Você está na página 1de 98

Microbiologia- Vírus

UESB-DCN

Maria Lúcia Garcia Simões


2005
ORIGEM DOS VÍRUS
-Evolução de formas degeneradas de
parasitas intracelulares- RNA e DNA?
-TEORIA PROGRESSIVA: evolução
autônoma a partir de simples moléculas de
ácidos nucleicos
-TEORIA DA COEVOLUÇÃO evolução
paralela e interativa com outras formas de
vida
Doença do mosaico no tabaco
filtrável- transmissão

Identificação de novos vírus


(não
n vivos? )
Interferon é uma proteína naturalmente
produzida em nossos organismos para
combater vírus, através do
fortalecimento do sistema imunológico.
Receptores específicos:
-Parede celular
-Membrana celular
-Fimbrias
e capsômeros

nucleocapsídeo
Extrusão da célula hosp. ou hered.

Espículas-típicas/ nomenclatura/ hemaglutinação)


Tobacco mosaic virus structure showing a helical capsid structure
Influenza Vírus
Tobacco Mosaic Vírus
Papilloma vírus
Enzimas
Vírus não realizam processos metabólicos, sendo,
em geral, inertes fora da célula. Entretanto,
algumas partículas virais contém enzimas que tem
grande importância no processo infeccioso.
Como exemplo clássico, temos os retrovírus, que
carregam na partícula viral a transcriptase reversa,
necessária para sua replicação. Em alguns outros
vírus há enzimas necessárias para ajudar a entrada
na célula. É o caso de alguns bacteriófagos, que
possuem uma enzima, lisozima, necessária para
fazer um buraco na parede celular para a
penetração do genoma viral.
Ordem
Reino

Ordem Mononegavirales_ envelopado, RNA f.simples


Bacteriófagos
Families of DNA viruses. All families shown are icosahedral
except poxviruses
Families of RNA viruses
Colisão ao acaso

adsorção
Lisozima
Do vírus
Degrada DNA hosp.
Parada da síntese
Produzem habitualmente duas proteínas:
endolisina intracelular
holina, pequena proteína membranar que, formando poros na
membrana, vai permitir o acesso da endolisina ao seu
substracto (peptidoglicano)
Recentemente nova classe de lisinas fágicas, que são
secretadas através do sistema de secreção típico do
hospedeiro. Os fagos que produzem estas exolisinas infectam
bactérias lácticas dos géneros Oenococcus e Lactococcus
Subst. Quim
Luz UV
Importância da lisogenia:

- Corynebacterium diphteriae: a toxina esta nos genes do


profago. Se a bactéria não estiver infectada pelo profago
não causa a difteria
Somente os Streptococcus com profago causam
escarlatina
- A toxina produzida pelo Clostridium botulininum é
sintetizada pelo pro fago
Pode levar à transdução especializada
Trandução Especializada
ANCORAGEM PENETRAÇÃO
por fusão
DECAPSIDAÇÃO
Enzimas
lisossomais
Síntese cápsidio
Enz hosp. Síntese DNA
RNAm
Enz. vírus

RNAm
Multiplicação vírus RNA fita simples -
Picornavírus
Todas as etapas iniciais são iguais,
mas a biossíntese ocorre toda no
citoplasma
-RNA viral no citoplasma
- sintetiza duas proteínas: inibem a síntese de RNA e proteínas
do hospedeiro.
- sintetiza RNA polimerase dependente do RNA viral
- RNA pol. sintetiza fita negativa (complementar a fita viral)
- fita negativa serve como molde para produzir fitas positivas
- fitas positivas funcionam como RNAm para:
produzr capsídeo, ou
se incorporar ao capsídeo e formar novos vírions
Príon
-Proteínas normalmente produzidas pelo organismo
-Genes produtor de príons pode sofrer mutação e passam a
produzir príon scrapie- doença hereditária
-Príon scrapie pode converter príons normais
UFP
Principais Viroses Humanas
• Caxumba. • Gripe.
• Hepatite. • AIDS.
• Poliomielite. • Febre Amarela.
• Raiva ou Hidrofobia. • Varicela.
• Sarampo. • Dengue.
• Varíola.
Varicela
Sarampo
• Varíola
Hidrofobia
Vírus da Herpes
Herpes simplex virus Type 1 (HSV-1)

Herpes simplex virus Type 2 (HSV-2)

Epstein Barr virus (EBV)

Cytomegalovirus (CMV)

Varicella Zoster Virus (VZV)

Human herpes virus 6 (exanthum subitum or roseola infantum)

Human herpes virus 8 (Kaposi's sarcoma-associate herpes


virus)
Herpes Simplex

Herpes Simplex
Herpes Zoster
Herpes genital
Vírus HIV
Vírus poliomelite
Vírus hepatite C
Prion
Condiloma acuminata ani-
papilomavírus humanos (HPV)
Condiloma acuminata
penis