Você está na página 1de 17

ÁREAS DE ESTUDOS E

DISCIPLINAS TEOLÓGICAS
Teologia Fundamental
 Bases do conhecimento teológico
 Reflexão sobre o fato constituinte da realidade
cristã: Deus auto-manifestou-se e a plenitude do
seu projeto salvífico cumpriu-se em Cristo
 Explicitação do ato de crer em suas diversas

dimensões: razoabilidade e mistério, liberdade


e necessidade, conhecimento e compromisso
 Diálogo com as ciências e outras formas de

saber
Teologia Fundamental
 Compreensão dos elementos que forjam a
mentalidade contemporânea e as grandes
questões que se colocam à fé
 Estabelecimento de uma ponte de diálogo,
mostrando o que é especificamente cristão
 Valorização da experiência existencial e
religiosa, mostrando os pontos de inserção da

Teologia Bíblica
 Constituição dogmática Dei Verbum do Concílio
Vaticano II: estudo das escritura seja a alma da
teologia (DV 24)
 Base da evangelização, sendo que na área de
teologia pastoral, há um avanço com a elaboração
de textos introdução aos livros da escritura
 Dividido em três grandes blocos: Introdução Geral,
Livros do Antigo Testamento, Livros do Novo
Testamento
Teologia Bíblica
 Introdução Geral
 Compreensão da história do povo de Deus no
Antigo Testamento, processo de passagem das
tradições orais para a escrita e os distintos
gêneros literários
 Reflexão de temas gerais, como a interrelação
entre fato-interpretação nos textos e a
familiaridade com termos técnicos da ciência
bíblica
Teologia Bíblica
 Antigo Testamento
 Divisão entre diversas disciplinas
 Distinção: Pentateuco, Livros Históricos, Profetas,
Salmos e Sapienciais
 Acesso a introdução aos principais livros
 Novo Testamento
 Estudo dos Evangelhos, dos escritos paulinos, dos
Atos dos Apóstolos, das cartas católicas e do
Apocalipse
Teologia Bíblica

 Conhecimento das línguas bíblicas (grego e


hebraico, eventualmente o latim)
 Uso da exegese (disciplina pré-teológica):
utilização de instrumental científico para
captar o significado da letra da Escritura
 Diferentes perspectivas orientam a teologia
bíblica a partir do método exegético
adotado
Teologia Moral
 Considerada parte prática da teologia em
relação ao corpo teórico (atenuação de esta
distinção)
 Reflexão sobre a resposta concreta que o cristão
dá a Deus nos diversos âmbitos de sua existência:
pessoal, interpessoal, comunitária, social e política
 Saber crítico e específico sobre o compromisso
ético dos cristãos, vivido e interpretado à luz da

Teologia Moral (divisão em dois
blocos)
 Teologia Moral Fundamental
 Reflexão global sobre as bases e os critérios do
agir cristão
 Considera a intelecção da realidade humana como
processual e condicionada, marcada pela finitude,
pela graça e pelo pecado
 Reflexão ética específica
 Moral da pessoa (sexualidade), moral social e
política e novas questões morais (bioética e ética
ecológica)
Teologia Sistemática ou Dogmática
 Elaboração teórica feita pela Igreja durante
dois mil anos
 Matéria-prima: dado revelado, aprofundado,

reinterpretado e enriquecido pela tradição


viva e regulada pelo magistério
 Disciplinas centrais: cristologia, eclesiologia,
sacramentos, Trindade, antropologia teológica,
escatologia e mariologia
Teologia Sistemática ou Dogmática
 Área de diferenciação da teologia católica em
relação a outras teologias
 Alteração com o Concílio Vaticano II: abandono do
esquema dedutivo e substituição pelo procedimento
proposto no Decreto Optatam totius, n.16
 Estudo dos temas deve partir da Escritura,
percorrer a reflexão realizada pela patrística e
pela história do dogma e realizar uma reflexão
especulativa
Direito Canônico
 Igreja: institucionalização à serviço da
evangelização
 Elaboração de uma série de leis e de
regulamentações de diferente teor. Conjunto
nuclear de normas e prescrições jurídicas
encontram-se no Código de Direito Canônico
(CDC)
 Dupla finalidade do estudo: compreender-lhe o
valor e conhecer-lhe o conteúdo, em vista da sua
aplicação prática
Direito Canônico
 Matéria-prima: leis eclesiásticas contidas no CDR
 Instrumental pré-teológico: conhecimento da
linguagem e da lógica do sistema jurídico
 Dois blocos:
 Direito canônico fundamental: história do
documento, justicação da sua existência e da sua
finalidade, compreensão da sua linguagem e sua
lógica
 Temas específicos: direito canônico sacramental,
matrimonial, da vida religiosa, dentre outros
História da Igreja
 Fornecimento de um eixo, de uma visão
panorâmica das grandes fases da história
universal, inclusive as distintas formas de
comunidade eclesial
 Compreensão da relação Igreja – mundo,
mediante informações provenientes da história,
como um estudo sistemático
 Forma como os eventos e as ideias do passado
repercutem na Igreja de hoje
Liturgia e Espiritualidade
 Espiritualidade, liturgia e pastoral são
disciplinas teológicas e dimensões da vida
cristã
 Espiritualidade: criada em 1917, pelos
dominicanos em Roma. Reflexão sobre o
processo da fé, descrevendo-lhe a estrutura e
as leis de seu desenvolvimento; sobre a
ressonância do relacionamento com Deus na
consciência, liberdade e sentimento da pessoa
Liturgia e Espiritualidade

 Liturgia: jesuíta português E. Azevedo em


1748
 Oferecimento de matéria-prima mais
palpável, embora ampla: a prática litúrgica
da Igreja
 Teologia litúrgica: encerra elementos
espirituais, místicos, históricos, práticos e
disciplinares
Outras disciplinas
 Falta de algumas disciplinas que são
importantes para o entendimento da fé e
para a vida atual da Igreja:
 Patrologia (estudo da vida e da obra dos
padres na igreja), teologia pastoral, teologia
das religiões, ecumenismo, homilética (sermão
ou discurso religioso), religiosidade popular,
prática paroquial, aconselhamento pastoral e
missiologia