Você está na página 1de 60

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Departamento de Ciências da Saúde


Curso de Farmácia
Bioquímica Clínica I

Profª. Dra. Manuela Sangoi Cardoso

Santiago, agosto de 2018


Aspectos históricos BIOQUÍMICA CLÍNICA I

1550 a.C – Egito: Papiro de Ebers (descoberto em 1868):


descrição de uma doença estranha, cujo principal sintoma era a
vontade permanente de urinar;

1500 a. C – Índia: Escritos hindus antigos descreviam pessoas


com uma doença mortal que causava sede intensa, uma
quantidade excessiva de urina e emagrecimento acentuado.
Relatos de uma enorme atração das formigas pela urina das
pessoas que desenvolviam essa misteriosa doença.
Aspectos históricos BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Um dos primeiros “equipamentos” de laboratório....


Aspectos históricos BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Testes de gravidez – década de 50:

Década de 60: surgem os primeiros ensaios para a detecção do


hCG.
Aspectos históricos BIOQUÍMICA CLÍNICA I
Aspectos históricos BIOQUÍMICA CLÍNICA I
O papel do laboratório de Análises BIOQUÍMICA CLÍNICA I
Clínicas
Confirmar, estabelecer,
complementar ou
diagnóstico
LABORATÓRIO CLÍNICO
Assistência a saúde de
qualidade e saúde baseada Fornecer elementos para o
em evidências prognóstico, estabelecer
critérios de normalidade e
delinear fatores de risco
evolutivos
-Sistema de saúde depende dos
resultados laboratoriais.
-Papel central nas decisões médicas MEDICINA
LABORATORIAL
O papel do laboratório de Análises BIOQUÍMICA CLÍNICA I
Clínicas

Os exames são utilizados para:

Auxílio na seleção, otimização e


monitoramento do tratamento

Fornecer um prognóstico
O papel do laboratório de Análises BIOQUÍMICA CLÍNICA I
Clínicas

Pergunta clínica

...
Resultado do exame
diagnóstico
Prognóstico
Decisão
Diagnóstico
descartado
Monitoramento Diagnóstico

Repetir pergunta Intervenção


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

O que é a Bioquímica Clínica ou Química Clínica?

Mais de 1/3 de todas as investigações laboratoriais hospitalares!


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

 O papel da Bioquímica Clínica na Medicina

História

Exame clínico

Serviços de diagnóstico

Serviços laboratoriais

BIOQUÍMICA CLÍNICA
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

 Como os testes bioquímicos são utilizados


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

 O repertório da Bioquímica Clínica

Bioquímica
Básica

TESTES
BIOQUÍMICOS

Análises Análises de
especializadas emergência
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

 Evolução tecnológica....
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

AUTOMAÇÃO

Cobas Mira®– Roche Diagnostics


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

AUTOMAÇÃO

BS 380 – Mindray ADVIA® 2400 Chemistry


System (Siemens Healthcare)
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I
O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

AUTOMAÇÃO

Labmax plenno®– Labtest


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

AUTOMAÇÃO

Cobas 8000®– Roche Diagnostics


O laboratório de Bioquímica Clínica BIOQUÍMICA CLÍNICA I

 Diagrama do processo de Bioquímica Clínica


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Análises Clínicas

O que é uma amostra biológica?


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Análises Clínicas

Principais amostras usadas para análises


Sangue venoso, soro ou plasma
Sangue arterial
Sangue capilar
Urina
Fezes
Líquido cerobroespinhal
Escarro e saliva
Tecidos e células
Aspirados (líquido pleural, líquido sinovial, líquido ascítico,
líquido duodenal...)
Cálculos renais
IMPORTANTE! BIOQUÍMICA CLÍNICA I

ATENÇÃO!
Os resultados válidos de exames requerem uma amostra
representativa, coletada e preservada adequadamente!

CUIDADO!
TODAS as amostras devem ser tratadas
como se fossem potencialmente infecciosas.
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Flebotomia e flebotomista.

