Você está na página 1de 16

FILOSOFIA MODERNA:

• Considera-se como marco inicial o século XV, em que em 1453 ocorre a


tomada de Constantinopla pelos Turcos e final o século XVIII, onde em
1789 com o início da Revolução Francesa;
• Esta vêm para questionar os valores relacionados aos seres
humanos e suas relações com a natureza;
• Fase marcada por diversas descobertas científicas em diversas áreas do
conhecimento.
RELEMBRANDO A IDADE MÉDIA:

• Temporalidade marcada pelo teocentrismo;


• Estruturada basicamente em feudos
(Sistema Feudal);
• Principais filósofos do período: Santo
Agostinho De Hipona (Cidade de Deus) e
São Tomás De Aquino (Suma Teológica).
[Platão e Aristóteles]
FILOSOFIA MODERNA:

• Características:
• O teocentrismo da lugar ao antropocentrismo;
• criação de novos métodos de investigação
científica;
• fortes modificações no pensamento filosófico
e científico.
• O Humanismo dota o homem de uma
postura ativa na sociedade.
CARACTERÍSTICAS GERAIS DA IDADE MODERNA

• Passagem do Feudalismo para o • Início do movimento


Mercantilismo; renascentista;
• O surgimento da burguesia; (uma • O absolutismo;
classe intermediária de comerciantes); • A reforma Protestante;
• Considerado o período de raízes • A invenção da imprensa.
do Capitalismo;
• Época das grandes navegações, da
descoberta do Novo Mundo;
PRINCIPAIS FILÓSOFOS MODERNOS:

• Michel de Montaigne (1523-1592); • John Locke (1632-1704);


• Nicolau Maquiavel (1469-1527); • David Hume (1711-1776);
• Jean Bodin (1530-1596); • Montesquieu (1689-1755);
• Francis Bacon (1561-1626); • Voltaire (1694-1778);
• Galileu Galilei (1564-1642); • Denis Diderot (1713-1784);
• René Descartes (1596-1650); • Rousseau (1712-1778);
• Baruch Espinosa (1632-1677); • Adam Smith (1723-1790);
• Blaise Pascal (1623-1662); • Immanuel Kant (1724-1804).
• Thomas Hobbes (1588-1679);
DIVISÕES DA FILOSOFIA MODERNA:

Por não haver uma escola única em tal período, acaba-se por dividir os filósofos
por os principais temas da época, embora estes não concordassem inteiramente
com tal divisão:
• Racionalismo: • Outros levantam que todo
• Haviam várias divisões dentro de tais conhecimento seria inato aos seres
estruturas; humanos ou alcançado por meio de um
raciocínio dedutivo;
• Haviam os que defendiam que todo
conhecimento deveria originar-se de• Enquanto havia ainda outros racionalistas
algum tipo de ideia inata nas mentes( já que aceitavam um maior papel da
nasceriam com você); experiência na construção dos saberes.
QUESTÃO 1:

• (UEL) O Renascimento, amplo movimento artístico, literário e científico,


expandiu-se da Península Itálica por quase toda a Europa, provocando
transformações na sociedade. Sobre o tema, é correto afirmar que:
• a) o racionalismo renascentista reforçou o princípio da autoridade da ciência teológica e
da tradição medieval.
b) houve o resgate, pelos intelectuais renascentistas, dos ideais medievais ligados aos
dogmas do catolicismo, sobretudo da concepção teocêntrica de mundo.
c) nesse período, reafirmou-se a ideia de homem cidadão, que terminou por enfraquecer
os sentimentos de identidade nacional e cultural, os quais contribuíram para o fim das
monarquias absolutas.
QUESTÃO 2:

• Leia este trecho, em que se faz referência à construção do mundo moderno:


• “… os modernos são os primeiros a demonstrar que o conhecimento
verdadeiro só pode nascer do trabalho interior realizado pela razão, graças a
seu próprio esforço, sem aceitar dogmas religiosos, preconceitos sociais,
censuras políticas e os dados imediatos fornecidos pelos sentidos”. CHAUÍ,
Marilena. “Primeira filosofia”. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 80.

