Você está na página 1de 24

WHB USINAGEM

WHB II (FUNDIÇÃO)

WHB V (VIRABREQUIM)

WHB IV
(FORJARIA)

WHB I (USINAGEM)

WHB III (USINAGEM)


HISTÓRIA

• A WHB Componentes Automotivos foi


fundada em 1993 após identificar expressivo
potencial para o segmento de autopeças para
veículos leves e utilitários. A empresa é
especialista na usinagem de componentes de
alta precisão, preferencialmente no segmento
automotivo.
USINAGEM

• ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES


CONTÁBEIS
Analise H. V. Balanço Patrimonial
2.006 AV % 2.007 AH % AV % 2.008 AH % AV %

ATIVO 328.904 100,00% 323.695 -1,58% 100,00% 365.761 11,21% 100,00%

Circulante 90.407 27,49% 104.345 15,42% 32,24% 93.660 3,60% 25,61%

Financeiro 8.812 2,68% 2.814 -68,07% 0,87% 2.520 -71,40% 0,69%

Operacional 80.650 24,52% 100.479 24,59% 31,04% 90.317 11,99% 24,69%

Estoques 8.430 2,56% 10.041 19,11% 3,10% 21.780 158,36% 5,95%

Permanente 139.088 42,29% 141.638 1,83% 43,76% 191.687 37,82% 52,41%

Investimentos 5.772 1,75% 5.772 0,00% 1,78% 5.588 -3,19% 1,53%

Imobilizado 127.410 38,74% 121.462 -4,67% 37,52% 181.351 42,34% 49,58%

PASSIVO 328.904 100,00% 323.695 -1,58% 100,00% 365.761 11,21% 100,00%

Circulante 65.021 19,77% 76.670 17,92% 23,69% 108.337 66,62% 29,62%

Financeiro 31.872 9,69% 39.755 24,73% 12,28% 66.706 109,29% 18,24%

Operacional 33.149 10,08% 36.915 11,36% 11,40% 41.631 25,59% 11,38%

Não Circulante 147.216 44,76% 134.326 -8,76% 41,50% 149.458 1,52% 40,86%

Patrimonio Liquido 116.667 35,47% 112.699 -3,40% 34,82% 107.966 -7,46% 29,52%

Capital Realizado 59.076 17,96% 59.076 0,00% 18,25% 59.076 0,00% 16,15%

Reservas de reavaliação 19.770 6,01% 17.465 -11,66% 5,40% 16.407 -17,01% 4,49%

Resevas de lucro 3.011 0,92% 3.910 29,86% 1,21% 32.483 978,81% 8,88%
Lucros (Prejuizos
Acumulados) 34.810 10,58% 32.248 -7,36% 9,96% - -100,00% 0,00%
Balanço Patrimonial 2006 Balanço Patrimonial 2007

Balanço Patrimonial 2008


DRE
Demonstrativo do Resultado do Exercicio
Receita 2.006 AV % 2.007 AH % AV % 2.008 AH % AV %
Receita operacional Bruta 224.653 122,18% 179.774 -19,98% 125,79% 253.694 12,93% 117,52%
Deduções da receita bruta - 40.777 -22,18%- 36.862 -9,60% -25,79% - 37.812 -7,27% -17,52%
Cancelamento de vendas - 8.386 -4,56%- 7.117 -15,13% -4,98% - 4.187 -50,07% -1,94%
Tributos incidentes sobre vendas - 32.391 -17,62%- 29.745 -8,17% -20,81% - 33.625 3,81% -15,58%
Receita operacional Liquida 183.876 100,00% 142.912 -22,28% 100,00% 215.882 17,41% 100,00%
CPV - 120.160 -65,35% -111.576 -17,16% -69,65% -156.414 -100,00% 0,00%
Gastos gerais de fabricação - 100.562 -54,69% 99.545 -100,00% 0,00% -141.687 -100,00% 0,00%
Depreciação e Amortização - 19.598 -10,66%- 12.031 -38,61% -8,42% - 14.727 -24,85% -6,82%
Lucro Operacional Bruto 63.716 34,65% 31.336 -50,82% 21,93% 59.468 -6,67% 27,55%
Receitas (Despesas Operacionais) - 21.064 -11,46%- 19.916 -5,45% -13,94% - 21.023 -0,19% -9,74%
Administrativas e Comerciais - 20.751 -11,29%- 19.681 -5,16% -13,77%- 20.614 -0,66% -9,55%
Depreciação e Amortização - 313 -0,17%- 384 22,68% -0,27%- 485 54,95% -0,22%
Receitas operacionais - 0,00% 149 0,00% 0,10% 76 0,00% 0,04%
Resultado oper. antes dos encargos
financeiros 42.652 23,20% 11.420 -73,23% 7,99% 38.445 -9,86% 17,81%
Despesas financeiras Liquidas - 10.071 -5,48%- 7.610 -24,44% -5,32%- 23.674 135,07% -10,97%
Resultado oper. após os encargos
financeiros 32.581 17,72% 19.030 -41,59% 13,32% 14.771 -54,66% 6,84%
Resultado não operacional - 97 -0,05% - -100,00% 0,00% - -100,00% 0,00%
Resultado antes dos efeitos
tributario 32.484 17,67% 17.975 -44,67% 12,58% 14.771 -54,53% 6,84%
IRPJ E CSLL 90 0,05% - -100,00% 0,00% - -100,00% 0,00%
Lucro liquido (Prejuizo) do Exercicio 32.574 17,72% 17.975 -44,82% 12,58% 14.771 -54,65% 6,84%
Lucro ou Prejuízo por mil ações 0,5500 0,00% 0,3043 -44,67% 0,00% 0,2500 -54,55% 0,00%
DRE 2006

