Você está na página 1de 60

UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA

LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

Didática da Educação Física

PROFa. MESTRA PATRÍCIA TERRA SIQUEIRA

2019
A DISCIPLINA....
 OBJETIVO
 Analisar as tendências pedagógicas e sua aplicabilidade aos estilos de
ensino.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 Unidade I – Educação e Sociedade
- Redenção
- Reprodução
- Transformação

 Unidade II – Tendências Pedagógicas e a Educação


Física
- Liberais e Progressistas
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 Unidade III – Metodologia de Ensino da Educação
Física
- Histórico
- Métodos: Parcial, global e misto
- Elaboração de planos de aula/método
- Estilo de Ensino: Teoria e prática

 Unidade IV – Processo Ensino-Aprendizagem


- Criatividade, Motivação
- Avaliação: diagnóstica, formativa e somativa
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 Unidade V – Repensar os conteúdos da Educação
Física Escolar

- Quais os conteúdos existentes hoje?


- Que conteúdo desenvolver, considerando a
realidade dos alunos e das escolas.
- Montagens de plano de aula, a partir da
realidade.
AVALIAÇÃO
 V1- VERIFICAÇÃO I – 16 DE ABRIL
 2ª CH V1

 V2 –VERIFICAÇÃO II – 11 DE JUNHO
 2ª CH V2

 VS – 02 DE JULHO

 OBS: Para composição da nota de VT estão previstas 02


atividades produtivas, propostas pela disciplina presencial,
totalizando 7,0 pontos e atividade(s) apresentadas pelo ambiente
virtual da disciplina semipresencial, totalizando 3,0..
Conceitos

PEDAGOGIA– “Ciência que investiga a teoria e prática da


educação nos seus vínculos com a prática social global”.
(Libâneo)

• Campo de conhecimento (ciência da educação) sobre a formação do


ser humano, incluindo os processos e os meios dessa formação (campo
da teoria) .

• Pedagogia é o campo de investigação teórico metodológica que


orienta a ação educativa, propondo princípios e modos de atuação,
justificando e orientando a atividade educativa.
DIDÁTICA - “É uma disciplina que estuda os objetivos, os
conteúdos, os meios e as condições do processo de ensino
tendo em vista finalidades educacionais, que são sempre
sociais”. (Libâneo)

• É a ciência aplicada na arte ou na técnica de ensinar, dirigir e orientar o


processo de ensino-aprendizagem (campo da prática).

• Didática é tecnologia e, portanto, há uma teoria didática,


uma técnica didática e uma arte didática.
A teoria didática é parte do conhecimento
da área de Pedagogia.
 DIDÁTICA ENSINO

DIRIGIR
ORGANIZAR ORIENTAR

ESTIMULAR

TEORIA E A PRÁTICA
 Os elementos da ação didática são:

• o professor e o aluno

• a disciplina (matéria ou conteúdo)

• o contexto da aprendizagem

• as estratégias metodológicas
EDUCAÇÃO

Há diferentes conceituações para esta palavra:

1.A ação de educar decorre do ato ou efeito de um processo transformador


com pessoas Por exemplo:
- Cicrano está em processo de educação (ato).
- Fulano apresenta-se com boa educação (efeito).

2. É a denominação do campo de estudos e atividades pedagógicas.

PEDAGOGIA (campo da teoria)

EDUCAÇÃO DIDÁTICA (campo da prática)


(ato ou efeito)
EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO
 CONCEITO

“É um fenômeno social e universal, sendo uma atividade humana


necessária à existência e funcionamento de todas as sociedades. Cada
sociedade precisa cuidar da formação dos indivíduos, auxiliar no
desenvolvimento de suas capacidades físicas e espirituais, prepará-los
para participação ativa e transformadora nas várias instâncias da vida
social. Não há sociedade sem prática educativa nem prática educativa
sem sociedade. A prática educativa não é apenas exigência da vida em
sociedade, mas também o processo de prover os indivíduos dos
conhecimentos e experiências culturais que os tornam aptos a atuar no
meio social e a transformá-los em função de necessidades econômicas,
sociais e políticas da coletividade”.
Libâneo, 1993
EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO
 INFLUÊNCIAS

Através da ação educativa o meio social exerce influências


sobre os indivíduos e estes, ao assimilarem e recriarem essas
influências, tornam-se capazes de estabelecer uma relação
ativa e transformadora em relação ao meio social.

