Você está na página 1de 14

OS CONTRATUALISTAS

AUTORES ESTADO DE CONTRATO SOCIAL ESTADO POLÍTICO FORMA DE


NATUREZA GOVERNO
Thomas Hobbes 1)Os homens são isolados, 1) É um contrato de 1) É um Estado artificial: o homem  Monarquias
1588 - 1679 gananciosos e interesseiros; submissão: surge da não deixa de ser egoísta, mas passa Absolutistas; O poder
2) não existem leis, cada um necessidade de garantir a a ser controlado; era absoluto.
julga conforme achar melhor. sobrevivência. 2) O Estado detêm todo poder
3) Situação de constante 2) os homens renunciam ao (julgar, punir, matar) para garantir
guerra uso da força e a transferem a a sobrevivência;
4) “o homem é o lobo do um ser superior (Estado), 3) O estado (soberano) > povo.
homem”; estado de barbárie; assim como seu direito de 4) O poder do estado é ilimitado,
5) não há garantias de julgar e punir. 5) Ele está acima das leis, e não se
propriedade e vida; o uso da 3) Em troca o Estado na figura pode derruba-lo.
força é única garantia; de um governante (soberano)
Livro: “Leviatã” 6) total liberdade, mas com a garante a vida e sobrevivência
vida sempre em risco; de todos.
John Locke 1) Ñ era um estado de guerra. 1) A fim de viverem melhor, e 1) Estado subordinado ao  Monarquia
1632 - 1704 2) Os homens eram livres e evitarem conflitos os homens consentimento do povo; parlamentarista
viviam numa relativa criam o Estado, 2) dividido em legislativo e  Republica
harmonia principalmente para garantir executivo; parlamentarista;
3) A propriedade era um a liberdade e a propriedade. 3) legislativo é o poder supremo,  O poder maior fica
direito natural, fruto do 2) Concedem o direito de fruto da voz do povo; nas mãos do
trabalho. punir e legislar a um governo 4) o executivo é subordinado ao parlamento;
4) Entretanto havia alguns em quem depositam povo e ao legislativo, podendo ser
inconvenientes. Não existia confiança. derrubado pelo povo;  Governos liberais; o
lei comum (para todos). 3) Mas a propriedade não é 5)indivíduos>legislativo>executivo poder era limitado por
5) Cada um julgava de acordo cedida, pois é fruto do 6) cabe ao estado político garantir leis,
Livro: “Ensaio sobre o com sua opinião, isso poderia trabalho de cada homem, a liberdade individual de cada um;
governo civil” gerar tensões futuras. cabendo ao estado protegê-la.
Jean Jacques Rousseau 1) O bom selvagem:Os 1) É um contrato de 1) o Estado é resultado da vontade  Governos
1712 - 1778 homens eram bons, iguais e associação, por meio de um de todos. democráticos;
livres. consenso entre os homens. 2) O estado institui a igualdade de  Nenhum governo
2) vivia-se em perfeita 2) Através do contrato os direito entre os homens; pode governar a partir
harmonia; homens buscam resgatar 3) Toda a ação desse Estado será da vontade de
3) dependiam da natureza igualdade existente antes do de acordo com a vontade de todos.
particulares;
para sobreviver. inicio das discórdias e das 4) Povo = Estado;
4) O homem não era ruim, a desigualdades. 5) leis = vontade de todos;
sociedade que o corrompeu e 3) os homens entregam tudo a 6) Os homens criam as leis por
o deixou assim, um governo que passará a consenso e a respeitam, pois são
5) Quando surge a incorporar a vontade de todos. eles que as criaram;
propriedade, iniciam as 4) existe um
Livro: “Contrato social” discórdias as brigas e a comprometimento de todos
desigualdade. para com a sociedade.
Sociedade
• Conjunto de pessoas que vive em certa
faixa de tempo e de espaço, segundo
normas comuns e que são unidas pelas
necessidades de grupo. É, na verdade,
uma entidade autônoma que emerge da
experiência da vida coletiva e possui
características próprias que transcendem
aos indivíduos que a ela pertençam.
Estado
• Instituição que vem da necessidade das
pessoas estabeleceram um acordo na
perspectiva de dirimir os conflitos e
garantir as condições para a vida coletiva
Maquiavel – 1469 - 1527
• Pensar a política como ela é e não como
deveria ser: pai da ciência política moderna
• A Concepção de mundo e visão do homem e da
sociedade
– “Os homens são ingratos, volúveis, simuladores,
covardes ante os perigos, ávidos de lucro”
(Maquiavel, o príncipe);
– História ciclo que se repete: paixões e institutos –
Política: duração das formas de convívio (ordem e
desordem);
O poder e o Estado
• Problema político: mecanismos para a estabilidade das
relações;
– A força que fundamenta o poder.
– A virtú a chave por excelência do sucesso do príncipe
– A fortuna e a virtú.
– A fortuna: diz respeito às circunstâncias, ao tempo presente e as
necessidades do mesmo, a sorte da pessoa. Está no lugar certo
e na hora certa.
– Virtú: capacidade do indivíduo (político) de controle das
ocasiões e acontecimentos, ou seja, da fortuna
• A política tem uma ética e uma lógica própria.
(maquiavélico)
• República ou Principado
Thomas Hobbes
1588 - 1679