Lucro liquido (Prejuizo)


do Exercicio; 32.394 Demostração do Resulado do Exercicio 2006

Despesas financeiras ;
10.258

Receitas (Despesas
Operacionais); 21.064 Receita operacional
Bruta; 224.653

Custos; 120.160

Deduções da receita
bruta; 40.777
DRE 2007

Lucro liquido (Prejuizo)


Demostração do Resulado do Exercicio 2007
do Exercicio; 17.975
Despesas financeiras ; -
6.555
Receita operacional
Bruta; 179.774
Receitas (Despesas
Operacionais); 19.916

Custos; 111.576

Deduções da receita
bruta; 36.862
DRE 2008

Lucro liquido
Despesas financeiras Demostração do Resulado do Exercicio 2008 (Prejuizo) do
23.674 Exercicio
5% 14.771
Receitas (Despesas 3%
Operacionais)
21.023
4%

Receita operacional Bruta


253.694
50%

Custos
156.414
31%

Deduções da
receita bruta
37.812
7%
Estrutura de Capital

300
238,77
250
187,22
181,92
200 177,54

125,68
150 119,22

100 74,46
52,71 57,34
50
30,64 36,34 42,02
-

Participação de Capitais de Terceiros (Endividamento)


Composição do Endividamento
Imobilização do Patrimonio Liquido
Imobilização dos recursos
Estrutura de Capital

• A situação estrutural da empresa é considera


boa, apesar da aa empresa trabalhar bastante
em longo prazo e necessitar muito de capital
de terceiros.
• Verificamos tambem que a empresa se
endivida cada vez mais, isso ocorre pelo fato
de seu cresciemento, o que vem acontecendo
muito rapido.
Análise Financeira

1,39 1,36
1.50

1.20
0,86
0,89 0,86
0.90 0,68

0.60

0,15
0.30 0,03
0,05

Liquidez Geral Liquidez Corrente Liquidez Seca


Análise Financeira

• Apesar dos indices de Liquidez Geral e


Liquidez Corrente não estarem bem, no ano
de 2006 e 2007 a empresa consegue quitar
suas dividas sem dificuldades, o que não
ocorrem em 2008, quando a empresa passa a
ter 0,86 centavos para cada 1 real de divida. (Isso
ocorreu devido a crise dos setores automotivos)
Rentabilidade ou Resultado

30
27,92

25

20
17,72
15,67
13,39
15
12,58

10
9,90
6,84

5
5,55
0,56 0,44 0,59 4,04

Giro do Ativo Margem liquida Rentabilidade do Ativo Rentabilidade do PL


Rentabilidade ou Resultado

• Com relação de situação econômica da


empresa, consideramos também é boa, pois a
empresa possui uma ótima margem líquida e
retorno sobre o ativo e retornos sobre o
patrimônio líquido estão bons, apenas deverá
cuidar dos índices de rentabilidade e
produtividade que estão caindo.
USINAGEM

