Você está na página 1de 23

Inicio e propagação do fogo

Inicio e propagação do fogo


• Temas:
• Fogo e incendio florestal;
• O triangulo do fogo;
• O tetraedro do fogo;
• Fases de combustão de um incêndio;
• Uso do fogo:
• Fogueira, queima, queimada, fogo controlado;
• Fogo de supressão: Fogo tactico e contrafogo.
Fogo Florestal
• Combustão controlada de materiais combustíveis existentes nas áreas
florestais destinadas a reduzir o volume de combustíveis como mato
e restolho.

• Exemplos: Fogo controlado, queimas e queimadas


Fogo Florestal
• Requer condições especiais para a sua realização:
• Baixa temperatura;
• Elevada humidade relativa do ar;
• Vento fraco;
• Só em determinados períodos do ano;
• Exige conhecimentos e cuidados especiais.
Fogo Florestal
• Combustão livre, não limitada no tempo nem no espaço, dos matérias
combustíveis existentes nas áreas florestais (arborizadas ou incultas).

• Principais aspetos que o incêndio florestal desencadeia:


• Consumo de oxigénio;
• Produção de vapor de agua, dióxido de carbono e monóxido de carbono.
• Formação de diversos produtos a partir do carbono, oxigénio e hidrogénio,
principais constituintes dos materiais tradicionais.
Combustão
• Uma reacção química exotérmica(liberta calor), normalmente auto-
sustentada, entre uma matéria combustível e um comburente.

• Qual a diferença entre fogo e incêndio?


Triângulo do Fogo
• Para que a combustão, tenha lugar é necessário a combinação simultânea de
três elementos:
Tetraedro
Combustão de uma folha
• Num incendio florestal verificam-se varias fases do desenvolvimento
da combustão, ainda que condicionadas pelos factores que afectam o
comportamento dos incêndios florestais.
Combustão de uma folha
• Quando a água contida pelos combustíveis florestais, existe nas
células das plantas, atinge a temperatura de 100ºC, passa ao estado
de vapor e começa a observar-se a saída de fumo branco (vapor de
agua), tal como nas queimas ou queimadas com combustíveis muito
húmidos.
Combustão de uma folha
• Continuando o aquecimento, dá-se a evaporação das ceras, óleos e
resinas e inicia-se a quebra das cadeias de celulose, o que provoca a
libertação de gases altamente inflamáveis e o aparecimento de
chama, dando origem a inflamação.
Fases do incêndio Florestal
• Fogo nascente (foco de incêndio nascente)
Fases do incêndio Florestal
• Incêndio no regime linear (linha perimetral continua)
Uso de Fogo
• Fogueira:
• É a combustão com chama, confinada no espaço e no tempo, para
aquecimento, iluminação, confeção de alimentos, proteção e segurança,
recreio ou outros fins.

• Condições para realização:


• Em todos os espaços rurais, durante o período critico, definido em Portaria anual, não é
permitido realizar fogueiras para aquecimento, iluminação, confeção de alimentos,
proteção e segurança, recreio ou outros fins.
Uso de Fogo
• Queima:
• É o uso do fogo para eliminar sobrantes de exploração (matos cortados e
amontoados)

• Condições para realização:


• Em todos os espaços rurais, durante o período critico, não é permitido queimar mato
cortados e amontoados e qualquer tipos de sobrante de exploração.

• Em todos os espaços rurais, fora do período critico e desde que se verifique o índice de
risco temporal de incêndio de níveis elevado e máximo não é permitido realizar fogueiras
ou queimas.
Uso de Fogo
• Queimada:
• É o uso de fogo para renovação de pastagens e eliminação de restolho.

• Condições para realização:


• A realização de queimadas deve obedecer às orientações emanadas pelas comissões
municipais de DFCI.

• Carece de equipa de Bombeiros, Sapadores Florestais ou presença de técnico de Fogo


Controlado.

• A realização de queimadas só é permitida fora do período critico e desde que o índice de


risco temporal de incêndio seja inferior ao nível elevado.
Uso de Fogo
• Fogo controlado:
• É o uso de fogo na gestão de espaços florestais, sob condições, normas e
procedimentos conducentes à satisfação de objetivos específicos e quantificáveis e
que é executada sob a responsabilidade de técnico credenciado.

• Condições para realização:


• O fogo controlado só pode ser realizado de acordo com as normas e técnicas e funcionais
definidas em regulamento próprio.

• O fogo controlado é executado sob a orientação de técnico credenciado pelo ICNF.

• A realização de fogo controlado só é permitida fora do período critico e desde que o índice de
risco temporal de incêndio seja inferior ao nível elevado.
Uso de Fogo
• Fogo controlado:
Uso de Fogo
• Fogo de supressão:
• É a utilização do fogo no âmbito da luta contra os incêndios que compreende:

• O fogo tático

• O contrafogo
Uso de Fogo
• Fogo de supressão: fogo tático

• Consiste em proceder á ignição de um fogo ao longo de uma “faixa de


contenção/controlo” com os objectivo de:
• Reduzir a disponibilidade de combustível de forma a diminuir a intensidade
do incêndio.

• Terminar ou corrigir a extinção de uma zona de rescaldo de maneira a


diminuir as probabilidades de reacendimentos.

• Criar uma zona de segurança para a proteção de pessoas e bens.


Uso de Fogo
• Fogo de supressão: contrafogo

• É a técnica que consiste em queimar vegetação, contra o vento, num


local para onde se dirige o incêndio, destinando-se a diminuir a sua
intensidade, facilitando o seu domínio ou extinção.

• Consiste em proceder à ignição de fogo ao longo de uma “faixa de


contenção”, na dianteira de uma frente de incêndio de forma a
provocar a interação das duas frentes de fogo e a alterar a sua direção
de propagação ou a provocar a sua extinção.
Revisão
• Fogo e incendio florestal;
• O triangulo do fogo;
• O tetraedro do fogo;
• Fases de combustão de um incêndio;
• Uso do fogo:
• Fogueira, queima, queimada, fogo controlado;
• Fogo de supressão: Fogo tático e contrafogo.
Obrigado!