Você está na página 1de 69

INTRODUÇÃO AO ESTUDO

DA ANATOMIA
Considerações gerais

Conceito de Anatomia
 Importância da Anatomia: permite ao
profissional da área de saúde conhecer a
estrutura do corpo humano normal, o que é
fundamental para compreender técnicas de
avaliação do paciente, o mecanismo das
doenças e seu tratamento
Considerações gerais

 Ramos da Anatomia
Citologia, Histologia e Embriologia;
Anatomia Radiológica
Anatomia Biotipológica ou Constitucional
Anatomia Comparativa
Anatomia de Superfície
 Anatomia Macroscópica
Sistemas e Aparelhos
Nomenclatura Anatômica
 Forma
 Situação
 Trajeto
 Relação com o esqueleto
 Função
 Abreviaturas:
a.; aa.; gl.; fasc.;
lig.; ligg.; m.; mm.;
n.; nn.; r.; rr.; v.; vv.
POSIÇÃO ANATÔMICA
Planos de delimitação do corpo humano

 Plano de delimitação superior ou


 Plano de delimitação inferior ou p
 Plano de delimitação anterior ou
 Plano de delimitação posterior ou
 Planos de delimitação laterais D e
EIXOS DO CORPO HUMANO

 Eixo longitudinal ou
crânio-caudal
 Eixo transversal ou látero-
lateral
 Eixo sagital ou ântero-
posterior
EIXO LONGITUDINAL
EIXO TRANSVERSAL
EIXO SAGITAL
PLANOS DE SECÇÃO DO CORPO HUMANO

 Plano de secção sagital


 Plano de secção transversal
 Plano de secção frontal
eixo sagital deslizando
sobre o eixo longitudinal

Plano de corte SAGITAL


eixo sagital deslizando sobre o
eixo transversal

Plano de corte TRANSVERSAL


eixo transversal deslizando sobre
o eixo longitudinal

Plano de corte FRONTAL


Princípios gerais de construção corpórea

a. Antimeria
Princípios gerais de construção corpórea

a. Antimeria
b. Metameria
Princípios gerais de construção corpórea

a. Antimeria
b. Metameria
c. Paquimeria
Princípios gerais de construção corpórea

a. Antimeria
b. Metameria
c. Paquimeria
d. Estratimeria
Cabeça

Pescoço Divisão do Corpo


Humano
Tórax
Tronco
Corpo
Humano Abdome
Raiz Ombro

Superiores
Braço
Parte livre Antebraço
Mão
Membros
Raiz Quadril
Inferiores
Coxa
Parte livre Perna

Variação e Normalidade
Anomalia e Monstruosidade
FATORES GERAIS DE VARIAÇÃO
A. Idade
A.1.Fase intra-uterina: ovo (7 primeiros dias)
embrião (até o fim do 2° mês)
feto (até o 9° mês)
A.2. Fase extra-uterina: recém nascido (até 1 mês após o
nasc.)
infante (até o fim do 2° ano)
menino (até o fim do 10° ano)
pré-púbere (até a puberdade)
púbere ( dos 12 aos 14 anos)
jovem (dos 21 aos 25)
adulto (até a menopausa )
velho (além dos 60)
FATORES GERAIS DE VARIAÇÃO

B. Sexo
C. Raça
D. Biótipo
E. Evolução
TERMOS DE POSIÇÃO E DIREÇÃO
VENTRAL (tronco) DORSAL (tronco)
VENTRAL (tronco)

DORSAL (tronco)
ANTERIOR (membros)

POSTERIOR (membros)
SUPERIOR (cranial)

INFERIOR (podálico)
PROXIMAL

MÉDIO

PROXIMAL
DISTAL

MÉDIO

DISTAL
INTERNO E EXTERNO