Você está na página 1de 26

02 - ELEMENTOS DE UM

SISTEMA MECÂNICO: MOLAS

Definição
Rigidez de uma mola
Cálculo da Rigidez
Associações de Molas

Teoria: LT 1.7
Problemas: 1.7 a 1.29
46
Molas
 Peças com flexibilidade elástica relativamente alta
 Armazenam energia potencial elástica

Em sistemas com parâmetros concentrados:

Amortecimento
desprezível amortecimento Amortecedor

Massa
desprezível
massa Massa
47
Mola Linear
Opõe-se ao deslocamento relativo:

F  kx (1.1)

Armazena energia potencial elástica:


1 2
U  kx (1.2)
2
48
Rigidez de Mola Linear

dF F
k  const 
dx x

49
Mola não-Linear
Não há proporcionalidade linear entre F e x = x1 - x2

Ex.: F = kx3

dF
k  const
dx

50
Linearização
Usa-se a Série de Taylor:

1 d 2F
F  F  F( x  x )  F( x ) 
* * dF
x   x 2  ... (1.3)
dx x* 2! dx 2
x* 51
Abandonando os termos de 2a ordem e superiores:

dF
F  F  F( x * )  ( x ) (1.4)
dx x*

Como F = F(x*):

dF
F  ( x )  F  kx (1.5)
dx x*

52
Molas tipo viga

Da Res. Mat.: Wl 3 (ver LT


 st  pág. 1034) (1.6)
3EI
F W 3EI
k   3 (1.7)
x  st l 53
Rigidezes de Molas (Contracapa do LT)

54
55
ASSOCIAÇÕES DE MOLAS
É muito comum, na prática, encontrarmos duas ou
mais molas associadas em um mecanismo

O sistema mecânico padrão com 1 GDL possui


apenas uma mola

Logo, há necessidade de encontrarmos uma mola


fictícia cuja rigidez seja equivalente à da associação
dada
56
Associações de Molas
Paralela
Série
Concorrente
Com Alavancas
Com Polias
57
ASSOCIAÇÃO PARALELA

Dedução: pág. 24 do LT k eq  k 1  k 2 (1.10)

Generalizando: k eq  k 1  k 2  ...  k n (1.11)


58
ASSOCIAÇÃO SÉRIE

Dedução: pág. 24 a 25 do LT

1 1 1
  (1.16)
k eq k1 k 2

1 1 1 1
Generalizando:    ...  (1.17)
k eq k1 k 2 kn

59
ANALOGIA MOLA/CAPACITOR

 As eq. (1.11) e (1.17), são idênticas, respectivamente, às


fórmulas das associações série e paralelo de capacitâncias
elétricas

 Logo, existe uma analogia eletromecânica entre capacitor e


mola  ambos são armazenadores de energia

 Tal analogia é muito útil, sendo amplamente empregada na


análise de sistemas dinâmicos

60
ASSOCIAÇÃO CONCORRENTE

keq = k1 cos2 

n
Generalizando: k eq  
i1
k i cos 2  i

61
ASSOCIAÇÃO COM ALAVANCAS

Exemplo: n 2
 ai 
suspensão independente de um
automóvel
k eq   
i1 
L
 k i
 62
ASSOCIAÇÃO COM POLIAS

É muito comum, na prática, encontrarmos cabos (os


quais possuem uma certa rigidez à tração) associados
com polias
Exemplo: sistemas de elevação de cargas
Vamos tratar aqui duas situações bem simples:
(1) mola associada com polia fixa
(2) mola associada com polia móvel

63
(1) Mola associada com polia fixa
Aplicando uma força estática F sobre a
massa m, a mola k1 ficará submetida a uma
força 2F
Se a massa m deslocar-se de x, o eixo da
polia (e, portanto, a extremidade da mola k1)
deslocar-se-á x/2
x k1
2F  k 1  F  x
2 4

Se F for aplicada no sistema fictício equivalente: F  kx

k1
Comparando as duas equações acima: k
4
64
(2) Mola associada com polia móvel
Se aplicarmos uma força estática F sobre a massa
m, a mola k1 ficará submetida a uma força F/2. Se a
massa m deslocar-se de x, a extremidade da mola k1
deslocar-se-á 2x

F
 k 1 2x  F  4k 1x
2

Se F for aplicada no sistema fictício equivalente: F  kx

Comparando as duas equações acima: k  4k 1


65
Exemplo 1.2
Suspensão de vagão ferroviário

Achar o keq

Solução
Contracapa do LT

3 molas helicoidais
Gd 4 80 x10 9 x0,02 4
5 espiras efetivas k 3
 3
 40000 N/m
8nD 8x5x0,2
diâmetro da espira = 20 cm
diâmetro do arame = 2 cm k eq  3k  3 x 40000  120000 N/m
material: aço com G = 80 x 109 N/m2

66
Exemplo 1.3 - Eixo Propulsor

material: aço com G = 80 x 109 N/m2


Achar o keq
67
Solução Contracapa do LT

(D12
4
 d12
4
)
G
GJ12 32
k t12  
l12 l12

(0,3 4  0,2 4 )
9
80 x10 x
k t12  32  25,5255 x10 6 N.m/rad
2

(D 23
4
 d 23
4
)
G
GJ 23 32
k t 23  
l 23 l 23

(0,25 4  0,15 4 )
9
80 x10 x
k t 23  32  8,9012 x10 6 N.m/rad
3

1 1 1 1 1
   
k eq k t12 k t 23 25,5255 x10 6 8,9012 x10 6

k eq  6,5997 x10 6 N.m/rad


68
Exemplo 1.5
Guindaste

lança AB: comprimento 10 m, área da seção reta = 2500 mm2


material da lança: aço com E = 207 x 109 N/m2
cabo de aço: área da seção reta = 100 mm2
desprezar o efeito do cabo CDEB
Achar keq na vertical
69
Solução

Contracapa
do LT

A E 100 x10 6 x207 x10 9


k1  1 1   1,6822 x10 6 N/m
l1 3 2  10 2  2x3 x10 x cos 135 o

A 2E 2 2500 x10 6 x207 x10 9


k2    51,75 x10 6 N/m
l2 10 70
Associação radial:

n
k eq  
i1
k i cos 2  i  k 1 cos 2  1  k 2 cos 2  2

sen sen135 o
    35,0736 o
10 12,3055

1  45o  (180o  135o  )  54,9264o

k eq  1,6822 x10 6 x cos 2 54,9264 o  51,75 x10 6 x cos 2 45 o

k eq  26,4304 x10 6 N/m

71