Você está na página 1de 9

LEISHMANIOSE VICERAL

AMERICANA (CALAZAR)

EQUIPE: ANA CRISTINA


ELECI
GABRIEL
JULIA ARAÚJO
VANESSA
EPIDEMIOLOGIA
 ATINGEM + 65 PAÍSES (500.000 CASOS NOVOS ANUAIS).
 ÓBITOS 59.000 ANUAIS.
FIGURA 1: Mapa de distribuição de leishmaniose visceral em humanos no Brasil, com dados
do período de 1981 a 2011. Fonte: adaptado de COSTA (2011) e BRASIL (2012)
MORFOLOGIA

Forma flagelada ou
Forma aflagelada ou promastigota
amastigota
CICLO EVOLUTIVO
 Promastigota

AMASTIGOTA PROMASTIGOTA
FIGURA 4:Ciclo de transmissão da leishmaniose. Fonte: Adaptado de MONTALVO et al. (2012)
VETOR
 Filo: Arthropoda
 Classe: Insecta
 Ordem: Diptera
 Familia: Psychodidae
 Gênero: Lutzomyia
 Espécie: L. longipalpis

Brasil: cangalhinha, mosquito-palha, birigüi, tatuíra.


CICLO SELVÁTIVO
 Raposa do campo (Pseudalopex vetulus)

 Gambá (Didelphis albiventris). Na

Lobo-grará (Chrysocyon brachyurus)

Cachorro-do-mato (Cerdoncyon thous),


FORMAS CLÍNICAS
 Assintomática

 Oligossintomática

 Aguda

 Crônica