Você está na página 1de 26

Quantidade de Pedidos

Prof. Reinaldo Di Lucia

1º Semestre de 2011
Introdução
 Quatro perguntas básicas para Controle de
Estoque:
 Qual a importância do item do estoque?
 Como os itens são controlados?
 Quantas unidades devem ser pedidas de cada vez?
 Quando um pedido deve ser emitido?
 Definição de Lote:
 Lote é uma quantidade produzida em conjunto e que
partilha os mesmos custos de produção e as mesmas
especificações.
Regras de decisão referentes ao tamanho
do lote
 Lote por Lote:
 Regra que determina que se faça o pedido exatamente na
quantidade necessária
 Exige informações por fase, tais como as fornecidas por um
MRP
 A quantidade do pedido se modifica toda vez que as exigências
se modificam
 Não cria nenhum estoque de tamanho de lote ocioso
 É o melhor método para o planejamento de itens do grupo “A”, e
também no ambiente Just-In-Time (JIT)
Regras de decisão referentes ao tamanho
do lote
 Quantidade Fixa de Pedido:
 Especifica o número de unidades a serem pedidas a cada vez
que um pedido é emitido para um item individual ou SKU
 Principal vantagem: é uma regra facilmente entendida
 Principal desvantagem: não minimiza os custos envolvidos
 Variação – sistema min-max:
 Um pedido é emitido quando a quantidade disponível fica abaixo
do ponto de pedido (mínimo)
 A quantidade a ser pedida é o suficiente para se atingir o
máximo
Regras de decisão referentes ao tamanho
do lote
 Pedir “n” suprimentos por período:
 Em vez de pedir uma quantidade fixa,
podemos pedir o suficiente para satisfazer a
demanda futura por um determinado período
de tempo
 O principal problema é saber quantos
períodos devem ser cobertos
Custos

 O Custo do Pedido e o Custo de Armazenagem de Estoque


dependem ambos da quantidade pedida.

 Objetivo: minimizar a soma desses dois pedidos.

Quantidade Econômica de Pedido


Quantidade Econômica de Pedidos
 Suposições:
 A demanda é relativamente constante e
conhecida
 O item é produzido ou comprado em lotes e
não de forma contínua
 Os custos com a preparação de pedidos e os
custos da armazenagem de estoques são
constantes e conhecidos
 A reposição ocorre imediatamente
Quantidade Econômica de Pedidos
 Estas suposições são geralmente válidas para
produtos cuja demanda é independente e
bastante uniforme
 Situações onde estas suposições não são
válidas:
 Itens feitos sob encomenda
 Itens em que os clientes especificam a quantidade
do pedido
 Quando a vida de prateleira do produto é curta
 Quando a extensão da operação é limitada pela vida
de ferramenta ou pelo lote da matéria-prima
Quantidade Econômica de Pedidos
 Adotando-se a suposição acima, a
quantidade de um item em estoque
diminui uniformemente. Assim:
 Estoque médio = quantidade de pedido / 2
 Nr. de pedidos por ano = demanda anual /
quantidade de pedido
Avaliação gráfica
200

100 Q = Tamanho do
Lote

1 2 3 4

TEMPO ( Semanas )

• Custos Relevantes
• Custo Anual da emissão de pedidos
• Custo anual da armazenagem de estoques
Exemplo 1
A demanda anual de uma SKU é de 10.075 unidades e é
pedida em quantidades de 650 unidades.
Calcule o estoque médio e o número de pedidos emitidos
por ano.

Estoque médio = Qtd do pedido / 2 = 650/2 = 325 unidades

Demanda Anual
Número de pedidos por ano =
Qtd do pedido
10.075
= 15,5
650
Custos Relevantes
 Custo anual da emissão de pedidos
 Custo anual da armazenagem de estoques
 À medida que a quantidade dos pedidos
aumenta, aumenta o estoque médio e o custo
anual de sua armazenagem
 Objetivo: encontrar a quantidade específica de
pedidos em que o custo total de
armazenagem de estoques e o custo com a
emissão de pedidos sejam os mínimos
possíveis
Custos Relevantes
Seja: A = uso anual em unidades
S = custo em dinheiro de emissão de pedidos por pedido
i = taxa de custo anual de armazenagem, expressa em
uma porcentagem decimal
c = custo da unidade em dinheiro
Q = quantidade do pedido em unidades
Então:

A
x S = Custo anual com pedidos
Q
Q
x c x i = Custo anual de armazenagem
2
A

( Q )(
x S + Q
2
xcxi
) = Custos Totais Anuais
Exemplo 2
A demanda anual é de 10.000 unidades, o custo do pedido é
de $30 por pedido, o custo de armazenagem é de 20% e o
custo da unidade é de $15.
A quantidade do pedido é de 600 unidades. Calcule:

S = $ 30 c = $ 15 A = 10.000 unidades
i = 0,20 Q = 600 unidades

a) O custo anual do pedido.


