Você está na página 1de 19

m  


 
   
O INÍCIO
@ Criada em 1969, nos Estados Unidos,
originariamente interligava laboratórios de pesquisa
da ARPA (Advanced Research Projects Agency),
do Departamento de Defesa dos EUA, e era
chamada ARPAnet.

@ Em 1987, pela primeira vez foi liberado seu uso


comercial nos EUA. No entanto, apenas em 1992,
a rede se popularizou. Começaram a aparecer
vários provedores de acesso.
O INÍCIO

@ Em 1991, nascia a ££££ ££ 


 ), gestada pelo
engenheiro Tim Berners-Lee, no laboratório !
(Laboratório Europeu de Física de Partículas) na
Suíça. O que determinou o crescimento da Web foi
a criação de um programa (browser ± navegador)
chamado  "
A WEB

@ O método tem como principais padrões o protocolo


de comunicação HTTP, a linguagem de descrição
de páginas HTML e o método de identificação de
recursos URL.

@ O Hypertext Markup Language (HTML) é a


linguagem-padrão para escrever páginas de
documentos Web, que contenham informação nos
mais variados formatos: texto, som, imagens e
animação.
A WEB
@ O Hypertext Transport Protocol (HTTP) é o
protocolo que define como dois programas ±
servidores devem interagir, de forma que transfiram
entre eles comandos que ou informação relativos
ao WWW.

@ O Uniform Resource Locator (URL) é o localizador


que permite identificar e acessar um serviço da
Web.
NO BRASIL
@ Antes dos anos 90, foi realizada uma reunião entre
pesquisadores, instituições de pesquisa,
patrocinadores e Embratel. O objetivo era montar
uma rede nacional com fins acadêmicos.

@ A Fapesp e a UFRJ se ligam à internet.

@ Embora já tivesse milhares de usuários no final dos


anos 90, começou a se consolidar somente em
2000, quando iniciou-se a guerra pelo fornecimento
de acesso gratuito. Naquele, ano foi lançado o
portal iG.
NO BRASIL
@ i  ± Em maio, o Jornal do Brasil inaugura o
primeiro jornal eletrônico do País, o JB Online.

@ i  ± O grupo Folha lança o Universo Online. Os


usuários no Brasil não passam de 100 mil.

@ i  ± O termo portal começa a ser usado e


significa porta de entrada, originalmente vindo do
espanhol.

@ i ± Entra no ar o site da revista Época ± ³Leia e


Ouça´ ± matéria sobre o grampo do BNDES.
Integração entre mídia impressa e online.
ESTATÍSTICAS - BRASIL
@ População estimada: 196.342.587
@ Usuários internet: 67.510.400

@ Percentual da população que usa web: 34.4


%
@ Crescimento do número de usuários (2000-
2008): 1.250.2 %

ÿ  £ 


#  $ %&&
OS 10 MAIS DA AMÉRICA LATINA
USUÁRIOS NA AMÉRICA LATINA
CONCEITOS

@  '$ ( O termo especifica não apenas a


infra-estrutura material da comunicação digital, mas
também o universo que ela abriga, assim como os
seres humanos que navegam e alimentam esse
universo.
CONCEITOS

@   ( (LÉVY, 1999) como um conjunto de


técnicas oriundas da matéria (tais como suportes
digitais, programas computacionais, do intelecto
(pensamento, reflexão, raciocínio, conhecimento) e
principalmente modos de vida (atitudes, valores,
etc.) ± construídos, desenvolvidos a partir do
crescimento do ciberespaço Ciberjornalismo / Web
jornalismo.
CONCEITOS
@    - Vivenciada por milhões de pessoas
através de ações práticas com o uso de
tecnologias digitais em rede: homebanking, cartões
inteligentes, celulares, smartphones, palm tops,
voto eletrônico, webcam, imposto de renda via
internet, etc.. Na parte comunicacional, blogs, e-
mail, chats, fóruns, webjornalismo.
@ Mesmo os infoexcluídos estão envolvidos no
processo: câmeras de vigilância, bancos de dados
de instituições públicas e/ou privadas, Google
Earth.
CONCEITOS
@ m  

@ Compreende todos os noticiários, sites e produtos


que nasceram diretamente da web. É qualquer
jornalismo que não utilize mais meios analógicos.

@ Explora a seu favor cada uma das características


das outras mídias: TV, jornal, revistas, rádio,
correio eletrônico, redes sociais, etc.
CONCEITOS
@ m   

@ coleta e distribuição de informações por redes de


computadores como internet ou por meios digitais.
Os holandeses Bardoel e Deuze usam um nome
específico e adequado para esta produção:
u u
, o jornalismo em rede.
CONCEITOS
@ Já o professor de jornalismo californiano Doug
Millison pensa em uma abrangência maior: ³Online´
inclui muitos foros. O mais proeminente é a World
Wide Web, além de serviços comerciais de
informação online como a America Online.
@ Mensagens simples de e-mail pela internet também
têm um grande papel. Também importantes são os
CD-ROMs («) além de intranets. (Millison, 2005)
CONCEITOS
@ m )* '  +
  
@ ³Os jornalistas online são obrigados a pensar nos
múltiplos níveis de uma só vez: palavras, idéias,
estrutura da notícia, design, interatividade, áudio,
vídeo e fotos´.

@ Sites:
@ +++", -  "

@ +++"- " 
CONCEITOS

@ m. 
@ ³As pessoas não lêem na web, elas escaneiam em
busca de informação. Elas raramente lêem palavra
por palavra. Ao invés disso, passam os olhos pelo
texto e escolhem palavras chave, sentenças e
parágrafos de interesse, enquanto pulam as partes
do texto que menos interessam.´

@ Site+++"" 
CONCEITOS

@ m  /

@ Se utiliza mais de uma mídia (vídeo, áudio, texto,


foto). O jornalista multimídia. É aquele que
consegue pensar numa pauta os diversos
desdobramentos multimídia que ela possa ter. Não
é preciso saber operar as mídias, mas entendê-las.