Você está na página 1de 8

Oswald de Andrade

Acadêmicos: Maicon Alexandre Dalpiaz e


Rhendel Rodrigues
Biografia
 José Oswald de Sousa Andrade (1890-1954) foi escritor e dramaturgo brasileiro.
Fundou junto com Tarsila o "Movimento Antropófago". Foi uma das personalidades mais
polêmicas do Modernismo. Era irônico e gozador, teve uma vida atribulada, foi militante
político, foi o idealizador dos principais manifestos modernistas. Ao lado da pintora Anita
Malfatti, do escritor Mário de Andrade e de outros intelectuais organizou a Semana de Arte
Moderna de 1922.

 Estudou Ciências e Letras no Ginásio de São Bento.

 Em 1911, fundou a revista semanal “O Pirralho”, que ele mesmo dirigiu.

 Em 1919 formou-se em Direito pela Faculdade de São Paulo.

 Foi muito importante o seu papel na Semana de Arte Moderna de 22 e nos anos de
afirmação modernista.

 Oswald de Andrade lançou em 18 de março de 1924, um dos mais importantes manifestos


do Modernismo "Manifesto Pau-Brasil“.

 Em 1925 Oswald de Andrade lançou o livro de poemas "Pau-Brasil", em que põe em prática
os princípios propostos no manifesto.
 Oswald de Andrade morreu em São Paulo, no dia 22 de outubro de 1954
o
OBRAS
Os Condenados, romance, 1922
Memórias Sentimentais de João Miramar, romance, 1924
Manifesto Pau-Brasil, 1925
Pau-Brasil, poesias, 1925
Estrela de Absinto, romance, 1927
Primeiro Caderno de Poesia do Aluno Oswald de Andrade, 1927
Manifesto Antropófago, 1928
Serafim Pontes Grande, romance, 1933
O Homem e o Cavalo, teatro, 1934
O Rei da Vela, teatro, 1937
A Morta, teatro, 1937
Marco Zero I - A Revolução Melancólica, romance, 1943
A Arcádia e a Inconfidência, ensaio, 1945
Ponta de Lança, ensaio, 1945
Marco Zero II - Chão, romance, 1946
A Crise da Filosofia Messiânica, 1946
O Rei Floquinhos, teatro, 1953
Um Homem Sem Profissão, memórias, 1954
A Marcha das Utopias, 1966 (edição póstuma)
Poesias Reunidas, (edição póstuma)
Telefonemas, crônicas, (edição póstuma)
MANIFESTO PAU BRASIL
 O Movimento Pau-Brasil é um entre os movimentos
modernistas - Verde-Amarelismo ou Escola da Anta e Movimento
Antropofágico - que tomou lugar na Primeira Fase do Modernismo
no Brasil, conhecida como a “Fase Heroica”, fase que apresentou
diferentes formas de abordagem patriótica.
 Este movimento teve início em 1924 a partir da publicação do
livro “Pau-Brasil”, da autoria de Oswald de Andrade (1890 -1954)
e ilustração da sua esposa, a artista plástica Tarsila do Amaral
(1886 -1973).
MANIFESTO PAU BRASIL
 Influenciado pelas vanguardas europeias decorria a Semana de Arte Moderna, em 1922 e
com ela várias formas de expressão artística inovadoras vieram à tona.

 Na sua sequência, Oswald de Andrade publica o “Manifesto da Poesia Pau-Brasil”, que viria
a ser criticado pelo grupo que veio a seguir, o Movimento Verde-Amarelo, de 1926.

 O Movimento do Pau-Brasil é um movimento nativista, que defendia a poesia brasileira de


exportação. Tal como o pau-brasil foi o primeiro produto brasileiro a ser exportado, Oswald
de Andrade desejava que a poesia brasileira se tornasse um produto cultural de
exportação; daí a escolha do nome do movimento.

 Oswald de Andrade ficou conhecido pela figura de irreverência e de crítica ao academicimo


e à burguesia. Assim, defendia, ao mesmo tempo que criticava, o nacionalismo a sua
maneira, a qual veio a ser alvo de julgamento pelo Movimento Verde-Amarelo formado por
Menotti del Picchia (1892-1988), Plínio Salgado (1895-1988), Guilherme de Almeida
(1890-1969) e Cassiano Ricardo (1895-1974).
MANIFESTO PAU BRASIL
 O patriotismo defendido pelo Verde-amarelismo contrapunha o do
Pau-Brasil, dado que é especialmente ufanista, bem como racista.
 Saiba mais sobre esse movimento em: Movimento Verde-Amarelo
e a Escola da Anta.
 A seguir, Oswald de Andrade revida o movimento da Escola da
Anta, dando origem a um novo movimento - o Movimento
Antropofágico, em 1928, de modo que o primeiro movimento
modernista pode ser considerado a raiz deste último, e um legado
para a arte moderna.
Principais Características
 O “Manifesto da Poesia Pau-Brasil” é um dos textos mais
importantes de Oswald de Andrade, escritor que, como temos
visto, destacou-se na literatura modernista brasileira.
 O primitivismo é a principal característica desse movimento, em
que o patriotismo enveredou por caminhos de valorização do
passado histórico brasileiro desprovido dos apelos ufanistas do
Movimento Verde-Amarelo.
 "A poesia existe nos fatos. Os casebres de açafrão e de ocre nos
verdes da Favela, sob o azul cabralino, são fatos estéticos.
....
O lado doutor. Fatalidade do primeiro branco aportado e
dominando politicamente as selvas selvagens. O bacharel. Não
podemos deixar de ser doutos. Doutores. País de dores
anônimas, de doutores anônimos. O Império foi assim.
Eruditamos tudo. Esquecemos o gavião de penacho.”
 (Trecho do “Manifesto da Poesia Pau-Brasil”)
 Assim, para além do resgate do
primitivismo, são características do
Movimento do Pau-Brasil:
 Revisão crítica do passado histórico
 Abandono do academicismo
 Valorização da identidade nacional
 Originalidade
 Linguagem coloquial e humorada