Concepção de sociedade e de indivíduo


• 1) Os homens são isolados, gananciosos e
interesseiros;
• 2) não existem leis, cada um julga conforme achar
melhor.
• 3) Situação de constante guerra
• 4) “o homem é o lobo do homem”; estado de
barbárie;
• 5) não há garantias de propriedade e vida; o uso da
força é única garantia;
• 6) total liberdade, mas com a vida sempre em risco;
Contrato social
• 1) É um contrato de submissão: surge da
necessidade de garantir a
sobrevivência.
• 2) os homens renunciam ao uso da força
e a transferem a um ser superior (Estado),
assim como seu direito de julgar e punir.
• 3) Em troca o Estado na figura de um
governante (soberano) garante a vida e
sobrevivência de todos.
Estado e Política
• 1) É um Estado artificial: o homem não deixa de
ser egoísta, mas passa a ser controlado;
• 2) O Estado detêm todo poder (julgar, punir,
matar) para garantir a sobrevivência;
• 3) O estado (soberano) > povo.
• 4) O poder do estado é ilimitado,
• 5) Ele está acima das leis, e não se pode
derruba-lo
• 6) Monarquias Absolutistas: O poder era
absoluto.
John Locke
1632 - 1704

Estado de Natureza: concepção de sociedade e


de indivíduo:
• 1) Não era um estado de guerra.
• 2) Os homens eram livres e viviam numa
relativa harmonia
• 3) A propriedade era um direito natural, fruto do
trabalho.
• 4) Entretanto havia alguns inconvenientes. Não
existia lei comum (para todos).
• 5) Cada um julgava de acordo com sua opinião,
isso poderia gerar tensões futuras.
Contrato social
• 1) A fim de viverem melhor, e evitarem conflitos
os homens criam o Estado, principalmente para
garantir a vida, a liberdade e a propriedade.
• 2) Concedem (pacto de consentimento) o
direito de punir e legislar a um governo em
quem depositam confiança.
• 3) Mas a propriedade não é cedida, pois é fruto
do trabalho de cada homem, cabendo ao estado
protegê-la.
Estado e política
• 1) Estado subordinado ao consentimento do povo;
• 2) dividido em legislativo e executivo;
• 3) legislativo é o poder supremo, fruto da voz do povo;
• 4) o executivo é subordinado ao povo e ao legislativo,
podendo ser derrubado pelo povo;
• 5)indivíduos>legislativo>executivo
• 6) cabe ao estado político garantir a liberdade individual,
a vida e a propriedade;
• 7) O direito de resistência: fundamentação teórica das
revoluções liberais;
• 8) Monarquia parlamentarista ou Republica
parlamentarista;
• Governos liberais: o poder era limitado por leis,
Jean Jacques Rousseau
1712 - 1778

Estado de Natureza: Concepção de indivíduo e


sociedade
1) O bom selvagem:Os homens eram bons, iguais
e livres.
• 2) vivia-se em perfeita harmonia;
• 3) dependiam da natureza para sobreviver.
• 4) O homem não era ruim, a sociedade que o
corrompeu e o deixou assim,
• 5) Quando surge a propriedade, iniciam as
discórdias as brigas e a desigualdade.
Contrato social
• 1) É um contrato de associação, por meio de
um consenso entre os homens.
• 2) Através do contrato os homens buscam
resgatar igualdade existente antes do inicio
das discórdias e das desigualdades.
• 3) os homens entregam tudo a um governo que
passará a incorporar a vontade de todos.
• 4) existe um comprometimento de todos para
com a sociedade
Estado e política
• 1) o Estado é resultado da vontade de todos.
• 2) O estado institui a igualdade de direito entre os
homens;
• 3) Toda a ação desse Estado será de acordo com a
vontade de todos.
• 4) Povo = Estado;
• 5) leis = vontade de todos;
• 6) Os homens criam as leis por consenso e a respeitam,
pois são eles que as criaram;
• 7) Governos democráticos;
• 8) Nenhum governo pode governar a partir da vontade
de particulares;