Você está na página 1de 21

Bioenergética

Isadora Damaceno, Rayane Lopez,


Jhennifer Alquiman, Marco Aurélio,
Stefanny Dias, Natália Chinaia
Analise Bioenergética
• Teoria desenvolvida por Alexander Lowen
com associação de John Pierrakos
• Técnica terapêutica
• Trabalho no aqui e agora
• Objetivo: mobilizar os conteúdos emergentes
para que o paciente possa se sentir mais seguro
para dar continuidade à sua vida.
Desenvolvimento da Teoria
•Psicanálise freudiana
•Teoria das pulsões Freud desenvolve em 1910 a
primeira teoria pulsional (pulsão do ego X
pulsão sexual)
•Complexo de édipo
•Movimento de volta às origens 1987
•Teoria do conflito como a verdadeira base
teórica da análise bioenergética
Wilhelm Reich
• Foi um médico e psicanalista austríaco
• Estudou com Sigmund Freud porém rompeu
com esse para desenvolver suas próprias
ideias
• Considerado “pai” da psicoterapia corporal
• Livros: “A função do orgasmo”, “A Biopatia do
Câncer”
Wilhelm Reich
• Para Reich a natureza essencial das energias é
sexual
• A terapia reichiana propõe respiração,
massagem, alongamento e outros
• Inclui em sua terapia corporal técnicas de
hipnose e psicoterapia, principalmente a
psicanálise
Há dois conceitos importantes de
Reich para a Bioenergética:
Couraça muscular Potência orgástica
• as repressões geradas na • capacidade de entrega e
infância ou as experiências satisfação de uma pessoa
emocionais não expressas dentro da sua sexualidade
podem dar origem as • Descarga de energia
“couraças do caráter” ou durante o orgasmo
tensões musculares que • Relaciona a neurose com a
causam bloqueios físicos e vida sexual
emocionais no paciente
• Terapia visa o
descouraçamento
ALEXANDER LOWEN
I. Formou-se em direito em 1934 (continuou
nos estudos pois não havia emprego, titulo
de doutor em jurisprudência)
II. Orientador de atletismo em um
acampamento de verão
III. Em 1940 assistiu uma palestra de Wilhelm
Reich
IV. Empurrão de Reich
Tendências que constituem o
Panorama atual da Analise
Bioenergética:
– Avaliação critica dos conceitos teóricos e da parte
clinica;
– Pesquisas quem comprovem a eficácia das
intervenções psicoterápicas;
– Construção de estrutura, dissolução de
resistências caracterológicas e resolução de
conflitos;
– Busca por abordagens adequadas para tratamento
de pacientes borderline.
– Multidisciplinaridade e “deselitização” da terapia;
A teoria do conflito e a teoria da falta
• A dissolução de resistências
• A construção de estrutura
• Resolução de conflitos
A Análise Bioenergética no Brasil
• Não há uma sistematização e nem uma força
teórica da análise bioenergética no Brasil;
• A Dra. Myrian de Campo, interessada nas técnicas
de Alexander Lowen, consegue uma consulta com
ele nos Estados Unidos e, em 1981, cria a
Sociedade Brasileira de Análise Bioenergética
(SOBAB) em São Paulo. Tem início, então, o curso
de especialização em Análise Bioenergética;
• Em 1989, com a vinda de Alexander Lowen ao
Brasil, foi fundado o Instituto de Análise
Bioenergética do Nordeste;
A Análise Bioenergética no Brasil
• Em 1996, foi fundada a Federação latino
Americana de Análise Bioenergética (FLAAB);
• Todas essas associações e fundações auxiliam na
criação de uma cultura da análise bioenergética
no país, mas ainda há alguns desafios:
• Popularização das técnicas;
• Maior abordagem da análise bioenergética nas
universidades de Psicologia no Brasil;
• Formação de mais profissionais especialistas nas
técnicas.
Análise Reichiana e Análise
Bioenergética breve e focal
aplicadas à prática clínica
Proposta da técnica por alguns fatores
observados:
→falta de tempo do paciente/cliente;
→dificuldade financeira do paciente/cliente;
→resistência ao tratamento;
É uma técnica de caráter emergencial e pode ser
usada em:
• Consultórios;
• Ambulatórios;
• Hospitais.
Exigências de conhecimentos por parte do
terapeuta:
• Conhecer e dominar a psicoterapia clássica;
• Saber observar e identificar os traços de
caráter;
• Localizar as couraças;
• Ter boa percepção de seu cliente/paciente.
→ Segundo a teoria da Análise Reichiana e da
Análise Bioenergética todos os acontecimentos
vividos ao longo da vida do indivíduo são
registrados na mente em forma de lembranças e
no corpo em forma de sensações.
→Tais sensações são gravadas na memória
celular onde se formam as couraças que
aprisionam a energia e por consequência
desencadeiam os traumas
• O objetivo principal da Análise Reichiana e
Análise Bioenergética breve e focal é:

→ mobilizar os conteúdos emergentes no


paciente, e, portanto, é uma técnica focada no
aqui e no agora
Sobre a técnica:
• Busca levar o paciente/cliente: a perceber,
identificar e entender seus conflitos;
• É uma viagem conjunta terapeuta/paciente;
• Duração do tratamento depende da queixa
apresentada
É uma técnica mais apropriada para aqueles
pacientes que tem resistência ao tratamento por
causa de sua extensão
Papéis do terapeuta na Análise
Reichiana e Análise Bioenergética
breve e focal
• Útero;
• Mãe;
• Pai;
• Amigo.
Aspectos importantes na aplicação
prática
• Ouvir e explorar a queixa;
• Anamnese;
• Leitura energética;
• Leitura corporal;
• Massagem;
• Contrato terapêutico;
• Projeto terapêutico.

Você também pode gostar