Tais influências manifestam-se através de conhecimentos,


experiências, valores, crenças, modo de agir, técnicas e
costumes acumulados por muitas gerações de indivíduos e
grupos, transmitidos, assimilados e recriados pelas novas
gerações.
EDUCAÇÃO
 TIPOS
 SENTIDO AMPLO: Processos que ocorrem no meio social
 SENTIDO RESTRITO: Ocorre em instituições específicas, escolares
ou não, com finalidades explícitas de instrução e ensino mediante
uma ação consciente e planificada.

 EDUCAÇÃO NÃO-INTENCIONAL INFORMAL


 EDUCAÇÃO INTENCIONAL FORMAL
EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM

• Modificação relativamente permanente do comportamento consecutivo à prática


(MEDNICK, 1964).

• Mudança de atitude, mais ou menos permanente, devido à prática ou à


experiência, que permite uma alteração de atuação (GUILBERT, 1981).

• O processo de ensino-aprendizagem parte de um conhecimento que é formal


(curricular) e outro que é latente, oculto e provém dos indivíduos.

• O processo de ensino-aprendizagem ocorre a todo momento e em qualquer lugar.


Assim, pode-se questionar:

– Qual o papel da escola (educação formal)?

– Qual o papel do professor (educação formal)?


EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM

SEGUNDO PLATÃO, SÓCRATES FOI UM GRANDE PROVOCADOR,


PORQUE FAZIA PERGUNTAS, OBRIGANDO SEUS INTERLOCUTORES E
DISCÍPULOS A DESCOBRIREM RESPOSTAS.
VISÕES PEDAGÓGICAS CONTEMPORÂNEAS

• As atividades didáticas são influenciadas pela leis e diretrizes do governo para


a educação nacional.

• Há também a influência dos estudiosos em Educação que conquistaram


reconhecimento internacional.

• No Brasil, vale ressaltar nomes que ganharam especial destaque: (1) Edgar
Morin (França); (2) Philippe Perrenoud (Suíça);

• Paulo Freire (1921-1997) foi o educador de maior destaque internacional entre


os outros relevantes pedagogos brasileiros.
Edgar Morin (1921)

• Edgar Morin defende a interligação dos conhecimentos, combate o


reducionismo e valoriza o complexo.

• “A simplificação não exprime a unidade e a diversidade presentes no todo“.

ex: O funcionário de uma fábrica de automóveis faz uma peça essencial para
o funcionamento do veículo, mas não chega sozinho ao produto final.

• A especialização não é condenável, mas sim a perda da visão geral.


Philippe Perrenoud (1944)

 Philippe Perrenoud é um dos novos autores mais lidos no Brasil.

 "Competência é a faculdade de mobilizar um conjunto de recursos


cognitivos (saberes, capacidades, informações etc.) para solucionar
uma série de situações“.

 "Localizar-se numa cidade desconhecida mobiliza as capacidades de


ler um mapa, pedir informações; mais os saberes de referências
geográficas e de escala."
Paulo Freire (1921-1997)
 Conhecido principalmente pelo método de alfabetização de
adultos que leva seu nome, ele desenvolveu um pensamento
pedagógico assumidamente político.

 Para Freire, o objetivo maior da educação é conscientizar o aluno.


Isso significa, em relação às parcelas desfavorecidas da sociedade,
levá-las a entender sua situação de oprimidas e agir em favor da
própria libertação.
Ensino médio:
a pior etapa da
educação do
Brasil

2011
Aumento da escolaridade do
brasileiro começa a mudar o
perfil do eleitor.
RELATÓRIO - 2005/2007

DESAFIOS ATÉ 2022


Desafios da educação no atual
contexto brasileiro
[...] 97% das crianças e
jovens entre 7 e 14 anos
estão na escola...

... mas os 3% que faltam


representam 800 MIL
CRIANÇAS!!
...menos de 5% das crianças da 4ª série estão

plenamente alfabetizadas...
...9 em cada 10 alunos da 8ª série têm
dificuldade na resolução das quatro operações
matemáticas...
...a cada dois
minutos, 01 aluno
entre 15 e 19 anos
deixa a escola...

...a cada dia uma


média de 752
param de estudar...
O Brasil investe metade do que investe o México
em seus alunos das primeiras séries do ensino
fundamental e cinco vezes menos do que a
Coréia do Sul...
EDUCAÇÃO
• Como enfrentar este desafio em que os números
revelam a situação ‘trágica’ da educação no País?

• Como contribuir para construir uma educação mais


justa, democrática, igualitária e solidária?

• Como a educação pode transformar a realidade de


cada menino e menina deste País?