Sangue venoso
Sangue arterial
Sangue obtido por punção da pele
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Punção venosa

-Seleção das veias por palpação;

-Desinfecção do local (álcool 70%);

-Torniquete;

-Avaliar o volume de sangue a ser retirado e selecionar os tubos


apropriados.
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Punção venosa
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Punção venosa
Coleta amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Cuidados na obtenção do sangue venoso:

-Soltar o torniquete e depois retirar a agulha;

-Curativo: 15 minutos;

-Separar a agulha da seringa ou coletor;

-Desprezá-la em coletor de lancetas.


Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Punção venosa adequada:

Ângulo oblíquo de 30o da agulha em relação ao braço do paciente


deve ser respeitado, com agulha penetrando centralmente na veia
e o bisel da agulha sendo inserido e voltado para cima.
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Oclusão venosa prolongada


Alterações de composição do soro quando a oclusão venosa é
prolongada de 1 para 3 minutos

Aumento %
Proteínas totais 4,9
Ferro 6,7
Lipídeos totais 4,7
Colesterol 5,1
AST 9,3
Bilirrubina 8,4
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue VANTAGENS???


 Sistema à vácuo
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue

Punção arterial

-Artéria radial no punho;

-Artéria braquial no cotovelo;

-Artéria femoral na virilha;

-Cateter na artéria umbilical de RN.


Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta da amostra de sangue


Volume de amostra limitado
Punção da pele Veias com dano
Veias indisponíveis
-Ponta do dedo;

-Lóbulo da orelha;

-RN – superfície plantar lateral ou medial do pé;

-Crianças com mais de 1 ano de idade: planta do dedo grande do


pé.
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta de urina

Amostras de urina podem ser colhidas:

Ao acaso;
Ao longo de 24 horas;
Por um tempo pré-determinado.
Coleta da amostra BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Coleta de líquido cefalorraquidiano (Líquor ou LCR)

Material nobre;

Diagnóstico de meningites virais,


bacterianas e fúngicas;

Recolheita???

Amostras colhidas em tubos estéreis:

Análises bioquímicas e sorológicas


Análises microbiológicas
Análise citológica
Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Amostras preferenciais para análises bioquímicas

SORO

PLASMA

Algumas análises bioquímicas também podem ser


realizadas em SANGUE TOTAL.
Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Componentes do sangue total

SANGUE

Elementos sólidos (células sanguíneas)


Substância líquida (soro ou plasma)
Elementos gasosos (O2 e CO2)
Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Obtenção de soro e plasma

SEM ANTICOAGULANTE SORO

COM ANTICOAGULANTE PLASMA


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Obtenção de soro e plasma


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Sangue total, soro e plasma

Células SANGUE
Plasma
sanguíneas TOTAL

Parte
Fibrinogênio PLASMA
líquida

Parte
Fibrinogênio SORO
líquida
Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

O soro e o plasma devem ser separados das células o mais


breve possível e preferencialmente dentro de duas horas.

Os tubos de amostras devem ser SEMPRE centrifugados


com tampa!
Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Tubos para coleta com sistema de vácuo

Variam pelo tipo de aditivo presente e seu volume.

Tubos com tampa de cor VERMELHA

Tubos com tampa de cor AMARELA


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Tubos para coleta com sistema de vácuo

Variam pelo tipo de aditivo presente e seu volume.

Tubos com tampa de cor CINZA

Tubos com tampa de cor ROXA


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Tubos para coleta com sistema de vácuo

Variam pelo tipo de aditivo presente e seu volume.

Tubos com tampa de cor VERDE

Tubos com tampa de cor AZUL


Principais amostras analisadas no BIOQUÍMICA CLÍNICA I
laboratório de Bioquímica Clínica

Ordem recomendada para coleta de múltiplas amostras,


conforme o CLSI:

Frasco de Citrato de Pró-coagulante e/ou


hemocultura sódio gel separador

Fluoreto/EDTA EDTA Heparina


O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Etapas da realização do exame

Pré- Pós-
Analítica
analítica analítica

Realização do exame

Requisição do exame, orientação Emissão e


do paciente, coleta, transporte da transmissão/comunicação
amostra/material, cadastramento, do resultado do exame e
preparação da amostra/material interpretação
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Etapas da realização do exame


O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré-analítica

Preparo do paciente

 O paciente foi corretamente preparado?


