Você está na página 1de 17

DIREITO

CONSTITUCIONAL

MINISTÉRIO PÚBLICO
MINISTÉRIO PÚBLICO

 FUNÇÕES ESSENCIAIS DA JUSTIÇA

 Obs.: os mencionados órgão, apesar de imprescindível ao


exercício da função jurisdicional, não integram a estrutura do
Poder Judiciário;
MINISTÉRIO PÚBLICO

 MINISTÉRIO PÚBLICO
 
 Conceito – Ministério  Público  é  instituição  permanente, 
essencial  à  função  jurisdicional  do  Estado,  incumbindo-lhe  a 
defesa  da  ordem  jurídica,  do  regime  democrático  e  dos 
interesses sociais e individuais indisponíveis;
 
 Independência - o  Ministério  Público  não  se  subordina  a 
nenhum  dos  poderes.  Possui  autonomia  e  independência, 
devendo  atuar  com  imparcialidade  e  sem  ingerência  de 
nenhum Poder.
MINISTÉRIO PÚBLICO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO


- Ministério Público Federal;

- Ministério Público do Trabalho;

- Ministério Público Militar;

- Ministério Público do Distrito Federal e Territórios;

MINISTÉRIOS PÚBLICOS DOS ESTADOS


MINISTÉRIO PÚBLICO
 Princípios do Ministério Público – são princípios do Ministério 
Público:
 

 Princípio da unidade – por este princípio entende-se que  os seus 


membros  integram  um  só  órgão,  sob  única  direção  de  um 
Procurador-Geral. O princípio da unidade, porém, há de ser visto
como unidade dentro de um único Ministério Público. Assim, p.
ex., não há unidade entre o Ministério Público Federal e o
Ministérios Públicos dos Estados.

 Princípio da indivisibilidade – enuncia  que  os  membros  do 


Ministério  Público  não  se  vinculam  aos  processos  em  que  atuam, 
podendo ser substituídos uns pelos outros, de acordo com as regras 
legais,  sem  qualquer  prejuízo  para  o  processo.  Da mesma forma
como o princípio da unidade, o da indivisibilidade não pode ser
efetivada entre diferentes Ministérios Públicos;
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Princípio da independência funcional – o  Ministério  Público  é 


independente  no  exercício  de  suas  funções,  não  estando 
subordinado  a  qualquer  dos  Poderes (Legislativo,  Executivo  e 
Judiciário);  seus  membros  não  se  subordinam  a  quem  quer  que 
seja, somente à Constituição, às leis e à própria consciência. Nem
mesmo os seus superiores hierárquicos (Procurador-Geral, p.
ex.) podem impor-lhes ordens no sentido de agir desta ou
daquela maneira em um determinado processo, haja vista que
a relação de subordinação existente entre eles é meramente
administrativa e não funcional.
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Autonomia administrativa e financeira – o Ministério Público 


tem  poderes  para,  observado  o  disposto  no  art.  169  da 
Constituição Federal de 1988:
 elaborar a sua proposta orçamentária, dentro dos limites
estabelecidos na lei de diretrizes orçamentárias, podendo
ulteriormente, administrar os recursos que lhes forem destinados com
plena autonomia.
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Princípio do promotor natural – por  este  princípio  proíbe-se  as 


designações  casuísticas,  efetuadas  pela  Chefia  do  Ministério 
Público,  para  atuação  neste  ou  naquele  processo,  impedindo  a 
existência,  entre  nós,  da  figura  do  promotor  de  exceção.  Este 
princípio  impõe,  portanto,  que  o  critério  para  designação  do 
membro  do  Ministério  Público  para  atuar  em  uma  determinada 
causa seja abstrato e pré-determinado, e que sejam baseadas em 
regras  objetivas  e  gerais,  aplicáveis  a  todos  os que se encontrem 
em  situações  nela  descritas,  não  podendo  a  Chefia  do  Ministério 
Público realizar designações arbitrárias.
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Funções do Ministério Público – são funções institucionais do 


Ministério Público:
 
 I - promover, privativamente, a ação penal pública, na forma da lei;
 
 II - zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços 
de relevância pública aos direitos assegurados nesta Constituição, 
promovendo as medidas necessárias a sua garantia;
 
 III - promover o inquérito civil e a ação civil pública, para a proteção 
do  patrimônio  público  e  social,  do  meio  ambiente  e  de  outros 
interesses difusos e coletivos;
MINISTÉRIO PÚBLICO

 IV  -  promover  a  ação  de  inconstitucionalidade  ou  representação 


para  fins  de  intervenção  da  União  e  dos  Estados,  nos  casos 
previstos nesta Constituição;