• Qual o nosso papel como educadores(as)?

• O que podemos fazer para enfrentar esta situação?


TENDÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
Tendências em educação
 Tendências Filosóficas
Redenção
Reprodução
Transformação
 Tendências Pedagógicas
Liberal – Tradicional e comportamental
Progressista – Humanista, cognitivista e sócio cultural
Pressupostos Filosóficos

Qual a nossa concepão de educação?

Que sentido pode ser dado a educação como um todo


dentro da sociedade?
Educação como responsável pela direção da sociedade, na medida
em que ela é capaz de direcionar a vida social, salvando-a da direção
em que se encontra.

Educação reproduz a sociedade como ela esta.

Educação como mediadora de uma forma de entender e viver a


sociedade, mas ela pode e deve servir de meio para a efetivação de
uma concepção de sociedade
Educação como Redenção
 Importa é manter e conservar a sociedade, integrando
os indivíduos no todo social;

 Finalidade é a adaptação do indivíduo à sociedade

 É um modo ingênuo de compreender a relação entre


educação e sociedade

 Sociedade é um todo orgânico que deve ser mantido e


restaurado através da educação.

Teoria não crítica da educação


Tendência Redentora da educação
 Na tendência redentora, desenvolvida por Émile Durkheim, a
educação serve para redimir os pecados do Homem,
principalmente o pecado da ignorância a fim de que possa ser
reincorporado à realidade harmônica e perfeita do
organicismo social. Para os seguidores desta tendência, o
aluno (a =ausência, lumini = luz) é concebido com uma tábua
rasa ou uma caixa vazia e o professor um artesão ou
recipiente cheio da substância da sabedoria e do
conhecimento, de sorte que, seria através da transmissão de
conhecimentos que os discentes estariam aptos a receber o
legado da retidão, da ética e da moral social com o princípio
da necessidade de retornar à perfeição. Essa concepção
filosófica tem grande relação com os preceitos teológicos,
fator muito influente na época da propositura desta tendência.
Educação como reprodução da Sociedade
 Educação é vista como um elemento da própria
sociedade, a reproduz, e está exclusivamente ao seu
serviço;

 Educação é determinada por seus condicionantes


econômicos, sociais e políticos, portanto a serviço desta
mesma sociedade e de seus condicionantes;

 Organização da sociedade é natural e a-histórica.

Teoria crítico-reprodutivista
Tendência Reprodutora da
educação
 Na tendência reprodutivista, decorrente da
sociologia weberiana, há uma preocupação com a
diagnose dos problemas sociais analisando as
ações como fruto de atos que detinham significados
sociais específicos, reduzindo-se, entretanto à
diagnose e análise dos fatores sociais sem buscar
ou propor medidas que reduzissem ou extinguissem
os problemas. Era uma tentativa de descrever
analiticamente uma determinada situação sob a
influência do fato social desenvolvido pelo
sociólogo Max Webber.
Educação como transformação da sociedade
 Educação como mediadora de um projeto social;
 A educação nem redime nem reproduz a sociedade, mas
serve de meio ( ao lado de outros) para realizar um
projeto de sociedade, que pode ser conservador ou
transformador
 Educação como instância que atua na perspectiva de sua
democratização efetiva e concreta, atingindo não só os
aspectos políticos, mas também econômicos e sociais.

Teoria crítico social


Tendência Transformadora da
educação
 Nesta tendência pedagógica, a diagnose sem a proposição de medidas é
inútil, pois o mero exercício da dialética não se efetiva em seu objeto mais
importante que é a interferência na realidade através do que Karl Marx
chamou de práxis que é a faculdade de ação de modificar o espaço,
pondo-se na condição de sujeito agente e não sujeito objeto. Para Marx, o
indivíduo não pode estar alheio a tantas coisas influentes de sua
realidade e é somente de posse dessas informações que poderá haver a
modificação da realidade. Nestas linhas gerais, que retomam o ideal de
educação integral do ser humano desenvolvido na Antiguidade Clássica, o ser
deve ter todas as potencialidades estimuladas e suas deficiências de
aprendizado tomadas como particularidades que devem ser entendidas e
ainda com mais força exercitadas. A relação ensino-aprendizagem aqui é
tomada com o ideal de construção do conhecimento à medida da construção,
desorganização e reconstrução do ser humano, de seus ideais e desejos
mais latentes. O ser humano é considerado em seu mais alto nível de
complexidade enquanto organismo que é fruto de processos
biopsicossociais.
Tendências Pedagógicas na prática Escolar

Pedagogia se desenvolve de acordo com de uma posição


filosófica:
TENDÊNCIA LIBERAL TRADICIONAL
PEDAGOGIA DA TRANSMISSÃO

 1. Como é :
 As idéias e conhecimentos são os pontos mais importantes da educação - ênfase no
conteúdo
 O caminho é igual para todos, desde que se esforcem.
Os conhecimentos e valores sociais acumulados são repassados para os alunos como
verdade
 Não desenvolve as habilidades intelectuais do indivíduo.