O paciente está em uso de medicamentos?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré analítica:

-IMPORTANTE!
Fatores biológicos que afetam a interpretação dos resultados

Estresse e
Sexo Idade
ansiedade

Período da
Dieta Postura
coleta

Uso de
Exercício físico Gestação
medicamentos
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré-analítica

Obtenção da amostra

Foi conferida a identificação do paciente?


A amostra foi obtida no momento adequado?
Foi utilizado o anticoagulante correto?
A amostra foi conservada corretamente?
A identificação está correta? Não houve troca de amostras?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré-analítica

IMPORTANTE! Causas de erros de coleta

Técnica de Coleta de Sangue: A dificuldade em se


obter uma amostra de sangue pode levar à hemólise.

Estase prolongada durante a punção: A água do plasma


difunde-se para o espaço intersticial, e a amostra ficará
concentrada. As proteínas e os compostos plasmáticos
ligados às proteínas estarão falsamente elevados.
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré-analítica

IMPORTANTE! Causas de erros de coleta

Amostra Insuficiente: Cada análise biológica requer


um certo volume de material para permitir que o teste
possa ser realizado.

Frasco incorreto para a amostra: troca de tubos, uso do


anticoagulante inadequado, etc.
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pré-analítica

Processamento da amostra

As células foram separadas no tempo correto?


O armazenamento foi correto (refrigeração, proteção da luz)?
 A amostra está turva ou apresenta hemólise?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase analítica

Pipetagem da amostra

A vidraria e as ponteiras estão corretamente limpas?


As ponteiras estão bem conservadas e são de boa qualidade?
A pipetagem foi correta?
Não houve troca de amostras?

Adição de reagente

O reagente foi corretamente preparado?


Está dentro do prazo de validade e foi armazenado
corretamente?
Foi pipetado o volume recomendado?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase analítica

Incubação

O tempo e a temperatura de incubação estão corretos?


O nível do banho-maria estava adequado?

Medida fotométrica

 Foi feita manutenção adequada do aparelho?


A cubeta está limpa e bem posicionada?
Há volume suficiente de reagente para a leitura?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fase pós-analítica

Cálculos

Os cálculos estão corretos?


Os resultados estão dentro da linearidade?

Resultados e relatórios

 Estão legíveis para impedir erros de interpretação?


Não ocorreram erros de transcrição?
O processo laboratorial BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Fases extra-analíticas: maiores


ocorrências de erros

Pré- Pós-
Analítica
analítica analítica

Diminuição da frequência de erros: ampla difusão


da automação, tecnologia da informação, padronização de
técnicas e utilização de regras de CONTROLE DE
QUALIDADE bem definidas, além de investimentos em
capacitação de profissionais de laboratório.
Caso clínico 1 BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Uma amostra de sangue foi retirada de uma mulher de


65 anos para verificar sua concentração sérica de
potássio, pois ela estava sendo tratada com diuréticos
tiazídicos por algum tempo. O Clínico Geral deixou a
amostra em seu carro e entregou ao laboratório a
caminho de uma cirurgia na manha seguinte.
Imediatamente após analisar a amostra, o bioquímico
ligou para o clínico geral. Por quê?
Caso clínico 2 BIOQUÍMICA CLÍNICA I

Em uma festa em um vilarejo, uma organização local de


caridade estava realizando certos exames
extralaboratoriais para levantar fundos. Verificou-se
que um garoto de 11 anos tinha uma concentração de
glicose de 250 mg/dL. A família dele ficou preocupada e
uma hora depois seu primo, que havia sido
recentemente diagnosticado com diabetes, confirmou o
resultado em seu equipamento de monitoração e
encontrou glicosúria +++.
Qual é o significado destes resultados?