Você está na página 1de 17

Foucault e o conceito de

anormalidade.

Ma.Carolline Botelho
Paul Michel Foucault ( 1926-1984)
Pensamento Transversal
Filosofia

Psicologia Sociologia

História Direito
Disciplina e Normalização

 Politicas da transgressão

O Microfisica do poder
Redes capilares de
poder IGREJA

ESCOLA ESTADO PRESIDIO

HOSPITAL
ANALITICA DO PODER E A TEMATIZAÇÃO DO
SUJEITO

 Sujeito e saber – Fase Arqueológica


 Sujeito e poder – Fase Genealógica
 Sujeito e consigo mesmo – Fase Ética
Sobre o conceito de Sujeito

Educação : Conceito Clássico ( educação como


ferramenta de lapidação)

Foucault : Construção História ( Formas históricas


de sujeito = Formas históricas de educação)
DISCIPLINA – TECNOLOGIA DO PODER
O Alvo: corpo individual
O Objetivo: produzir corpos
dóceis e úteis
O Estratégias: fixar corpos no
espaço quadriculado,
cortando a comunicação e
controlando rigidamente o
uso do tempo
O Recursos: vigilância
hierárquica (panoptismo),
exame, sanção
normalizadora
O Instituições de sequestro:
prisões, fábricas, escolas,
quartéis, hospitais
Disciplina são técnicas para assegurar a
ordenação das multiplicidades
humanas.

“ A obrigação de pensar comum com os


outros, o domínio do modelo pedagógico
[...] eis toda vilania moral do pensamento”
( Foucault,2003)
Eficácia produtiva do poder.
O Produção de individuos politicamente dóceis,
O Economicamente úteis;
O Saudáveis e normais.

O capitalismo foi o primeiro sistema politico e


economico a ter como alvo não somente o
produto.
Em que medida o pensamento do Foucault
contribui para analise do discurso acerca do
diferente?

 Deslocamentos conceituais (questão do sujeito


e sua relação com o par normal/anormal na
instituição escolar)

 Instrumentos teórico : Objetivação do sujeito


A diversidade não é patológica.
O Normal é o termo pelo qual o
século XIX iria designar o
protótipo escolar e o estado de
saúde orgânica. (...) Tanto a
reforma hospitalar, como a
reforma pedagógica exprimem
uma exigência de racionalização
que se manifesta também na
política, como se manifesta na
economia, sob a influência de
um maquinismo industrial
nascente que levará, enfim, ao
que se chamou, desde então,
normalização. (CANGUILHEM,
2002, p. 209-210).
Escola: Instituição de discurso
de verdade e de poder

Jeremy Bentham (1748-1832)


Atitudes de vigilância e adestramento do corpo e da
mente.
Disciplina e Norma

A normalização para Foucault constrange para


homogeneizar as multiplicidades , ao mesmo
tempo que individualiza .
A integração da anormalidade pela instituição
pedagógica.
.
O “Todo sistema de educação é
uma maneira política de manter
ou de modificar a apropriação
dos discursos, com os saberes e
os poderes que eles trazem
consigo” (FOUCAULT,1996).
REFERENCIAS

O FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Organização e tradução


de Roberto Machado.
O Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.
O ______. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências
humanas. São Paulo:
O Martins Fontes, 1985.
O ______. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1996.
O ______. Em defesa da sociedade: curso no College de France
(1975-1976). São Paulo:
O Martins Fontes, 1999.
O ______. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel
Ramalhete. 35.
O ed. Petrópolis: Vozes, 2008.