 2. Métodos
 Centra-se na exposição oral do professor- transmissor
 Estilo autoritário

 3. Pressupostos Aprendizagem:
 Aprendizagem receptiva e mecânica que, frequentemente, se utiliza da coação, “ treino”
ou respostas semelhantes por parte dos alunos
 Avaliação : interrogatórios orais, provas, etc.
 TENDÊNCIA LIBERAL COMPORTAMENTAL
PEDAGOGIA DO CONDICIONAMENTO

 1. Como é :
 Os resultados comportamentais são os pontos mais importantes da educação -
ênfase no condicionamento a partir do pressuposto de que o aluno possa ser
condicionado a aprender
 centra-se na repetição da associação de estímulos, respostas e recompensas ou
reforços
 não desenvolve as habilidades intelectuais do indíviduo

 2. Para que serve esta metodologia:


 aquisição de comportamentos sem reflexão
 modelagem de conduta - engenharia do comportamento
 manutenção do “status” desejado
TENDÊNCIA PEDAGÓGICA PROGRESSISTA
METODOLOGIA PROBLEMATIZADORA

 1. O que é problematizar:
 partir da realidade concreta do sujeito
 criar o conflito cognitivo
 criar uma situação em que o sujeito possa dar o seu referencial
 identificar o que precisa ser mudado na realidade
 buscar os conhecimentos necessários para intervir na realidade

 2. Para que serve esta metodologia:


 Dar direcionalidade e orientação na construção do conhecimento.
 Preservar a capacidade de pensar do aluno (representação, relação, ação)
 Alcançar a transformação da realidade
TENDÊNCIA PROGRESSISTA HUMANISTA

 A pessoa está incluída no processo de ensino-


aprendizagem;
 O aluno é respeitado;
 Aprendizagem interiorizada que leva a mudança de
comportamento e atitudes;
 Avaliada pelo educando no sentido de estar indo ao
encontro de suas necessidades.

Obs: Na avaliação auto-iniciada o estímulo pode vir de fora, mas o


sentido da descoberta, do compreender vem de dentro.
TENDÊNCIA PROGRESSISTA COGNITIVISTA

 Preocupação em como ocorre a aprendizagem para que


o aluno possa integrar e processar as informações
elaborando o seu próprio conhecimento.
 O ensino baseia-se em ensaio e erro, na investigação,
pesquisa e solução de problemas por parte do aluno e
não por meio de fórmulas, diretamente aplicadas,
conceitos decorados e etc...
 O objetivo maior desta proposta é o desenvolvimento do
raciocínio.
TENDÊNCIA PROGRESSISTA CRÍTICO-SOCIAL

 Busca da superação da relação opressor-oprimido;


 Ensino entendido no sentido global;
 O educador e o educando são sujeitos de um processo e
buscam o crescimento numa ação conjunta.
 Integração completa : educador/educando;
processo/meio
EFEITOS DAS TEORIAS LIBERAIS E
PROGRESSISTAS NA CONDUTA
HUMANA
Alienação
 Não olha para a realidade com critério pessoal, mas com
olhos alheios;
 Não lhe permite ver o óbvio;
 Produz timidez, insegurança, medo de correr risco de
criar
 Estimula o formalismo que funciona como uma espécie
de cinto de segurança;
 Fica mais na forma do que no conteúdo, prefere ver as
coisas mais na superfície do que em seu interior;
 Não é autêntico e também não se traduz numa ação
concreta.
Educação Problematizadora
 A mudança da percepção da realidade não pode ocorrer
no nível da intelectualidade, mas na ação e reflexão;
 A mudança da realidade pode ser dar “antes”de sua
transformação. O antes torna-se parte do processo;
 Perceber a realidade implica em admirá-la em sua
totalidade, vê-la por “dentro”e desse “interior”, separá-la
em suas partes e voltar a admirá-la, ganhando assim uma
visão crítica e profunda da sua situação.
REFERÊNCIA
 LUCKESY, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo
– SP: Cortez Editora: 1990.