade de vida

Proteção dos recursos naturais (solo, ar, atmosfera, florestas)

Conservação da Diversidade Biológica


Corredores de biodiversidade

Ligação de fragmentos
Florestas
Florestas

Combate ao Desmatamento
Florestamento de áreas

Reflorestamento de áreas degradadas por mau uso agrícola

Ampliação do uso de sistemas quebra-ventos de usos múltiplos

Reflorestamento em pequenas propriedades

Proteção de áreas de proteção integral e de uso sustentável


(entorno)
Manejo de Ecossistemas Frágeis
Luta Contra a Desertificação e a Seca

Prevenção contra a degradação do solo


Alley cropping
Espécies leguminosas de uso múltiplo em contorno
Recuperação de áreas para cultivo agrícola
Enriquecimento de pousio com leguminosas arbóreas ou arbustivas

Segurança alimentar
Leguminosas arbóreas e arbustivas forrageiras
Sistemas silviagricolas associando espécies arbóreas e/ou arbustivas com
espécies alimentares tolerantes à seca

Proteção contra ventos


Sistemas de quebra-ventos associados a atividades pastoris

Espécies arbóreas e/ou arbustivas recuperadoras de solo

Florestas
Florestas

Manejo de Ecossistemas Frágeis


Desenvolvimento Sustentável das Montanhas
Utilização de espécies de múltiplo propósito para plantios em nível como cordões
de contorno

Utilização de sistemas agroflorestais associando espécies arbóreas e/ou arbustivas


com plantas medicinais herbáceas tolerantes à sombra

Utilização de sistemas silvipastoris com animais silvestres

Quintais caseiros

Manejo de Florestas secundárias e cultivo agrícola


Desenvolvimento Rural e Agrícola Sustentável
Revisão da política agrícola, à luz do aspecto multifuncional da
agricultura
Manejo e controle integrado das pragas na agricultura
Complexação do ambiente por uso de sistemas agroflorestais
Uso de espécies arbóreas com efeito repelente a insetos
Modificações microclimáticas

Nutrição sustentável das plantas para aumento da produção


alimentar
Espécies “adubadeiras” em sistemas de múltiplos estratos
cultivo em aléias (“alley cropping”) baggio@cnpf.embrapa.br

Diversificação da energia rural para melhora da produtividade;


Uso de espécies arbóreas de uso múltiplo associada a atividades agrícolas
ou pastoris

Florestas
Florestas

Conservação da Diversidade Biológica


Quintais caseiros

Promover o manejo das áreas-tampão e de transição nas áreas de proteção integral


através da utilização de sistemas agroflorestais

Uso de sistemas agroflorestais como ligações de fragmentos florestais “pontos de


parada”

 Ampliação das áreas de preservação permanente “faixas filtro”

Sistemas de enriquecimento de florestas secundárias associado com alimentos ou


animais
Florestas

CÓDIGO FLORESTAL
Área de Preservação Permanente

Restrições à utilização de topos de morro


Interesse social
Cultivo em aléias

Proteção de cursos de água

Uso de sistemas agroflorestais como faixa filtro

Proteção de encostas
Interesse social
Cultivo em aléias, etc.

Reserva legal
Florestas

ASSENTAMENTOS RURAIS
Pomares caseiros

SAFs para produção de energia - sistemas de rotações curtas

SAFs Faixas filtro - produção de madeira, mel e frutos

SAFs para alimentação animal - bancos forrageiros - produção


de frutos

Plantio em aléias - plantio em faixas de contorno - “alley


cropping”

SAFs para proteção - Cercas-vivas - moirões vivos


Florestas

FIXAÇÃO DE CARBONO
Sistemas Agroflorestais com múltiplos estratos

Farm Systems

Quebra-ventos