Você está na página 1de 29

Nominais:

Clube, Marca, Sexo


Dão apenas um
Religião, cor…
Qualitativa/categórica: nome
Estabelece apenas
categorias, não podem
ser medidas Ordinal:
Nome pode ser Classe media, alta
ordenado Grau de instrução

Variável:
Algo que Discreta: Rácio
varia Assumem apenas
nº inteiros, não há Nº de filhos
meios ou Nº de TV
dízimas… tipo Nº de faltas
1,75
Quantitivas:
Podem ser medidas
Contínuas: Intervalar
Pode assumir qualquer Altura, peso, tempo
valor Pressão, velocidade
Tipo 1,75
Nominais:
são as mais comuns, servem para caracterizar/identificar/rotular/marcar os respondentes
(socio-demograficas para traçar o perfil: sexo, marca, estado civil, profissão, religião…).
Por exemplo: qual a carne voçê consome: vaca, porco, galinha, cabrito, coelho…. Etc.
Analisa-se estatística desvcritiva: a moda e percentagens. Estatística Inferencial: Qui-quadrado e
teste binominal.

Ordinais:
servem para hierarquizar as respostas. Verificar se um atributo é mais ou menos importante que
outros. As pessoas colocam em ordem as respostas (1º, 2º, 3º)
Por exemplo: Qual as carnes da sua preferência? 1º porco, 2º galinha, 3º vaca, 4º cabrito…
Ex. De fenómenos analisados: preferências, atitudes, classes sociais.
Analisa-se estatística descritiva: percentís, quartís, medianas. Estatística inferencial: correlação
por ordenação de postos e rank-order.

Intervalares: utilizadas para avaliar/medir itens


Permitem categorizar os obejectos com distância específicas regulares entre uma avaliação e
outra, ter o mesmo intervalo. Permitem a comparação de intervalos. A partir do intervalo
verificar a grandeza do fenómeno. A tendência é usar um contínuo de números para verificar a
sua grandeza. O exemplo é grau centígrado, onde zero não significa ausência de temperatura.
Assim temos: Escala de classificação contínua. Por ex: 0-20-40-60-80-100 (0-pior; 100-melhor)
Escala de Likert 1-2-3-4-5 (1-concordo muito; 3 Nem disc./nem conc. 5-discordo muito)
Ex. de fenómenos analisar: atitudes, opiniões, números, indices.
Escala de diferencial semântico: escala de 7 pontos extremos associados a rótulos que são
antagónicos/antónimo ou bipolares (é a mais utilizada) 1-não confiável a 7-conviavel;
1-antagónico; 7-moderno. Carne: 1-barato, 7-caro; (1-dificil de coser;7-fácil de coser)
Análise estatística descritiva: todas as medidas estatísticas das escalas nominais e ordinais,
e ainda, média aritmética, desvio de padrão.
Inferecial: correlações momento-produto, test T, Anova, regressão, análise factorial.

Escala de Rácios ou razão:


Permite comparar os intervalos porque tem um zero absoluto. Enquanto as outras
começam de 1 a 5, ou 1 a 7… esta admite um zero que é absoluto, ou seja, o zero equivale
mesmo NADA!

Por ex. pode-se perguntar as pessoas o quanto estão dispostas a pagar mais por um
produto sem convervantes ou corantes, mas as pessoas podem chegar a um ponto que
dizem não estar dispostas a pagar mais nada pelo produto, ou seja, zero Kzs!
Nesse caso, de 1000 Kzs quantos está disposto a gastar com carne?
Quantos kilos de carne comprou no mês passado?
R: 2,5 de porco; 2 de galinha; 1 de vaca; 0 de coelho…
Ex. de fenómenos: rendimento, quotas de mercados, vendas, custos

Pode-se análise estatística descritiva: todas as estatísticas das escalas anteriores e ainda, a
média geométrica, média harmônica.
Inferencial: coeficiente de variação.
Ex:
Nominais e
Intervalares
Ex:
Ordinais
Rácio