• A leitura do trecho nos permite identificar características do Renascimento. Assinale a


afirmativa que contém essas características.
• a) Deismo e ceticismo.
b) Teocentrismo e Racionalismo.
c) Racionalismo e Antropocentrismo.
d) Classicismo e Ceticismo.
• Resposta: C
QUESTÃO 3: (MESMO ENUNCIADO LETRAS
DIFERENTES)
• Leia este trecho, em que se faz referência à construção do mundo moderno:
• “... os modernos são os primeiros a demonstrar que o conhecimento verdadeiro só pode
nascer do trabalho interior realizado pela razão, graças a seu próprio esforço, sem aceitar
dogmas religiosos, preconceitos sociais, censuras políticas e os dados imediatos
fornecidos pelos sentidos”. (CHAUÍ, Marilena. "Primeira filosofia". 4. ed. São Paulo:
Brasiliense, 1985. p. 80.)
• A leitura do trecho nos permite identificar características do Renascimento. Assinale a
afirmativa que contém essas características.
• a) nova postura com relação ao conhecimento, a qual transforma o modo de
entendimento do mundo e do próprio homem.
• b) ruptura com as concepções antropocêntricas, a qual modifica as relações hierárquicas
senhoriais.
• c) ruptura com o mundo antigo, a qual caracteriza um distanciamento do homem face
aos diversos movimentos religiosos.
• d) adaptações do pensamento contemplativo, as quais reafirmam a primazia do
conhecimento da natureza em relação ao homem.
• Resposta: A
QUESTÃO 4:

• (Uneb-BA 2016) Leia atentamente os relatos a seguir:


• "O pintor que trabalha rotineira e apressadamente, sem compreender as coisas, é como
o espelho que absorve tudo o que encontra diante de si, sem tomar conhecimento".
“Experiência, mãe de toda a certeza”
• “Só o pintor universal tem valor”
• São trechos de Leonardo da Vinci, personagem destacada do Renascimento. Neles, o
autor exalta compreensão, experiência, universalismo, valores que marcaram o:
• a) Teocentrismo, como princípio básico do pensamento moderno.
• b) Epicurismo, em alusão aos princípios dominantes na Idade Média.
• c) Humanismo, como postura ideológica que configurou a transição para a Idade
Moderna.
• d) Confucionismo, por sua marcada oposição ao conjunto dos conhecimentos orientais.
• e) Escolasticismo, dado que admitia a fé como única fonte de conhecimento.
• Resposta: C
QUESTÃO 5:

• (PUC-MG 2014) O Renascimento, enquanto fenômeno cultural observado na Europa


Ocidental no início da Idade Moderna, encontra-se inserido no processo de transição do
feudalismo para o capitalismo, expressando o pensamento e a visão de mundos próprios
de uma sociedade mercantil e, portanto, mais aberta e dinâmica. Manifestando-se
principalmente através das artes e da filosofia, o movimento renascentista tinha como
eixo
• a) a sabedoria popular e o domínio da maioria, como mecanismo de combate ao poder
aristocrático e de oposição aos novos segmentos sociais em ascensão.
• b) a liberdade de trabalho inerente a qualquer pessoa, como instrumento capaz de
possibilitar a criação e o crescimento do ser humano, sendo necessário abolir as
corporações de ofício.
• c) a oposição a todas as religiões organizadas, pois os princípios religiosos impediam a
liberdade de opinião e tornavam o homem alienado. A igualdade jurídica de todos os
indivíduos, suprimindo-se os privilégios de classe e equiparando os direitos e obrigações
dos cidadãos.
• d) a valorização do homem por sua razão e por suas criações, difundindo a confiança nas
potencialidades humanas e superando o misticismo dominante no período medieval.
• e) o Racionalismo e o Geocentrismo (convicção de que tudo pode ser explicado pela
razão e pela ciência; concepção de que a Terra é o centro do universo).
• Resposta: D