Você está na página 1de 35

Instituto Francisco de Assis – IFA Técnico

Letícia Lacerda de Oliveira


Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PtlI0icorQE
Constituído por

- Coração;
- Sangue;
- Vasos sanguíneos.
- Sangue venoso: Coloração vermelho-
escuro. Proveniente dos órgãos, é rico em
dióxido de Carbono (CO2);

- Sangue arterial: Coloração vermelho-vivo.


Proveniente dos pulmões, é rico em oxigênio
(O2).
• Corresponde a 7% a 8% do peso corporal de cada pessoa.
Por exemplo, se alguém pesa 75 quilos, ela terá entre cinco
a seis litros de sangue;
• Tecido conjuntivo composto por:
- Parte líquida: 55% - denominada plasma;
- Parte sólida: 45% - composta por células variadas e
fragmentos de células;
• Fundamental para o transporte de substâncias diversas e
nutrição celular.
• O plasma sanguíneo é um líquido amarelo claro composto
por água (91,5%) e solutos (8,5%) que são em sua maioria,
proteínas;
• As proteínas do plasma são sintetizadas (‘geradas’)
principalmente no fígado, e incluem as imunoglobulinas /
anticorpos, albuminas, fibrinogênio, entre outros;
• Também são encontrados no plasma outros solutos, como os
eletrólitos, nutrientes, enzimas, hormônios, ureia, creatinina,
ácido úrico, amônia, e bilirrubina.
• Tais suprimentos são obtidos por duas vias:
pelo líquido intersticial e pelo próprio sangue.

TECIDOS
• Células que compõe o sangue são:

- Eritrócitos (ou hemácias ou glóbulos


vermelhos);
- Leucócitos (ou glóbulos brancos);
- Plaquetas (ou trombócitos);
Eritrócitos ou
hemácias

Plaquetas

Leucócitos ou
células brancas
• Glóbulos vermelhos (eritrócitos ou hemácias): células
sanguíneas que carregam hemoglobina;
• A hemoglobina é uma proteína existente no interior das
hemácias cuja principal função é o transporte de oxigênio;
• O nome “hemoglobina” é dado devido à sua estrutura
química, formada por uma proteína de estrutura globular
(globina) associada a um grupo heme;
• Esse grupo se trata de uma estrutura anelar chamada
porfirina, formada por quatro unidades combinadas com um
íon de ferro (Fe2+).
• As hemoglobinas são responsáveis pelo
transporte do oxigênio dos pulmões para os
tecidos e pela retirada do gás carbônico para
ser eliminado pelos pulmões;
• A anemia pode ser causada pela carência de
ferro (anemia ferropriva);
• Pode ainda estar relacionada à baixa
quantidade destas células ou à má formação
destas células (anemia falciforme).
Hemácia na Anemia Falciforme Hemácia normal
• Glóbulos brancos (ou leucócitos): responsáveis pela defesa
do nosso organismo contra agentes infecciosos (vírus,
bactérias, parasitas, etc) e outras substâncias estranhas.
• Para defender o corpo adequadamente, uma quantidade
suficiente de leucócitos deve ir aonde é necessário, matar e
digerir os organismos e as substâncias prejudiciais.
• Também estão associadas às doenças autoimunes e à
rejeição de órgãos transplantados;
• TMO (Transplante de medula óssea) ou TCTH (Transplante
de células tronco hematopoiéticas) – transplante de medula
óssea de um doador saudável para um doador doente por
via endovenosa para promover a hematopoiese (formação
de novas células) normal.
• Como todas as células sanguíneas, os leucócitos são
produzidos na medula óssea. Originam-se de células células-
tronco.
• As células-tronco se diferenciam e amadurecem em um dos
cinco tipos principais de leucócitos: neutrófilos, eosinófilos,
basófilos, monócitos e linfócitos;
• A contagem dos leucócitos normalmente varia de 4.000 a
10.000 células por microlitro;
• HIV – destruição de um tipo de linfócito (o linfócito TCD4).
• A leucopenia, diminuição da quantidade de leucócitos, pode
ocorrer devido ao uso de determinados medicamentos,
administração de quimioterápicos, como resultado de
infecções, deficiência de produção ou destruição por
anticorpos;
• A leucocitose, um aumento da quantidade de leucócitos,
pode ser uma resposta a infecções, traumatismos, estresse
ou do uso alguns medicamentos.
• Plaquetas ou trombócitos são fragmentos de
megacarioblastos que se dividem em 2 a 3 mil pedaços;
• Cada microlitro de sangue geralmente contem entre 150.000
a 400.000 plaquetas;
• Anucleadas;
• Função: ajudar na homeostasia (equilíbrio), bloqueando
sangramentos em vasos rompidos, através da formação de
um tampão plaquetário com o auxílio da fibrina;
• Outras formas de interromper um sangramento:
vasoconstrição e coagulação do sangue.
• As células do corpo precisam de suprimentos para
manter-se vivas;
• Entre estes suprimentos podemos citar: oxigênio,
proteínas, água, solutos como eletrólitos,
nutrientes diversos, gases, substâncias regulatórias,
vitaminas;
• O sangue ainda transporta elementos que não são
mais utilizados, como o dióxido de carbono (CO2), a
uréia, toxinas, entre outros.
• Os elementos retirados pelo sangue são eliminados
por do corpo por órgãos como pulmões, rins e
pele, por exemplo;
• O sangue ainda tem como função: manter o pH do
organismo (efeito tampão), ajudar a regular a
temperatura do corpo e proteger o organismo
contra infecções.
- O transporte do sangue ocorre por meio de um
extenso sistema de canais tubulares
denominados vasos sanguíneos;
- O sangue é transportado em virtude do
bombeamento efetuado pelo coração;
- Os vasos sanguíneos podem se ramificar em
vasos de menor diâmetro (menor calibre).
- Estes vasos menores podem se unir e dar origem
a novos vasos de maior diâmetro (maior calibre);
- Anote um novo termo: Vasos calibrosos!
- Dividem-se em veias (transporta o sangue
venoso*), artérias (transporta sangue arterial*) e
capilares (vênulas e arteríolas) - Exceto na
circulação Pulmonar!!!
Artéria
pulmonar direita