A 10.000
x S = x 30 = $ 500
Q 600
b) O custo anual de armazenagem.
Q 600
x c x i = x 15 x 0,20 = $ 900
2 2
c) O custo anual total ..........................................>> $ 1.400

14
Exemplo 3
A demanda anual é de 1.000 caixas, e a demanda é
relativamente constante ao longo do ano. O custo do pedido é
de $20 por pedido, o custo de armazenagem é de 20% e o
custo da unidade é de $ 5. Calcule: QEP

A = 1.000 caixas S = $ 20 c = $ 5 por unidade


i = 0,20 Q = QEP = ??? unidades

a) O custo anual do pedido.


A 1.000
x S = x 20
Q Q
b) O custo anual de armazenagem.
Q Q
x c x i = x 5 x 0,20
2 2
c) O custo anual total = a + b
Exemplo 3
Quantidade Custos com Custos de Custo Total
do pedido pedidos Armazenagem
(Q) (AS/Q) (Qci/2)
50 $400 $25 $425
100 200 50 250
150 133 75 208
200 100 100 200

250 80 125 205


300 67 150 217
350 57 175 232
400 50 200 250
Exemplo 3

500
CUSTO EM DINHEIRO

400

300

200

100

0
50 100 150 200 250 300 350 400
TAMANHO DO LOTE

Custo Total Custo de Armazenagem Custo do Pedido


Qic AS

2 Q

Fórmula da QEP
 Custo de armazenagem = custos do pedido
 Assim:

Qic AS 2 AS
 Q
Qic 2AS
Q 
2
AS
Q
2 Q ic
ic

 QEP aumentará com o aumento da Demanda Anual e


Custo do Pedido
 QEP diminuirá com o aumento do Custo de
Armazenagem do Estoque (i) e o Custo da Unidade (c)
Tamanho de lote em unidades
monetárias
 Variações do Modelo QEP
 Tamanho do lote em unidades Monetárias
Ad = uso anual em dinheiro
S = custo do pedido em dinheiro
i = taxa do custo de armazenagem, em
porcentagem decimal

2 AdS
QEP 
i
Quantidade de Pedido por Período
 Considerações:

 Demanda Irregular
 Estoque de antecipação
 Pedido mínimo
 Estoque de transporte
 Múltiplos

 Fórmula:

QPP = QEP
utilização semanal média
Exemplo 4
 A QEP para um item é de 2.800 unidades
e a utilização anual é de 52.000 unidades.
Qual é a QPP?
Uso semanal médio = 52.000 / 52 = 1.000 por
semana
QPP = QEP / utilização semanal média =
2.800 / 1.000 = 2,8 semanas >>> 3
semanas
 Quando um pedido é emitido, ele cobre as
necessidades para as próximas 3 semanas
Exemplo 5
A partir do seguinte relatório de MRP e de
uma QEP de 250 unidades, calcule os
recebimentos de pedidos planejados e a
quantidade econômica do pedido.
 Em seguida calcule as QPPs e os
recebimentos de pedidos planejados. Nos
dois casos, calcule o estoque final e o
estoque total mantido ao longo das dez
semanas
Semana 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Total

Exigências Liquidas 100 50 150 0 75 200 55 80 150 30 890

Base QEP (Qtd Economica de Pedidos)


Exigências Liquidas 100 50 150 0 75 200 55 80 150 30 890
Recebimentos de
250 250 250 250
pedidos planejados
Estoque final 150 100 200 200 125 175 120 40 140 110 1360

Base QPP (Qtd de Pedido por Periodo)


Exigências Liquidas 100 50 150 0 75 200 55 80 150 30 890
Recebimentos de
300 330 260
pedidos planejados
Estoque final 200 150 0 0 255 55 0 180 30 0 870

QPP = QEP / utilizacao semanal média


QPP = 250 / 89 = 2.81 >>>>> 3 semanas
Descontos sobre a quantidade
Exemplo 6:
 Um item tem:
 demanda anual de 25.000 unidades,
 custo por unidade de $10
 Custo de preparação do pedido de $10
 Custo de armazenagem de 20%
 É pedido na base de uma QEP, mas o
fornecedor ofereceu um desconto de 2%
sobre pedidos de $10.000 ou mais. A
oferta deve ser aceita?

Interesses relacionados