 V - defender judicialmente os direitos e interesses das populações 
indígenas;

 VI - expedir notificações nos procedimentos administrativos de sua 
competência, requisitando informações e documentos para instruí-
los, na forma da lei complementar respectiva;

 VII - exercer o controle externo da atividade policial, na forma da lei 
complementar mencionada no artigo anterior;
MINISTÉRIO PÚBLICO

 VIII  -  requisitar  diligências  investigatórias  e  a  instauração  de 


inquérito  policial,  indicados  os  fundamentos  jurídicos  de  suas 
manifestações processuais;

 IX  -  exercer  outras  funções  que  lhe  forem  conferidas,  desde  que 
compatíveis com sua finalidade, sendo-lhe vedada a representação 
judicial e a consultoria jurídica de entidades públicas.

 Obs.: essa enumeração de competências não é taxativa,


podendo a legislação federal criar outras funções para o
Ministério Público, desde que sejam compatíveis com a
missão constitucional do órgão.
MINISTÉRIO PÚBLICO
 Capacidade postulatória do Ministério Público – o Ministério 
Público possui capacidade postulatória, podendo ingressar com 
as  seguintes  ações  em  juízo:  ação  penal  pública  e  ação  civil 
pública. Além disso, ainda pode promover o inquérito civil.

 Ingresso na carreira – o  ingresso  na  carreira  do  Ministério 


Público far-se-á mediante concurso público de provas e títulos, 
assegurada a participação da Ordem dos Advogados do Brasil 
– OAB em sua realização;
  

 Requisitos para o ingresso - exige-se do bacharel em direito 


que quer ingressar na carreira do Ministério Público que tenha, 
no  mínimo,  três  anos  de  atividade  jurídica  e  seja  observada  a 
ordem de classificação.
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Garantia dos membros do Ministério Público – os membros 


do Ministério Público possuem três garantias:
 
 vitaliciedade – os  membros  do  Ministério  Público  adquirem 
vitaliciedade  após  dois  anos  de  efetivo  exercício  na  carreira, 
mediante aprovação em concurso de provas e títulos, não podendo 
perder o cargo senão por sentença judicial transitada em julgado;
MINISTÉRIO PÚBLICO

 inamovibilidade – os  membros  do  Ministério  Público  somente 


podem  ser  removidos  ou  promovidos  por  iniciativa  própria,  e  não 
de ofício por decisão de qualquer autoridade, salvo em uma única 
exceção:  por  motivo  de  interesse  público,  mediante  decisão  do 
órgão  colegiado  competente  do  Ministério  Público,  pelo  voto  da 
maioria absoluta de seus membros, assegurada ampla defesa.
 
 irredutibilidade de subsídios – o  subsídio  dos  membros  do 
Ministério Público é irredutível.
MINISTÉRIO PÚBLICO

 Vedações constitucionais – é vedado ao Ministério Público (art. 128, 


§ 5º, II):

 a)  receber,  a  qualquer  título  e  sob  qualquer  pretexto,  honorários, 


percentagens ou custas processuais;

 b) exercer a advocacia;

 c) participar de sociedade comercial, na forma da lei;
MINISTÉRIO PÚBLICO
 d)  exercer,  ainda  que  em  disponibilidade,  qualquer  outra  função 
pública, salvo uma de magistério;

 e)  exercer  atividade  político-partidária;  obs.: os membros do


Ministério Público possuem inelegibilidade absoluta; 

 f) receber, a qualquer título ou pretexto, auxílios ou contribuições de 
pessoas  físicas,  entidades  públicas  ou  privadas,  ressalvadas  as 
exceções previstas em lei. 

 Obs.: Quarentena -   aos  membros  do  Ministério  Público  também  é 


vedado  exercer  a  advocacia  no  juízo  ou  tribunal  em  que 
desempenhava  suas  funções,  antes  de  decorridos  três  anos  do 
afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração (art. 128, § 6º).
PRERROGATIVA DE FORO

CRIME DE
CARGO ATUAÇÃO CRIME COMUM
RESPONSABILIDADE

Procurador-Geral da 
- STF Senado Federal
República
Cada membro 
Membros do 
responderá de 
Conselho Nacional  - Senado Federal
acordo com o seu 
do Ministério Público
respectivo foro
Membros do MP da 
2º grau STJ -
União

Membros do MP dos 
2º grau STJ -
Estados

Membros do MP da 
1º grau TRFs -
União

Membros do MP dos 
1º grau TJs -
Estados