Veias
pulmonares
superior e
inferior direita
• As artérias pulsam conforme o sangue é bombeado
pelo coração;
• Quando lesadas (por perfuração, por exemplo), a
hemorragia se dá em jatos intermitentes;
• As veias não pulsam. Na hemorragia, o jato de
sangue é contínuo;
• Geralmente uma artéria é acompanhada de uma
veia.
• A circulação sanguínea pode ser avaliada pelo
profissional da saúde por meio da aferição do pulso
(frequência cardíaca) e da pressão arterial (P.A.);
• O pulso em um adulto hígido (saudável) é de
aproximadamente 80 b.p.m. (batimentos por
minuto). A P.A. é de aproximadamente 120 mmHg
(sistólica) e 80 mmHg (diastólica);
• P.A. 120x80 mmHg
• Aneurisma: formação de uma espécie de ‘balão’
na parede de uma veia ou artéria, formando uma
saliência para fora, que pode aumentar e tornar a
parede do vaso muito fina ao ponto de romper;
• Esse rompimento causa hemorragia intensa que
pode levar ao choque hipovolêmico (perda intensa
de sangue), acidente vascular cerebral e morte.
RX Tórax AP sem alterações aórticas
RX Tórax AP evidenciando aneurisma de aorta
• BRAUNWALD, E. et al. Harrison Medicina Interna. 18ªed. Vol. 1. São Paulo: Mcgraw-Hill Interamericana, 2015.
• Enfermagem Esquematizada. O que é Sístole e Diástole. Disponível em:
http://www.enfermagemesquematizada.com.br/sistole/. Acesso em: 12 abr. 2018.
• Netter, F.H. Netter Atlas de Anatomia Humana. 6ªed. Rio de Janeiro Elsevier, 2015.
• Research Gate. Insuficiência Cardíaca. Disponível em: https://www.researchgate.net/figure/Figura-1_fig17_295812300.
Acesso em: 23 de abr. 2018.
• TORTORA, G.J. Princípios de anatomia e fisiologia. 14ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.
• YouTube. Sistema Cardiovascular / Sistema Respiratório. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PtlI0icorQE.
Acesso em: 05 nov. 2018.