Você está na página 1de 12

PINDAMONHANGABA/SP

IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

INTRODUÇÃO BÍBLICA
A vontade de Deus através de Sua Palavra escrita
IBAD

A inspiração das Escrituras


Sagradas

Unidade II
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Introdução

 Estudaremos sobre a inspiração das Escrituras


IBAD

Sagradas. Assunto de muita relevância para o


estudo da Teologia Bíblica.
 1 - Inspiração Bíblica: Definição, características e
relações”
 2 - Inspiração: Particularidades e Provas.
 3 - A inspiração do Antigo e Novo Testamento.
 4 - Inspiração Bíblica e as diversas teorias.
 5 - Inspiração Verbal Plenária.
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 1 – Inspiração Bíblica:


Definição, características e relações
 Veremos a constatação do caráter sagrado e da
IBAD

autoridade das Escrituras.


 1.1 – Inspiração: Etimologia e Conceito
 Inspiração no grego: THEÓPNEYSTOS
 Significa literalmente SOPRADO POR DEUS.
 1.2 – As características fundamentais da inspiração.
 A Bíblia que recebe a designação de Palavra de Deus, é a
única obra dotada de inspiração divina, por isso se
constitui fonte de autoridade para a fé e prática da
vivencia cristã.
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 1 – Inspiração Bíblica:


Definição, características e relações
▪ 1.2.1 – Fonte Divina
IBAD

▪ 1.2.2 – O ser Humano


▪ 1.2.3 – A autoridade do Texto
 1.3 – A inspiração e a Revelação
 Inspiração e revelação, embora tenham uma
estreita relação, não possuem o mesmo sentido.
 1.4 – A inspiração e a iluminação
 A iluminação ligada a inspiração é a capacidade
dada por Deus na compreensão das Escrituras. (I
Co 2:12)
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 1 – Inspiração Bíblica:


Definição, características e relações

 1.5 – Inspiração e o propósito da revelação


IBAD

 A inspiração corrobora com o propósito da


revelação que é a salvação dos homens. (I Tm 2:4)
▪ 1.5.1 – Teoria da acomodação
▪ 1.5.2 – Teoria da contradição
▪ 1.5.3 – Teoria da ignorância
▪ 1.5.4 – Teoria do conflito
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 2 – Inspiração:
Particularidades e provas
 Trataremos das provas que asseguram a
IBAD

credibilidade da inspiração dos livros da


Bíblia.
 2.1 – A inspiração dos autógrafos e as cópias
 A descoberta dos manuscritos do mar morto foi a
mais importante do século XX para a cristandade.
▪ 2.1.1 – Fidelidade do conteúdo
▪ 2.1.2 – Os erros de transcrição
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 2 – Inspiração:
Particularidades e provas
 2.2 – A Bíblia e o testemunho de si mesma
IBAD

 A Bíblia declara sua plena inspiração.


 2.3 – Provas da inspiração Bíblica
 Declarações de que somente as Escrituras é a
palavra de Deus podem ser comprovadas pela
própria natureza de Deus e o seu agir na redenção
do homem
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 3 – A inspiração do antigo e


novo testamento
 Trataremos de maneira específica:
IBAD

 A inspiração do Antigo e Novo Testamento.


 Relação entre os profetas e a inspiração profética
do AT
 Rede Seqüencial redativa
 Inspiração dos autores do Novo Testamento
 Como a igreja primitiva tratava os escritos
apostólicos.
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 3 – A inspiração do antigo e


novo testamento
 3.1 – A inspiração do Antigo Testamento
IBAD

 Podemos ver a inspiração por fatores como:


▪ 3.1.1 – Profetas: Termos afins e credibilidade
▪ 3.1.2 – Os profetas e a função profética
▪ 3.1.3 – Os profetas e as escrituras
▪ 3.1.4 – Os profetas e a rede seqüencial redativa
 3.2 – A inspiração do Novo Testamento
 Se os textos da antiga aliança são inspirados, muito mais os
da nova aliança.
▪ 3.2.1 – A igreja e as evidências da inspiração do Novo Testamento
▪ 3.2.2 – Os pais apostólicos e as evidências da inspiração do Novo
Testamento.
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 4 – Inspiração Bíblica e as


diversas teorias
 A Bibliologia torna-se indispensável alguns
IBAD

comentários sobre as diversas teorias que, ao


longo da história da igreja, têm surgido em
torno do tema da inspiração.
 4.1 – Os primeiros movimentos
 Os geradores das principais teorias são:
▪ 4.1.1 – O movimento ortodoxo
▪ 4.1.2 – O movimento modernista
▪ 4.1.3 – O movimento Neo-ortodoxo
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 4 – Inspiração Bíblica e as


diversas teorias
 4.2 – As principais teorias
IBAD

 Estes movimentos (ortodoxo, modernista e neo-


ortodoxo) exerceram modificações na maneira de
pensar alguns assuntos da teologia.
▪ 4.2.1 – Teoria ortodoxa sobre a inspiração
▪ 4.2.2 – Teoria modernista sobre a inspiração
▪ 4.2.3 – Teoria neo-ortodoxa sobre a inspiração
▪ 4.2.3.1 – Teoria neo-ortodoxa demitizante
▪ 4.2.3.2 – Teoria neo-ortodoxa do encontro pessoal
PINDAMONHANGABA/SP
IBAD –– PINDAMONHANGABA/SP

Capítulo 5 – Inspiração Verbal Plenária

 Esta teoria é a mais aceita entre os estudiosos.


IBAD

 5.1 – Inspiração verbal plenária: Essência e


argumentos
 Esta teoria se fundamenta nos princípios da
verbalidade e da totalidade
▪ 5.1.1 – A verbalidade
▪ 5.1.2 – A totalidade
 5.2 – Inspiração verbal plenária: considerações
 Pensar que a inspiração divina percorre toda a
Escritura é concordar com a maioria dos Teólogos.