• INFLAÇÃO
Inflação

• Inflação é um processo pelo qual ocorre


aumento generalizado nos preços dos bens e
serviços, provocando perda do poder
aquisitivo da moeda. Isso faz com que o
dinheiro valha cada vez menos, sendo
necessária uma quantidade cada vez maior
dele para adquirir os mesmos produtos. (Economia e
Finanças – Elmo Nelio Moreira)
Exemplo de Inflação
• Utilizaremos a DRE atualizado pelo IGP-M
Demonstrativo do Resultado do Exercício
2006 2007 2008
Valor Corrigido Valor Corrigido Valor Corrigido
Original 3,85% Original 7,75% Original 9,81%
Receita operacional Bruta 224.653 233.296 179.774 193.700 253.694 278.570
Deduções da receita bruta - 40.777 - 42.346 - 36.862 - 39.717 - 37.812 - 41.520
Receita operacional Liquida 183.876 190.951 142.912 153.982 215.882 237.050
CPV - 120.160 - 124.783 - 99.545 -107.256 -141.687 -155.580
Lucro Operacional Bruto 63.716 66.168 31.336 33.763 59.468 65.299
Receitas (Despesas Operacionais) - 21.064 - 21.874 - 19.916 - 21.459 - 21.023 - 23.084
Resultado oper. antes dos encargos financeiros 42.652 44.293 11.420 12.305 38.445 42.215
Despesas financeiras Liquidas - 10.071 - 10.458 7.610 8.199 - 23.674 - 25.995
Resultado oper. após os encargos financeiros 32.581 33.835 19.030 20.504 14.771 16.219
Resultado não operacional - 97 - 101 - - - -
Imposto de Renda e Contribuição Social - - 1.055 - 1.137 - -
Resultado antes dos efeitos tributario 32.484 33.734 17.975 19.367 14.771 16.219
IRPJ E CSLL 90 93 - - - -
Lucro liquido (Prejuizo) do Exercicio 32.574 33.827 17.975 19.367 14.771 16.219
Falta de correção distorce demonstrações
contábeis

• O não controle da Inlação causa diversas


distorções nas demonstrações contábeis, gerando
dados incompreensíveis ao usuário da
informação contábil, principalmente quando se
comparam empresas do mesmo setor sediadas
no país e no exterior. Isto porque, apesar da
inflação existir em quase todo o mundo, e no
Brasil ter diminuído substancialmente a partir de
2004, ela ainda é mais elevada aqui do que em
outros países.
Efeitos na inflação na empresa

• Em verdade, a falta de correção monetária ou


de alguma outra forma de atualização do ativo
imobilizado distorce as demonstrações
contábeis ao subavaliar o ativo imobilizado e,
por consequencia, o patrimônio líquido e a
despesa de depreciação, gerando dessa forma
descapitalização indevida, por meio da
distribuição de dividendos.
Comprar x Fabricar
• Quadro comparativo para fabricação de 27.331 peças (Saldo de Inventario 31/12/2008) do Cabeçote 1.6
Total Flex, um dos itens de grande demanda na empresa. Onde as peças são fundidas na
WHB fundição e usinadas nas WHB Usinagem.

Itens Fabricar Comprar


Material - 3.006.410,00
Matéria Prima 1.894.038,30 -
Energia 25.000,00 -
Mão de Obra Indireta 265.000,00 5.000,00
Mão de Obra Direta 198.000,00 -
Frete - 40.996,50
Outros Custo 743.000,00 150.000,00
Custo Total 3.125.038,30 3.202.406,50
Custo unitario 114,34 117,17
Diferença Total 77.368,20
Diferença Unitaria 2,83
A empresa esta fazendo certo em fabricar ao
Invés de Comprar?

Fabricar Comprar

Pontos Positivos Pontos Positivos

Garantia Redução de Custo


Qualidade A não necessidade de espaço físico
Tecnologia Garantia
Prazo Diversidade de Fornecedor
Conhecimento total do produto Facilidades nas negociações e prazo
Espaço no mercado Menor depreciação das maquinas

Menor custo de Transporte A não necessidade de investir em maquinas


Capita Intelectual
Controle do Meio Ambiente

Pontos Negativos Pontos Negativos

Necessidade de espaço físico Pagamento de frete


Gasto com Mão de Obra Vulnerável a Tecnologia
Investimentos em maquinas Falta do controle ambiental
Depreciação das maquinas Mão de obra não qualificada
Rejeição do Mercado O não conhecimento do produto
Concorrência
Possíveis acidentes de trabalho
Possíveis ações trabalhistas
Resposta

• A empresa esta realmente esta crescendo muito,


então sua escolha de fabricar os produtos, e
depois usina-los esta certa, pois mesmo levando
em conta todos os seus custos e a utilização de
seu espaço físico, ainda sai mais barato que a
compra, isso também levando em conta que
fabricando, teremos total controle da Mão de
obra qualificada, total controle de qualidade,
tecnologia inovadora, gerando assim um
crescimento cada vez maior no mercado, e mais
lucros.
MISSÃO

• Ser uma empresa de excelência mundial em


fundição e usinagem que busca superar as
expectativas dos seus clientes através do
emprego de tecnologia inovadora e
melhoria contínua da qualidade. A
responsabilidade sócio-ambiental e a
valorização dos nossos talentos humanos
são valores agregados na geração do
crescimento auto-sustentado.